close

Mídia

ConteúdoMídia

RedeTV! renova contrato por mais sete anos com TV A Crítica e Sikêra Júnior

Supermarket online shopping. Shopping basket on a laptop.3d illu

Nesta quinta-feira (25), Sikêra Júnior e dirigentes da TV A Crítica, de Manaus (AM), estiveram na sede da RedeTV!, em Osasco (SP), para estenderem a parceria entre as emissoras, firmada em janeiro deste ano. O acordo inicial entre as empresas ampliou para todo o país a exibição, até então local, do noticiário apresentado por Sikêra Júnior, sucesso de audiência em horário nobre.

Sikêra Júnior e os vice-presidentes da Rede Calderaro de Comunicação (RCC), grupo que detém a TV A Crítica, os irmãos Dissica e Umberto Calderaro foram recebidos pelo vice-presidente da RedeTV!, Marcelo de Carvalho e Franz Vacek, superintendente de Jornalismo, Esporte e Digital. O novo contrato se entende por mais sete anos.

Durante a visita, o apresentador do ‘Alerta Nacional’ conheceu pela primeira vez os estúdios e instalações da emissora, entrou ao vivo na edição do ‘Tricotando’ e participou de gravações de programas da casa, entre eles o game show ‘Mega Senha’.

 

Leia Mais
Mídia

Com reabertura de lojas, Office Shopping retoma suas atividades

office shopping

A Office Shopping, empresa especializada em mídia e locações temporárias em shopping centers e hipermercados, retoma com mais intensidade suas atividades, com a recente reabertura dos shoppings.

“Não deixamos de funcionar, apenas nos reestruturamos em home office, assim como fizeram diversas empresas.  Como nossa atuação também abrange os super e hipermercados, operamos com a venda de mídia nestes ambientes com maior foco.”, explica Cristiano Tassinari, sócio da empresa.

E é justamente neste segmento que surge mais um contrato da empresa.  Além das mídias estáticas, a Office passa a atender o Grupo Pão de Açucar, na área de eventos. O escopo do projeto permite que as áreas disponíveis sejam palco para eventos que agreguem valor a indústria por meio de projetos especiais com ativação ou ‘comprou ganhou’, ou que os eventos, agora remodelados pelo distanciamento social, sejam mais um atrativo, como por exemplo, os Cines Drive In, Tendas Drive Thru para teste do Covid-19 e até mesmo circos Drive In, em que os carros ficam estacionados na direção do picadeiro.

Todo o know-how na área de atendimento a shoppings da empresa contribuiu para esse convite da área de Malls do GPA.

Além de retomar as atividades com este novo contrato, a Office Shopping também anuncia a chegada ao Green Plaza Shopping, empreendimento de conveniência localizado em Belo Horizonte, no bairro de Santa Mônica, para a comercialização de mall e mídia.

Para Paula Caetano, gestora de marketing do Green Plaza, poder contar com o profissionalismo de uma empresa com quase 30 anos de mercado, nas áreas de mall e mídia, tende a ser uma excelente aposta. Paula comenta ainda, que após a reabertura do empreendimento fechado pela pandemia, o fluxo tende a ser uma crescente, pelo fato da empresa ter em seu mix, várias opções de alimentação, dentre elas: o Burger King, o Mineirão e uma filial muito completa da Droga Clara.

Para finalizar, Tassinari comenta que novidades estão por vir, fazendo referência a uma nova empreitada com seu sócio na Retail Media, Marco Antonio Souza. “Marco é uma pessoa muito ativa e cheia de ideias, precisamos aproveitar esses insights e conhecimentos adquiridos por anos no mercado de OOH”.

Leia Mais
Mídia

O consumo de conteúdo no Youtube em época de isolamento

Post Youtube

No mês passado, em abril, acompanhamos o que diria ser o pico das lives na plataforma do YouTube. Assistir cantores sertanejos, artistas pop e até o estilo brega pedindo licença para entrar na sala de casa dos internautas, e muitas marcas aproveitando essa nova audiência das live shows foi uma maneira diferente para observar a forma de consumo dessa plataforma. O fato é que as pessoas já utilizavam o YouTube como um site de entretenimento e pesquisas, buscando por: lazer, diversão e informação, o que ocorreu foi apenas uma mudança no comportamento e o modo de consumir conteúdo dessa plataforma devido ao cenário em que estamos aprendendo a nos adaptar.

O Google realizou uma pesquisa para analisar as mudanças no comportamento do brasileiro no youtube durante o isolamento e a pequisa seguiu 3 pilares que influenciaram no crescimento da oferta e demanda de conteúdo neste cenário de quarentena.

Achar o equilíbrio entre informações e saúde mental.

Neste momento em que percebemos a importância da informação, também notamos que bombardear nossa mente com um assunto denso como a pandemia, acaba saturando e podendo causar problemas maiores a saúde mental. Dessa forma foi notado que assim como as notícias que cresceram 75% nos meses anteriores, a busca por assuntos relacionados a conscientização e a saúde mental elevou consideravelmente em até seis vezes mais do que o habitual.

A própria plataforma que estava desenvolvendo uma campanha institucional, aproveitou o momento para junto com diversos creators divulgar conteúdos diversos para amenizar e trazer aos usuários alguns momentos de leveza e distração, disponibilizando vídeos que vão desde crochê a meditação para fazer em casa e dicas de autocuidado, estimulando a hashtag #Fique em Casa comigo.

Adaptar ou criar uma rotina para o isolamento.

Com o distanciamento social e o isolamento, a sociedade teve que se adaptar e essa adaptação requer uma curva de aprendizado, no qual o Youtube foi importante como fonte de pesquisa para muitas pessoas que se questionaram e buscaram aprender como adaptar sua casa para o trabalho em home office, como diversificar na cozinha com poucos recursos, como entreter as crianças e até como fazer ginástica em casa ou apartamento.

As idas ao supermercado diminuíram e para isso, tornou-se necessário ser mais estratégico para comprar o essencial e de maior rentabilidade. A busca por “pão caseiro” subiu 66%, assim como receitas com 49% e o termo “cozinha” com 40% em comparação aos meses anteriores.

Se na cozinha os números cresceram, na sala não foi diferente. Os termos “aulas” e “estude comigo” tiveram um aumento de 33% e 52% respectivamente, assim como a busca por mais produtividade no trabalho, o termo “home office” foi o que mais cresce chegando a 173%.

Entender impactos mais amplos na sociedade.

Diante deste cenário, um tema tem tomado dois víeis, de forma macro e micro. A busca e o consumo por conteúdos relacionados a economia tem mantido um crescimento contínuo, porém, dividido entre os interesses com relação à economia global e o acompanhamento de como governos e instituições financeiras tem tomado medidas para minimizar os danos na sociedade de forma geral e o outro interesse relacionado ao próprio bolso buscando maneiras de segurar as finanças pessoais nesse período até que as coisas voltem ao normal.

Esse estudo completo e outros relacionados a tendências de consumo podem ser acessados pelo site disponibilizado pelo Google no site Think With Google que divulga artigos, dados e insights para informar e compartilhar mais conhecimento com seus usuários.

Leia Mais
Mídia

Por Covid-19, Globo altera sua programação

globo programação covid

Atenta aos desdobramentos e impactos do COVID-19 no Brasil e no mundo, a Globo está adaptando sua programação e ampliando o espaço para o Jornalismo, levando em conta os interesses e necessidades do público.

A partir desta segunda-feira, dia 16, o ‘Bom Dia’ de cada região terá 30 minutos a mais de duração, indo até 08h30.

O ‘Bom Dia Brasil’ também terá seu tempo estendido e passará a ter duração de duas horas, sendo exibido de 08h30 às 10h30, e entregando a programação para o ‘Encontro com Fátima Bernardes’.

Temporariamente, o ‘Mais Você’ não será exibido. Na parte da tarde, o ‘Jornal Hoje’ terá seu horário ampliado, ocupando parcialmente o horário do ‘Se Joga’.

Durante todo o dia, o Jornalismo trará todas as atualizações do assunto, em flashes ao vivo.

Com a ampliação da cobertura jornalística na programação, os espaços comerciais também serão revistos a fim de atender aos interesses de toda a sociedade brasileira, assim como do mercado publicitário.

As medidas são por tempo indeterminado e as mudanças serão informadas na medida em que forem definidas.

Leia Mais
MídiaPublicidade

5 técnicas para melhorar o impacto dos seus outdoors

Outdoor da estreia de Drácula – Netflix

Com certeza, se os seus outdoors estão nas ruas, é porque você e sua equipe gostaram do resultado, e eu não estou aqui para julgar a beleza do seu outdoor. Bom, mais ou menos. Na verdade, quero te mostrar algumas técnicas para melhorar o impacto da sua arte no público-alvo.

Quantidade de informação
Não é por ser uma área grande que você deve sobrecarregá-la. As pessoas não prestam muita atenção nesta veiculação pois são impactadas ao ir de um ponto A para um ponto B. Por isto, seja sucinto e diga apenas o necessário, escrevendo aquilo que a pessoa terá tempo para ler.

Distribuição do conteúdo
Assim como a quantidade de informação pode acabar com o seu outdoor, a distribuição delas também. Deixar os elementos alinhados e mais espalhados favorece uma leitura mais rápida e dinâmica para o público. Isto garante ainda mais que ele consiga ser impactado rapidamente e que receba a informação corretamente.

Localização do outdoor
As dicas anteriores são muito importantes, porém variam de acordo com a localização dos banners. Se eles forem expostos numa estrada, por exemplo, dê destaque à imagem e ao logotipo, diminuindo o máximo possível a quantidade de informações não verbais.

Porém, se ele fica no metrô, próximo às catracas ou de frente para a plataforma, ouse explorar melhor a linguagem textual. Na catraca, a pessoa geralmente pega uma fila para entrar no metrô e, ao esperar o vagão, ela simplesmente não tem pra onde olhar, tirando o celular (uma boa hora para impactar também, não é mesmo?).

OOH inteligente
Sim, se o cliente tem uma verba legal, aposte nela. Para isto, você tem que estudar as especificações técnicas da empresa de outdoor e garantir uma ideia brilhante. Você pode agir junto de tecnologia ou jogos de luz, como a campanha da Netflix sobre o Drácula – que aliás é uma ótima inspiração se quiser explorar este campo do out of home.

Influencers
O mais comum em vermos nos outdoors são os influenciadores da marca, pois a expressam através de seus pensamentos e ações. É uma boa estratégia para alcançar o público, pois se sentem mais próximos da empresa através de um interesse em comum: a Anitta para a Skol Beats, a Simone e Simaria para a TIM ou qualquer outro artista que vier à sua mente.

Bom, depois dessas ideias, espero que esteja inspirado para criar suas próximas peças de mídia OOH e melhorar o engajamento do público. Lembre-se: se as pessoas não conseguirem ler a mensagem, não serão impactadas como você e o cliente esperam.

Leia Mais
Mídia

Mídia Digital para marcas que pulam o Carnaval

Carnaval Jovem Pan1

Quem trabalha com mídia sabe que em datas específicas ou de festas, os resultados obtidos em campanhas digitais sempre tendem a sofrer alterações.

O Carnaval é uma dessas datas e certamente, já por esses dias de agora, dezenas, centenas ou até milhares de profissionais nas empresas e nas agências quebram a cabeça pensando em como atingir através da mídia digital, o folião consumidor que está com seu celular nas ruas da cidade, curtindo os bloquinhos.

Não é tarefa das mais fáceis, uma vez que, de um dia para o outro, milhões de pessoas ocupam os mesmos metros quadrados de rua, nada comum e nada frequentados nas demais épocas do ano.

Trata-se de uma lógica diferente da convencional para quem compra mídia que faz uso de geolocalização, uma vez que um folião pode ficar no mesmo quarteirão, literalmente no centro de uma grande avenida da cidade, por duas, três ou até quatro horas, pulando loucamente fantasiado e com uma lata de cerveja na mão.

As alterações nos KPIs de mídia nessa data são então consequências de uma clara tendência na redução de consumo de redes sociais nesse período por grande parte desses foliões, que até por motivo de segurança, deixam seus smartphones muito bem guardados em bolsos e bolsas. Sendo assim, se as pessoas ficam mais “desconectadas’, menos expostas também estarão às comunicações de marca.

Mas é claro que existem maneiras inteligentes de se fazer publicidade para esse público em plena folia, ou até mesmo e, principalmente, nos dias que antecedem à essa folia toda.

Já imaginou quantas marcas poderiam se aproveitar desses dias que antecedem o Carnaval para vender mais cerveja, água, cadeira de praia, fantasia etc para entrega boa e relevante de mídia digital?

Através de um bom banco de dados que inclui o histórico de navegação é completamente possível cruzar as informações e saber, por exemplo, se aquele folião buscou no período recente pela programação dos blocos de rua da cidade, por hotéis em praias do litoral ou mesmo por preços de entradas em carnavais de clubes tradicionais. Mais do que isso, é possível impactar consumidores que estiveram em um determinado local, como os ensaios das escolas de samba no Anhembi, por exemplo.

E se, por um acaso, o consumidor é daquele que busca “sumir” em datas de bagunça como essa, conseguimos também impactá-lo facilmente, por conta de seu possível rastro deixado no ambiente digital, semanas antes do Carnaval, onde ele buscava por programas mais tranquilos e distantes do barulho. Quem sabe um final de semana em Águas de Lindoia ou Poços de Caldas? Ou quem sabe buscou por filmes que se destacaram no Oscar ou por novidades no Netflix?

É praticamente impossível hoje tomarmos decisão de compra ou consumo sem que tenhamos deixado rastros por aí. A mídia programática está aí exatamente pra fazer com que as marcas possam se conectar com esse público que deixou pegadas na rede.

Nada melhor que um exemplo pessoal.

Nos últimos dez dias de minha navegação no ambiente digital, eu deixei rastros que podem ser de interesse para vários segmentos de mercado. Reservei por um site diárias de hotel em Ilhabela; comprei o agendamento da balsa para não ficar na fila; comprei um par de ingressos para um show de reggae que irá acontecer na Ilha durante o Carnaval; além disso, na última semana, coloquei no meu Waze como destino 2 supermercados da Vila Mariana e entrei em mais de 5 farmácias por Alphaville, buscando protetores solares e repelentes para o corpo.

Juro, não tem nenhuma marca se aproveitando dessas minhas pegadas no ambiente digital, pelo menos por enquanto.

É na dificuldade que surgem as oportunidades. No Pós-Carnaval as marcas voltarão a fazer campanha com força, dentro da lógica do “agora o ano começou”.

Balela, o Carnaval deixa pegadas importantes que podem fazer com que dados virem informações que, por sua vez, se bem pensados e utilizados, transformarão em insights para mensagens futuras de marca.

E você, profissional de marketing ou mídia: como pensou a comunicação da sua marca durante o Carnaval?

Leia Mais
Mídia

SKY faz ativação no Beco do Batman

Postagem

Os fãs e amantes da série The Handmaid’s Tale já podem maratonar a nova temporada através do SKY Play e para divulgar essa novidade, a agência Mirum, propôs uma ação out-of-home integrada com o digital no Beco do Batman, em São Paulo.

A ação consiste em um muro temático com o grafismo da asa de Aia para as pessoas interagirem tirando fotos e postando nas redes sociais usando a hastag #resistence.

Além da finalidade de divulgar a nova temporada da série, a ação busca aumentar o conhecimento do público a respeito da plataforma de vídeo on demand da empresa.

 

 

Ficha técnica

Agência: Mirum Agency

Cliente: SKY

Produto: SKY Play

Campanha: Lançamento The Handmaid’s Tale no SKY Play

Diretor de Criação Executivo: Filipe Matiazi

Criação: Carlos Waiss, Danilo Nagami, Lucas Vilela e Mauro Paz

Atendimento: Patrícia Rogoski, Andressa Sucodolski e Ana Clara Oliveira

Planejamento: Paula Granette

Mídia: Bruno Seus, Gustavo Hipolito e Felipe Manno

Gerente de Projetos: Talita Franco

Producer: Paulo Setti e Bianca Mascarenhas

Artistas: Lanó

Galeria: Alma da Rua

Aprovação/Cliente: Alex Rocco, Alex Greif, Adriana Orlandelli, Verônica Guerriere e Gabriela Piffer

 

Leia Mais
ConteúdoMídia

SOUL GOOD: O CHOCOLATE DA DIETA

58ed0df3d8268

Durante o Santander Track&Field – maior circuito de corridas de rua da América Latina – a Kopenhagen estreia sua mais nova linha de chocolates, a linha Soul Good, uma proposta que visa unir o que faz bem para o corpo e que seja delicio no paladar.

 

O público deste novo produto é os atletas de rua com estilo de vida saudável, que a partir de agora poderão trazer ainda mais sabor às suas dietas. Assim, a parceria com a Cross Networking no evento foi uma ótima forma de apresentar os novos chocolates para seu público. Ao invés de apenas veicular nas redes sociais banners e posts sobre a novidade, nada melhor que levar a degustação para “dar um gás” a mais durante a corrida.

 

A indústria do chocolate costuma crescer 6% ao ano em países desenvolvidos, faturando cerca de US$8,4 bilhões por ano. Porém, como o Brasil está se desenvolvendo, há de se esperar que tenha números ainda maiores. Atualmente, a venda de chocolates cresce 25% ao ano, chegando a US$35 bilhões em 2018 (Euromonitor, 2019). 

 

Sobre os chocolates Soul Good, é importante ressaltar que além da leveza das calorias do produto, ele aborda um conceito totalmente zero açúcar, lactose, gorduras e clean label – produtos compostos apenas por ingredientes facilmente reconhecidos pelo consumidor. A nova linha da Kopenhagen conta com bombons maciços, de avelã, com língua de gato e lajotinha, além dos clássicos tabletes de cacau e cacau com nibs (pedaços de amêndoas).

 

Com tantas opções, chega até ser difícil escolher uma só, mas como é um chocolate saudável, vá na Kopenhagen e experimente um de cada! Depois nos conte qual você gostou mais.

Leia Mais
Mídia

Diageo está revendo sua conta de mídia global de US $ 320 milhões

_104274114_drink_pa

A líder de bebidas Diageo, cujas marcas incluem Smirnoff, Johnnie Walker, Guinness e Bailey’s, está revisando sua conta global de compras e planejamento de mídia.

Um representante da Diageo confirmou a revisão.

“É uma prática recomendada do setor revisar uma grande conta de mídia como essa de poucos em poucos anos”, disse o representante. “Decidimos que esse é o momento de revisar nossas agências de mídia globalmente para garantir que continuemos na vanguarda do planejamento de mídia e dos planos de marketing orientados a dados”.

A Diageo gasta cerca de US $ 320 milhões em mídia globalmente por ano, de acordo com a consultoria de dados COMvergence. O Carat da Dentsu Aegis Network reteve a maioria dos negócios globais de compra e planejamento de mídia da Diageo após uma revisão iniciada em maio de 2016. 

A Carat começou a trabalhar como agência de mídia dos EUA para a Diageo em 2010, após uma revisão que incluía a MediaCom do WPP. 

Leia Mais
Mídia

Peanuts estreia dois novos canais no YouTube

Espelho Meu (1)
Espelho Meu’ e ‘Espaço Ethos’  somam 14 projetos da digital network
A Peanuts, empresa de criação e gerenciamento de conteúdo para plataformas digitais, acaba de lançar os canais ‘Espelho Meu’ e ‘Espaço Ethos’ no YouTube. As produções originais da companhia somam, agora, 14 trabalhos na plataforma de vídeos.
Apresentado por modelos e influenciadoras digitais, o ‘Espelho Meu’ reúne semanalmente tendências de moda e beleza com tutoriais de passo a passo de maquiagem e dicas de produtos para o cotidiano. Além disso, o canal também promove bate-papos descontraídos sobre comportamento e relacionamentos.
Já o ‘Espaço Ethos’ traz o cidadão como protagonista do projeto. O objetivo é promover reflexões sociais por meio de questionamentos e debates, abordando temas plurais e complexos como relações interpessoais, comportamento, política e tabus. Ambas as estreias da empresa digital da têm vídeos novos toda a semana.
Entre os canais existentes no portfólio da Peanuts também estão ‘Disso Eu Entendo’, do João Kleber; ‘Não Caia na Roubada’, de Jorge Lordello; e o ‘Canal da Val’, da Val Marchiori. Para produzir todos os conteúdos, a digital network conta com um complexo de 12 estúdios.
Leia Mais