close

ensino

Opinião

Publicitário professor. Professor publicitário.

Publicitário professor. Professor publicitário. Uma coisa não fica em pé sem a outra… pra mim, pelo menos.
Sabe que tem muitos anos que divido meu tempo entre agência de publicidade (agora empreendendo) e salas de aula (tão importantes e gratificantes quanto). Difícil, jornada diária de 15, 16 horas.
A sala de aula é minha segunda casa. Exatamente isso.
Nos últimos meses, minha segunda casa aconteceu de dentro da minha primeira casa. Literalmente. Consequências de uma quarentena dura, talvez nunca vista antes. Algum tempo para adaptação, compreensão de todos os lados e tudo tem funcionado bem desde então.
Sabe… Agradeço à Deus pela oportunidade que me foi dada de ser professor. Só quem é, sabe o que significa isso. Poder compartilhar conteúdo é algo extremamente gratificante.
Não é nada fácil, é verdade.
Estudo demais pra levar sempre o melhor para os alunos.
Desde 2007 tenho essa atividade em minha rotina. De lá pra cá, não teve um dia sequer que eu tenha deixado de lecionar, corrigir ou pensar nas atividades acadêmicas. Todos os dias da semana, estou dentro de uma sala de aula por pelo menos quatro horas, acreditando levar conteúdo novo, relevante e aplicável à atividade publicitária. Faço isso com muito amor, comprometimento, satisfação.
Sempre me dei bem com meus alunos. Respeito recíproco sempre foi o primeiro valor acordado nas minhas salas de aula que entrei. Quem não gosta disso? Sempre deu certo. De forma espontânea, natural, tento me conectar aos alunos, com discurso leve, informal, verdadeiro e sempre exemplificado às suas realidades. Se não sei algo, a humildade bate em minha porta. Se não sei, digo que não sei, mas que irei buscar a resposta onde quer que ela esteja. Aliás, quem sabe tudo?!
Tem uma coisa que muita gente sabe, mas pouca gente fala: A vitória de um aluno é infinitamente mais prazeirosa do que a própria vitória. Acreditem! Luto por essas vitórias dos meus alunos, todo dia e peço ao Papai do Céu que ocorram cada vez em maior número. Só ontem, duas delas: uma aluna Fecap que entrou numa grande agência e um aluno Faap me falando de uma etapa de um processo seletivo. Eu vibro por eles, eu vibro com eles.
Ser professor não é fácil nesse país. Tenho consciência que tenho uma posição privilegiada dentro desse mercado. Tenho as melhores condições de trabalho e atuo em casas que oferecem o melhor aos docentes e discentes.
Obrigado Fecap. Obrigado FAAP. Obrigado Mackenzie. Obrigado PlugSchool.
Mas, registro aqui que admiro muito e bato palmas para milhares de professores e professoras por esse Brasil que possuem uma realidade diferente da minha. São profissionais da educação que sofrem diariamente com a falta de recursos, a inexistência de reconhecimento e de respeito e ainda assim, continuam lecionando diariamente com sorriso no rosto, torcendo para um futuro de sucesso aos seus alunos. Todos esses, na busca por uma melhor entrega de conteúdo, se desdobraram e reaprenderam muito nos últimos meses para fazerem das aulas virtuais, as mais proveitosas possíveis para seus alunos.
Lembro quase que sempre dos meus professores. Gente que me ajudou bastante. Difícil citar alguns sem esquecer outros, mas ainda sim, farei: obrigado Amadeu, Russell, Bucci, Edson, Guaíra, Davidson, Cida, Lelo, Mecca, Adão, Ângelo, Marcinha, Alberto, Paulo Roberto. Alguns desses citados me deram aula, outros me incentivaram e outros ainda me deram a primeira oportunidade.
Feliz Dia dos Professores aos meus colegas, aos meus professores da escola, da faculdade e da vida e também a todos os que lecionam pelo Brasil, independente da dificuldade ou da falta de reconhecimento que tenham.
Que orgulho de vocês!
#diadosprofessores
por Filipe Crespo
Leia Mais
Opinião

Sentido na pele (e no osso), o verdadeiro conceito de target.

O que hoje ensino, um dia bem aprendi.

A palavra inglesa “target” é a tradução de “público alvo”.

Todo produto ou serviço ofertado possui um target. Cremes para a pele são voltados para mulheres. Sorvetes de brigadeiro, para as crianças.

Neste final de semana, a vida me ensinou mais uma lição sobre o assunto. Definitivamente não sou o target do seguinte produto: skate.

Não, não sou. Posso ser um cara descolado, ter minhas tatuagens, ouvir meu Maneva ou Charlie Brown Jr, mas skate e Filipe não combinam.

O target de skate toma Nescau, assiste Malhação e escuta Dead Fish.

Numa tentativa frustrada de acreditar ser o Bob Burnquist, sofri uma queda no último final de semana.

Com o tombo, fui parar no hospital. Realizei duas tomografias entre outros exames que nunca havia ouvido falar.

O resultado é que tive uma fissura na região sacroilíaca. O nome é estranho, mas na prática é algo como “pode ficar na posição que quiser que vai doer pra caralho”.

Segundo um dos médicos, uma cicatrização lenta e dolorida.

Sendo assim, me recupero de tal estripulia e aos poucos estou retornando às atividades normais diárias.

Agradeço a todos pela preocupação e aproveito para informar que tem uma oferta bacanuda de um skate irado e praquele cara descolado que toma Nescau, lá no Mercado Livre.

Grande abraço a todos.

Leia Mais
Opinião

Que 2011 humilhe 2010!

Depois de muita festa, estamos nós cá de novo.

E obviamente, o Blog do Crespo não poderia deixar de desejar a todos vocês, leitores, um excelente 2011.

Que cada um de vocês consiga nesse ano, atingir suas metas traçadas, seja no âmbito pessoal ou profissional.

E para que isso seja possível, pedimos a Deus muita saúde e paz, pois trabalho, atitude, perseverança, paciência e força de vontade dependem da gente e o sucesso é uma consequência de tudo isso.

É assim que devemos pensar, sempre!

Para nós, o ano que passou foi bastante intenso e importante.

Conseguimos emplacar Blog do Crespo como um dos mais visitados do segmento. Chamamos a atenção de grandes profissionais do mercado de trabalho, que passaram a acompanhar o nosso espaço.

Reformulamos algumas coisas no layout e inserimos em tempo real, todos os tweets do Blog do Crespo no microblog mais conhecido do mundo.

Falando em Twitter, conseguimos também divulgar e manter sempre atualizado nosso perfil no twitter (@blogdocrespo) que sempre traz aos nossos leitores, as informações mais importantes do meio. Exemplo disso, foi a cobetura ao vivo do Prêmio Caboré, em Dezembro passado.

Sorteamos livros, divulgamos eventos e inúmeros cursos.

Controlamos os spams que surgiram e a partir de agora, os comentários e posts já podem ser feitos normalmente.

Tudo isso, caros leitores, para vocês. Fizemos tudo isso, para que esse espaço seja cada vez mais, um espaço para se debater PUBLICIDADE.

Em 2011, por conta de uma agenda mais bem planejada, teremos mais tempo para o Blog do Crespo. Faremos ainda mais coisa do que já fizemos. Vamos manter atualizadas, todas as páginas do blog, criar promoções e possibilitar o envio de currículos para os profissionais do mercado publicitário.

Pretendemos criar um espaço com um resumo dos mais renomados publicitários do nosso país.

Um espaço para que o ensino da Mídia nas universidades também seja discutido por profissionais, também está sendo pensado. Os professores de Mídia são essenciais para o futuro da profissão e infelizmente, são esquecidos pelo mercado, de um modo geral. Vamos tentar mudar isso.

Queremos também criar um espaço para colocarmos as fotos dos grandes eventos que ocorrem no mercado publicitário brasileiro.

E são por todos esses motivos, é que pedimos que nos ajude, com suas críticas ou sugestões.

Mandem-nos um email. Nos ajudem a criamos um Blog do Crespo ainda mais interessante para os leitores.

Divulgue o Blog do Crespo para seus amigos também!

E como diria o Musa, vamoquevamo!

Para concluir, 2010 foi bom pacas, mas ainda assim, queremos que 2011 humilhe 2010.

Feliz Ano Novo a todos!

Essa é a nossa vontade!

Leia Mais
Mídia

Vem aí, o Mídia Dados 2010!

O grupo de Mídia de São Paulo divulgou que no próximo dia 12, Quinta-Feira, será lançado o Mídia Dados 2010.

Publicação de referência no mercado publicitário, o Mídia Dados 2010 promete um material rico em informações e também com novidades em relação aos anos anteriores.

Na edição de 2009, a publicidação já me surpreendeu bastante por abordar o ensino da Mídia nas universidades (assunto bastante discutido pelo Blog do Crespo) e também sobre a importância da pesquisa de mídia.

Já este, será o primeiro Mídia Dados lançado na nova gestão do Grupo de Mídia, que tomou posse no mês de Abril passado.

Eu estarei lá no Grupo na próxima QuintFeira e depois direi a vocês como foi.

Bom final de semana a todos.

Leia Mais
Eventos

Começa a temporada de cursos do Grupo de Mídia

Tem início neste Segunda-Feira, o Curso Básico de Mídia, promovido pelo Grupo de Mídia de São Paulo.

Será apenas o primeiro curso de uma série que o Grupo deverá ministrar neste semestre.

Já tive a oportunidade de participar de inúmeros cursos do Grupo de Mídia e posso dizer que vale muito a pena.

A aula inaugural ficará por conta de Ângelo Franzão, Presidente do Grupo.

Quatro alunos da UniSant´Anna estão matriculados.

Depois irei perguntar a eles, o que acharam do curso.

Se você não conseguiu se matricular deste vez, calma, que muito provavelmente, o Curso Básico de Mídia deverá acontecer também, no segundo semestre do ano.

Boa semana a todos.

Leia Mais
Opinião

O ensino da Mídia nas Universidades

Sempre me preocupei com a qualidade do ensino de Mídia nas universidades.

Quando eu fazia faculdade, tive o prazer de ter como professores, o Mestre Amadeu Nogueira de Pádua, o HOMEM DA COMUNICAÇÃO da Nestlé e professor da ESPM e Davidson Iuspa, da Rede Globo. Além disso, meu outro ídolo, sempre foi meu tio, Newton Crespo, que foi diretor de Mídia da Ogilvy, por mais de 20 anos e hoje atua na Rede TV!

Todos eles foram importantes na minha formação porque me levaram mais do que o conhecimento da faculdade e sim, a realidade do mercado.

Em Mídia, muitas coisas são ensinadas na faculdade, que o aluo jamais vai usar aquilo na profissão. Sendo assim, cabe ao professor de mídia, aliar a teoria com a prática.

Paulo Tamanaha, um dos maiores mídias desse país, também professor da ESPM, diz que os alunos se mostram muito mais interessados, quando ele leva à aula, casos reais, de clientes reais, com problemas reais.

Eu sempre tento fazer isso em minhas aulas. Tento ao máximo colocar alí, a realidade do mercado.

Quando chega na fase do planejamento de mídia, coloco aos alunos situações bastante diferentes.

Ao meu ver, pedir um plano de mídia de um cliente grande, com uma verba de milhões de reais, é bastante interessante, porém, a realidade me faz crer que poucos alunos que ali estão terão essa oportunidade em suas vidas. Sendo assim, coloco também aos alunos, um plano de mídia de um cliente pequeno, como uma loja de informática, instalada dentro de um shopping,em uma cidade do interior de São Paulo, por exemplo. Verba muito menor, problemas muito maiores, porém uma proximidade muito maior com o mercado.

Levei essas minhas angústias ao Ângelo, presidente do Grupo de Mídia de São Paulo, no início do ano.

Ele disse que essa também é uma preocupação dele. E resolveu agir.

O Mídia Dados 2009 traz uma matéria enorme sobre essa questão. O Grupo resolveu convocar às universidades para “ouvir” quais são os problemas enfrentados por professores e alunos, em sala de aula.

Achei muito bacana a discussão. Inúmeros professores de faculdades de grande renome no cenário brasileiro, compareceram e colocaram ali, seus problemas.

Tirando as “abobrinhas” colocadas pela Monica Hoera, da UniSantos, que nem profissional de mídia é (ela foi minha professora), muita coisa interessante foi colocada.

Dentre as dificuldades colocadas, destaco duas: a dificuldade das universidades em conseguirem os programas de pesquisa de mídia, como o Sisem, da Marplan ou os programas de audiência do Ibope; e a dificuldade de levar às salas de aula, os reais preços de comercialização dos veículos. Muitas das universidades utilizam o Jovedata para resolver essa questão.

O Grupo de Mídia listou as necessidades e prometeu agir. Um convênio com os institutos de pesquisas seria uma solução bastante razoável. Vamos ver o que acontece.

De qualquer forma, eu como professor de mídia, sou muito grato ao Ângelo, ao Grupo e aos professores que lá estiveram. Menos a Mônica, que falou bobagem.

Bom final de semana a todos.

Leia Mais