close
Digital

A cultura do áudio em 2021

Rapaz negro deitado de bruços com a cabeça apoiada na mochila, com o celular na mão e usando headphone sem fio
Fonte: Unsplash

A questão das diferenças entre as gerações não acabou com o assunto “cringe”, mas desta vez não é pra brigar. O Spotify recentemente divulgou uma nova edição do relatório Culture Next Report 2021, apresentando o comportamento dos brasileiros com os áudios atualmente, entrevistando pessoas da Geração Z e millenials.

Com e um ano e meio de isolamento social, é inegável como a cultura digital mudou e mudou seus usuários, e uma parte dela que não podemos deixar de prestar atenção é o universo dos áudios — e aqui incluo chamadas de voz, mensagens de áudio, músicas e podcasts.

O estudo nos mostra, por exemplo, que um benefício dos áudios é a possibilidade de se conectar facilmente com pessoas queridas que estão longe, se manter informados e até mesmo aproveitar o tempo para si. Se torna uma opção mais confortável para quem ainda não se sente muito à vontade com chamadas em vídeo ou para quem quer conciliar a rotina agitada no meio digital com algo prazeroso para ouvir enquanto trabalha, para adquirir algum conhecimento, etc., sem necessariamente precisar interromper suas atividades para assistir um vídeo, por exemplo.

Além disso, eles ajudaram muitas pessoas a se sentirem menos sozinhas, aponta o estudo. A conexão que alguns, especialmente os millenials, fizeram com o apresentador do podcast, ou o simples fato de ouvir uma conversa humana mais leve que muitos programas oferecem, ou de tratar sobre assuntos de espiritualidade, a disponibilidade das músicas favoritas ou as nostálgicas, enfim: todos esses são motivos que levam a esse cenário.

E a pesquisa continua a nos mostrar a importância para o bem-estar dos consumidores da Geração Z e dos millenials ao mostrar que outra grande razão que faz esses públicos se manterem conectados com podcasts e demais conteúdos, cada um de sua forma, é que eles os ajudam a se conectarem com si mesmos, reduz o estresse e traz o conforto da voz humana. O áudio já faz parte da rotina de bem-estar e saúde mental das pessoas.

Para as marcas, entender tudo isso é fundamental para saber como se conectar com seu público, se produz ou pensa em produzir conteúdos desse formato. Não basta jogar qualquer coisa em áudio, é preciso ainda pensar realmente em como fazer isso se encaixar no que a pessoa procura quando abre o Spotify ou plataforma semelhante. E até, ouso dizer, tomar cuidado para não soar invasiva e interesseira disso tudo.

Enfim, uma das maiores coisas que o relatório nos oferece é a reflexão do que o consumidor atual, independentemente de sua geração, de fato precisa e que tipo de experiência precisa se disponibilizada para ele baseado em nosso cenário mundial.

O relatório completo pode ser acessado aqui: https://culturenext.byspotify.com/pt-BR

Tags : audiobem-estarcultura digitalmúsicapodcastssaúde mentalspotify
Isabela Silveira

The author Isabela Silveira

Estudante de Comunicação e Social – Publicidade e Propaganda na FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, Isabela Silveira é apaixonada por comunicação, literatura, cultura geek e boas histórias. Tem experiência em Marketing e já publicou dois livros de fantasia, sendo um deles cujo o título é “Com o Fim da Tempestade”.

Comentários no Facebook