close
Digital

5 passos para analisar uma fake news

creativosbr – fakenews – digital – blogdocrespo
O Digital Correio

Esse ano, o assunto “fake news” ficou mais frequente em nossas mídias sociais, conversas com amigos, portais de notícias e afins. O assunto está em alta, mas não é um tema atual. Em 2016, após a candidatura de Trump nos Estados Unidos, os boatos de fakes news e sua influência direta na política começaram a circular, e a cobrança por respostas de Mark Zuckerberg também.

Devido às eleições de 2018, tanto nos EUA como no Brasil (país que possui o segundo maior número de usuários no Facebook), as cobranças por esclarecimentos e formas de diminuir as fake news aumentaram e o criador do Facebook tem sido colocado contra a parede.

No Brasil, cerca de 12 milhões de pessoas difundem notícias falsas sobre política, segundo o Gpopai (Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas) da USP. Essas informações falsas têm 70% mais chances de viralizar que as notícias verdadeiras, alcançando muito mais pessoas (Instituto de Tecnologia de Masachussetts).

Enquanto os grandes da tecnologia buscam formas de evitar a disseminação dessas notícias, nós podemos prestar atenção em alguns detalhes e evitar espalhá-las.

  • Analise o site:

Se o site não for conhecido por você, procure pesquisar outras notícias nele e verificar a credibilidade dos dados.

  • Não leia só o título:

Na internet, obtemos informações o tempo inteiro e, muitas vezes, só consumimos notícias de forma submersa. Mas o título da matéria nem sempre condiz com o que está escrito, portanto, procure ler de forma integral antes de compartilhar com os amigos.

  • De olho na data da publicação:

Muitas vezes compartilhamos notícias que não são falsas, mas antigas, e acabam tendo uma abordagem muito negativa e fora do contexto.

  • Investigue o autor:

Prestar atenção em quem escreveu o texto é de extrema importância, pois se é alguém que você já leu ou ouviu falar, ajuda na credibilidade do texto a ter responsabilidade de passar aquela informação.

  • Erros ortográficos e adjetivos:

Boas reportagens têm cuidado em manter um bom vocabulário, presando o uso correto das normas gramaticais. Muitas matérias repassadas no WhatsApp tendem a ter muitos erros, além do uso exacerbado de adjetivos para sensacionalizar o que está escrito.

O mundo das mídias sociais é completamente novo para nós, e ainda estamos aprendendo a observar os seus efeitos perante a sociedade. Mas precisamos buscar aprender e nos educar, para disseminar boas práticas a fim de que não gere malefícios na sociedade.

 

 

Tags : eleiçoes2018facebookfakenews
Laiana Ferrari

O autor Laiana Ferrari

Estrategista e Consultora em Mídias Sociais. Mulher empreendedora, Baiana, palestrante e apaixonada por tecnologia. Publicitária, viciada em séries, literaturas e coisas novas. Trabalha conectando empresas que ouvem a consumidores proativos por um mercado mais inteligente e sustentável. Conteudista do creativosbr.

Comentários no Facebook