close
Conteúdo

Feedback nos ambientes corporativos

Fonte: Pixabay

Muitas vezes, nas redes sociais, existem informações sobre o retorno que determinado investimento financeiro irá trazer a uma instituição/empresa, a resposta de uma entrevista em um IGTV ou a reação do público a uma postagem de algum famoso/influencer. Mas, todas essas situações englobam uma palavra muito conhecida e de grande importância: o feedback.

Em mínimos detalhes, o significado de feedback ao se pesquisar no Google é “informação que o emissor obtém da reação do receptor à sua mensagem, e que serve para avaliar os resultados da transmissão”, então, nada mais é o retorno que as suas ações trazem para você e para os outros.

Ele é um importante meio para avaliar a trajetória, aprimorar competências, habilidades, aprender novas técnicas de trabalho, se comunicar bem com todos da equipe e, também, é um ótimo meio de medição do desempenho.

Quando feito de maneira correta e com constância, tanto pelos gestores como colaboradores, pode motivar todos a ter uma comunicação mais simples, direta, saudável e, consequentemente, aumentar a produtividade da empresa.

Mas, para colocar isso em prática e conseguir alcançar todos os objetivos vistos anteriormente, vamos ver quais os tipos que você pode utilizar:

  • Feedback positivo

Só pelo nome a gente já entende qual é. Brincadeiras à parte, esse tipo de retorno é o mais aguardado e desejado por todos. Apesar de parecer uma exaltação das qualidades, ele na verdade tem o objetivo de mostrar aqueles comportamentos que esperamos que sejam repetidos.

Saber e entender em quais etapas o desempenho foi melhor é importante para entender que esse caminho deve ser seguido, ou seja, que “você está indo no caminho certo”.

  • Feedback corretivo

Quando ouvimos esse tipo de feedback geralmente já esperamos a sua carga pesada e difícil de ser escutada. Esse é o mais complicado de se dar e de receber, pois é necessário muita empatia e sensibilidade para apresentar ao outro a sua opinião sobre o trabalho dele.

Esse tipo de retorno possui muito impacto quando é recebido e mostra os pontos que precisam ser mudados ou os comportamentos que necessitam ser modificados para uma melhor convivência entre as partes e, também, maior produtividade.

Isso não significa que, caso ele seja dado, todo o seu trabalho seja ruim, mas que nos pontos citados precisa-se de um aprimoramento.

Além disso, pode-se realizar técnicas para que se tenha essa conversa, por exemplo: iniciá-la falando sobre os pontos positivos, citar os pontos de melhoria (retorno corretivo) e terminar com um elogio. Assim, além de amenizar o clima, pode evitar comentários repetitivos (como uma listagem de todos os pontos que precisam de melhoria).

 

Vale ressaltar, também, que esses feedbacks podem ocorrer de várias maneiras como uma autoavaliação, uma resposta direta do seu líder/equipe ou de todos que fazem parte do processo produtivo da empresa.

Dessa forma, é sempre importante que ele aconteça regularmente porque só dessa forma o seu ambiente corporativo pode estabelecer uma melhor relação entre todos e obter um desempenho satisfatório.

Então, depois de conhecer e entender todos os tipos de feedback, que tal implementá-lo no seu negócio? Faça uso dele com sabedoria e você terá muito sucesso.

Tags : avaliaçãocomunicaçãofeedbackprodutividade
Quezia Lira

The author Quezia Lira

Estudante de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda na FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, Quezia Lira é residente de Guarulhos, na Grande São Paulo, tem 19 anos e é apaixonada por livros, séries, músicas e viagens. Acredita que, além de tudo na vida ter um propósito, todos podem alcançar seus sonhos e que um dos maiores presentes da vida são os caminhos que percorremos.

Comentários no Facebook