close
Opinião

30 anos da emissora mais feliz do Brasil

Vamos lá. Antes tarde do que nunca!

Na última Sexta-Feira, dia 19, o SBT comemorou 30 anos de vida.

A emissora de Silvio Santos, que se auto-intitula como a "mais feliz do Brasil" até então, tem uma trajetória de bastante sucesso.

Se você tem algo em torno de 30 anos de idade, como eu, certamente concorda comigo, se eu disser que o SBT foi a emissora da nossa infância.

Quem não se lembra, de Sérgio Mallandro e sua Porta dos Desesperados? Ou então das charadas nos intervalos do desenho do Duck Tales?

O que falar então de Chaves e Chapolim? Assisti todos os episódios de amos seriados. Lembram-se de "Férias no Acapulco"?

Ou então das telenovelas mexicanas como "Carrossel" e "Vovô e Eu"?

Para paulistanos como eu, fica ainda na memória, os desfiles de apresentadores do SBT na Avenida 23 de Maio, muitos anos atrás.

Eu concordo que o SBT, seja sim a emissora mais feliz do Brasil.

Mas ser a mais feliz, não é garantia de maior audiência. De 10 ou 15 anos atrás para cá, a emissora de Silvio Santos perdeu a vice liderança de audiência, para a concorrente Record.

Vários foram os motivos, é claro. E embora não seja somente esse o motivo, quero aqui lembrar que o SBT perdeu um pouco a "veia" infantil que tinha.

Hoje, 30 anos mais tarde, a emissora de Silvio Santos luta para manter um 3. lugar na preferência do público.

E talvez, seja por esse motivo, que ainda hoje, o maior apresentador da TV brasileira, Silvio Santos não abandona seu programa aos domingos, que é o líder de audiência da emissora.

Aposta também, em apresentadores como Celso Portiolli e Ratinho e não se envergonha de dizer que é a emissora mais classe C do país.

Muitas foram as perdas do SBT nos últimos anos: Gugu, Hebe e Justus foram as principais.

Mas Silvio Santos não se abala. Hoje, em seu programa, comentou sobre os 30 anos do SBT e disse que quem sai da emissora sempre se lamenta, ao lembrar que a emissora era um ótimo ligar para se trabalhar. Não duvido!

Como disse no começo do post, minha infância foi marcada pelo SBT. Hoje, pouca coisa ou nada me agrada, na programação da emissora.

Nao curto Ratinho, Carlos Nascimento e nem o Portiolli.

Porém, tenho um carinho especial pela emissora e tenho certeza que muita gente, como eu, também.

Pensando nessa força quesua emissora tem com esse público que teve sua infância marcada pela programação da emissora, é que Silvio Santos deveria retomar o interesse desse público.

Acho que falta para a emissora, uma atenção especial para esse grande público, ainda jovem, que um dia foi o "defensor" da emissora.

E para atrair esse público, não vejo nenhum milagre. Basta retomar aqueles programas antigos, em suas versões originais mesmo.

Por que não volta à programação, aquela versão mexicana da novela Carrossel? Não tem sentido uma versão brasileira agora.

Por que não volta à programação, o Passa ou Repassa, ainda que com outro apresentador?

Por que a emissora não coloca na programação diária matutina, um bom programa infantil e não aquelas crianças ridículas?

Até a Globo criou o "Vale a Pena ver de Novo" para buscar a antiga audiência. Ou você acha que quem assiste o Vale a Pena ver de Novo, é um novo público e que não assistiu a primeira versão?

Prova de que isso dá certo é o Chaves, que o próprio SBT mantém na grade em vários horários e que marca 5 ou 6 pontos cada vez que vai ao ar.

Acho que falta um pouco de estratégia da emissora nesse sentido, para buscar um públiv que tem um carinho pela emissora, mas não assiste.

Eu diria que o SBT é para os paulistanos, assim como o time da Portuguesa é para sãopaulinos, palmeirenses e corinthianos. rs

Sim, é minha simples opinião. Não é minha pretensão saber saber mais do que os caras que estão lá.

Mas é minha humilde como ex-telespectador da emissora que marcou minha infância.

Hoje, pouca coisa na emissora me prende a atenção.

De qualquer modo, parabenizo a todos que lá trabalham, por fazer do SBT, a emissora mais feliz do Brasil.

Sei que na Sexta, houve uma festa bacana para todos os funcionários da emissora.

Já no final de semana, foi a vez do mercado publicitário comemorar os 30 anos junto com o SBT, no Hotel Jequitimar, no Guarujá.

Sim, o SBT é feliz, mas poderia ser, mais feliz ainda.

Boa semana a todos.

Tags : 30 anosaniversárioblogblog do crespocrespoemissorafestafilipemídiapostprogramaçãopropagandapublicidadesbt
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook