close
Conteúdo

3 dicas para melhorar seu Call to Action

Fonte: Pexels

A todo momento vemos frases no final dos textos que nos deixam com uma pulga atrás da orelha. Elas nos instigam a querer saber mais sobre o tema ou produto desejado e, não à toa, estão em todo lugar: no YouTube, em “Me siga nas redes sociais para ficar por dentro de tudo” ou “Inscreva-se no canal”; no Instagram com o “Deixe seu like”, “Salve este post”; nos blogs ou sites de compras com o “teste grátis”, “saiba mais”, “clique e confira”; entre vários outros lugares.

Mas, afinal, o que são e por que elas existem?

O Call to Action (chamada para ação) – ou CTA, para os mais íntimos – é um termo utilizado no marketing digital para designar links (textuais ou visuais) das páginas que levam os usuários a realizarem alguma ação.

Usado de maneira correta, ele pode aumentar o número de visualizações na sua página, suas vendas e interações dos usuários com a sua marca. Então, para não perder nada das oportunidades que essa funcionalidade possibilita, vamos a 3 dicas de CTAs que irão te ajudar a melhorar sua performance no mundo digital:

  • Entenda seu público

Quando nós compramos um presente para um amigo ou parente, sempre buscamos conhecê-lo, entender seus interesses e, com base nisso, dar aquilo que acreditamos ser o melhor para ele. Com o CTA não é diferente: colocar o “Saiba Mais” ou “Clique e descubra” em um produto novo, uma promoção relâmpago ou um artigo inédito é uma ótima forma de chamar a atenção das pessoas que estão visualizando seu site/produto e oferecer o melhor do seu conteúdo a ele.

  • Faça testes

O público gosta de entender para que serve as coisas. Ninguém compra algum produto/serviço sem pesquisar as funcionalidades ou conhecer a opinião de outras pessoas, assim, ofereça muitos testes – sempre que eles se encaixarem naquilo que sua marca oferece, é claro. Assim, obrigatoriamente, as pessoas terão que acessar a página para conhecer mais sobre o produto e ficar mais interessado nele.

Mas, tome nota: não adianta oferecer mil e um testes e, no final, não gerar conversão, ou seja, resultar em compra. Tudo que é demais acaba estragando.

  • Entregue bons conteúdos

Conhecendo seu público e entendendo o que ele necessita, sua marca pode entregar (e até recompensar) aqueles que se mostram mais interessados. “Baixe o e-book gratuito”, “acesse o site por apenas R$ 19,99”, “ganhe 1 mês de acesso gratuito ao conteúdo indicando um amigo” são alguns exemplos de CTA que tornam mais relevante o seu conteúdo e ajudam no engajamento da sua marca.

Existem várias outras coisas que podem entrar nessa lista, como o objetivo do seu CTA, onde usá-lo, qual formato chamará mais atenção e irá atrair mais o público, qual o nível de envolvimento dos usuários com a sua marca e por aí vai.

O fato é que, se sua marca quer chamar atenção, ela não pode se cansar de entender o público e tem sempre buscar melhorar e interagir mais com os seus usuários. Não existe fórmula mágica: a melhor maneira é aquela que não existe, mas que sua empresa pode vir a criar.

E, pensando nisso, gostei tanto da ideia do CTA que vou usá-la: aproveite o conteúdo, dê uma olhadinha em outros textos (meus e dos meus colegas) aqui do portal e siga a @creativosbr lá no Instagram.

Tags : Call-to-actionchamada para açãoconteúdoCTAdicasmundo digital
Quezia Lira

The author Quezia Lira

Estudante de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda na FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, Quezia Lira é residente de Guarulhos, na Grande São Paulo, tem 19 anos e é apaixonada por livros, séries, músicas e viagens. Acredita que, além de tudo na vida ter um propósito, todos podem alcançar seus sonhos e que um dos maiores presentes da vida são os caminhos que percorremos.

Comentários no Facebook