close

corinthians

Publicidade

Vídeo inédito mostra ação da Leyard para a Torcida Virtual no estádio do Corinthians

Em parceria com a Anixter, IBM e Cisco, a Leyard – líder mundial em painéis de LED – trouxe à Neo Química Arena mais diversão e alegria para o futebol brasileiro. Com um painel de 100 metros quadrados instalado na arquibancada, bem à beira do gramado, as empresas criaram um sistema inteligente que conecta a torcida aos jogadores de maneira única e cheia de energia.

“É uma forma de fazer com que o torcedor fique mais perto do time, incentivando o Corinthians a todo o momento. A torcida virtual tem a função de levar o torcedor para dentro do campo, fazendo com que – mesmo em um momento de pandemia – a paixão não acabe e que o time não fique sem o apoio do torcedor”, declara Odair Tremante, General Manager da Leyard Brasil.

O projeto acompanhará todo o Campeonato Brasileiro e o contrato com o Corinthians tem duração de 5 anos. Após a pandemia, equipamentos serão convertidos em espaços de ativações das marcas parceiras do Corinthians na Arena.

SOBRE O PAINEL

O painel escolhido para montagem foi o modelo VLC8. Por possuir instalação rápida, permite montagem e desmontagem a qualquer momento. É superleve (cada gabinete pesa apenas 7 kg), ultrafino e resistente à água. Blindado, tem manutenção frontal e não possui ventilação forçada. Para melhor performance, traz 5000 nits de brilho, permitindo que a torcida virtual acompanhe o time durante todo o jogo em alta resolução.

SOBRE A LEYARD

A Leyard é líder mundial em painéis de LED de fine pitch e pioneira em oferecer experiência visual para seus clientes. Oferece produtos inovadores para diferentes frentes que vão desde grandes redes de postos de gasolina a redes de farmácia, eventos, exposições e gigantescos projetos personalizados. Possui premiações e certificações internacionais e profunda expertise em grandes desafios de audiovisual.

Veja o vídeo criado pela Leyard para o projeto Torcida Virtual do Corinthians clicando aqui.

Leia Mais
Marketing

Corinthians estreia Telão de LED para interação com torcedores hoje, em jogo contra Coritiba

Arena Corinthians estreia, nesta quarta-feira (19), projeto de telão de LED com mais de 100m², para exibir as reações de torcedores, em tempo real, durante o jogo contra o Coritiba.

Mesmo de portões fechados, devido à pandemia do Coronavírus, o Alvinegro encontrou uma solução para se unir à energia de sua fiel torcida, dentro do campo e dentro de casa: a tecnologia.

Contando com um produto de alta qualidade em LED – instalado de modo estratégico no centro do campo, no setor Leste inferior – o time apresentará em duelo contra o Coritiba, no Brasileirão, a continuação do projeto “O Timão é sua casa”, de um modo mais dinâmico.

Tendo como patrocinadores a IBM, Anixter, Cisco e Leyard, segundo Caio Campos, Superintendente de Marketing do Corinthians, o clube não teve custos com a novidade e o projeto contou com mais de mil pessoas em salas virtuais para testes, levando em consideração que, para as partidas, são esperados até 5 mil participantes virtuais.

O telão de LED, fabricado pela Leyard, dispõe de módulos personalizados e conta com a tecnologia Inviron para a integração e distribuição dos conteúdos. Por exemplo, em seu centro, serão exibidas as salas virtuais com os torcedores, logo abaixo (no rodapé) e em suas laterais, anúncios publicitários.

Conforme nota publicada pelo site do clube, o propósito é “mostrar aos jogadores que, mesmo à distância, a energia da Fiel entra em campo e faz a diferença”.

Quer saber mais sobre como utilizar a tecnologia ao seu favor? Acesse: inviron.com.br/contato

Leia Mais
Marketing

Corinthians deve anunciar novo patrocinador máster

Foram quase dois anos de espera e com certeza, fez uma diferença danada aos cofres do clube. coque iphone soldes Depois do término do contrato com a Caixa, em 2017, nenhum outro acordo de patrocínio máster para o uniforme surgiu. soldes coque iphone Porém, tudo indica que nos próximos dias, o Corinthians deva anunciar o seu novo patrocinador máster de camisa. Pelo menos é dessa forma que a questão é tratada nos bastidores do clube. coque iphone Trata-se do banco BMG e o acordo deve render ao clube paulista algo em torno de R$ 30 milhões. soldes coque iphone O Banco já estampou de a camisa de outros grande clubes no Campeonato Brasileiro num passado recente. Além deste, o Corinthians possui outros patrocinadores de maior valor, que também estampam a camisa da equipe. coque iphone O mais recente patrocinador foi a Poty, que se desligou do rival São Paulo. coque iphone pas cher É aguardar pra ver se o anúncio do patrocínio do banco BMG ocorre mesmo nos próximos dias.

