close

Marketing

Marketing

Marketing de Gentileza é a nova rede social gratuita de conteúdo sobre marketing e negócios no Brasil

A plataforma digital pretende atrair profissionais e estudantes que se identificam com a abordagem de marketing gentil e com ambiente de networking mais empático 

 

A pandemia do novo coronavírus trouxe à tona uma infinidade de discursos de ódio e rancor nas redes sociais, deixando para segundo plano as boas relações humanas, e também revelou a falta de preparo das empresas para com os clientes no ambiente online. Ou seja, a missão dessas plataformas, que é de construir conexões de qualidade entre as pessoas, parece se perder com o passar do tempo.

 

Com o objetivo de ser uma alternativa neste cenário, a empreendedora e especialista em Marketing de Conteúdo HumanizadoLaíze Damasceno, acaba de lançar a plataforma digital Marketing de Gentileza, a primeira rede social colaborativa e gratuita sobre marketing gentil e humanizado e negócios do Brasil.

Voltada para profissionais e estudantes, trata-se de uma plataforma que, ao contrário de muitas outras, geralmente povoadas por trocas de ofensas, foi feita especialmente para gerar networking e conteúdo sobre o universo de marketing, negócios, transformação digital e temas correlatos, de forma gentil e humanizada, conectando pessoas e formando uma grande comunidade para a troca de conhecimentos, ideias e experiências e de colaboração. Isso tudo acontece por meio de artigos, posts, vídeos, fotos, discussões, interação por comentários entre os membros, lives, materiais como ebooks e cursos online. No Marketing de Gentileza não são permitidas ações agressivas e preconceituosas.

“Somos a primeira comunidade gratuita do Brasil feita por pessoas e para pessoas que querem tornar o mundo digital mais humanizado. Trabalhamos incansavelmente para transformar o mercado de marketing do Brasil. Acreditamos que a partir de um marketing gentil e honesto é que se constroem marcas fortes, inspiradoras, admiradas e prósperas, sem abrir mão de valores humanos e princípios éticos, destaca a fundadora do MDG, Laíze Damasceno.

Além da rede gratuita, o MDG é também uma escola digital, que realiza cursos, imersões, mentorias e projetos especiais de conteúdo, proporcionando aos participantes cada vez mais conhecimento, de forma que estes se sintam capacitados para se desenvolverem no mercado, fecharem negócios e ampliarem suas áreas de atuação, sem deixar de lado a gentileza, a integridade e o respeito.

Saiba mais em www.marketingdegentileza.com.

Leia Mais
Marketing

KFC derruba temporariamente seu slogan em sua primeira campanha global

A KFC acredita que seu slogan é “inapropriado” em um momento em que a higiene é a prioridade e, portanto, está abandonando-o temporariamente.

 

 

A KFC está abandonando temporariamente o slogan “It’s finger lickin’ good“ (É bom lamber o dedo, usado em sua publicidade há 64 anos e lançando sua primeira campanha global em resposta à pandemia do coronavírus.

Uma campanha lançada em 24 de agosto, criada pela agência Mother, mostra várias imagens do KFC – incluindo um anúncio ao ar livre e uma série de fotos de seu infame balde de frango – com a parte finger lickin’ de seu slogan pixelizada. Assim, terminando com a frase: “Aquilo que sempre dizemos? Ignore isto. Por enquanto.”

A campanha foi veiculada em TV, imprensa, mídia social e digital. Anúncios externos apresentarão baldes KFC com isenções de responsabilidade, dizendo coisas como: “Lamba os dedos por sua conta e risco”.

“Temos usado esse slogan por mais de 64 anos e é indiscutivelmente um dos mais famosos do mundo – por uma razão, sempre conhecemos nossos convidados lamba as migalhas de seus dedos porque o frango é tão delicioso” – disse Kaye Wall, diretora de varejo e publicidade da KFC no Reino Unido e da Irlanda

KFC e seu dono Yum! As marcas geralmente permitem que os mercados realizem seu próprio marketing para garantir que a publicidade seja relevante e baseada em percepções locais. No entanto, a KFC descobriu que estava obtendo os mesmos insights de todos os seus mercados, o que gerou sua primeira campanha global.

Ela acredita que o foco está valendo a pena, alegando que a marca “nunca foi tão forte”. A KFC usou a pandemia como uma oportunidade para roubar share of voice quando muitas outras marcas reduziram seus gastos. O McDonald’s, por exemplo, reduziu os gastos em 97% para apenas £ 1,3 milhão durante o pior da pandemia no Reino Unido. Leia mais sobre.

 

 

Leia Mais
Marketing

Corinthians estreia Telão de LED para interação com torcedores hoje, em jogo contra Coritiba

Arena Corinthians estreia, nesta quarta-feira (19), projeto de telão de LED com mais de 100m², para exibir as reações de torcedores, em tempo real, durante o jogo contra o Coritiba.

Mesmo de portões fechados, devido à pandemia do Coronavírus, o Alvinegro encontrou uma solução para se unir à energia de sua fiel torcida, dentro do campo e dentro de casa: a tecnologia.

Contando com um produto de alta qualidade em LED – instalado de modo estratégico no centro do campo, no setor Leste inferior – o time apresentará em duelo contra o Coritiba, no Brasileirão, a continuação do projeto “O Timão é sua casa”, de um modo mais dinâmico.

Tendo como patrocinadores a IBM, Anixter, Cisco e Leyard, segundo Caio Campos, Superintendente de Marketing do Corinthians, o clube não teve custos com a novidade e o projeto contou com mais de mil pessoas em salas virtuais para testes, levando em consideração que, para as partidas, são esperados até 5 mil participantes virtuais.

O telão de LED, fabricado pela Leyard, dispõe de módulos personalizados e conta com a tecnologia Inviron para a integração e distribuição dos conteúdos. Por exemplo, em seu centro, serão exibidas as salas virtuais com os torcedores, logo abaixo (no rodapé) e em suas laterais, anúncios publicitários.

Conforme nota publicada pelo site do clube, o propósito é “mostrar aos jogadores que, mesmo à distância, a energia da Fiel entra em campo e faz a diferença”.

Quer saber mais sobre como utilizar a tecnologia ao seu favor? Acesse: inviron.com.br/contato

Leia Mais
Marketing

Méqui venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

Méqui venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

A partir de 1º de setembro será possível matar a saudade de Méqui com um dos itens mais cobiçados da rede: o icônico molho especial do Big Mac, que passa a ser vendido separadamente em frascos de 190g ou potes de 23g. Além disso, a marca também lança uma edição especial do sanduíche, o Duplo Big Mac, que leva quatro hambúrgueres em sua composição.

Essa é a primeira vez que o molho especial será vendido nos restaurantes do país, anteriormente, um lote especial foi vendido durante uma campanha do McDia Feliz. Para esta ação, apenas uma quantidade limitada de cada opção foi produzida e distribuída pelos restaurantes em todo o território nacional.

“Sabemos que nossos consumidores estão com saudade de frequentar nossos restaurantes e dos bons momentos que estão atrelados ao Méqui. Por isso, decidimos atender um dos principais pedidos que recebemos: oferecer a possibilidade de adquirir o famoso molho especial do número 1. Assim, o público pode apreciar esse ingrediente no restaurante ou em casa, adicionando ainda mais sabor aos sanduíches ou aos seus acompanhamentos preferidos”, destaca João Branco, CMO do McDonald’s Brasil.

Os consumidores poderão adquirir o molho em duas opções de combos do Duplo Big Mac:

●      McOferta Média com Pote 23g: McFritas, bebida, Duplo Big Mac e pote de 23g – R$ 29.90

●      McOferta Média com Frasco 190g: McFritas, 4 unidades de McNuggets, bebida, Duplo Big Mac e frasco 190g – R$ 34.90

Para comunicar a novidade, a marca prepara uma campanha nacional que vai abordar a saudade de Méqui e o amor dos consumidores pelo Número 1, o Big Mac.

Para acompanhar as novidades do Méqui, acesse www.mcdonalds.com.br.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede conta com mais de 2.200 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 30/6/2020). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com.

Leia Mais
Marketing

McDonald’s, Sky e Amazon gerenciam seus investimentos com anúncios

Algumas marcas reduziram os gastos em 97%, enquanto outras aumentaram em mais de 100%, pois as empresas adotaram abordagens variadas para gerenciar as consequências da pandemia de coronavírus.

Alguns dos maiores anunciantes do Reino Unido reduziram os gastos com anúncios tradicionais no segundo trimestre do ano, com as restrições do coronavírus atingindo os planos de investimento.

O McDonald’s cortou seu orçamento em mídia – incluindo TV, rádio, ooh e cinema – em 97% ano a ano entre o início do bloqueio em 23 de março e o final de junho para apenas 1,3 milhão de libras, segundo dados da Nielsen. Também reduziu os gastos pela maior quantia do ponto de vista do valor, em £ 42,2 milhões.

A Amazon veio a seguir, com os gastos com publicidade caindo 77%, ou 22,1 milhões de libras, para 6,5 ​​milhões de libras no período. A Sky ficou em terceiro lugar, pois reduziu seus gastos com anúncios em 60%, para 19,1 milhões de libras, embora isso ainda tenha sido suficiente para colocá-lo entre os 10 principais anunciantes do Reino Unido durante o bloqueio.

Marcas que mais reduziram seus investimentos com publicidade

Anunciante Gastar Passe ano a ano Gasto% ano a ano
McDonalds £ 1.3m – £ 42,2m -97%
Sky UK £ 19.1m – £ 28,1m -60%
Amazon £ 6.5m – £ 22,1m -77%

Algumas marcas aumentaram os gastos. A Public Health England registrou o maior aumento, com os gastos com publicidade de 5.000% a 43,9 milhões de libras, ao lançar campanhas de saúde pública para ajudar a controlar a propagação do coronavírus. Em geral, o governo também aumentou os gastos em 115%, para £ 15,8 milhões.

A Walt Disney aumentou os gastos em 962%, o eBay em 176% e a Microsoft em 142%, à medida que buscavam ganhar mais relevância durante a pandemia.

Anunciante Budget Passe ano a ano Gasto% ano a ano
Saúde Pública Inglaterra £ 43.9m + £ 43m 5.000%
eBay £ 15.2m + £ 9.7m 176%
Walt Disney £ 10.3m + £ 9.3m 962%

Outras marcas adotaram abordagens variadas para a pandemia. A Unilever foi o segundo maior investidor em anúncios, pois manteve seu orçamento relativamente estável durante o período em 27,4 milhões de libras, um aumento de apenas 765.000 libras.

A Procter & Gamble, no entanto, reduziu os gastos em £ 6,3m para £ 27,7m. Da mesma forma, enquanto as marcas de varejo on-line gastaram 19,8% a mais, a Amazon teve um grande declínio, enquanto o eBay aumentou os gastos.

Entre os 10 maiores anunciantes, metade das marcas aumentaram os gastos, enquanto a outra metade recuou.

Top 10

Anunciante Budget Passe ano a ano
Saúde Pública Inglaterra £ 43.9m £ 43m
Unilever £ 29.4m £ 0.8m
Procter & Gamble £ 27.7m – £ 6,3 milhões
Sky £ 19.1m – £ 28,1m
Tesco £ 16.8m – £ 0,7 milhões
Governo HM £ 15.8m £ 8.5m
eBay £ 15.2m £ 9.7m
Vodafone £ 14m £ 1 milhão
Reckitt Benckiser £ 13.4m – £ 12,7 milhões
Aldi £ 12.7m – £ 1.6m

 

Leia Mais
Marketing

McDia Feliz 2020 será realizado em 21 de novembro

Edição deste ano irá priorizar medidas de proteção, como o distanciamento social, e trará inovações digitais. Venda de vouchers antecipados terá início em breve.

O McDia Feliz, que é uma das maiores campanhas para arrecadação de fundos em prol de crianças e jovens no Brasil, acontecerá no próximo dia 21 de novembro. A edição 2020 do evento será marcada pelo uso de recursos digitais e iniciativas para incentivar o distanciamento social, entre outras medidas de proteção.

Na data, a renda obtida com as vendas de sanduíches Big Mac em todo o país é revertida para o Instituto Ronald McDonald, que promove a saúde e a qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer e suas famílias, e para o Instituto Ayrton Senna, que contribui para ampliar oportunidades para os jovens por meio da educação. Desde 1988, mais de R$ 300 milhões já foram arrecadados.

Pela primeira vez, será possível adquirir vouchers antecipados no formato digital, que estarão disponíveis pelo site ou aplicativo do McDonald’s, e ainda pelo e-commerce dos institutos beneficiados. Além disso, os consumidores terão opções de resgate dos vouchers pelos serviços que buscam minimizar o contato com atendentes. Para marcar a ocasião e garantir a experiência do público, a marca prepara ações para interação e engajamento no ambiente online.

“Crianças e jovens em todo o país contam com a verba do McDia Feliz todos os anos, seja para dar continuidade a seus tratamentos ou atingir seu potencial por meio da educação. Graças à solidariedade e sensibilidade dos brasileiros podemos contribuir com essas duas grandes causas. Acreditamos que com as adaptações que programamos e com o uso da inovação teremos mais uma edição de sucesso”, comenta Paulo Camargo, presidente da divisão Brasil da Arcos Dorados, empresa responsável pela operação do McDonald’s na América Latina e Caribe.

Para o funcionamento de seus restaurantes, a rede criou a campanha McProtegidos e implementou um protocolo especial que inclui o uso de máscaras, luvas e viseiras de proteção pelos funcionários, instalação de barreiras acrílicas nos pontos de atendimento, demarcação de distanciamento social, reforço na higienização e sanitização de equipamentos e superfícies, entre outras medidas.

O valor do voucher antecipado para compra de Big Mac no McDia Feliz será o mesmo do último ano, R$ 17,00. A venda de vouchers físicos diretamente pelos institutos será mantida. Em breve, serão divulgadas mais informações sobre a edição 2020 do evento.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui quase 2.300 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 31/12/2019). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com.

Leia Mais
Marketing

Aumento do consumo digital na pandemia aquece mercado de moda plus size

Empresas do setor se movimentam para alcançar resultados: Brum Curvy agora vende em 8x sem juros.

Com a alta no consumo digital em meio à crise que estamos vivendo, o site de moda plus size Brum Curvy tem sobrevivido graças às diferentes ações que a empresária Ana Brum tem realizado ao longo dos últimos meses. Com a crise, inovar é um diferencial, e ela sabe que somente quem busca alternativas sobrevive em um mercado cada vez mais competitivo e difícil, principalmente onde o público é muito específico.

A Brum Curvy começou o mês de junho com uma Super Liquidação de peças a partir de R$ 29,90, trazendo ofertas incríveis para o seu público. Ainda no mês de junho, a contratação de uma agência de publicidade ajudou a empresa a fortalecer sua marca e melhorar seus números nas mídias sociais, alcançando os 10 mil seguidores no Instagram.

Já no mês de julho, com a Campanha Pitouquinha e o Bazar em Poá, sua terra-natal, a Brum Curvy conseguiu uma visibilidade maior. Na sequência, a marca apostou na criação de um novo layout de site e agora oferece parcelamento em até 8x sem juros (antes oferecia em até 5x).

“Inovar sempre foi parte do propósito da marca, e em meio à pandemia, é mais do que necessário pensar em ações diferentes que façam a Brum Curvy se destacar no mercado”, finaliza Ana Brum, proprietária da marca.

 

SOBRE A BRUM CURVY

A Brum Curvy atende mulheres que usam roupas a partir do tamanho 44. São peças que atendem os mais diversos estilos e ocasiões, com qualidade, beleza e bom atendimento. A Brum Curvy acredita que moda é comunicação, expressão e que a mulher plus size ou curvy pode e deve ter um look do jeito que ela quiser. Para conhecer mais, acesse: www.brumcurvy.com.br

Leia Mais
Marketing

O retorno dos salões de beleza e a organização do setor

Divulgada pelo prefeito Bruno Covas e pelo governador João Dória, na coletiva de imprensa realizada na sexta-feira, 3 de julho, a liberação para reabertura dos salões de beleza em São Paulo, a partir de segunda feira, 06 de julho, gera grande expectativa, porém cautelosa, no mercado da beleza.

Cerca 15 mil salões, instalados no Estado de São Paulo, precisaram encerrar suas atividades nos últimos três meses. Quem conseguiu sobreviver vêm se organizando para retornar, na próxima segunda-feira, seguindo os protocolos de segurança e as melhores práticas para manter o ambiente seguro.

A b.drops, empresa de mídia OOH especializada em salões de beleza e presente em mais de 800 estabelecimentos em todo o Brasil, realizou em junho pesquisa com os proprietários de salões de beleza em regiões que já receberam a autorização para a reabertura. O objetivo foi entender o comportamento do consumidor nas duas primeiras semanas após a flexibilização. “Com isso, conseguimos orientar os proprietários de salões de beleza de São Paulo a se planejar para o retorno”, diz o diretor da b.drops, Felipe Viante.

A pesquisa aponta que, na primeira semana pós flexibilização, mesmo tendo que seguir uma série de normas de distanciamento e horários de atendimento reduzidos, os salões atenderam cerca de 40% do número de clientes que recebiam antes da pandemia; na segunda semana, esse índice chegou a 60%. Segundo os respondentes, o retorno aconteceu de maneira gradual, conforme as clientes iam se sentindo seguras para sair de casa.

O faturamento dos salões de beleza e o ticket médio gasto por cliente também tenderam a aumentar conforme o movimento, uma vez que os consumidores, em horários diferentes, faziam mais de um serviço em apenas uma ida ao salão. Sendo assim, o tempo que passavam no local acabava sendo maior, já que uma das medidas de segurança adotada foi o distanciamento. “Comparado a São Paulo, ficamos pouco tempo em quarentena, foram apenas três semanas, e assim que retornamos, já no primeiro mês, tivemos 40% do nosso faturamento normal, no segundo mês ficamos próximo a 50% e agora em Junho chegamos a 60% comparado ao faturamento que tínhamos antes da paralização. As pessoas, aos poucos vão retomando a sua rotina” conta a sócia-proprietária do Fuzz Cabeleireiros e Estética e da barbearia Adam de Florianópolis, Dani Venâncio.

Os cuidados que os salões de beleza devem ter, com a retomada, são diversos e mostram que o que era considerado normal, antes do coronavírus, não existe mais. No C.Kamura SP, por exemplo, as poltronas estão com 2m de distância uma das outras, os lavatórios tiveram poltronas inutilizadas e toda a decoração foi retirada para evitar a contaminação. Todos os profissionais e colaboradores estão certificados e receberam treinamento adequado para oferecer um atendimento seguro. Higienização dos pés, mãos, aferição de temperatura e uso de máscara é o básico e extremamente obrigatório para todos os clientes e profissionais, pelo menos enquanto estiverem no salão. Também será reforçada a limpeza e higienização de bancadas, espelhos, poltronas, escovas, pentes e tesouras a cada atendimento.

Durante o período em que ficaram fechados, os esforços foram voltados para manter a proximidade com os clientes. “Investimos nossos esforços todo no digital, desde newsletters informativas até websérie para o nosso Instagram, como a ‘Beleza levada a sério’, que traz o próprio Celso Kamura contando sua trajetória profissional”, explica a responsável pela área de marketing do C.Kamura SP, Juliana Vieira. “Também preparamos conteúdos estimulando o home care para auxiliar nossas clientes a se cuidarem nesse período de isolamento. Nosso foco não foi ganhar milhões de seguidores em nossas redes, mas sim conhecer cada vez mais aqueles que já são nossos clientes, melhorando o engajamento com a marca”, acrescenta.

Leia Mais
Marketing

McDonald’s entrega 750 refeições no Dia do Caminhoneiro

Em reconhecimento ao trabalho indispensável que os caminhoneiros realizam para nossa sociedade, especialmente durante o período desafiador em que vivemos, o McDonald’s realizou a distribuição de 750 refeições a esses profissionais na terça-feira, 30/06, quando é celebrando o Dia do Caminhoneiro.

A ação foi realizada pela Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s do mundo, em parceria com a concessionária CCR NovaDutra e com apoio dos Franqueados que operam restaurantes da marca ao longo do trecho da rodovia Presidente Dutra (BR-116) entre São Paulo e Rio de Janeiro.

Os combos foram entregues a partir das 11h30 em três pontos da rodovia:

Sentido São Paulo:

Km 179 – Balança de Guararema (SP)

Km 206 – Base de Apoio CCR NovaDutra em Japeri (RJ)

Sentido Rio de Janeiro:

Km 82 – Posto Arco Íris – Roseira, (SP)

A ação faz parte da campanha #McObrigado, que visa doar 100 mil combos aos trabalhadores essenciais, que estão na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus, incluindo profissionais da área de saúde, caminhoneiros, catadores de materiais recicláveis e entidades que apoiam pessoas em situação vulnerável pelo Brasil.

Outra frente de apoio da Arcos Dorados foi a entrega de 47 toneladas de ingredientes in natura, como carne, ovos, tomate, cenoura, alface, cebola, banana prata e tangerina, entre outros, para associações que combatem a fome em todo país. A meta é chegar a 50 toneladas de alimentos. Organizações como Banco de Alimentos, Mesa Solidária, Associação Católica dos Samaritanos, Liga Solidária, Associação Sol e Arsenal da Esperança já foram beneficiadas.

“Com solidariedade, cuidado e carinho, nossa mensagem é que as pessoas não estão sozinhas nesse momento. A união de forças é um fator imprescindível para que possamos superar esse momento sem precedentes”, afirma Paulo Camargo, Presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados.

Apoio a micro e pequenos empreendedores do setor de alimentação

Para fortalecer o setor de alimentação, a companhia decidiu compartilhar seus protocolos de segurança do alimento, higiene e desenvolvimento sustentável por meio de cursos online totalmente gratuitos. Desde o início da iniciativa, em março, já são mais de 2 mil participantes. O conteúdo pode ser acessado pelo site trilhas.info.

McProtegidos

Para garantir a segurança de seus funcionários e clientes, a companhia implementou um protocolo especial em seus restaurantes, que inclui o uso de viseiras de proteção, máscaras e luvas pelos funcionários, a instalação de barreiras acrílicas nos postos de atendimento, o reforço dos procedimentos de limpeza de equipamentos e superfícies e demarcações de distanciamento, entre outras ações. Os entregadores do Delivery também podem higienizar suas bags e lavar as mãos nos estabelecimentos.

Além disso, foi criada uma série de ações para falar sobre prevenção e saúde, incluindo saúde mental, com o público interno da empresa, com participação de especialistas médicos.

Adicionalmente, em parceria com a Cisco Networking Academy, a Universidade do Hamburger vem oferecendo cursos online, também gratuitos, com os temas Internet das Coisas, Cibersegurança e Introdução à Informática, proporcionando novas oportunidades de desenvolvimento a funcionários e seus familiares.

 

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui quase 2.300 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 31/12/2019). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site: www.arcosdorados.com.

 

 

 

 

Leia Mais
DigitalMarketingOpinião

Whatsapp paga ou não paga?

No dia 15 de junho de 2020, uma segunda-feira em meio a pandemia do covid-19, a notícia mais importante para o mundo digital que rolava nas redes sociais, era “O Whatsapp vai permitir enviar e receber dinheiro pelo aplicativo e o Brasil será o primeiro país a testar a nova função”.

Assim que foi anunciado, as marcas que estavam viabilizando essa operação era, a Cielo como intermediaria na transação dos valores de uma conta para a outra, os bancos Nubank, Sicredi e Banco do Brasil por meio dos cartões de débito com as bandeiras: Visa e Mastercard.

Antes de prosseguir no texto, vale a pena abrir um parentese aqui. Pesquisa realizada em 2019 pela Opinion box e Mobile Time demonstra que os aplicativos mais utilizados pelos brasileiros que são usuários de smartphones são: Whatsapp, Facebook, Instagram, Google, Google Chrome, Uber, Youtube e Banco do Brasil, nessa ordem de prioridade. E um relatório da Global Messaging Apps 2019 revela que no Brasil há 120 milhões de usuários ativos mensalmente no aplicativo Whatsapp, colocando assim o Brasil entre os outros países que lideram o acesso à plataforma.

Voltando as notícias, o mercado ficou bastante eufórico com a novidade, principalmente porque após um trimestre de quarentena, o comércio tinha praticamente forçado a se digitalizar e adaptar-se a essa nova realidade que agora é sinônimo de sobrevivência e não mais de tendência. Essa solução do whatsapp, veio a calhar prioritariamente para pequenos players que não dispõem de muitos recursos para realizar esse processo de digitalização da melhor forma possível e no tempo hábil que os consumidores esperam.

Traduzindo, com o comércio fechado, uma das únicas maneiras de se manter o consumo ativo é por meio da venda ‘online’ que é considerado conversão quando ocorre o checkout, o que geralmente é feito através de um e-commerce ou um site com integração a plataforma de transação financeira. Nesse caso boa parte dos pequenos players só podem contar com recursos facilitadores ou soluções reduzidas dessas plataformas.

Por mais que se falem em “tornar o instagram em uma maquina de vendas”, “como vender todo dia pelo whatsapp business” até o momento que esse artigo está sendo publicado, isso são apenas recursos para auxiliar ou facilitar a venda, mas não é a venda propriamente dita, pois, o consumidor está apenas realizando um pedido através da plataforma digital, independente do tamanho da empresa, ela vai ter que se virar para entregar e receber o pagamento do cliente onde quer que ele esteja. Por isso os grandes players ainda saem na frente por possuir uma estrutura maior de logística e sistemas para operacionalizar toda essa parte.

Porém, quando o Whatsapp fala que irá permitir transferir valores financeiros por meio da sua plataforma, isso significa que toda a logística de transação de valor que o pequeno empresário teria que montar ou bancar para que o pedido realizado pelo seu cliente nas redes sociais fosse convertido em receita para o seu negócio, se resume a apenas um clique no whatsapp, ou seja, o whatsapp pode se tornar o maior e-commerce do mundo (nesse caso “e-commerce” no sentido de gerar transação comercial envolvendo recursos financeiros), colocando marcas grande e pequenas no mesmo patamar tecnológico para transações financeiras. Isso é o que se chama de “Game Changer”, a virada de jogo.

Mas como alegria de desprovidos de recursos monetários é curta, no dia 23, terça-feira, praticamente uma semana depois. O Banco Central do Brasil informa a suspensão das bandeiras Visa e Mastercard a iniciarem a opção de pagamento pelo aplicativo do whatsapp alegando que é preciso fazer ainda avaliações para analisar eventuais riscos e se certificar do funcionamento da operação levando em conta os princípios e as regras previstas pela legislação.

Que o Brasil não é para amadores, isso todos já sabem, e o risco de fraudes ou golpes sempre existirá, mas uma coisa é certa, essa é uma pequena função para a plataforma, mas uma gigantesca funcionalidade para o mercado futuro.

E o que nos resta é aguardar a cena dos próximos capítulos. Mantenha o seu acesso no Creativosbr para acompanhar novas atualizações.

Leia Mais