close
Conteúdo

As marcas estão jogando

Fonte: Unsplash/Sean Stone

Engana-se quem pensou que as marcas não poderiam se aproveitar do mundo dos games para acompanhar os consumidores. Esta relação está crescendo e se tornando cada vez mais forte.

De acordo com dados levantados pelo Datafolha em pesquisa encomendada pelo Game Show Brasil, os gamers brasileiros já somam mais de 70 milhões. Segundo a PGB (Pesquisa Game Brasil), os usuários deste universo são representados pelo público adulto, com idade entre 25 e 30 anos e podem passar até 3 horas jogando. Dadas estas informações, podemos compreender a importância deste espaço para a publicidade

As ativações de marcas dentro dos games reforçam a potencialidade desta mídia e é mais uma das formas do anunciante fortalecer a sua presença em diferentes contextos, adequando a sua comunicação ao consumidor. 

Fonte: Dimensão Geek

Recentemente, O Boticário fez sua estréia no mundo dos games inaugurando uma loja no Avakin Life, jogo que propcia ao usuário a oportunidade de criar um avatar e uma segunda vida. Entre os dias 16 e 22 de março, dentro do jogo, a marca ganhou um espaço na “Praça Brasil” e realizou uma série de ações possibilitando que os jogadores resgatassem recompensas e participassem de atividades por meio de pontos. Os usuários ainda poderiam adquirir produtos da marca, como maquiagens e perfumes, e ainda contavam com a assistente virtual, Thaty, responsável por explicar como iriam funcionar as missões. Ao final do período de ativação, a marca promoveu uma festa na piscina, aberta a todos os jogadores do Avakin Life. 

Fonte: B9

O McDonald’s também se aventurou neste universo, mas os escolhidos da vez foram o famoso Minecraft e o clássico The Sims. As duas novas unidades virtuais carregam o visual semelhante ao Méqui 1000 – loja comemorativa inaugurada na Avenida Paulista. Entretanto, o restaurante do Minecraft será funcional e os jogadores podem encontrar no jogo um QR code que, ao ser escaneado, levará o usuário ao McDelivery. Enquanto no The sims, os jogadores  conseguem posicionar o Méqui 1000 na região escolhida para morar com seu personagem.

Jogo Fortnite | Android | Dispositivos Samsung Galaxy | Samsung BR
Fonte: Samsung    

Em 2019,  a Samsung também se uniu ao Fortnite, mas por uma boa causa: o combate ao cyberbullying que acontece dentro do universo com participantes que utilizam a Skin – itens pagos e não transferíveis de customização, como roupas e movimentos, classificados como cosméticos  –  básica fornecida pelo jogo. A ação da marca, intitulada de “Antibullying Skin”, distribuiu trajes Glow para jogadores usuários de aparelhos da linha Galaxy, estes poderiam doar o item a outros usuários do Fortnite. 

Os games, por sua capacidade imersiva, podem aumentar – e muito – a lembrança de marca e mídia espontânea de um anunciante e, cada vez mais, as marcas estão ocupando este ambiente

Que belas jogadas, hein! 

Fontes: Propmark, Meio e Mensagem, Brasil Game Show, Drops de jogos, Portal Popline, Uol, CNN Brasil, Promoview, B9, Dimensão Geek, Samsung

Tags : Fortnitejogosjogos eletrônicosmarcasmcdonaldsminecrafto boticáriosamsungthe sims
Leticia Botelho

The author Leticia Botelho

Publicitária em formação pela FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, Leticia Botelho se apaixonou tanto pela comunicação que hoje estão em um relacionamento sério. Ama maquiagem, música, livros e fanfics (do Crepúsculo/Team Edward). Aquariana com ascendente em Sagitário, ama salgadinhos – Elma Chips (corre aqui!) – e coxinha!

Comentários no Facebook