close

Sophia Furlan

Digital

Sua marca nas mãos do consumidor

A média de permanência no celular é de 5,7 horas por dia, de segunda a quinta-feira. Na sexta-feira e no final de semana, esse número pode chegar a uma média de 6,9 horas por dia. Os dados, que chegam a impressionar, são de uma pesquisa realizada pela empresa AppGuardian, e divulgados recentemente pela revista Exame.

A mesma pesquisa revela ainda que crianças entre cinco e quinze anos, passam mais de 25 horas mensais em frente ao Youtube, consumindo vídeos de todos os tipos e gêneros. Essa geração não cresce assistindo TV, como aconteceu com essa galera que tem mais de 30 ou 35 anos de idade. Essas crianças e adolescentes são nativas digitais, diferentemente da geração anterior, teve que migrar do tradicional pro moderno, do analógico pro digital.

A verdade é que a cibercultura alterou a forma de fazermos as mesmas coisas. Agregou-se tecnologia na nossa rotina e isso otimizou tempo e esforço. Tudo agora, ou quase tudo, pode ser feito pela tela do celular e desta forma, naturalmente passamos mais tempo olhando para nosso smartphone. Pode ver num ponto de ônibus, num farol, numa fila ou mesmo numa sala de espera de consultório médico. Olhar o celular tornou-se uma atividade natural e até intuitiva.

E se isso acontece, as empresas buscam se adaptar. O Whats’App divulgou essa semana que usuários brasileiros agora podem utilizar a plataforma como meio de pagamento de produtos e serviços. Trata-se de uma nova realidade e sim, é um caminho sem volta. A pandemia intensificou e acelerou esse processo, é verdade, mas seria ingênuo pensar que no período pós pandemia, o consumo de digital e em especial do mobile, irá diminuir ou ser o que era anos atrás.

Dessa forma, faz total sentido que marcas queiram se comunicar com seus consumidores através de mídia mobile. Se agora, as pessoas passam horas olhando pra a tela de seu smartphone é lá que as marcas precisam estar.  É uma possibilidade nunca antes de vista de, literalmente, colocar sua marca nas mãos do consumidor.

As possibilidades de segmentação, mensuração e interatividade oferecidas pela mídia mobile são muito maiores do que os demais meios de comunicação permitiram até os dias atuais. Experimente a mídia mobile e tenha sua marca nas mãos dos consumidores. Fale com a OPL Digital e saiba como.

Leia Mais
Digital

5 razões pelas quais a publicidade mobile é mais eficaz do que qualquer outra mídia

Nos últimos anos, o mobile passou de tendência para realidade.

Segundo pesquisa da Hootsuite, divulgada em fevereiro deste ano, já são mais de 5,3 bilhões de indivíduos no planeta com um celular na mão. Isso representa algo em torno de 66,6% de toda a população mundial. Somente nos últimos doze meses, o mundo ganhou novos 93 milhões de novos usuários de smartphones.

Se formos fazer um recorte para o Brasil, os números também são impressionantes. Atualmente, segundo a mesma pesquisa, já somos 205,4 milhões de brasileiros conectados via mobile. Este número representa algo em torno de 96,3% de toda a população brasileira. Incrível, não? Um dos motivos que explicam esses altos índices é a própria tecnologia. Com a chegada de aparelhos cada vez mais modernos, o país começa a também disponibilizar aparelhos mais acessíveis, não necessariamente “tão modernos” quanto os lançamentos. A diminuição no preço desses aparelhos “menos modernos” faz com que o mobile fique mais acessível às novas parcelas da população.

Sendo assim, e entendendo que as empresas possuem o desafio diário de se conectarem com essas milhões de pessoas nesse ambiente digital, listamos cinco razões pelas quais a publicidade mobile pode ser muito mais eficaz do que qualquer outra mídia em nosso país.

1. Cultura digital: a popularização dos aparelhos gerou um novo comportamento nos indivíduos, que agora utilizam os smartphones para tarefas do dia a dia, como: pagar contas, pedir refeições, fazer compras de supermercados ou mesmo fazer uma confraternização virtual com seus familiares em um final de semana qualquer. Isso faz com que as pessoas passem mais tempo olhando para a tela de um celular e fazendo desse ambiente, um território fértil e de oportunidade para as marcas. Um recorte no público adulto (16-64) mostra que eles dedicam 5h17 do seu dia para esse ambiente.

2. Vários pontos de contato: muito por conta do efeito da cultura digital, as pessoas hoje possuem quase que infinitas possibilidades dentro de um smartphone. Por ali, conversam com amigos por texto ou por áudio, enviam imagens e arquivos, acessam notícias e ainda treinam um ou outro idioma. Usam o ambiente para buscar mais informações sobre um produto ou serviço, inclusive. A pesquisa da Hootsuite mostra que 91,4% dos usuários de smartphone no Brasil declaram ter utilizado o aparelho para buscarem mais informações de um produto antes de comprarem. Do ponto de vista publicitário, essa grande variedade de aplicativos e conteúdos interativos cria um campo extremamente fértil para publicidade mobile, que pode estar presente dentro de todo esse conteúdo, de maneira frequente e contextualizada.

3. Comunicação um a um: talvez seja esse um dos maiores diferenciais da publicidade mobile. Aqui, a comunicação é individualizada, diferentemente de um PC, que pode ser acessado por uma ou mais pessoas. Pela tela de um aparelho celular, as marcas podem criar conteúdos muito mais direcionados e customizados ao usuário, tornando então o mobile a maior e melhor possibilidade de mídia no que diz respeito à segmentação de target, hoje tão buscada por marcas anunciantes.

4.Geolocalização: diferentemente de um PC ou de quase toda a mídia tradicional, o smartphone dos indivíduos é portátil e está sempre com o usuário onde quer que ele vá. Desta forma, na publicidade mobile, a marca anunciante pode se utilizar da localização de um indivíduo para oferecer a ele um desconto em uma livraria próxima ou um cupom para uma cafeteria que está a poucos metros dele. Isso acaba fazendo da publicidade mobile algo bastante efetiva do ponto de vista da performance, já que a mídia pode contribuir, e muito, para a conversão.

5. Checkout e conversão: se a pandemia acabou por levar mais gente a consumir notícias, entretenimento, produtos e serviços no ambiente digital, podemos dizer que, por consequência disso, acabou por levar também uma percepção de mais segurança nesse ambiente. Já são 59,4% dos usuários de smartphone no Brasil que declaram ter algum tipo de forma de pagamento inserida ou cadastrada dentro de seu aparelho celular. Sendo assim, a tela do celular é um novo ambiente de compra para usuários e as marcas ficam muito mais próximas da conversão. A facilidade no processo de compra via mobile somada às boas experiências pessoais anteriores nesse ambiente cria no usuário uma sensação de que dali por diante, muito pode ser comprado ou adquirido dessa forma. Cabe às marcas anunciantes migrarem e adaptarem seus negócios para esse modelo e certamente irão vender ainda mais.

Viu só?
Gostou das dicas que o time da OPL Digital sobre publicidade mobile?

Quer implementar essa estratégia para seu negócio?
Fale com a OPL Digital no comercial@opldigital.com

Leia Mais
Digital

5 dicas para um reels atrativo e bombástico

Você sabia que o reels tem sido uma ótima forma para divulgar perfis? Isso, pois como a ferramenta é nova, o Instagram está incentivando os usuários a utilizarem-na aumentando o alcance dos vídeos, em busca de concorrer com o Tik Tok.

Mas eu sei que você veio mesmo para saber quais as dicas que separei para o seu reels bombar! Eu nunca tinha feito um, e usando essas dicas, no meu primeiro já obtive mais de 1k de visualizações orgânicas! Bora lá?

Escolha da trilha sonora

A escolha da música do seu reels é muito importante, já que é um fator essencial para a experiência de quem assistir seu conteúdo. Por isto, aposte em hits do momento, que estão na cabeça do povo, para que vejam mais de uma vez e até reajam ao seu vídeo. Outra forma de escolher a trilha é com músicas não necessariamente famosas, mas que tenham uma batida constante, que vai te ajudar a por em prática a próxima dica.

Sincronização da música

Por mais que pareça óbvio, muitas pessoas têm dificuldade neste momento. O que me ajudou foi gravar cortes de cima para baixo, da esquerda para a direita, zoom e outras ideias que estive tentando ajustar à música.

Mas fica tranquilo! Você pode voltar nos trechos e fazer cortes, que vão te ajudar a sincronizar bem a música. Recomendo que você se lembre de uma cena do seu vídeo na qual o corte deveria ocorrer, para, na hora de editar, você fazer isso de uma vez só.

Imagem de capa

Não se esqueça que o seu reels não ficará apenas no seu perfil, mas também aparecerá nas sugestões de busca do Instagram.

Por isto, foque em deixar uma capa atrativa, que faça com que as pessoas cliquem para saber do que se trata o seu reels. Caso não orne com o seu feed, não se preocupe, você pode desativar a opção de publicar no feed e ainda assim terá um bom alcance.

Aposte num background

Como no geral as pessoas utilizam paletas mais nudes e clean, ao trabalhar com um reels mais vibrante você se destaca no mosaico que elas estão olhando ao explorar imagens. A ideia é chamar a atenção para que queiram ver o seu conteúdo.

Opte por cores contrastantes e texturas, como glitter, mármore, liso ou pelinhos, e solte a sua criatividade para usar cartolina, EVA, cobertores peludos e o que mais tiver em casa para fazer um background diferente.

Não se esqueça das hashtags

Lembre-se: seu post deve ter hashtags interessantes e que tenham a ver com o que você está promovendo, assim você tem mais chances de ganhar seguidores compatíveis com o seu segmento e que estejam interessados em comprar o seu produto.

Gostou dessas dicas? Eu tenho usado e tem dado muito certo para mim, e acredito que será uma grande oportunidade para você promover o seu negócio também!
Mas ó, não deixe pra mais tarde, pois quanto mais pessoas produzirem reels, mais rápido tem chances do Instagram diminuir o alcance dos vídeos.

Tá esperando o quê? Corre já pro insta e arrasa no seu reels!

Leia Mais
Digital

LEYARD ESTREIA NOVO SITE APÓS LANÇAR LINHA RESIDENCIAL EXCLUSIVA

Após lançar uma sofisticada linha exclusiva de painéis de LED para residências (Leyard Home) voltada para um público premium, a Leyard – líder mundial em painéis de LED – estreia seu novo site no Brasil. Muito mais moderno e clean, a empresa traz a proposta onepage, muito utilizada na atualidade, com objetivo de facilitar a navegação e ajudar na experiência e na jornada do consumidor na hora de conhecer a empresa.

O site está totalmente repaginado e traz informações úteis como videocases, informações e a área de News, alimentada constantemente pela equipe da Leyard com artigos exclusivos sobre LED e tudo o que envolve o core da Leyard, além de notícias do setor em que a empresa atua no Brasil e no mundo.

Foi inserida ao site uma página exclusiva para o mais novo produto da Leyard, e que merece toda a atenção da marca. “O Leyard Home é uma linha exclusiva de telas únicas e surpreendentes para que o cliente tenha toda e mais avançada tecnologia e de alta resolução dentro da própria casa, em qualquer cômodo, seja ele indoor ou outdoor”, diz Caroline Medeiros, Business Development da Leyard.

O site pode ser acessado agora mesmo no link www.leyard.com.br e para o Home LED, acesse www.leyard.com.br/leyard-home

Leia Mais
Conteúdo

Pio Figueiroa, da Piloto, e Mariana Lacerda dirigem “Bem Juntinhos”, série da GNT

Estreia nessa quinta dia 15/04 no GNT o Programa Bem Juntinhos, que reúne Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert. A atração inédita, contou com a direção de Mariana Lacerda e Pio Figueiroa (Piloto) e direção artística de Antonio Amancio. A serie é produzida pela Sofá Filmes.
Quem assina a produção executiva é Mel Mesquita (Sofá Filmes) e Renata Azevedo Figueira.

O programa conta com 15 episódios inéditos, exibidos toda quinta, às 21h30, no GNT. A partir das sextas, eles ficam disponíveis on demand no Globoplay.

“É um projeto criativo que uniu, em um só lugar, muitos dos temas que geralmente são tratados pelo canal, como dicas do lar, receitas, discussões engajadas sobre comportamento, direitos e equidade, entre outros”, avalia Pio Figueiroa. “A fotografia do projeto é bem especial. Usa a luz natural de um jeito poético e garante o naturalismo
de tudo mantendo um tom bonito, gostoso de acompanhar”, destaca.

O programa “Bem Juntinhos” foi filmado de acordo com todos os protocolos indicados pela SPCine e traz como cenário um ambiente aberto e arejado, no qual as condições sanitárias estavam garantidas. Toda equipe e participantes foram testados conforme protocolo da saúde de segurança do áudio visual; haviam carros que traziam e levavam a equipe em segurança; e os cuidados com a alimentação e quantidade de horas no set foram redobrados.

“Esse clima de segurança está impresso no programa. Não houve nenhum incidente durante a produção. Foi um verdadeiro case bem sucedido de como filmar no audiovisual em tempos como estes que estamos passando”, explica Figueiroa.

Leia Mais
Marketing

Briefing não é receita de bolo

Quem nunca levou um puxão de orelha por um briefing mal construído?

A maior parte dos artigos traz uma receita de bolo na qual o briefing tem que ter, obrigatoriamente, o histórico do cliente, concorrentes, produtos. É claro que são informações importantes, mas será que de fato é isso que garante um bom briefing independentemente do objetivo? Na prática eu aprendi que não.

Por isto, separei essa estratégia super importante para você fazer um briefing de brilhar os olhos do seu chefe, sem receita de bolo e aplicável para qualquer tipo de briefing que você fizer.

Bora conferir?

Sobre a estratégia 5W2H

Esta estratégia é muito utilizada no modelo canva, que ajuda a ter um overview dos projetos. Assim, traz informações essenciais para um trabalho bem executado na agência.

Ela pode ser reestruturada em um texto compacto transmitindo clareza igual a um canva.

Confira cada letra desta estratégia:

What

Você deve dizer o que é o job: um plano de mídia? Um post para social media? Uma campanha de lançamento de produto? Uma postagem ou um anúncio de revista?

Este W serve para trazer clareza sobre o que é, exatamente, a entrega a ser feita.

Who

Nesta etapa, você pode descrever quem é o cliente, trazendo seu histórico, caso seja um briefing de planejamento; ou trazer quem são os responsáveis por cada etapa do projeto, caso seja um briefing para uma equipe de criação e produção da comunicação do cliente.

When

O deadline é essencial para que todos se organizem em suas entregas e saibam priorizar a ordem de produção, e é nessa etapa em que você deve trazer este dado.

Lembre-se de planejar todos os prazos de entrega, e não apenas o final.

Vale ressaltar também a duração da campanha e a duração das etapas: 2 semanas de awareness e 1 mês de tráfego, e assim por diante.

Where

Aqui você trará os formatos: é um planejamento on, off ou 360°? É um anúncio de revista, post de feed ou enquete? As artes terão desdobramentos para quais formatos?

Neste W deve constar todas as informações técnicas que serão necessárias para a realização do job.

Why

Afinal, para que serve este plano de mídia? Para tráfego ao site? Para lançar um novo produto? Para enfatizar o share of mind?

Seja sucinto para tornar objetivo o motivo da solicitação do job, sendo direto na solicitação.

How

Como será feita a veiculação, afinal? Como será a estratégia das postagens? Tenha sempre em mente o que é o job, e a partir dele fazer a pergunta que aquele que receber o briefing faria sobre o “como”. Se você seguir o “como” a partir desse desdobramento, ficará muito mais fácil de interpretar os dados que devem ser passados no briefing.

How much

As perguntas que não querem calar: quanto tem de budget? Qual o volume de posts a serem realizados? Foque sempre no que a pessoa que receberá o briefing precisa saber para executar a sua função.

Sim, parece muita coisa, mas você facilmente pode condensar tudo em um único parágrafo.

Faça os resumos e a partir deles construa o parágrafo interligando as informações.

Um bom briefing não é um briefing enorme, e muito menos um briefing com informações pré-estabelecidas na maior parte dos artigos da internet. Um bom briefing é aquele que tem as informações essenciais para transmitir clareza e organização na mensagem.

E aí, conseguiu ver o briefing com outros olhos e fora da receita de bolo que você sempre vê por aí?

Compartilhe com seus amigos de trabalho para que todos entreguem briefings brilhantes e dignos de enquadramento!

Leia Mais
Marketing

Instagram e os 3 tipos de postagens essenciais

Todos nós sabemos que quem está no Instagram não está lá, a princípio, para comprar. É por este motivo que se você canalizar todas as suas postagens em conversão de vendas, dificilmente conseguirá vender. Então bora entender do que o seu público precisa?

Engajamento
O principal motivo para as pessoas usarem as redes sociais é para se inspirarem e espairecerem. Por isto, posts com frases motivacionais ou memes são tão interessantes.
Com estas postagens você garante melhores resultados de engajamento para apresentar ao seu cliente, e também faz com que o público tenha um motivo para seguir a sua marca.
Você entretém o público, o fideliza e garante uma base que de fato se interessa pelo seu conteúdo, gerando dados e enquetes cada vez mais verdadeiros e assertivos para serem utilizados numa estratégia posterior de performance.

Educacional
Este tipo de postagem serve não para divertir seu público, mas para que ele aprenda sobre algo. Por exemplo, se você tem um SPA, dê dicas falando sobre skin care para que seus clientes se cuidem de casa, ensine máscaras caseiras ou massagens para fazer no namorado.
A ideia é que você ensine, mas ainda assim não dê todo o conhecimento técnico para o seu cliente, afinal, ele precisa comprar de você, não é mesmo?
Assim, você educa e prepara seu cliente para entender mais sobre os procedimentos que você oferece. Se você tem o SPA e ensina sobre skin care para o seu público, ele aos poucos irá se familiarizar com as denominações sobre o assunto, e quando você for converter, será mais fácil para o usuário interpretar a informação e formalizar uma compra.

Inspiracional
Na modernidade, uma das ações que mais fidelizam usuários e compras é a humanização de um negócio. Não é à toa que Coca-Cola e tantas grandes marcas investem em campanhas de storytelling.
Esta estratégia pode ser melhor ainda adequada para empresas que dependem ou utilizam muito do Instagram para vendas. Mostre o por trás das câmeras e conte histórias sobre o começo da empresa.
Com esta tríade de posts, você garante que as pessoas gostem do seu conteúdo, aprendam e se sintam seguras para finalizar uma compra no futuro. Para garantir, trabalhe estratégias de promoção, que traremos futuramente aqui no blog!

E você, já trabalha com estes três tipos de postagens, ou percebeu que tem focado só em um?
Se você conhece alguém que precisa urgentemente dessas dicas para melhorar sua lojinha, compartilhe este post!

Leia Mais
Mídia

CENP Meios mostra consolidação do mercado de mídia digital

Nas últimas semanas, o CENP (Conselho Executivo Normas-Padrão) divulgou os investimentos publicitários do último semestre de 2020, através do estudo CENP Meios.

O estudo, que já é realizado há cinco anos e acontece em parceria com 217 agências de publicidade de todo o país, consolidou os dados de 2020. O CENP Meios é considerado um dos melhores estudos sobre o tema, já que traz e afere também os principais veículos da mídia digital.

Os números divulgados e que retratam os investimentos em mídia digital de janeiro a dezembro de 2020 mostram que a mídia digital alcançou 27,6% de todo o bolo publicitário, ou algo próximo de R$ 3,7 bilhões. O número percentual divulgado é o maior que o meio digital apresentou desde o início do CENP Meios e pode ser considerado esperado, já que a pandemia concentrou os esforços de mídia das marcas neste ambiente.

Se observado como se deu o investimento de mídia dentro da mídia digital, a mídia display e programática juntas alcançaram mais da metade (56,5%) de todo o investimento publicitário em mídia digital. Segundo Rodolfo Darakdjian, CEO da OPL Digital, empresa que atua no segmento de mídia programática e mobile, isso se deve ao fato de esses serem pilares de mídia que oferecem maior assertividade na segmentação: “os números divulgados pelo CENP Meios demonstram a força do display e da mídia programática nesse período. As empresas anunciantes, mais do que nunca, buscam rentabilidade e assertividade, premissas importantes para quem anuncia”.

Leia Mais
Conteúdo

Leyard traz ao Brasil telas gigantes para uso outdoor

Displays de LED para uso em áreas abertas, em tamanhos de até 260 polegadas: esta é uma das novidades da fabricante chinesa Leyard já disponíveis no Brasil. A série HRO desenvolvida pela Planar, empresa americana que pertence ao grupo Leyard, venceu este ano o prêmio Innovative Products, do site S&VC.

Destinados à exibição de filmes, esportes ou shows musicais ao ar livre, os displays HRO reproduzem imagens em Full-HD ou 4K com altíssima luminosidade (3.500 nits). Os painéis são montados a partir de módulos LED com dot pitch extremamente baixo: 1.5mm ou 1.9mm. Essa é a separação entre cada bloco de leds, invisível a partir de certa distância, permitindo visualizar as imagens como se fossem TVs gigantes.

A linha HRO pode ser encomendada em quatro tamanhos: 130”, 174”, 217” e 260”, sempre no formato 16:9. Os modelos maiores são recomendados para imagens 4K, permitindo a máxima qualidade de visualização, segundo o fabricante. Um painel de 130” pode exibir imagens Full-HD de alto impacto para visualização a até 3m de distância.

Ainda de acordo com a Leyard, todos os seus paineis possuem tratamento especial para suportar chuva, vento, poeira e os impactos dos raios ultravioleta; suportes, cabos e conectores também são protegidos. A empresa mantém equipes de instalação que se encarregam de todo o trabalho. As vendas são feitas através de revendedores autorizados.

Para saber mais sobre a linha HRO, entre em contato com a Leyard pelo fone (11) 4007-2363. (mais…)

Leia Mais
Marketing

7 DICAS PARA MELHORAR A EXPERIÊNCIA DOS SEUS CLIENTES PELO WHATSAPP

O WhatsApp, além de ser um aplicativo de mensagens para as pessoas conversarem, é também uma plataforma muito útil para o pequeno e médio empreendedor manter uma relação amigável e transparente com seus consumidores.
Se você quer aprender como utilizar o WhatsApp para o seu negócio, é só continuar lendo.

Utilize o WhatsApp Business
Muitas pessoas não sabem o que é ou como funciona, tornando mais difícil visualizar o uso da ferramenta para os negócios.
O WhatsApp Business é um aplicativo secundário do WhatsApp voltado para o uso de empresas. Nele, é possível criar etiquetas, como “cliente novo”, “cliente fidelizado” e “prospect”, além de colocar informações importantes sobre o seu negócio no perfil, como site, horário de funcionamento e catálogo.
Gratuito, tudo que você precisa é baixar o aplicativo e cadastrar um número que não seja o seu pessoal, podendo inclusive ser uma linha fixa. A partir daí, o próprio app te direciona para completar o perfil preenchendo todas as informações que ele disponibiliza.
Mais para frente lançaremos um texto falando exclusivamente sobre o WhatsApp Business para você conhecer melhor suas ferramentas.

Seja educado e escreva bem
Agora que você tem o WhatsApp Business, deve ser também educado e escrever bem. Isto, pois o bom atendimento é um ponto essencial principalmente nas vendas online, nas quais você não está vendo o vendedor, além da mensagem escrita trazer mais ruído e interpretações ambíguas. Além disso, escrever mal passa uma imagem antiprofissional não só do atendente, mas também da marca. Desta forma, o usuário pode perder a confiança em comprar seu serviço ou produto.
Coloque alguém educado e com boa escrita para utilizar o WhatsApp da empresa, garantindo conforto e segurança ao consumidor.

Aposte nos áudios
Se você é sozinho na empresa e não se sente confiante o suficiente para escrever para o cliente, aposte nos áudios.
Isto não significa que você deva mandar 3 minutos contínuos de áudio. Utilize-o para passar informações mais específicas, como a precificação do seu serviço ou como ele funciona. Intercale as informações em áudio com a escrita, tornando a conversa dinâmica, rápida e mais interativa.

Use figurinhas personalizadas
Outra forma de não mandar só texto para o cliente são as figurinhas. Crie figurinhas simples de acordo com seu nicho com chamadas como “hoje é dia de crepe!”, “já pediu seu crepe hoje?”, “crepe chegando!”.
Além de você atingir o usuário por outra fonte sem ser os stories, você o deixa com vontade de pedir seu produto – funciona muito bem com comida – além de criar uma experiência diferenciada para ele, interagindo de forma engraçada e leve.

Use emojis
Os emojis são outra forma de se expressar bem, pois transmitem emoções e dão um toque a mais nas suas mensagens.
Com eles, você evita que seu cliente interprete o que você disse como uma “forma seca” de falar. Afinal, o que parece mais simpático: “bom dia”, ou “bom dia <3”?
Além de parecer mais educado na conversa, os emojis também servem para você “enfeitar” a mensagem com emojis do seu nicho. Por exemplo, se você tem um petshop, utilize patinhas, cachorrinhos e gatinhos diferentes para deixar as mensagens com mais cara do seu negócio.
Num aplicativo só de mensagens, pode ter certeza que os emojis farão sucesso para conquistar seus clientes.

Até agora dei várias dicas sobre como melhorar a conversa direta com o cliente, mas você não deve utilizar apenas este método de contato. Aliás, mandar várias mensagens chamando a pessoa para comprar, conhecer coleção nova ou CTAs do tipo pode incomodar e muito, a ponto de bloquearem o seu número, e não é isso que você quer, né?
Portanto, deixe para colocar em prática as dicas até então dadas quando o cliente te chamar, e as figurinhas chamando para comprar duas vezes por semana, variando de acordo com o seu negócio. Se você vende crepe, a pessoa pode querer consumir duas vezes na semana. Se você é um truck de banho e tosa, pode mandar uma vez por semana apenas, já que não é sempre que se manda o pet para estes serviços.

Divulgue pelo Status
Outra forma de impactar seus clientes é através dos status. Assim, coloque promoções, fotos dos produtos e comunicados importantes sobre funcionamento em feriados lá.
Se a pessoa se interessar por algo que você posta, irá te chamar no privado, e aí sim você pode usar e abusar das dicas que dei até então, pois o cliente está interessado em você, e ao invés de incomodar, você estará oferecendo a experiência única que comentei em dicas anteriores.
Como o Status é o “story” do WhatsApp, vale colocar em prática as dicas que dei em outro post sobre como vender pelos stories, também, gravando vídeos seus, explicando sobre os produtos e a marca. Você pode inclusive salvar os stories do Instagram e repostar no Status do WhatsApp, deixando textos bem formatados e chamando ainda mais a atenção do cliente, visto que o status tem ferramentas muito primitivas ainda comparadas com as do Instagram.

Crie PDFs
A última dica é sobre como mandar mensagem direta para o cliente. Ao invés de mandar 20 fotos seguidas mostrando seus produtos, crie um catálogo pequeno em PDF e mande este arquivo único. Desta forma, o celular da pessoa recebe uma única notificação, além de não lotar a memória dela.
Esta prática foi recentemente adotada pelo Sonda Supermercados, mandando seu folheto de ofertas em PDF para a base cadastrada. O cliente gosta por ser promoção, e o empreendedor, nem preciso falar, né?
Além do cliente não rejeitar de cara a mensagem por ser uma só, é uma forma mais fácil ainda dele repassar o PDF para outras pessoas que possam se interessar no seu serviço, portanto reserve sempre na capa as formas de contato com sua empresa, pois certamente virá gente de fora te procurando.

E aí, gostou dessas dicas valiosas de WhatsApp? Já utiliza o aplicativo para vender? Se você conhece alguém que vende por este software, não se acanhe e já mande esta matéria pra ele melhorar a experiência dos seus usuários.

Leia Mais
1 2 3
Page 1 of 3