close
Opinião

Km de DESvantagens

Aproveitando a grande audiência do Blog do Crespo e que tem aumentado a cada dia, quero aqui dividir algo com vocês.

O post de hoje fala de uma constatação, um fato, bastante intrigante por sinal.

A Rede de Postos Ipiranga possui um Programa de Fidelidade junto aos seus clientes chamado Km de Vantagens.

Bonito o nome, né?

No programa, clientes previamente cadastrados juntam pontos para depois trocarem esses mesmos pontos, por produtos oferecidos pela rede. Cada R$1,00 vale 1 ponto.

Obviamente, para que você consiga obter algum tipo de ganho com esse programa, você precisa acumular pontos, dentro de um espaço de tempo, determinado pela empresa. No caso, os Postos Ipiranga.

Até aí normal. Não é um formato nada inovador, mas como combustível é algo que não tem como deixar de comprar, o programa parece sim, num primeiro momento, bastante vantajoso.

"Parece", eu disse!

Aqui em São Paulo, a Rede de Postos Ipiranga é bastante forte e possui um grande número de "lojas", o que facilita ainda mais, a minha "fidelidade". Sendo assim, sendo eu um cliente cadastrado, procuro sempre que possível, transformar meus gastos com gasolina,  em pontos.

Acontece que de um tempo para cá, não tenho conseguido mais juntar pontos. A cada novo abastecimento, uma nova desculpa é dada pelos frentistas, impossibilitando assim, que eu consiga aumentar meus pontos.

Notei que isso aconteceu depois que ultrapassei os 5.000 pontos, ou seja, R$ 5.000,00 em compra de combustível. A cada nova compra, e em vários postos da rede participantes da promoção, um novo problema é informado.

Já conheço todos: a máquina quebrou, o posto deixou de ser participante/credenciado da promoção ou o limite da semana já foi atingido.

Essa última desculpa é fascinante. Por três vezes, às Segundas-Feiras, o sistema/máquina do Km de Vantagem informava que eu havia atingido o limite (teto) de consumo da semana e sendo assim, meus pontos não seriam validados.

Eu disse, SEGUNDA-FEIRA e pela manhã. Como pode isso? Essa é a pergunta que faço aos frentistas eles mesmos me dizem que também não entendem. E para os que possam achar que a semana dos Postos Ipiranga, começa na Quarta, na Sexta ou no Domingo, digo que o mesmo "estranho erro", acontece em qualquer dia da semana. Fato!

O que fica mesmo claro, é que estranhamente ou "interessadamente", você não consegue mais ou "sofre" para somar pontos depois de uma determinado número de pontos.

Das últimas quatro vezes que abasteci nos Postos Ipiranga, apenas em uma oportunidade é que consegui cadastrar pontos. Isso porque tive que perguntar antes ao frentista, senão , muito provavelmente, ele arranjaria mais uma daquelas desculpas. 

Já cheguei a ver, em um posto da rede localizado na Av. Ricardo Jaffet, um frentista esconder a máquina, enquanto eu perguntava da promoção à outro.

E para os que ainda acham que trata-se de teoria da conspiração, segura essa então: em um mesmo dia e horário, ah..e mesmo posto também, a máquina do Km de vantagem não somou os pontos ao meu CPF, mas "mais uma vez" estranhamente, conseguiu somar pontos para um amigo, que tem uma quantidade bem menor de pontos que eu.

Poderia aqui, citar várias situações em que não consegui o benefício do programa, nos últimos meses. Ou então citar os postos, os nomes dos frentistas, etc.

Pelas minhas contas, até agora, não consegui somar mais de R$ 800,00 em meu CPF.

Achei bacana dividir isso com vocês e até, quem sabe, descobrir que isso tem ocorrido o mesmo, com mais gente por aí.

Que vantagem tenho levado com esse programa de fidelidade?

Eu sugiro a troca do nome do programa para KM DE DESVANTAGENS!

Fico no aguardo da resposta e até mesmo por esse motivo é que envio cópia deste post à empresa.

Qualquer resposta que eu receba da Rede de Postos Ipiranga, aqui postarei integralmente para vocês.

Boa Segunda-Feira a todos.

Tags : blogblog do crespocrespofidelidadefilipe crespoipirangakm de vantagemmídiapontospostosprogramapromoçãopropagandapublicidade
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook