close
Marketing

E a Lei, candidato?

Já manifestei aqui no Blog do Crespo, minhas considerações a respeito da Lei Municipal n. 14.223/06, que recebeu o singelo apelido de Lei Cidade Limpa.

A Lei que entrou em vigor em 01 de Janeiro de 2.007, foi imposta de maneira arbitrária pelo Prefeito Gilberto Kassab, uma vez que não houve ampla discussão com o mercado antes da decisão final.

Por outro lado, sou obrigado a concordar que havia a necessidade de uma regulamentação da mídia exterior em São Paulo.

Prestem atenção: eu disse REGULAMENTAÇÃO e não PROIBIÇÃO da mídia exterior em São Paulo.

Em Tóquio pode, em Londres pode, em Nova Iorque pode, mas em São Paulo não pode, porque o Kassab não quer!

Mas tudo bem. Minha convicção é de que ainda teremos uma publicidade exterior regulamentada na cidade de São Paulo.

Enfim, o que temos para hoje, é isso! 

E lei é lei. Se não estamos contentes, que procuremos outro lugar para viver.  Ou seja, se queremos ficar em São Paulo, temos que viver com a proibição, querendo ou não.

E já que há a proibição, que sejamos e fiquemos todos atentos para que não descumpram a lei, principalmente os candidatos em tempos de Eleição.

Bom, acho que já entenderam, né?

A vocês que moram em São Paulo, peço que NÃO votem em candidatos que estão descumprindo a Lei Cidade Limpa.

Vejo diariamente, diversos cavaletes nas ruas de São Paulo. São candidatos à deputado federal, estadual, senador e por aí vai.

Poderia ficar aqui horas, citando os nomes, mas tenho certeza que cada um de vocês, irá a partir de hoje, ficar atento a isso.

Já me surpreendi com alguns nomes que chegaram sim, em outro momento, a serem possibilidades do meu voto. Hoje, não mais.

Como posso votar em um candidato que não respeita a Lei antes mesmo de ser eleito?

Por coincidência, por estes dias, estou lendo o livro MIDIALIZAÇÃO, do grande Ângelo Franzão. Em determinado capítulo do livro, (mais precisamente na página 74) ele cita algo que em muito tem a ver, com o que escrevo aqui.

Reescrevo dois parágrafos do que o Ângelo escreveu:

“(…)Deveriam saber que muitos eleitores, assim como muitos consumidores, cultivam a ordem, lutam pela legalidade e, acima de tudo, alimentam valores sociais, culturais e especialmente de civilidade(…).”

“(…) E cá entre nós, poluir as grandes cidades ou mesmo sujar as grandes avenidas dificilmente seria a estratégia de comunicação de alguma marca, por mais ousado que fosse o objetivo mercadológico(…).”

Acho que está mais que dito.

Tags : anegelo franzãoblod do crespoblogcandidatocidade limpaeleiçãogilberto kassabgrupo de mídialeilivromídiamidializaçãoprefeitoproibiçãopropagandapublicidaderegulamentaçãoruasão paulovoto
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook