close

Publicidade

Publicidade

Dois gigantes do mercado de tecnologia se unem em parceria comercial para a América Latina

WhatsApp Image 2020-03-31 at 10.53.13

A Leyard, líder mundial em painéis de led, passa a distribuir suas soluções através da Anixter, líder global de soluções de network e segurança.

Um acordo latino americano de parceria comercial promete movimentar o mercado de painéis de led e monitores profissionais de grande formato.  A partir de março deste ano a Leyard inicia um novo modelo comercial com a Anixter. O objetivo é aumentar a operação da Leyard em toda a América Latina e consolidar a expansão na região por meio de revendas e integradores especializados.

Para lançar a parceria, convidamos a todos para nosso webinar SOLUÇÕES DE PAINÉIS DE LED E MERCADOS VERTICAIS. Este webinar abordará um panorama mundial de aplicação de mercados e linhas de painel de LED, aproximando os participantes das ofertas disponíveis na Anixter, conhecendo as tendências mundiais de Painéis de LED, Verticais de Mercado e Produtos aplicados na região da América Latina

Inscreva-se no link: https://bit.ly/39E4xQJ

Sobre o apresentador:

Dimas Gustavo de Oliveira atuou na Leyard como Account Manager, Gerente Comercial e Gerente de Produtos e Pré-vendas Brasil e Latam, completando 5 anos no mercado de LED, além de ter participado de projetos internacionais

Leia Mais
Publicidade

McDonald’s vai apoiar micro e pequenas empresas do setor de alimentação no Brasil

content_id (1)

Rede compartilhará suas práticas e cursos internos de segurança alimentar para ajudar na prevenção de doenças

São Paulo, 19 de março de 2020 – A Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s no mundo, acredita na união de forças para que o país possa superar esse momento de pandemia causada pelo novo Coronavírus. Pensando nisso, a rede decidiu apoiar micro e pequenas empresas do setor de alimentação no Brasil, abrindo turmas de formação gratuita e online voltadas a profissionais que atuam nesse segmento.

Os cursos contarão com uma grade dividida em três pilares principais: Segurança Alimentar, Higiene e Desenvolvimento Sustentável, áreas em que a companhia é reconhecida internacionalmente por sua excelência. Essas são esferas fundamentais para garantir medidas de prevenção de contaminação por microrganismos, incluindo o novo Coronavírus.

“Nesse momento delicado pelo qual estamos passando globalmente e aqui no nosso país, decidimos compartilhar o nosso conhecimento com estabelecimentos que poderão se beneficiar dele da melhor forma e dar uma contribuição inicial para vencermos juntos esse grande desafio”, comenta Paulo Camargo, Presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados.

Além de sua reconhecida atuação no setor, atendendo os mais rigorosos protocolos de segurança do alimento, a Arcos Dorados também busca ressaltar a importância da educação. No Brasil, a companhia conta com um centro de formação, batizado de Universidade do Hambúrguer, que servirá como base para a iniciativa. A empresa investe por ano cerca de 40 milhões de reais em treinamento, contando com estratégias educacionais de ponta.

Com início programado para a próxima semana, os cursos terão inicialmente vagas limitadas. As inscrições serão abertas a partir de 23/03, por meio do site https://trilhas.info/. Poderão participar donos de pequenos estabelecimentos do setor e seus empregados.

“Nossa empresa está comprometida em apoiar a busca de soluções para esse contexto que estamos vivendo e entende que compartilhar sua expertise é uma das maneiras iniciais para contribuir. Estamos atentos e vamos continuar buscando oportunidades de cooperar com as pessoas”, explica Paulo Camargo.

Medidas da Arcos Dorados contra a COVID-19

A Arcos Dorados tem como prioridade proteger a saúde e bem-estar de seus funcionários e clientes. A companhia implementou um comitê focado especialmente em monitorar e agir em torno de diversos assuntos relacionados ao tema. Entre as iniciativas implementadas pela empresa, está o home office ou licença remunerada para seus colaboradores que pertencem ao grupo de risco, em todos os setores, inclusive restaurantes, e a recomendação de trabalho remoto para todos os funcionários da sede administrativa; suspensão de viagens e reuniões presenciais; reforço dos protocolos de higiene em todos os restaurantes da rede, como aumento na frequência da limpeza de equipamentos, totens de atendimento, portas, mesas e cadeiras; ampliação do número de dispensers de álcool em gel nos restaurantes; além da intensificação da comunicação interna com informações educativas sobre o tema.

Leia Mais
ConteúdoPublicidade

5 dicas para ser um estagiário melhor

5 dicas para ser um estagiário melhor

Se você, assim como eu é estagiário, acho importante que dê uma olhada nestas dicas que aprendi com o tempo – e algumas ainda estou tentando aceitar.

Com um mercado tão grande e ainda assim competitivo, destacar-se no início da sua carreira abrirá portas diferentes para profissionais com a mesma idade e conhecimento que você tem.

Ouça opiniões abertamente
É bem comum que no começo da sua carreira você leve os feedbacks para o lado pessoal, achando que sequer leram com cuidado o projeto que criou.

Sabe quando a sua mãe dizia que já teve a sua idade? Seu chefe também já foi estagiário, então a sua ideia incrível provavelmente foi uma das primeiras que vieram, e na verdade acabam não sendo tão incríveis assim.

Ouça as críticas de forma construtiva e reflita sobre elas. Busque o máximo de cases e referências possíveis para entregar uma campanha de qualidade para que evolua enquanto profissional.

Sugira novas ideias
Atenção com esta dica. Sugerir novas ideias não é falar o que vem à mente. Você deve pensar em como melhorar a sua empresa e os resultados do seu cliente. Você deve, acima de tudo, vestir a camisa de onde trabalha e para quem trabalha.

Por isto, mature as boas ideias e não tenha medo de as expor. Se você está inseguro quanto à qualidade do material que elaborou, mostre para alguém que será crítico e com quem você tenha mais intimidade. Assim, não ficará mal com o feedback e poderá melhorar a sua peça.

Vá além
Na nossa área não temos muito problema com dresscode, por exemplo, e não estou aqui para dizer que você deve ir de social todos os dias para impressionar.

Porém, se você tem uma reunião importante ou um evento, vá mais arrumado. Como não esperam isto de você por não estar em contrato, vestir-se mais social para datas importantes é como se fosse um bônus para a visão que têm de você.

Faça isto não só com suas roupas, mas com iniciativa em projetos e elaboração de planejamentos de mídia. Expanda a sua atuação sempre que possível, mostrando força de vontade e interesse.

O cliente dá a palavra final
Eu já me estressei muito por ter certeza que o cliente estava tomando uma decisão ruim sobre algo, e continuava a bater de frente.

Por mais que você apresente as melhores – e piores – ideias, quem coloca o ponto final é ele. A sua função enquanto publicitário é como a da advogada Kim em Better Call Saul: você apresenta os dois lados da moeda, e quem decide é quem está investindo.

Importe-se com os outros
Você trabalha com seres humanos. Todos têm dias difíceis. Trate as pessoas da empresa como amigos, ofereça ajuda, pergunte sobre o final de semana delas.

Um time cresce junto, então não pise nos outros para subir sozinho. Lembre-se que quanto mais humano você for, mais humanos serão com você. Quando você se irrita porque não gostaram do seu plano de redes sociais, aposto que não fica tranquilo no ambiente de trabalho, e certamente as pessoas tentam te entender e te acalmar.

Gostou das dicas? A maior parte delas eu ainda estou aprendendo por achar que estou certa, e você também passará por isto. Apenas se lembre que sempre dá para ser melhor, e para ser melhor, você pode começar com as mudanças que apresentei pra você.

Leia Mais
DigitalPublicidade

Sub Veg – Origem Vegetal

Sub Veg

Origem vegetal do cheddar ao pão, esse é o conceito da nova campanha da Subway para o seu novo produto, Sub Veg, um sanduíche originalmente vegetariano que promete agradar todos os paladares. Com ingredientes 100% livres de origem animals, tendo em sua composição, proteína de soja, cheddar veg cremoso, pão italiano branco e muita salada.

O Sub Veg é apoiado pela Sociedade Vegetariana Brasileira – SVB e pelo movimento #SegundaSemCarne, movimentos que lutam para a redução do consumo de alimentos com origem animal.

Mcgarrybowen e Speyside Group foram as responsáveis pela criação e estratégia de PR da campanha, que terá uma comunicação voltada para o ambiente digital e será divulgada no dia 24 de março nas plataformas do Facebook, Instagram e Twitter.

O preço do novo Sub Veg deve ficar R$ 18,00 a versão de 15 cm e R$ 29,00 a opção de 30cm, lembrando que o produto está com o aviso de que deve ficar no cardápio por tempo limitado.

Leia Mais
MarketingPublicidade

Santander e Decolar em um caso de infidelidade

Decolar-Cartões-800×400

Um casamento de sucesso a base da infidelidade. Pois é, o banco Santander e a marca de viagens Decolar se juntaram para criar um programa de “Infidelidade”, apesar do nome a campanha não tem muito mistério ou segredo, pois se trata de uma campanha de CRM (Customer Relationship Management), ou simplesmente relacionamento com o consumidor, porém a criatividade e a abordagem é que se destaca em meio a outras campanhas. 

O motivo pelo qual as empresas investem tanto dinheiro em campanhas de relacionamento é o mesmo pelo qual os clientes fiéis são tão importantes para as marcas, tendo como foco a rentabilidade.

Um artigo chamado “Zero defection: quality comes to services” escrito por Frederick Reichheld e W Earl Sasser Jr. publicado na Harverd Business Review, foi considerado o estudo seminal de marketing de relacionamento (estudo que impulsiona a disciplina e abra caminhos para que ela se desenvolva, ou seja, se não fosse esse estudo a área de relacionamento com o cliente não seria o que é hoje).

Esse foi o primeiro artigo que mostrou como investir em marketing de relacionamento e técnicas que desenvolvam a fidelidade e a lealdade do cliente, trazem ganhos consideráveis ao longo do tempo.

Um estudo com centenas de empresas, possibilitou observar que elas estavam tendo resultados a partir de técnicas de relacionamento em CRM ao longo do tempo e chegou-se à conclusão de que esses resultados estavam delineados em torno de 5 tipos de comportamentos que clientes dos quais as empresas estimulavam, passavam a gerar maior rentabilidade para elas.

Quando olhamos a rentabilidade das empresas elas podem ser descrita através dos 5 tipos de lucro diferentes que são desenvolvidos ao longo do tempo aplicado pelo CRM nas empresas.

  • Lucro base
  • Lucro gerado por aumento de uso
  • Lucro gerado por redução de custos operacionais
  • Lucros gerados por indicações
  • Lucros gerados por preços mais elevados

Segundo a Associação das empresas de mercado de fidelização, o cartão de crédito é a principal forma utilizada pela sociedade brasileira de acumular milhas de viagens. E por isso a campanha de “infidelidade” se torna tão plausível, pois quanto mais o cliente usar o cartão, mais milhas terá para utilizar em qualquer companhia aérea e serviços oferecidos pelo site da Decolar. Para obter os benefícios, basta se cadastrar no programa de passaporte Decolar, solicita o cartão da bandeira visa do tipo gold, platinum ou infinite e acumula pontos, os pontos acumulados no cartão são creditados e estão prontos para serem utilizados, o objetivo é que o cliente não fique preso a uma só relação.

Ah, quase me esqueci, a campanha é estrelada por nada mais, nada menos do que Fábio Jr. bom, a escolha você já sabe porque não é?!

Leia Mais
Publicidade

Conheça sua própria caixa

hershe

“Pensar fora da caixa”. Essa é a máxima quando falamos de pensar em algo criativo, inédito, inovador… Mas nem começamos olhando “para a caixa”.  Já pensou nisso?

Pois é, a Hershey’s olhou para a própria embalagem e enxergou que as mulheres estiveram sempre presentes. Her e She (pronomes em inglês que significam ‘dela’ e ‘ela’). A campanha feita com a agência BETC/Havas transformou a embalagem da barra de chocolate ao leite em uma galeria de divulgação de várias mulheres talentosas: cantoras, musicistas, poetisas, escritoras, entre outras.

Para potencializar a campanha, a marca vai publicar os trabalhos das artistas em suas redes sociais e demais canais digitais. A ideia para este Dia da Mulher é compartilhar a audiência da Hershey’s com outras mulheres que poderão divulgar seus trabalhos usando a hashtag #HerShe , que poderão serem replicadas nos perfis da marca.

 

Incrível! Às vezes a boa ideia está mais perto do que a gente imagina.

O Itaú, em 2016, soltou a campanha Digitau, assinada pela Africa. A campanha divulgava os investimentos do banco em serviços digitais. É fato que esta rendeu várias opiniões diferentes, mas o que importa é: a boa ideia estava mais perto da caixa, ou neste caso, da palavra-chave do briefing. O difícil mesmo – e é aqui que entra a criatividade da publicidade – é conseguir enxergar o que sempre esteve ali e ninguém via.

Por isso, um bom exercício é: antes de pensar fora da caixa, olhe bem para ela.

Leia Mais
MídiaPublicidade

5 técnicas para melhorar o impacto dos seus outdoors

Outdoor da estreia de Drácula – Netflix

Com certeza, se os seus outdoors estão nas ruas, é porque você e sua equipe gostaram do resultado, e eu não estou aqui para julgar a beleza do seu outdoor. Bom, mais ou menos. Na verdade, quero te mostrar algumas técnicas para melhorar o impacto da sua arte no público-alvo.

Quantidade de informação
Não é por ser uma área grande que você deve sobrecarregá-la. As pessoas não prestam muita atenção nesta veiculação pois são impactadas ao ir de um ponto A para um ponto B. Por isto, seja sucinto e diga apenas o necessário, escrevendo aquilo que a pessoa terá tempo para ler.

Distribuição do conteúdo
Assim como a quantidade de informação pode acabar com o seu outdoor, a distribuição delas também. Deixar os elementos alinhados e mais espalhados favorece uma leitura mais rápida e dinâmica para o público. Isto garante ainda mais que ele consiga ser impactado rapidamente e que receba a informação corretamente.

Localização do outdoor
As dicas anteriores são muito importantes, porém variam de acordo com a localização dos banners. Se eles forem expostos numa estrada, por exemplo, dê destaque à imagem e ao logotipo, diminuindo o máximo possível a quantidade de informações não verbais.

Porém, se ele fica no metrô, próximo às catracas ou de frente para a plataforma, ouse explorar melhor a linguagem textual. Na catraca, a pessoa geralmente pega uma fila para entrar no metrô e, ao esperar o vagão, ela simplesmente não tem pra onde olhar, tirando o celular (uma boa hora para impactar também, não é mesmo?).

OOH inteligente
Sim, se o cliente tem uma verba legal, aposte nela. Para isto, você tem que estudar as especificações técnicas da empresa de outdoor e garantir uma ideia brilhante. Você pode agir junto de tecnologia ou jogos de luz, como a campanha da Netflix sobre o Drácula – que aliás é uma ótima inspiração se quiser explorar este campo do out of home.

Influencers
O mais comum em vermos nos outdoors são os influenciadores da marca, pois a expressam através de seus pensamentos e ações. É uma boa estratégia para alcançar o público, pois se sentem mais próximos da empresa através de um interesse em comum: a Anitta para a Skol Beats, a Simone e Simaria para a TIM ou qualquer outro artista que vier à sua mente.

Bom, depois dessas ideias, espero que esteja inspirado para criar suas próximas peças de mídia OOH e melhorar o engajamento do público. Lembre-se: se as pessoas não conseguirem ler a mensagem, não serão impactadas como você e o cliente esperam.

Leia Mais
Publicidade

IPG destaca como a informação é essencial para conquistar a confiança do consumidor

_MG_9672

Terry Peigh, Senior Vice President and Managing Director do IPG, esteve na WMcCann nos dias 5 e 6 de fevereiro para apresentar o estudo que compara dados dos brasileiros de 2011 a 2019

 

Há 10 anos, o Interpublic Group vem conduzindo a pesquisa global “The IPG New Realities”, para analisar o comportamento de compra e hábitos dos consumidores diante de todas as novas fontes de informações de produtos disponíveis. O estudo foi realizado inicialmente na China e nos Estados Unidos e, desde então, outros países foram adicionados como Brasil, África do Sul, Rússia, Inglaterra e Índia.

 

A pesquisa investiga, entre outras coisas, até que ponto o consumidor atual valoriza as informações do produto; se eles acham a informação satisfatória; se estão compartilhando essas aprendizagens com seus amigos e familiares; quais canais de mídia são mais valiosos para eles quando se trata de conhecimento sobre produtos; o que eles pensam sobre o papel dos influenciadores hoje; e se têm problemas de falta de confiança com as marcas.

 

Com a pesquisa no Brasil iniciada em 2011, foram feitas ondas de dados destacando as tendências ao longo deste período e o contraste do consumidor brasileiro com o de outros países. Terry Peigh, Senior Vice President and Managing Director do IPG, esteve na WMcCann nos dias 5 e 6 de fevereiro para apresentar o estudo. E o que ficou claro é a demanda do consumidor por mais:

Mais dos fabricantes de produtos:

79% dos entrevistados no ano de 2019 afirmam que agora estão mantendo as marcas em um padrão mais alto do que nunca. Em 2017, foram 71% e em 2015, 66%.

 

Desses, os consumidores mais velhos são os mais exigentes. 80% dos respondentes de 53 a 70 anos disseram que estão mantendo as marcas em um padrão mais alto, 81% na faixa de 35 a 55 anos e 77% entre 18 e 34 anos.

 

Mais valorização à satisfação e o conhecimento sobre produtos:

 

No Brasil, 76% dos entrevistados em 2019 afirmam que o aumento da informação também aumentou sua satisfação com as marcas. O brasileiro apresenta as pontuações mais altas do mundo. Em 2017, foram 71%; em 2015, 65% e em 2013, 57%.

 

Os consumidores brasileiros mais velhos encontram maior valor com as informações. 81% dos respondentes de 53 a 70 anos afirmam que o aumento da informação aumentou a satisfação com as marcas. 72% na faixa de 35 a 42 anos e 74% entre 18 e 34 anos.

 

O aprendizado de produtos continua sendo uma fonte de alegria e recompensa. O brasileiro é o que mais afirma que encontrar informações sobre marcas é gratificante. Em 2019, foram 77% dos respondentes. Em 2015, 66% e em 2011, 46%.

Novamente, o consumidor brasileiro mais velho acha informações particularmente satisfatórias. Foram 79% de 53 a 70 anos, 77% de 35 a 55 e 75% de 18 a 34 anos.

 

Informações mais confiáveis:

 

85% dos entrevistados em 2019 responderam que sempre procuram fontes confiáveis de informação. Em 2011, eram 51%. O segundo maior índice é na Índia, com 77%. Aqui, novamente, o brasileiro apresenta as pontuações mais altas do mundo.

 

E onde eles estão encontrando essas informações confiáveis? 58% dos brasileiros dizem que a recomendação pessoal de marcas é mais importante do que há alguns anos atrás.

 

22% dos entrevistados da América Latina confiam menos na mídia e mais em “pessoas na vida real”.  6% responderam que confiam em websites, -5% em TV/Rádio e -4% em print.

Percebe-se que com uma crescente preocupação com a veracidade das mensagens nas mídias sociais, há uma grande queda na confiança nas recomendações de compra advindas desse meio.

52% dos entrevistados em 2017 afirmam que fizeram uma compra com base na recomendação de alguém cujo conteúdo seguia nas mídias sociais. Já em 2019 ocorreu uma queda, foram apenas 41%.

 

Por fim, mais confiança no nome da marca e na reputação:

Especificamente, os consumidores ainda contam com nomes de marcas e reputação para transmitir a confiança necessária.

Para 67% dos respondentes em 2019, atualmente, os nomes e a reputação da marca são mais importantes do que nunca. Em 2017, foram 66% e 34% em 2013.

 

80% dos clientes dizem que a experiência que uma empresa oferece é tão importante quanto os produtos e serviços. 67% dos clientes dizem que o padrão para boas experiências é mais alto do que nunca (em grande parte impulsionado por novas tecnologias – IA, computação em nuvem, assistentes ativados por voz, realidade virtual, chatbots). 51% dizem que a maioria das empresas fica aquém das expectativas de uma ótima experiência.

 

Outro ponto que pode-se observar é que as compras baseadas em crenças são comuns em todo o mundo. 69% dos entrevistados em 2018 afirmam que compram motivados por crenças e mudança ano a ano. Em 2017, foram 56%.

As pessoas têm mais fé em marcas versus governo, para progredir em questões sociais. Para 46% dos entrevistados marcas têm ideias melhores que o governo e para 53% as marcas conseguem fazer mais do que o governo para resolver problemas sociais.

 

44% dos consumidores da “próxima geração” dizem que a responsabilidade social demonstrada fortalece a confiança em uma empresa. E não é só com jovens compradores. 67% do público de 35 a 54 anos afirma que importa com o que uma marca representa.

 

“Novas forças, desafios e crenças estão impactando o mundo do marketing. Hoje existe a necessidade de apoiar o cliente a longo prazo, gerar experiências e ter um diálogo bidirecional. Mas talvez conquistar a confiança do consumidor seja o item mais crítico de ser rastreado e melhorado”, afirma Terry Peigh, Senior Vice President and Managing Director do IPG.

 

This message contains information which may be confidential and privileged. Unless you are the intended recipient (or authorized to receive this message for the intended recipient), you may not use, copy, disseminate or disclose to anyone the message or any information contained in the message. If you have received the message in error, please advise the sender by reply e-mail, and delete the message. Thank you very much.

Leia Mais
MarketingPublicidade

Ação BIS: caixa grátis para quem reprovou na faculdade

Bombou Ganhou Bis

Marca  dá uma “forcinha” a quem reprovou para fazer amizades na turma nova

11 de fevereiro de 2020 – Com a proximidade do início do ano letivo nas faculdades, BIS estreia a ação “Bombou Ganhou”, que promete aliviar a tensão de quem reprovou em alguma matéria e ficará longe da sua turma na faculdade. Para isso, no dia 12/02, a marca vai percorrer universidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre oferecendo uma caixa de BIS a cada matéria repetida. A ideia é animar os alunos que repetiram, permitindo que dividam a caixinha de BIS com a nova turma e socializem com os novos colegas. Para ganhar, basta apresentar o boletim (online ou físico) no dia comprovando que reprovou em alguma matéria.

Como parte da iniciativa, que é assinada pela agência Wieden+Kennedy São Paulo, BIS também convidou alguns influenciadores que já reprovaram na faculdade para que eles contem como foi a experiência, como passaram por esse processo e mostrem que agora está mais fácil passar por isso, já que BIS vai dar essa ajuda aos repetentes. Os influenciadores protagonizarão pílulas de conteúdo nas redes sociais da marca, convidando as pessoas a participar da ação. Confira aqui com Hello Bielo e aqui com Cid do Não Salvo.

“Ninguém gosta de reprovar e ter que estudar a mesma matéria por mais um período, longe da sua turma da faculdade.  Este ano BIS irá lutar contra os vilões que te impedem de curtir com seus amigos, e para começar o ano escolhemos a reprovação na faculdade como vilã! Com esta ação, queremos impactar o público que vai reiniciar alguma matéria neste semestre, dando uma força a eles de forma divertida e irreverente. Nossa ideia é nos aproximarmos ainda mais do público jovem, com linguagem leve e provocativa – ao mesmo tempo que damos aquela força para o início do ano letivo ajudando os estudantes a fazerem amigos na nova turma.”, comenta Yana Leocádio, gerente de marketing de Bis para Mondelēz Brasil.

O consumidor pode acompanhar a reverberação e o andamento desta ação pelas redes sociais da marca, @Bis.

Leia Mais
Vai e vem

WMcCann reforça time de criação

wmccanreforcatime

A WMcCann amplia seu time de Criação com a contratação de três profissionais: Brenda Band (ex-VML Brasil) e Luana Silva (ex-Escala City) chegam como redatoras e Letícia Kohanoski (ex-Escala City) como diretora de arte.

Brenda Band é redatora e roteirista, tem passagens pelas agências Tribal, Tech and Soul e VML Brasil. Entre os clientes que já atendeu estão Natura, C6 Bank e Kimberly Clark.

Já Luana Silva registra passagens pelas agências Paim e Escala City, ambas em Porto Alegre, onde atuou para clientes como Skol, Polar, Uber, Renner, Camicado e Umbro.

Com passagem pelas agências Matriz, Escala City e Artplan, Leticia Kohanoski já trabalhou para Pilecco Nobre, Piá, Nat., Beira Rio, Lojas Colombo, Óticas Carol e Chocolates Brasil Cacau.

Leia Mais