Leia Mais
Mídia

OMO SPORTS ATIVA MARCA EM JOGO DO BRASILEIRÃO

Em ação da campanha “Cada Gota de Suor Marca”, da OMO, neste domingo (15), durante o jogo Corinthians e Fluminense, o logo OMO Sports surgiu com muito suor no uniforme preto e branco, na área de patrocínio máster do Corinthians. coque iphone xr A ação criada e implementada pela F.Biz inovou utilizando tinta hidrocrômica para revelar a marca Omo Sports conforme os atletas se movimentavam e suavam em campo. “A OMO está constantemente inovando e trazendo produtos que resolvem de primeira, para que as pessoas possam aproveitar os momentos que marcam. coque iphone 6 E assim como OMO é uma das marcas mais lembradas e usadas pelos brasileiros, o futebol é um dos esportes preferidos. coque iphone Nada melhor para mostrar que cada gota de suor marca do que se associando a um esporte que conecta e emociona as pessoas”, destacou Giovanna Gomes, diretora de marketing de OMO. acheter coque iphone en ligne Para se manter inovadora, além de desenvolver o produto, a OMO apostou no patrocínio com camiseta especial que reage ao suor evidenciando o logo da linha sports, feito em tinta transparente. A ação integra campanha de lançamento da OMO Sports e tem o intuito de reforçar a marca em momentos marcantes de diversão, superação e bem-estar. soldes coque iphone A comunicação foi sustentada por plano de mídia com filme publicitário em TV aberta e fechada, além de mídia digital.

Leia Mais
Publicidade

Muricy, Tite e Oswaldo Oliveira juntos por Sebrae

 

 

Ficha técnica:

Direção de criação: Antônio Batista
Redação: Gera Oliveira
Direção de arte: Humberto Cunha
Planejamento: Ricardo Bauab e Ceres Costa
Atendimento: Paulo Bortolloto e Felipe Martins
Mídia: Estanley Cunha
Produção gráfica: Johnatan Lastri
RTV: Rosana Teixeira
Produtora do vídeo: Dogs Can Fly
Produtora de som: Sonido
Direção de cena: Tom Stringhini
Direção de fotografia: Alberto La Salvia
Direção de arte do filme: Ana Maria Abreu
Aprovação pelo cliente: Cândida Bittencourt e Henrique Souza

Leia Mais
Marketing

Corinthians fecha contrato de naming rights com Emirates


O novo estádio do Corinthians que deverá ser entregue no início de 2014, já tem um novo nome: “Arena Emirates” ou então “Emirates Arena”.


 



O contrato firmado com a gigante companhia aérea é válido para um período de 20 anos e segundo informações publicadas hoje nos principais jornais de São Paulo, o valor da negociação é de R$ 450 milhões para o período.


 



Num primeiro momento, parece ser um valor astronômico, mas se dividido pelo período, torna-se igual ou inferior ao que um patrocinador comum paga hoje a qualquer time grande.


 



Não é o primeiro estádio a ser batizado pela Emirates. Em Londres, o estádio do Arsenal já leva o nome da empresa.


 



A grande questão nessa história toda é se a grande mídia e em especial a TV Globo irá pronunciar “Arena Emirates” ou Emirates Arena” em sua programação.


 



A questão já foi levantada meses atrás, quando a Cervejaria Petrópolis deu o nome de Arena Itaipava à outro estádio novinho, a Fonte Nova, na Bahia. Outro estádio que fechou contrato com a Itaipava foi a Arena Pernambuco.


 



Mas a Globo anda chamando o estádio como mesmo?


 



É pagar pra ver se o nome pega ou não! No caso do estádio do Corinthians, acredito que o que vai ficar mesmo é “Itaquerão” e ponto final!


 



Boa Sexta-Feira a todos!
Leia Mais
Mídia

A Band “perdeu a mão” no CQC ou deve ter gente comendo cocô nos bastidores!

 

Leitores auxiliam na pauta do Blog do Crespo. E esse assunto foi levantado por alguns de nossos fãs semanas atrás!

"Baixaria pouca é bobagem".

Alguém já deve ter dito isso por aí, mas se ainda não disseram, ok, eu assino a frase.

Na TV aberta brasileira, baixaria sempre deu audiência. Bundas, brigas conjugais, jogar TV no chão, imagens de atropelamentos!

Tem gente que acha que tudo é válido para dar audiência. Tem gente que não!

A década de 90 foi só isso: baixaria! Principalmente aos Domignos!

E se é pra produzir conteúdo bizarro, fica a máxima, de que seja um "ruim bom". Mas "ruim bom" existe? O que é isso? Deixe-me explicar: ruim pra caral….! Faz um ruim direito, pow!

O povo gosta, ué. Triste, mas gosta!

Vamos voltar um pouco no tempo e lembrar do programa Pânico na TV, na RedeTV! As maluquices feitas pela produção com a Sabrina Sato e com o Bola rendiam bons índices no começo e por isso, se espalharam para as demais paniquete, apresentadores e até convidados!

No tempo que esteve na emissora, o Pânico na TV! teve média de 9, 10 pontos! Suas reprises que ocorriam às Sextas, rendiam 5, 6 pontos. Ambas exibições estavam semanalmente no TOP5 de audiência da emissora!

Enquanto isso, ali ainda em 2009 ou 2010, a Band resolveu apostar em um conteúdo diferenciado e no quesito humor, apresentou um tal de CQC. Formato argentino, cria aquela dúvida e tal, mas por ter uma pegada mais "política", conseguiu passar a ideia de um humor mais refinado.

Qual outro programa da história recente da TV brasileria, deixou os políticos em tamanha cilada como este? O CQC definitivamente aposentou o Casseta e Planeta! Os repórteres sempre muito bem treinados e com aquela pitada de ironia, dialogavam e questionavam os políticos, e ali, de frente às câmeras mostravam suas deficiências, que nos envergonhavam! Sim, vergonha alheia!

O CQC foi nosso defensor dentro do Congresso Nacional, como até então nenhum político que lá trabalhava, parecia ser!

Não era um formato jornalístico inventado pelo CQC, ok. Michael Moore já fazia isso, ao menos uma década antes, nos E.U.A.

Mas vejam que engraçado: o CQC não mostrava bunda, não falava palavrão, não ridicularizava celebridade e desta foma, atingia uma média de 6, 7 pontos e audiência.

Mas eu sempre preferi CQC do que Pânico! Creio que muitos de vocês também!

Não é de se imaginar, que os próprios interantes do CQC não gostavam do humor do Pânico e tiveram que "engolir" à seco aquelas contratações todas! Alguém duvida disso?

Sabendo disso, a emissora foi buscar o Pânico na RedeTV! e o colocou na grade para manter o estilo "popularesco" que já era característica do programa e e de seus apresentadores.

Tanto é que manteve até parte do nome do programa, que passou a se chamar então "Pânico na Band".

Com dois programas de humor na casa, a Band poderia manter o CQC no estilo mais "elitizado" do humor às Segundas e o "programa tragédia' aos Domingos! Mas, ao meu ver, eles tinham outros planos maiores para os programas.

De duas, uma: A Band "perdeu a mão" ou deve ter gente comendo cocô nos bastidores! (E nem vou colocar aspas no comendo cocô)

E digo bastidores, porque em frente as câmeras, já tem gente comendo cocô de verdade faz tempo!

Com o passaporte carimbado do Corinthians ao Japão, no final do ano, o CQC resolveu criar um concurso chamado "Um Louco no Jãpão" ou algo assim, que promete levar um "louco corinthiano" ao Japão para assistir ao time, desde que faça uma loucura por isso! O tamanho da loucura será analisa e julgada!

A maior loucura será escolhida pelo programa em data pré definida. Meu Deus!

Nas últimas semanas, o programa tem exibido cenas pitorescas de gente fazendo coisas absurdas para tentar provar que é o mais maluco dentre todos os outros corinthianos.

Vale tudo e já vi de tudo: torcedor entrando com a camisa do time na torcida do rival Palmeiras, tatuagem na cabeça com o logo da Band e dos apresentadores do CQC, marido ligando pra mulher e dizendo que à estava traindo (forjando), gente rolando propositalmante, gente tomando água do Rio Tietê, gente mudando nome no RG, raspando sobrancelha e algo muito pior já citado no título do post.

Até onde isso vai? O que tem a ver este quadro com o programa CQC? Tenho horror ao quadro em qualquer programa, mas se deseja mostrar o ruim, que seja no Pânico, programa muito mais "adaptado" à essa maluquice e "ruim de verdade"!

Qual é o bacana de ver essas pessoas fazendo essas coisas na TV? E pior, como tem idiota nesse nosso país!

Fico pasmo com o que tenho visto. O cara comeu merda! Não me contaram. Eu vi! Ele vai ser premiado por isso? Alguém tem orgulho disso?

Respeiro à Band, o Saad, o Fernando Mitre, o Bóris, o Boechat, o Joelmir, que está doente inclusive, e até o Tás! Mas duvido que eles não pensem, eplo menos em parte, como eu penso!

Desculpe, mas essa é minha opinião! E de outros que nos lêem diariamente. Conheço alguns integrantes do programa e do quadro de funcionários da emissora.

Encaminharei esse texto à eles. Duvido que respondam, mas como fui exposto à esse bizarro conteúdo, quero saber o que eles acham! Será mesmo que concordam?

Quero ver se darão aqui a opinão deles sobre o assunto! E que não me venham falar de liberdade de imprensa. Isso nada tem a ver com liberdade de imprensa.

Coloquem também a opinião de vocês!VVamos debater o assunto provocado pela emissora e não por nós!

Leia Mais
Publicidade

Bom Bril quer calar o Boca

A partir desta noite, veicula em TV, o novo filme da Bom Bril, mais uma vez estrelado por Carlos Moreno.

Criado pela W/MCCann, aos olhos atentos do corinthiano Washington Olivetto, o filme coloca torcedoras corinthianas em cena.

Veja o filme:

Leia Mais
1 2
Page 1 of 2