close
Opinião

O Natal de Novembro

Fim de ano se aproxima e a história é a mesma.

"Adeus ano velho, feliz ano novo. Que tudo se realize no ano que vai nascer".

Daqui alguns dias, sua TV estará cheia de comerciais com o bom velhinho, pedindo pra você comprar uma TV ou um pernil.

Tradicionamente, esse tipo de publicidade chega até você por volta da primeira semana de Dezembro.

Acontece que a cada ano que passa, esse momento é adiantado um pouquinho e aí já viu: O Papai Noel já está chegando em Novembro!

Já podemos perceber na TV aberta, filmes publicitários de operadoras de celular e de panetones com o bom velhinho.

Aliás, o filme da Bauducco, da menininha que entrega o panetone à sua boneca é demais bacana.

Mas voltando ao assunto do Natal em Novembro, penso que será cada vez mais desta forma.

Esse lance de entrar antes na mídia tem um motivo mais que óbvio.

Se o anunciante esperar o mês de Dezembro para iniciar o seu flight, está frito. Falará junto com todos os seus concorrentes e mais aqueles que não fazem concorrência direta, mas que também tem um velhinho barbudo com cara de justo e bondoso.

Minha opinião é que nesse época do ano, o anunciante que desejar comunicar-se com seu público, deve se diferenciar, seja falando bem antes ou falando bem depois, mas procurar "correr" da clusterização dos demais anunciantes.

Até porque se quiser falar junto, vai ter que falar mais e frequência nesta época, custa caro pacas.

É isso aí.

Boa Terça-Feira a todos.

Tags : blogblog do crespocomercialfilipe crespomídianatalpernilpropagandapublicidadepublicitário
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook