close
Publicidade

Famosos vazam conteúdo sensível no Instagram em prol da saúde mental

Fonte: divulgação

Em ação idealizada pela ONG CVV, famosos publicam vídeos marcados como “conteúdo sensível” para conscientizar o público sobre suicídio e saúde mental

Os conteúdos sensíveis do Instagram ganharão um novo significado a partir desta sexta (10) – dia mundial de prevenção do suicídio -, quando dezenas de influenciadores como Sabrina Sato, Ana Maria Braga, Juliana Paes e Lumena Aleluia publicarão vídeos de 40 segundos marcados como sensíveis em suas contas na rede social. Assim que o vídeo começa, o público é surpreendido com uma mensagem: (…) precisamos parar de cuidar da vida dos outros e começar a cuidar uns dos outros – como vai você?

A ação é fruto da campanha “Conteúdo Sensível”, do CVV (Centro de Valorização da Vida), ONG que atua de forma voluntária e gratuita na prevenção do suicídio e promoção da saúde mental. O objetivo da guerrilha digital é promover reflexões sobre o ódio nas redes sociais, a importância da conversa e da escuta ativa para a prevenção do suicídio e a manutenção da saúde mental, além de atrair mais voluntários para o CVV.

Conteúdos sensíveis são, geralmente, de cunho sexual ou violência e rapidamente são marcados pelos algoritmos das próprias plataformas. De acordo com o idealizador da campanha, Eduardo Cabral (WMcCann), esses conteúdos “vazados” engajam mais do que mensagens importantes como a da ONG. “Hackeamos a rede para conseguir um recurso raro: a atenção das pessoas. Quando um vídeo sensível parte de uma celebridade, gera curiosidade. Usamos esse gancho de atenção para difundir nossa mensagem sobre saúde mental”, conclui. Eduardo trabalha com um coletivo de publicitários e jornalistas voluntários que idealizam as campanhas de setembro amarelo do CVV há 3 anos.

Segundo João Victor Lovise (SunsetDDB), criativo do coletivo, “A ideia de vazar o conteúdo sensível em grandes contas foi ganhar a pauta de inúmeros veículos, afinal, o que a Sabrina Sato ou Evaristo Costa podem ter publicado que feriu a política do Instagram?”- a ideia da ação é reter atenção para a mensagem da ONG e promover o thumbstop sobre a importante pauta e missão da ONG.

Para Talita Mendonça (Vegas), que atua nas campanhas há 3 anos consecutivos e está sempre em contato com os influenciadores, complementa, “Os maiores nomes da internet sentem a necessidade de falar sobre o tema ao ponto de, perto de Setembro quando ainda não os procuramos com nossa dinâmica do ano, eles nos contatam para saber como será a ideia deste ano para alertar a sociedade sobre esse importante tema. Sentimos a importância do nosso trabalho dessa forma.”.

No mundo, uma pessoa comete suicídio a cada 40 segundos. No Brasil, uma pessoa tira a própria vida a cada 45 minutos. Em 2020, o CVV recebeu mais de 3 milhões de ligações de pessoas em vulnerabilidade emocional. Quando comparado a 2019, o número é 5% maior em 2020.

Link: https://www.instagram.com/p/CTpDFLPj75d/

Ficha técnica dos voluntários 2021 / #ConteúdoSensível
Concepção & Produção: Eduardo Cabral, João Victor Lovise, Talita Mendonça, Mariana Muller, Bruno Simões e Giovanni Pavan
PR: Caroline Cabral e Silvia Rossetto
Apoio: AnaLu Garcia, Matheus Canto, Eric Surita, Will Marinho e Fellini Conti

Como se tornar um voluntário do CVV?
Pessoas precisam de pessoas e o CVV está aberto para quem deseja oferecer uma conversa empática, sem críticas e julgamentos. Para ser voluntário, basta fazer a inscrição no site: cvv.org.br. É necessário participar de um curso gratuito preparatório para os atendimentos. Os pré-requisitos são: ter 18 anos ou mais e vontade de realizar um trabalho voluntário.

Sobre depressão, transtornos mentais e outras causas do suicídio
90% dos casos de suicídio podem ser prevenidos se pudermos falar sobre;
Segundo dados do IBOPE, o suicídio ao redor do mundo está em queda, mas o Brasil surge na contramão do movimento global. De acordo com levantamento feito em 2019, o suicídio cresce no País, principalmente entre jovens. Hoje, um brasileiro comete suicídio a cada 45 minutos. Ao ano, em média, 11 mil pessoas tiram a vida no País;
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), jovens entre 15 e 24 anos compõem o maior grupo de risco de suicídio, sendo a segunda causa morte de jovens ao redor do mundo. O relatório aponta também que é crescente o risco entre crianças de 5 e 9 anos;
Também de acordo com a OMS, a depressão é a principal causa do suicídio no mundo, seguido pelo uso de álcool e drogas;
As redes sociais compõem um dos ambientes mais favoráveis para o desenvolvimento de gatilhos para a depressão. De acordo com o estudo da Royal Society for Public Health, cerca de 70% dos jovens revelaram que aplicativos de redes sociais fez com que eles se sentissem pior;

Saúde mental & isolamento social
De acordo com um estudo feito pela consultoria Eureca – The Truth – 70% dos jovens brasileiro tiveram piora na saúde mental por causa do isolamento social;
Uma pesquisa da Associação Brasileira de Psiquiatria mostra que 89,2% dos profissionais entrevistados destacaram agravamento de quadros psiquiátricos nos pacientes devido a Pandemia;
O aumento de pacientes novos, que nunca haviam apresentado sintomas psiquiátricos, foi relatado por 67,8% dos psiquiatras.

Sobre o CVV
O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de 3 milhões de atendimentos anuais são realizados por 4.200 voluntários em mais de 120 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação), ou pelo www.cvv.org.br via chat, e-mail ou carta. A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, Curso de Escutatória e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS (https://www.cvv.org.br/cvv-comunidade/), frentes essas que geraram 2,8 milhões de contatos em 2019. O CVV é uma entidade financeira e administrativamente independente, mantendo-se por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas – para colaborar, acesse https://www.cvv.org.br/colabore.

Saiba mais em: https://www.cvv.org.br/

Tags : campanhacvvinstagramongSetembroamarelo
Quezia Lira

The author Quezia Lira

Estudante de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda na FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, Quezia Lira é residente de Guarulhos, na Grande São Paulo, tem 19 anos e é apaixonada por livros, séries, músicas e viagens. Acredita que, além de tudo na vida ter um propósito, todos podem alcançar seus sonhos e que um dos maiores presentes da vida são os caminhos que percorremos.

Comentários no Facebook