close
Opinião

O que custa dar um “Feliz Ano Novo”?

Em 2015, me hospedei em mais de duas dezenas de hotéis pelo

 

Brasil.

 

A maioria por trabalho, outros por lazer.

 

Em todos eles, no momento do check-in, eu colocava o mesmo

 

endereço de e-mail.

 

Nesse final de ano, apenas um desses hotéis tratou de me felicitar

 

por conta da chegada de 2016.

 

Obrigado Naoum Hotel, de Brasília.

 

Aí fico pensando: o que custa pra um hotel bem tratar e saber

 

interagir com teus clientes? Me parece algo tão simples, à

 

custo zero, mas que ajuda a fidelizar.

 

Será que não?

Tags : blog do crespobrasíliaclientecomocrespocursofeliz 2016fidelizarfilipe crespohotelmídia blognaoumpropagandapublicidadepúblico alvoviagem
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook