close
Opinião

Kibe: “loco”, engraçado, mas por vezes, leigo!

Hoje, durante o dia, alguns amigos me enviaram um mesmo link de uma matéria que havia saído no site de humor KibeLoco.

Sou fã do site desde muito tempo e imagnei que fosse algo demais engraçado, como de costume.

Mas como meu dia foi bastante corrido, acabei por ver do que se tratava somente agora, no meio da noite.

O texto, provavelmente escrito pelo proprietário do espaço, Antônio Tabet ou por alguém de sua equipe, critica de forma contundente o filme da campanha publicitária de Carnaval, da marca Gillette.

Toda crítica é bem-vinda, claro, ainda mais se for construtiva e somar ao produto. Acontece que, desta vez, notei que a crítica destoava um pouco da comunicação recorrente do site de humor.

Isso me fez crer, que o KibeLoco, além de engraçado, as vezes pode passar a ideia de leigo, para não dizer outra coisa.

Duas críticas foram feitas pelo site. Vamos subjetivamente, analisá-las:

A primeira delas fala sobre a qualidade de produção do filme e aí, até entendo que possa haver fortes discordâncias.

Achei a ideia boa, mas também não achei que o filme tenha ficado sensacional! Achei longo, por exemplo!

A segunda questão levantada pelo KibeLoco que mais me intriga é o fato de ter sido feita uma crítica absurda pelo fato da marca Gillette levantar a bandeira do "sem pêlo".

E é nisso que quero focar nesse post!

Ora bolas!!!! Se uma marca que vende lâmina de barbear não levantar essa "bandeira", quem é que vai levantar?

O texto crítico do KibeLoco diz que a marca vem em seus últimos filmes publicitários, tratando o homem que tem pêlos como primitivos ou até repulsivos. Discordo totamente!

Pensar assim não condiz com o humor que faz o KibeLoco. Parece coisa de ativista de sofá, essa reclamação.

Pedir para que uma marca de lâminas elogie pêlos é como pedir que a Coca-Cola fale bem do Guaraná Antarctica.

Ou que o KibeLoco critique um outro site de humor por estar fazendo piadas!!!

Cada um faz o seu, sempre respeitando a inteligência do consumidor.

É mais do que natural no mundo inteiro, a Gillette e suas concorrentes terem como temática, a questão da "CARA LIMPA"

E vale a pena citar, que as campanhas de Gillette, principalmente no Brasil, também sempre estão acompanhadas de bom humor, o que muito me intriga, um humorista dos bons, não ter notado.

Como disse anteriormente, criticar de forma respeitosa é direito de todos. Porém, cobrar de uma marca que ela não comunique seu atributo básico, é ser leigo, no mínimo!!!

Não esperava isso do KibeLoco que parece ter tido outra motivação para tal.

Kibeloco: seja engraçado como sempr! E só. Você fala de humor e a Gillette de homem sem barba!

Simples assim!

Abaixo, o filme criado para a marca nesse Carnaval:

Tags : antonio tabetblogblog do crespocampanhacarnavalcrespocríticafilipefilmegillettehumorideiakibelocomídianewstyleproduçãopropagandapublicidadesabrina satotexto
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook