close

Sophia Furlan

Digital

Live do Amigos recebe, na próxima semana, Carlo Paschoal, Danilo Fuin, Edson Pintan, Isabel Borba e Hiram Baroli

Live do Amigos recebe, na próxima semana, Carlo Franjolli, Danilo Fuin, Edson Pintan, Isabel Borba e Hiram Baroli

Com o objetivo de unir os profissionais do mercado publicitário para um bate-papo semanal e virtual, o Amigos do Mercado vem realizando uma série de lives que debatem, entre outras coisas, o que aprendemos nas últimas semanas.

Nesta semana a Live acontecerá dia 16 de junho, a partir das 18h30.

Na próxima terça-feira, dia 16 de junho, participarão do bate-papo Carlo Paschoal, Diretor de Novos Negócios da Carrega+; Danilo Fuin, diretor comercial da NovaBrasil FM / Estúdio Ene; Edson Pintan, diretor comercial da Mix Media; Isabel Borba, Head de aeroportos da JCDecaux e Hiram Baroli, diretor comercial de operações da Folha de S.Paulo. Eles irão contar suas experiências pessoais e sua visão geral de como o mercado e as empresas nas quais trabalham estão lidando com o momento atual.

A transmissão será pelo YouTube do Amigos do Mercado.

Amigos do Mercado é uma rede que conecta profissionais de publicidade nas redes sociais e eventos.

Leia Mais
Digital

Live do Amigos recebe, na próxima semana, Ana Matozo, Bruno Campos, Marcos Saurin e Henrique Carsalade

Live do Amigos recebe, na próxima semana, Ana Matozo, Bruno Campos, Marcos Saurin e Henrique Carsalade

Com o objetivo de unir os profissionais do mercado publicitário para um bate-papo semanal e virtual, o Amigos do Mercado vem realizando uma série de lives que debatem, entre outras coisas, o que aprendemos nas últimas semanas.

A Live desta semana acontecerá amanhã, dia 09 de junho, a partir das 18h30.

Nesta terça-feira, dia 09 de junho, participarão do bate-papo Ana Matozo, Head Comercial da Outdoor Social; Bruno Campos, diretor de marketing digital e mídia da GM na América Latina; Marcos Saurin, CEO da Myntelligence; e Henrique Carsalade, gerente comercial da Ameixa Produções e embaixador do Grupo Amigos do Mercado Minas Gerais. Eles irão contar suas experiências pessoais e sua visão geral de como o mercado e as empresas nas quais trabalham estão lidando com o momento atual.

A transmissão será pelo YouTube do Amigos do Mercado.

O Amigos do Mercado é uma rede que conecta profissionais de publicidade nas redes sociais e eventos.

Leia Mais
ConteúdoDigital

Live do Amigos recebe, nesta semana, Fabiana Maia, Fábio Brancatelli, Mário Leão, Ricardo Ambrust e Virginia Any

Live do Amigos recebe, nesta semana, Fabiana Maia, Fábio Brancatelli, Mário Leão, Ricardo Ambrust e Virginia Any

Com o objetivo de unir os profissionais do mercado publicitário para um bate-papo semanal e virtual, o Amigos do Mercado vem realizando uma série de lives que debatem, entre outras coisas, o que aprendemos nas últimas semanas.

Estas conversas ocorrem sempre às quintas-feiras, à partir das 18h30.

Nesta quinta feira, dia 04 de junho, participarão do bate papo Fabiana Maia, diretora de mídia e atendimento da Talent Marcel; Fábio Brancatelli, CEO da A+V Zarpa; Mário Leão, diretor comercial da Retail Media; Ricardo Ambrust, procurement senior manager da Johnson&Johnson e Virginia Any, diretora comercial da ELLE. Eles irão contar suas experiências pessoais e sua visão geral de como o mercado e as empresas nas quais trabalham estão lidando com o momento atual.

Para assistir, basta seguir o @amigosdomercado em suas redes.

Amigos do Mercado é uma rede que conecta profissionais de publicidade nas redes sociais e eventos.

Leia Mais
Digital

RedeTV! é a primeira emissora brasileira a ter 10 milhões de inscritos em seu canal no YouTube

RedeTV! é a primeira emissora brasileira a ter 10 milhões de inscritos em seu canal no YouTube

Canal está ainda entre os 15 mais vistos no país na plataforma de vídeos

A RedeTV! é a maior emissora brasileira no YouTube em números de inscritos em seu canal principal. Mantendo-se na liderança entre os canais de TV aberta na plataforma há mais de um ano, a página da RedeTV! alcançou nesta semana a marca de 10 milhões de inscritos. O canal se destaca também em número de visualizações, sendo o único entre as televisões abertas a figurar no ranking dos mais vistos do SocialBlade, ocupando o 14º lugar.

O canal da RedeTV! no YouTube soma 6,1 bilhões de visualizações, mais do que o dobro da segunda colocada do segmento de televisão. De acordo com o ranking do SocialBlade, a página da emissora contempla mais views do que a do sertanejo Gusttavo Lima, por exemplo, que recentemente produziu lives no período de isolamento social.

Muito além de uma televisão aberta, a RedeTV! tem ampliado o desenvolvimento de produções multiplataforma, reforçando sua operação enquanto produtora de conteúdo a ser distribuído em diferentes verticais.

Toda sua estratégia e inteligência digital está concentrada na Peanuts Content, empresa voltada para a produção, gerenciamento e comercialização de conteúdo exclusivo para plataformas de social videos, responsável por tornar a emissora um dos maiores players digitais do país com um crescimento orgânico nas plataformas.

Ao todo a Peanuts administra cerca de 25 milhões de inscritos e seguidores no YouTube e Facebook com uma audiência total de 12 bilhões de views em seus vídeos.

Confira o ranking dos canais brasileiros em visualizações no YouTube:
1) KondZilla: 30,1 bilhões
2) Galinha Pintadinha: 15,3 bilhões
3) GR6 Explode: 14,9 bilhões
4) Luccas Neto: 11,1 bilhões
5) Rezende Evil: 10,3 bilhões
6) Marília Mendonça: 10,3 bilhões
7) Turma da Mônica: 10,1 bilhões
8) Felipe Neto: 9,9 bilhões
9) Maria Clara & JP: 8,1 bilhões
10) AuthenticGames: 7,8 bilhões
11) Henrique e Juliano: 7,8 bilhões
12) Totoykids: 7,6 bilhões
13) Zé Neto e Cristiano: 6,7 bilhões
14) RedeTV!: 6,1 bilhões
15) Gusttavo Lima: 6 bilhões

Fonte: SocialBlade

Leia Mais
DigitalMarketing

7 dicas para tirar uma renda extra na quarentena

7 dicas para tirar uma renda extra na quarentena

Durante a pandemia muitas pessoas estão desempregadas ou tiveram reduções salariais. Pensando nisto, trago para vocês algumas dicas que estou colocando em prática para abrir meu ateliê de crochê.

Trabalhe com algo que você já sabe fazer
Para abrir um pequeno negócio durante a quarentena, liste coisas que você sabe fazer: um doce gostoso, artesanato ou identidade corporativa. O importante é você se sentir confiante para vender os seus serviços.

Pode ser algo relacionado ou não com a sua profissão. Eu por exemplo, estou fazendo uns freelas de identidade corporativa, mas também estou abrindo o meu ateliê. Una a sua criatividade com a sua experiência. Uma dica muito boa é partir para o lado gastronômico, já que aumentou muito a demanda para serviços de delivery.

Entenda a demanda
Além de fazer algo que você já sabe, deve entender o quanto as pessoas buscarão por este serviço no momento.

Como dito anteriormente, o delivery está com grande demanda, mas não é só isso. Cosméticos e artesanato são muito procurados em datas especiais, como o Dia dos Namorados e o Dia dos Avós, que estão pertinho já.
Pense em datas nas quais as pessoas comprariam o seu produto e se prepare para deixar tudo pronto e depois só vender.

Encontre fornecedores ativos
Para ter um lucro melhor, o segredo é encontrar bons fornecedores. O problema é que com tantos comércios fechados e com fretes absurdos, fica complicado ter fornecedores com bons preços e variedades de produtos.

Vale a pena procurar fornecedores de fora da sua região, pois os fretes acabam sendo menores que de grandes lojas, e há disponibilidade de mercadoria. Buscando armarinhos, pude perceber que os melhores preços estão em cidades próximas, como São José dos Campos, Campinas e regiões do ABC.

Faça do negócio um negócio de família
O melhor durante a quarentena é o tempo que estamos passando com quem mora com a gente. Eu moro com a mamãe, e como ambas fazemos artesanato, decidimos nos unir para produzir roupinhas de nenê e cachecóis para vender, ela no tricô e eu no crochê.

Encontre algo em comum que você e a pessoa com quem mora sabem fazer: se você faz esfihas e sua noiva faz doces, abram uma conta no iFood e vendam juntos!

O importante é se unir neste momento para conseguir superar as dificuldades.

Tenha redes sociais atrativas
Se for um projeto só para a quarentena, talvez não seja tão interessante abrir uma página para a marca de vocês, e sim trabalhar com as pessoas que já te conhecem.

Use suas próprias redes sociais para ofertar o serviço e tirar dúvidas sobre entrega segura e tempo de produção.

Porém, independente de usar sua própria conta ou uma conta nova, use cores atrativas e faça postagens relevantes para o público, despertando o interesse dele e mostrando que você é confiável para comprarem contigo.

Trabalhe o marketing boca a boca
Como as pessoas estão evitando comprar produtos não essenciais, será mais fácil vender para quem te conhece.
Comunique as pessoas próximas a você e ofereça descontos para elas caso te indiquem para amigos que fecharem encomendas com você também.

É uma forma de você aumentar a sua demanda e incentivar as pessoas a comprarem com você, que foi flexível com elas, incentivando a pessoa que te conhecer a fazer o mesmo, aumentando a sua rede de contatos que confiarão ainda mais no seu serviço por um amigo ter te indicado.

Faça ações sociais
As pessoas esperam ainda mais durante a pandemia que as marcas realizem ações sociais. Por isto planeje-se para doar parte de seus lucros ou produzir máscaras e distribuir em hospitais ou para pessoas necessitadas.

Acima do lucro, o importante é nos ajudarmos durante esta fase difícil, para que todos superem este momento e possam voltar a se ver num futuro mais breve.

Gostou das dicas? Fique em casa e continue vendendo, deixando as pessoas felizes em receberem seus produtos e ajudando a sociedade a espairecer um pouco. Una-se com quem está com você e se divirtam fazendo algo que gostam tirando uma renda em cima disso!

Leia Mais
ConteúdoDigital

Alavanque seu Instagram através dos stories

Alavanque seu Instagram através dos stories

Para você aumentar as visualizações do seu perfil corporativo, os stories são uma ótima estratégia, já que você não conta apenas com a possibilidade de aparecer no feed, mas tem a oportunidade de ser notado através dos stories.
Hoje, trago cinco dicas de como você pode fazer stories interessantes para a sua empresa, desde a estética deles até o conteúdo em si.

Mostre quem está por trás
Principalmente para pequenas empresas, mostrar quem faz o negócio funcionar é essencial para passar credibilidade para o prospect. Ao passar uma boa imagem de quem você é, o usuário se sente mais à vontade para te acompanhar e interagir, além de ser mais provável efetuar uma compra com você.
Nestes stories, mostre quem é você, fale sobre a sua rotina e o “por trás das câmeras”, abrindo um pouquinho do seu processo de vendas, para que entendam toda a sua linha produtiva e confiem no seu serviço.
Seja alegre, carismático e confiante. E principalmente, seja você mesmo, afinal você é o espelho da sua empresa.

Tenha um mascote
Muito interessante para empresas com público mais jovem, ter um mascote é uma boa estratégia, pois os usuários criam um apego emocional por ele, vinculando-se à sua marca.
O mascote pode ser tanto um bichinho de pelúcia, quanto uma estátua ou até mesmo um peludo de verdade. Se seu pet é receptivo e não se sente acanhado com câmeras, faça fotinhos com seu bichinho. Mas não se esqueça: o seu pet é o seu melhor amigo, então não judie dele só para ter mais views.

Legende os vídeos
Muitas pessoas escrevem com fundos coloridos nas fotos dos stories, mas são poucas aquelas que usam as legendas nos vídeos.
A dica é que você as utilize para instigar o telespectador a continuar a assistir o story, mas sem forçar muito a barra. Por exemplo, se você vai falar sobre a entrega segura para clientes que comprarem pelo e-commerce, escreva algo como “como estamos entregando na quarentena”.

Utilize cores do próprio story
Sabe aqueles tons vibrantes que o próprio insta sugere você utilizar para colocar de fundo nas legendas? Eles são bonitos sim, mas podem destoar um pouco do que você está fazendo no seu story.
Para harmonizar ainda mais seus stories, escolha uma cor bonita que aparece na foto ou filmagem que tirou, priorizando uma cor diferente que aparece de relance, ou uma cor bonita que apareça mais, como da sua blusa azul ou do enfeite de cabelo. Independente da cor que pegar, ficará melhor do que as padrões do Instagram.

Faça enquetes
A última dica deste post é que você interaja direto com a sua audiência, através de enquetes do próprio insta para que os usuários se sintam parte da sua marca. Aproveite também para tirar dúvidas dos usuários, gerando informação para eles e explorando suas dúvidas para divulgar ainda mais como a sua empresa trabalha.

Com o que você leu acima, surpreenda seus seguidores e se prepare para melhorar a forma como sua empresa é vista. Mas não se esqueça: planeje-se para isto e entenda que não acertará de primeira, mas nem por isto deve desistir.
Você já faz alguma dessas dicas que eu passei aqui hoje? Conte para os outros leitores aqui nos comentários de que forma isto te ajudou a ter seguidores mais engajados e mais vendas também!

Leia Mais
Conteúdo

Home Office e Autoconhecimento

Home office e o Autoconhecimento

Com a pandemia que tomou conta do globo, a maior parte de nós, publicitários, foi alocada para trabalhar em home office, já que basta um notebook e internet para estarmos na área.

Em um período de tanta precaução e restrição, no qual nos vemos obrigados a seguir uma rotina restrita, temos a chance de nos conhecermos melhor.

Neste post, eu destaco o que aprendi sobre mim mesma trabalhando de casa e como fiz isto, e espero que sirva como reflexão para você se policiar e entender melhor como você pode ser mais produtivo.

Trabalho sob pressão
Com os funcionários em casa, é provável que alguns líderes se sintam com o pé atrás de saber se você está de fato trabalhando. Não é o meu caso, já que tenho uma boa relação com os meus, além de sempre seguir as dicas que dei no meu último post sobre estágio. Porém, descobri que mesmo tendo uma ótima relação de confiança com eles, tenho medo que pensem que não estou dando o meu melhor, e acabo me pressionando para entregar mais.

Claro que não é muito bom se pensarmos em saúde mental, já que me obrigo a melhorar e ser mais firme durante a jornada de trabalho, mas ao mesmo tempo percebi um potencial maior de entrega e engajamento, tanto com a minha agência, quanto com o meu cliente.

Responsabilidade
Trabalhar de casa exige sim grande responsabilidade, pois você pode fazer tudo na pressa para entregar os Jobs espaçadamente e fingir que esteve trabalhando o tempo todo. Mas isso seria bom para você?

Eu não me sinto bem sabendo que alguém está me pagando para fazer um serviço com a qualidade que ele merece ter, e ao invés de me dedicar, fazer tudo com pressa para descansar ou me divertir.

Você deve ser responsável como seria se estivesse na empresa não apenas para ser correto no trabalho, mas para ser correto enquanto ser humano. Você fazer o certo mesmo quando tem a oportunidade de fazer o errado, mostra caráter, lealdade e, principalmente, responsabilidade.

Transparência
Do jeito que estou falando, parece até que é para ser um robô e nem olhar para o lado, né? Mas não é assim que trabalho em casa. Trabalho de camisola, na cama da minha mamãe, brincando com os cachorros e assistindo Casos de Família.

E sim, mesmo com tantas “distrações”, consigo aliviar a tensão de vez em quando com algum comentário da minha mamãe ou brincando com o Romero – meu nenê pitbull – sem perder o foco do trabalho.

Não há motivos para esconder a forma como você trabalha se, no final das contas, você está trabalhando bem. Se algo te ajuda a trabalhar, como meus cachorros, você deve incluir na sua rotina de trabalho esta experiência, que certamente te fará render mais.

Aproveitar o tempo
Num ambiente descontraído, por mais que eu gaste 15 minutos brincando e conversando com a minha família, ganho 20 com uma ideia de projeto ou novo produto. É como se enquanto eu trabalho com um planejamento ou um design, eu esteja fazendo um brainstorm com referências que vêm de vários lugares: do grupo de Facebook no qual minha mãe está procurando ovos de chocolate de colher, do barulho que faz o Romero se atentar para a rua, ou quando meu avô me manda um vídeo no WhatsApp sobre o coronavírus – como aconteceu neste exato instante.

Permita-se usar o tempo da melhor forma que quiser, desde que consiga entregar o que esperam de vocês.

Insights
Com tantas informações vindas de diferentes dispositivos, pessoas e sons de casa, temos muitos gatilhos – inclusive afetivos – que podem nos dar uma ideia de postagem, campanha ou entendimento do nosso consumidor.

Se você percebe que ficar neste ambiente “conturbado” parece te ajudar, então arrisque um dia de serviço para ver os frutos que irá colher desta nova forma de pensar e criar.

Basta entender como você funciona e não se bloquear. Tudo pode ser um insight, e este insight poderá te levar a um projeto que você não pensaria só de frente para uma tela de computador na sua mesinha no escritório.

Espero que estes benefícios que o home office trouxe para que eu conhecesse melhor como funciono possam te ajudar a se autoconhecer também, testando seus limites e a sua forma de criar.

E você, também está trabalhando desse jeito doido e ainda assim entregando bons resultados, ou sou só eu que trabalho de camisola na cama?

Leia Mais
ConteúdoPublicidade

5 dicas para ser um estagiário melhor

5 dicas para ser um estagiário melhor

Se você, assim como eu é estagiário, acho importante que dê uma olhada nestas dicas que aprendi com o tempo – e algumas ainda estou tentando aceitar.

Com um mercado tão grande e ainda assim competitivo, destacar-se no início da sua carreira abrirá portas diferentes para profissionais com a mesma idade e conhecimento que você tem.

Ouça opiniões abertamente
É bem comum que no começo da sua carreira você leve os feedbacks para o lado pessoal, achando que sequer leram com cuidado o projeto que criou.

Sabe quando a sua mãe dizia que já teve a sua idade? Seu chefe também já foi estagiário, então a sua ideia incrível provavelmente foi uma das primeiras que vieram, e na verdade acabam não sendo tão incríveis assim.

Ouça as críticas de forma construtiva e reflita sobre elas. Busque o máximo de cases e referências possíveis para entregar uma campanha de qualidade para que evolua enquanto profissional.

Sugira novas ideias
Atenção com esta dica. Sugerir novas ideias não é falar o que vem à mente. Você deve pensar em como melhorar a sua empresa e os resultados do seu cliente. Você deve, acima de tudo, vestir a camisa de onde trabalha e para quem trabalha.

Por isto, mature as boas ideias e não tenha medo de as expor. Se você está inseguro quanto à qualidade do material que elaborou, mostre para alguém que será crítico e com quem você tenha mais intimidade. Assim, não ficará mal com o feedback e poderá melhorar a sua peça.

Vá além
Na nossa área não temos muito problema com dresscode, por exemplo, e não estou aqui para dizer que você deve ir de social todos os dias para impressionar.

Porém, se você tem uma reunião importante ou um evento, vá mais arrumado. Como não esperam isto de você por não estar em contrato, vestir-se mais social para datas importantes é como se fosse um bônus para a visão que têm de você.

Faça isto não só com suas roupas, mas com iniciativa em projetos e elaboração de planejamentos de mídia. Expanda a sua atuação sempre que possível, mostrando força de vontade e interesse.

O cliente dá a palavra final
Eu já me estressei muito por ter certeza que o cliente estava tomando uma decisão ruim sobre algo, e continuava a bater de frente.

Por mais que você apresente as melhores – e piores – ideias, quem coloca o ponto final é ele. A sua função enquanto publicitário é como a da advogada Kim em Better Call Saul: você apresenta os dois lados da moeda, e quem decide é quem está investindo.

Importe-se com os outros
Você trabalha com seres humanos. Todos têm dias difíceis. Trate as pessoas da empresa como amigos, ofereça ajuda, pergunte sobre o final de semana delas.

Um time cresce junto, então não pise nos outros para subir sozinho. Lembre-se que quanto mais humano você for, mais humanos serão com você. Quando você se irrita porque não gostaram do seu plano de redes sociais, aposto que não fica tranquilo no ambiente de trabalho, e certamente as pessoas tentam te entender e te acalmar.

Gostou das dicas? A maior parte delas eu ainda estou aprendendo por achar que estou certa, e você também passará por isto. Apenas se lembre que sempre dá para ser melhor, e para ser melhor, você pode começar com as mudanças que apresentei pra você.

Leia Mais
MídiaPublicidade

5 técnicas para melhorar o impacto dos seus outdoors

Outdoor da estreia de Drácula – Netflix

Com certeza, se os seus outdoors estão nas ruas, é porque você e sua equipe gostaram do resultado, e eu não estou aqui para julgar a beleza do seu outdoor. Bom, mais ou menos. Na verdade, quero te mostrar algumas técnicas para melhorar o impacto da sua arte no público-alvo.

Quantidade de informação
Não é por ser uma área grande que você deve sobrecarregá-la. As pessoas não prestam muita atenção nesta veiculação pois são impactadas ao ir de um ponto A para um ponto B. Por isto, seja sucinto e diga apenas o necessário, escrevendo aquilo que a pessoa terá tempo para ler.

Distribuição do conteúdo
Assim como a quantidade de informação pode acabar com o seu outdoor, a distribuição delas também. Deixar os elementos alinhados e mais espalhados favorece uma leitura mais rápida e dinâmica para o público. Isto garante ainda mais que ele consiga ser impactado rapidamente e que receba a informação corretamente.

Localização do outdoor
As dicas anteriores são muito importantes, porém variam de acordo com a localização dos banners. Se eles forem expostos numa estrada, por exemplo, dê destaque à imagem e ao logotipo, diminuindo o máximo possível a quantidade de informações não verbais.

Porém, se ele fica no metrô, próximo às catracas ou de frente para a plataforma, ouse explorar melhor a linguagem textual. Na catraca, a pessoa geralmente pega uma fila para entrar no metrô e, ao esperar o vagão, ela simplesmente não tem pra onde olhar, tirando o celular (uma boa hora para impactar também, não é mesmo?).

OOH inteligente
Sim, se o cliente tem uma verba legal, aposte nela. Para isto, você tem que estudar as especificações técnicas da empresa de outdoor e garantir uma ideia brilhante. Você pode agir junto de tecnologia ou jogos de luz, como a campanha da Netflix sobre o Drácula – que aliás é uma ótima inspiração se quiser explorar este campo do out of home.

Influencers
O mais comum em vermos nos outdoors são os influenciadores da marca, pois a expressam através de seus pensamentos e ações. É uma boa estratégia para alcançar o público, pois se sentem mais próximos da empresa através de um interesse em comum: a Anitta para a Skol Beats, a Simone e Simaria para a TIM ou qualquer outro artista que vier à sua mente.

Bom, depois dessas ideias, espero que esteja inspirado para criar suas próximas peças de mídia OOH e melhorar o engajamento do público. Lembre-se: se as pessoas não conseguirem ler a mensagem, não serão impactadas como você e o cliente esperam.

Leia Mais
DigitalEventos

PUC-SP recebe evento internacional em ciência de dados

PUC-SP recebe evento internacional sobre ciência de dados

O campus Monte Alegre é sede, no próximo dia 2/3, do Woman in Data Science @PUCSP 2020, evento que procura inspirar e educar pessoas, independente do gênero, a conhecer e se interessar por ciência de dados e apoiar mulheres da área.

Originário na Universidade de Stanford, o WIDS acontece na PUC-SP em parceria com a SAP e receberá mulheres atuantes na área para falar sobre suas trajetórias, curiosidades e novidades da tecnologia. Um dos destaques da programação é a professora Edith Ranzini, integrante da equipe que construiu o primeiro computador do Brasil, batizado de “Patinho Feio”.

A atividade é a primeira realizada pela nova Faculdade de Estudos Interdisciplinares da PUC-SP. “Um evento com o WiDS é fundamental para a Universidade e sobretudo para assuntos relacionados às carreiras nas áreas de ciência e de tecnologia. Por se tratar de uma conferência anual que busca inspirar mulheres a seguirem carreiras nestas áreas, contará com palestrantes jovens, atuantes no mercado de tecnologia, e também como experientes, que ajudaram a colocar o Brasil na Era Digital há mais de 45 anos, o caso da professora Edith Ranzini. Todas e todos estão convidadxs”, afirma o diretor da FACEI, professor David de Oliveira Lemes.

Leia Mais
1 2
Página 1de 2