close
Mídia

O futuro será a programática?

Creativosbr-blog-do-crespo-midia-futuro-da-programatica
Divulgação | Pixabay

Dentro do campo de mídia, o que vem se discutindo com frequência é o crescimento da mídia programática no Brasil, seja no campo digital ou até mesmo nos meios tradicionais, que consiste na compra de mídia de forma inteligente e de maneira mais assertiva, uma vez que a compra se baseia pelo perfil da audiência. A realidade é que a mídia programática já está sendo colocada dentro das TV’s conectadas.

A Smart Clip, companhia global especializada na distribuição da publicidade em vídeo multitelas, fechou recentemente um contrato com a Philips e será a primeira empresa a comercializar TV conectada via programática no país. A parceria se deu pela importância na maior visibilidade de marcas no meio TV.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Smartclip, com a LG e a Nielsen, 91% dos usuários conectam seus dispositivos à internet e 85% usam aplicativos para assistir séries e filmes, sendo essa a função conectada mais usada no dispositivo. A conectividade traz uma concorrência às plataformas de TV aberta e fechada, já que, de acordo com o estudo, 45% do tempo gasto neste tipo de equipamento são assistindo conteúdos on-demand.

Segundo Riza Soares, sócia e diretora comercial da Smartclip, os fabricantes de TV estão se posicionando como plataforma de mídia. “Eles são o ‘last mile’ e têm informações sobre os dados demográficos nessa plataforma”, explica. Para ela, as TVs conectadas trazem diversos diferenciais como mídia publicitária.  “É possível fazer segmentação regional, por horário e modelo de televisão. A plataforma oferece cada vez mais ferramentas. É possível, inclusive, customizar as entregas de acordo com temas, com aplicativos segmentados como o do Esporte Interativo”, completa.

Logo, a entrada da mídia programática no campo da TV conectada para o meio publicitário gera maior visibilidade às marcas que investem em vídeos on-line, além de comprovar a evolução na forma mais assertiva de comunicar, contando com a diminuição do preço, aumento da velocidade e a melhor capacidade de gestão de recursos.

Tags : blogdocrespocreativosbrfuturo do mídiamídiamídia programática
Graziella Silva

O autor Graziella Silva

Apaixonada por Coca-Cola, fotografia e ilustração. Necessariamente nessa ordem. Estudante de Publicidade e Propaganda na FECAP e tem um amor especial pelas áreas de Mídia e Criação. Cultiva bons amigos e boas ideias. Não vê a hora de entrar no mercado de trabalho. Conteudista do creativosbr.

Comentários no Facebook