close
Digital

Vem aí uma Black Friday diferentona

Todo ano, empresas dos mais variados segmentos passam meses pensando em suas estratégias para uma das principais data do varejo: a Black Friday.

Num ano tão diferente e com tão poucas oportunidades de contato físico com os consumidores, essa data ganha uma dimensão e uma importância ainda maior para marcas de produtos e serviços.

Nascida nos Estados Unidos e adaptada para os moldes brasileiros, a data sofreu bastante no começo em nosso país. Marcas exageraram na dose com promessas e artimanhas milenares de divulgação e, em pouco tempo, expressões como “black fraude” ou “tudo pela metade do dobro” eram ditas em rodas de conversas que tratavam do tema, sempre de maneira pejorativa e usadas contra a data.

Porém, não há como negar que com o passar dos anos (e também com o passar dos erros), as marcas foram aprendendo e a data foi amadurecendo. Empresas adaptaram as suas Black Fridays ao comportamento de compra e consumo do brasileiro e passaram a se preocupar em trazer promoções realmente relevantes ao consumidor. Aquela que não fazia dessa forma, era prontamente julgada e jogada de escanteio pelos consumidores.

Sendo assim, pode-se dizer que a data passou a ser realmente atraente e isso se comprova quando se observa os resultados extremamente satisfatórios para o comércio nas últimas edições.

Neste ano, a perspectiva é ainda melhor que nos anos anteriores. Assistiremos a Black Friday mais digital de todos os tempos e para o e-commerce é uma oportunidade nunca vista antes. Pesquisa recém divulgada pela Méliuz, startup brasileira com atuação na área de tecnologia, 70% dos brasileiros pretendem fazer compras nesta Black Friday.

Empresas começam então a se movimentar. É extremamente importante que o ambiente digital da marca esteja pronto para receber esses compradores aptos e ansiosos por comprar na Black Friday. O site da marca tem que ser leve, rápido, amigável e de navegação intuitiva. O produto tem que estar disponível em todas cores e modelos, a entrega tem que rápida e o frete… que frete???

Porém, tão necessário quanto tudo isso acima é o que as marcas podem criar na cabeça dos consumidores para a Black Friday desde já. É necessário que essas mesmas marcas que irão cuidar de seus sites, também planejem (agora, pra ontem), como se dará a exposição de suas ofertas no ambiente digital antes mesmo da data, para que no dia exato da Black Friday, a marca já esteja posicionada na mente dos consumidores.

Marcas que depositam na Black Friday, a esperança de bons números para fechar o ano no azul, já começaram a se movimentar. Agências de publicidade já produzem planos de mídia digitais em busca de melhores oportunidades para encontrar navegando de um lado para outro, os consumidores afoitos por compras.

E você? Como anda o planejamento de mídia da sua marca para a Black Friday?

Tags : black fridaydigitalestratégiamídiaplanejamento

Comentários no Facebook