close

Laiana Ferrari

Opinião

Materiais exclusivos de futebol viram investimento na educação

creativosbr-blogdocrespo- opiniao-footballforacause

        E se aquela camisa trocada pelo jogador na final da partida ou lançada para torcida pudesse ser transformada em escolas ou livros? É isso que o Football For A Cause faz. Caracterizado como Negócio Social, o Football For a Cause faz parcerias com times e jogadores de futebol e recolhe os itens esportivos que geralmente não são reaproveitados pelo time, como camisas, shorts e chuteiras. Após recolhê-los, esses itens são vendidos no site e metade do lucro gerado é destinado para projetos de destaque na educação básica do país.

     A empresa surgiu na França, quando o fundador, André Georges, percebeu as pessoas oferecendo dinheiro pelas garrafinhas de água usadas pelos jogadores. Portanto, as primeiras parcerias criadas e atividades foram realizadas no exterior. Foram recolhidos equipamentos utilizados pelo jogador Luciano Castan durante uma partida oficial do seu antigo clube, Stade Brestois, e vendidos na plataforma, gerando recurso para apoiar a finalização da construção de uma escola no interior do Malawai.

       Com pouco menos de 1 ano de atividades no Brasil, o grupo composto por 3 jovens (André Georges, Manuela Carvalho e Laiana Ferrari) já tiveram em contato com alguns times brasileiros, e oficializaram parceria com o Santos, o primeiro clube brasileiro a apoiar a causa.

     Nesse período, foi possível financiar um projeto junto com a ONG Parceiros da Educação, que transformou 48 alunos de escolas públicas em escritores. Transformaram as histórias criadas por eles em livros! Muito além da publicação de livros, essa atividade revelou novas perspectivas, realizou sonhos e empoderou todos os alunos que participaram do projeto.

      O objetivo do FFAC é fazer parcerias com as principais equipes dentro e fora do país para mostrar que a maior paixão nacional pode ser também uma grande ferramenta de transformação social.

   Júlio Cesar, Zico, Edu, Dudu, Elkeson, Edigar Junior e Beraldo foram alguns jogadores que já abraçaram a causa.

E se você também quer jogar junto, vale a pena conferir o site e mídias sociais:

https://www.footballforacause.com.br/

https://www.instagram.com/footballforacause/

 

Leia Mais
Digital

Dicas infalíveis para aumentar suas visualizações nos Stories do Instagram

creativosbr-aumentar visualizacoes stories instagram –

Cerca de 500 milhões de usuários do Instagram usam Stories todos os dias. Esse número representa metade dos usuários da plataforma. (Facebook)

Com conteúdos simples, rápido e dinâmico, as pessoas estão cada vez mais engajadas em usá-lo. Mas como aumentar o alcance dessas postagens? Preparamos algumas dicas para não deixar seus Stories passarem despercebidos!

1) Gravou um vídeo? Escreva uma legenda para ele:

Gravou um vídeo falando sobre algum assunto nos Stories? Escreva algo que descreva rapidamente o que está falando ou chame atenção para as pessoas te ouvirem.

2) Use e abuse das Hashtags:

As hashtags também fazem total efeito nos Stories, claro que por apenas 24hrs, mas se direcionadas da forma correta e segmentada pode alcançar seu público que procura por determinado assunto.

3) Sua localização também é válida:

E super válida! Ela não serve apenas para as pessoas saberem onde você está, mas quem procurar informações sobre aquela localidade pode encontrar seus Stories lá.

4) Atraia pessoas:

Postou algo muito bom nos Stories? Faz uma postagem no feed chamando as pessoas para visualizarem. Ou postou algo muito bom no feed? Chame o público dos seus Stories para verem, talvez a postagem não tenha chegado para todos.

5) Interação é bom e todo mundo gosto:

Os Stories tem uma característica de aproximação com o público, utiliza disso para conhecer mais seu público e conversar com ele. Enquete, Perguntas ou Lives, traga seu público para dentro da história.

6) Quer compartilhamento? Faça uma marcação!

Gravou um Stories com alguém ou em algum estabelecimento? Marque o Instagram da pessoa/estabelecimento, eles podem compartilhar seus Stories e ter a chance de mais pessoas conhecerem seu perfil.

7) Conteúdo é sempre rei!

E não esqueça, o conteúdo é rei sempre! Ele quem vai atrair, fidelizar e engajar as pessoas. Conte histórias interessantes que possam motivar as pessoas. E não tem problema se você precisar usar imagens antigas para gerar esse conteúdo, o importante é criar algo de valor.

E agora que já está por dentro das dicas, que tal um desafio de postar e marcar o @creativosbr?

Leia Mais
Opinião

A visão de uma baiana no Carnaval de São Paulo

creativosbr- a visão de uma baiana no carnaval de são paulo – opinião – laianaferrari

Não é novidade que eu me mudei para São Paulo em 2018. Contei para vocês no texto: Baiana em São Paulo. Mas não contei para vocês, o lado carnavalesco das coisas!

Cheguei em 2018 em São Paulo, uma semana antes de começar o carnaval, e a pergunta que mais ouvi foi: “Vai antes do carnaval?”, e eu, muito confiante na minha decisão respondia: “O ano já começou. Não posso esperar o carnaval passar.”

O primeiro carnaval na capital paulistana em 2018 foi bem tranquilo. Muitas novidades, poucos amigos e sem saber o que fazer. Tirando o dia que eu resolvi sair, fui para 3 bairros diferentes e cheguei atrasada para todos os bloquinhos. Coisas que acontecem, afinal, ainda não sabia que Pinheiros era tão distante do Ibirapuera. Resumindo, fiquei com vontade de ter curtido mais ano passado.

Mas 2019 chegou e em janeiro eu já estava na Rua 25 de março, super foliã, carnavalesca, escolhendo as fantasias que ao total foram 5, com muito glitter, confeite e espuma. Os blocos paulistanos trazem essa característica que eu adoro: cada um sai como deseja sair, os abadás caros podem ser substituídos por fantasias criativas, como um homem vestido de “macaco cidadão” – Só quem é ligado nos memes vai entender essa.

Esse ano, 570 blocos saíram em São Paulo que começou em 22 de Fevereiro e acabou apenas no dia 10 de Março. Alguns desses blocos eram muito grandes e contavam com atrações conhecidas: Bell Marques, Claudia Leitte, Timbalada, Alceu Valença, Elba Ramalho… e outros bloquinhos menores, criados por amigos em bairros com muita bateria (As pessoas adoram baterias aqui).

Os blocos rolavam durante o dia, o que de certa forma, democratiza a folia. As crianças entram na festa e eu posso voltar pra casa antes das 18hrs para comer e dormir. (Isso é muito importante!)

Ainda tratando de blocos durante o dia, é lindo ver o glitter escorrendo com a maquiagem junto com o suor na sauna do verão paulistano, e para “tentar” mandar os foliões embora, vem a chuva porque essa época nunca tem só sol ou só chuva.

Mas fiquei emocionada de ver nordestinos com a camisa de Pernambuco, ou do Esporte Clube Bahia, com bandeiras dos seus estados e roupas de cangaceiro no Bloco do Alceu Valença, e cantando forte e alto, como a força do nosso povo. Eu me senti representada e orgulhosa.

Eu vi cantores de diversos ritmos tocarem músicas baiana e todo mundo cantar em uma só voz, mostrando a energia do carnaval e cultura da Bahia. Vi pessoas no meio do tumulto de um bloco se abaixarem e ajudarem uma senhora a recolher as latinhas do chão.

Vi também mulheres livres para usarem o que quiserem, sem medo ou vergonha do que podem falar, pois elas sabem que quem precisar gostar são elas.

São Paulo em si é pura pluralidade. No carnaval isso fica mais claro: um carnaval democrático para atender tantos gostos que aqui vivem.

E se me perguntarem: “Qual o melhor carnaval do Brasil?”, respondo sem medo de errar: São todos! Cada qual com sua singularidade e diversidade, e se misturar um pouco de tudo, faz o carnaval de São Paulo.

Leia Mais
Digital

8 dicas para procurar emprego no LinkedIn

creativosbr-8 dicas para procurar emprego no linkedin-digital

Você usa o LinkedIn? Seja para networking, procurar emprego ou fazer negócios, a mídia social profissional tem muitas qualidades.

Confira algumas dicas para usar bem essa mídia para procurar emprego!

1) Obter uma indicação de alguém que você conhece que trabalha na empresa onde você está aplicando.

2) Preencha todas as partes da seção “Interesses da carreira” do seu perfil para que os recrutadores saibam que você está procurando.

3) Ao entrar diretamente em contato com um possível empregador, escreva uma mensagem sucinta e personalizada – não apenas copie sua carta de apresentação.

4) Se você não consegue encontrar uma conexão mútua com seu empregador em potencial, estenda a mão para eles através de um grupo comum.

5) Ativar alertas de emprego para ser notificado sobre novas posições assim que forem postadas. Lembre-se: camarão que dorme a onda leva!

6) Siga as páginas de empresas específicas que lhe interessam para ser o primeiro a ver anúncios de contratação.

7) Enfatize suas habilidades em vez de seus cargos (89% dos profissionais acham que as habilidades são ainda mais importantes do que os cargos – Business Insider).

8) Gostar, comentar e compartilhar itens no seu feed do LinkedIn. Não apenas procurar emprego, mas mostrar que está ativo no LinkedIn e que compartilha conteúdo.

Muito mais que um currículo online ambulante, o LinkedIn é uma rede de conexões profissionais. Então, permita-se fazer mais networking, trocar experiências e gerar conteúdo de valor para sua área.

Gostou? Conta aqui a sua experiência com o LinkedIn!

Leia Mais
Opinião

O Papel das Mídias Sociais nas eleições de 2018

o papel das mídias sociais nas eleições 2018 – creativosbr

As eleições desse ano movimentaram mais que o normal as mídias sociais. Se você não postou nada de política, com certeza viu alguma postagem ou entrou em alguma discussão. No Whatsapp, Facebook, Instagram, Twitter e até no LinkedIn os ânimos estavam aflorados. Mais do que nunca as pessoas precisavam mostrar e falar suas opiniões em seus canais digitais.

A cada ano que passa estamos mais conectados. O velho marketing político começa a perceber a mudança e a população é totalmente instigada a sair da zona de telespectador de propagandas políticas e interagir diretamente com seu candidato, como já dizia McLuhan: “A tecnologia é a extensão do homem. ” E o que é dito em canais tradicionais ultrapassam as discussões em rodas de amigos e ganham o mundo na internet. Se bem explorados, os multicanais conseguem fazer uma comunicação completa, alcançando vários públicos com diferentes linguagens.

Esse ano não foi só o público que mudou seu comportamento diante as eleições, as próprias mídias sociais estavam mais atentas, em especial o Facebook, que criou ferramentas próprias em sua mídia para esse período e ganhou destaque com a liberação de postagens patrocinadas por candidatos durante campanha eleitoral. Com isso, os candidatos de partidos menores, que não tiveram muito tempo em canais tradicionais, investiram mais pesado no digital e ganharam não só seguidores, mas votos e adeptos da campanha.

Com tanto conteúdo sendo gerado nas mídias sociais, a informação é constante mesmo que em muitos casos venha em forma de Fake News, e por mais que as notícias falsas ainda sejam disseminadas como avalanches, o público já começa a entender o perigo e tenta ficar atento quanto a isso, estimulando até mídias convencionais a abordarem mais o assunto.

O fato é: não foi uma campanha convencional; e – para encerrar – ainda tivemos um novo presidente que fez discurso da vitória por Facebook Live. As mídias sociais estão mais que presentes na rotina do brasileiro, e se você ainda não conseguiu enxergar a importância disso, olhe a estratégia de campanha usada pelo novo presidente. Você pode dizer #ElasSim ou #ElasNão para as mídias sociais, mas precisa compreender a representação desses canais no comportamento da sociedade moderna.

Leia Mais
Publicidade

Maísa revive Bom Dia & Cia para ação da Casas Bahia

creativosbr-maisa revive bom dia & cia – publicidade – blogdocrespo

No dia 15 de setembro é comemorado o Dia do Cliente, e a Casas Bahia resolveu comemorar de uma maneira inusitada.

Com uma campanha 360° com foco em mídias sociais, a Casas Bahia convidou a apresentadora Maísa para reviver seu antigo programa de TV, o Bom Dia & Cia, onde as pessoas que ligarem para ela serão premiadas. Dessa vez, os clientes da marca serão os contemplados.

A ação acontecerá na loja da Casas Bahia em São Bernardo do Campo (SP), no dia 14 de setembro, às 15 horas, em uma Live no Facebook da marca. Será realizada uma interação do público que estiver no local, em conjunto com ligações e mensagens dos seguidores da rede, que estarão online durante a exibição da Live.

O jeito espontâneo da Maísa trará um ar descontraído e divertido para a ação, e os participantes poderão ganhar presentes ou vouchers da Casas Bahia.

A ação faz parte da campanha “Na semana do Cliente Casas Bahia: Comprou, Ganhou Presente”, que além de uma forte campanha digital, com várias ações nas mídias sociais a partir do dia 10 de setembro, contará também com filme em TV aberta, spot e mídia externa.

A campanha foi desenvolvida pelo time de marketing da Casas Bahia em parceria com a agência YR.

Confira o filme da campanha:

http:///www.facebook.com/CasasBahia/videos

 

Leia Mais
Opinião

Social Media de que?

creativosbr – socialmediadeque – opinião

Já está bem claro para todo mundo a importância das mídias sociais. Um terço da população mundial está presente nelas. Na fila do banco, no ônibus, no trânsito, nos shoppings, as pessoas estão sempre conectadas. E as empresas, por sua vez, precisam estar onde os clientes estão. Não é o Marketing que muda, é a sociedade.

Com a demanda crescente de empresas querendo se destacar, não demorou muito para Social Media ser uma das profissões mais comentadas do século 21, colocada como uma das carreiras mais promissoras hoje e para a próxima década no Brasil e no mundo, segundo dados do relatório O Futuro do Trabalho, do Fórum Econômico Mundial.

Trabalho há 4 anos na área, e no primeiro ano a demanda de profissionais ainda não era tão intensa. Atualmente tenho até amigos Engenheiros que se especializaram no mundo das Mídias Sociais e estão trabalhando com isso. Acreditem!

Todo mundo deseja fazer o novo, o diferente. Muito conhecimento, ferramentas, artes bem elaboradas, mas o principal em falta, a estratégia. Resultado? Clientes impacientes por resultados e profissionais sem saber o que fazer.

Criar conteúdo com layouts atraentes é o de menos, a ideia é fazer isso se converter no foco principal do seu cliente. E pasmem, não é número de curtidas ou seguidores, isso são apenas métricas de ego. Ou você entra de cabeça na empresa do seu cliente e explora dados que precisam fazer uma interconexão com o processo de vendas, ou você expira.

Mas não se preocupe, isso não é nada complexo, é apenas desligar o modo “máquina” da criação desenfreada sem nexo, e ligar o modo “profissional criativo e inteirado”. Mais do que entender bem das mídias sociais, você precisa entender de pessoas e fazer comunicação real com elas.

 

Leia Mais
Vai e vem

Thiago Franzão é o mais novo Diretor de Mídia da África

thiago frazão novo diretor de midia da africa – creativosbr – vai e vem

O publicitário Thiago Franzão estava à frente da direção geral de mídia da Grey Advertising, onde era responsável por integrar todas as áreas da agência.  Agora torna-se a diretor de mídia da Agência África.

Antes da Grey, Thiago era diretor de mídia da Y&R e acumula premiações em Cannes e prêmios de mídia dos jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo.

O publicitário já atendeu contas como: Bradesco, Telefônica, Vivo, Sanofi, Cervejaria Petrópolis, Honda, LG, Hinode, XP Investimentos, Volvo entre outras.

A equipe CreativosBr não tem dúvidas que a África fez uma excelente escolha e deseja boa sorte ao Thiago nessa nova jornada.

Leia Mais
Digital

5 passos para analisar uma fake news

creativosbr – fakenews – digital – blogdocrespo

Esse ano, o assunto “fake news” ficou mais frequente em nossas mídias sociais, conversas com amigos, portais de notícias e afins. O assunto está em alta, mas não é um tema atual. Em 2016, após a candidatura de Trump nos Estados Unidos, os boatos de fakes news e sua influência direta na política começaram a circular, e a cobrança por respostas de Mark Zuckerberg também.

Devido às eleições de 2018, tanto nos EUA como no Brasil (país que possui o segundo maior número de usuários no Facebook), as cobranças por esclarecimentos e formas de diminuir as fake news aumentaram e o criador do Facebook tem sido colocado contra a parede.

No Brasil, cerca de 12 milhões de pessoas difundem notícias falsas sobre política, segundo o Gpopai (Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas) da USP. Essas informações falsas têm 70% mais chances de viralizar que as notícias verdadeiras, alcançando muito mais pessoas (Instituto de Tecnologia de Masachussetts).

Enquanto os grandes da tecnologia buscam formas de evitar a disseminação dessas notícias, nós podemos prestar atenção em alguns detalhes e evitar espalhá-las.

  • Analise o site:

Se o site não for conhecido por você, procure pesquisar outras notícias nele e verificar a credibilidade dos dados.

  • Não leia só o título:

Na internet, obtemos informações o tempo inteiro e, muitas vezes, só consumimos notícias de forma submersa. Mas o título da matéria nem sempre condiz com o que está escrito, portanto, procure ler de forma integral antes de compartilhar com os amigos.

  • De olho na data da publicação:

Muitas vezes compartilhamos notícias que não são falsas, mas antigas, e acabam tendo uma abordagem muito negativa e fora do contexto.

  • Investigue o autor:

Prestar atenção em quem escreveu o texto é de extrema importância, pois se é alguém que você já leu ou ouviu falar, ajuda na credibilidade do texto a ter responsabilidade de passar aquela informação.

  • Erros ortográficos e adjetivos:

Boas reportagens têm cuidado em manter um bom vocabulário, presando o uso correto das normas gramaticais. Muitas matérias repassadas no WhatsApp tendem a ter muitos erros, além do uso exacerbado de adjetivos para sensacionalizar o que está escrito.

O mundo das mídias sociais é completamente novo para nós, e ainda estamos aprendendo a observar os seus efeitos perante a sociedade. Mas precisamos buscar aprender e nos educar, para disseminar boas práticas a fim de que não gere malefícios na sociedade.

 

 

Leia Mais
Opinião

Uma baiana em São Paulo

Near the hotel

Eu, baiana da gema, conheci São Paulo há 3 anos, e desde então a capital paulistana se tornou frequente nos meus destinos de viagens anuais, mas a trabalho, é claro.

Costumo dividir as pessoas em dois tipos: as que amam São Paulo de paixão e as que odeiam. Eu sou dessas que amam e ficam encantadas.  No auge dessa paixão, eu mudei pra Sampa, larguei a Bahia, o calor, o mar, o aconchego e a família, Me assumi bicho dessa selva e mergulhei de cabeça na capital paulistana.

Em meio aos comentários: “Lá é muito frio!”, “Lá é muito perigoso”, “Eu moro em SP e quero ir embora”, estava eu, com menos de 1,60 m de altura e toda coragem do mundo. Hoje, enquanto os dias passam em São Paulo e todos os sons se misturam com as cores, os cheiros e as formas, eu observo em silêncio, e ainda um pouco constrangida por sempre tentar dar o segundo beijo, esqueço, aqui é só um. Que chato!

Pego a Marginal Pinheiros um pouco antes do horário de almoço no Uber Pool, tem trânsito, todos reclamam, motorista reclama, passageiro reclama e eu apenas penso: “Mesmo devagar o trânsito se movimenta.”, já vi coisas piores.

Confesso: comer tem sido o melhor passatempo que tenho feito. Ganhei 2 kg em 2 meses. Não sei se São Paulo tem amor, mas com certeza tem comida, muita comida, de todos os tipos, da Vila Sofia à Vila Madalena, da 25 de Março ao Morumbi. Aqui se come muito bem.

Gosto também como me chamam, de “Lai”. Virei “Lá”. Deve ser para poupar tempo. Para os mais formais: “Ferrari”, uma maneira um tanto quanto diferente de se referir pelo sobrenome. Apesar de adorar o “Imagina” depois do “Obrigada”, fico confusa quando me chamam de “mano”.

Sinto falta de ver o mar, da praia aos finais de semana, mas tenho os ‘rolés’ no ‘Ibira’, que não substituem, mas estão sendo divertidos. E mesmo com a dificuldade para ver o céu com tantas luzes e prédios, gosto de ver as luzes, de imaginar a diversidade que existe ali.

A cidade que não dorme espalha cultura em suas ruas, e tem momentos tranquilos em meio ao verde, que acreditem, existe muito. Na cidade mais inteligente do Brasil, se locomover é fácil, é regra; e manual é o que não falta.

Perdida em tanta informação, percebo, Salvador é meu lar, mas não é minha casa, e São Paulo será até existir vontade, pois a mudança é necessária para percebermos que podemos viver em outros meios, de outras formas que não serão fáceis, mas que deixarão lições.

Com uma perspectiva melhor, a gente encontra paz em meio ao caos, a gente se encontra.

 

 

Leia Mais
1 2 3 4
Página 1de 4