close
Opinião

O que eu aprendi sobre trabalhar fora

Fonte: Vagas pelo Mundo

Trabalhar fora é um sonho antigo de todos, e dos pais de todos. Talvez porque morar fora passe uma imagem de que você venceu, e aparecer “Mudou para Los Angeles” no Facebook pode ser uma tremenda de uma inveja para os amigos. Outros porque acham que vão ficar ricos porque passarão a ganhar em outra moeda, e alguns ainda defendem a ideia de que, se nada der certo, ao menos volta com o inglês afiado.

Pois bem, eu nunca trabalhei fora. Mas não se espante. Tudo o que estou dizendo aqui é baseado em fatos reais de amigos ou de pessoas que deram seus testemunhos em um curso que fiz recentemente.

É verdade sim que o mercado lá fora é concorrido, mas é mentira que é muito mais fácil morar lá fora. Por mais que seu inglês seja fluente, você sempre será deslocado por ser o caipira, e não confiável por ser brasileiro. Entre outros pontos, não ter no sangue a paixão pelos esportes americanos e respectivos times de coração também serão motivos para que você se sinta sempre o patinho feio.

Além da adaptação, os costumes são diferentes. Ouvi dizer que americanos não têm hora de almoço. Buscam lanches ou fazem refeições rápidas na própria mesa de trabalho. Ou seja, dificilmente você terá um momento para relaxar e fazer amigos. Em contrapartida, você sai no horário e sua vida social recebe o devido respeito.

A vida nas agências lá fora é bastante corrida. Com grande número de agências, sobram trabalhos e reuniões de todos os tipos e a qualquer hora. Aqueles momentos de descontração vendo vídeos no YouTube durante o horário de trabalho são raros por lá. Se você estiver ocioso, fique tranquilo que o colocarão em uma reunião.

Outro ponto importante é que, sim, você ganhará em dólar, ou euro, mas lembre-se que gastará na mesma moeda. Logo, o bônus e o ônus se anulam. Todavia, é fato que lá você tem uma melhor qualidade de vida devido à estrutura do país (isso falando de Estados Unidos, mas qualquer país da Europa também segue a regra).

Se você for trabalhar fora pensando que vai mudar de vida financeiramente, desista. Mas se você quer uma nova experiência, conhecer outra cultura ou outra forma de fazer propaganda, ir para fora é o caminho mais que certo para se dar bem.

Tags : agênciaestados unidoseuropaMorar forapublicidade
Guilherme Crespo

The author Guilherme Crespo

Publicitário com pós-graduação em Gestão de Negócios em Marketing pela ESPM, fez sua carreira como Redator com passagens pelo Groupon Brasil, All Set, AT2D e V20, atendendo Nestlé, AIG Seguros, The Fifties, MetroFit, A&E, Siemens, GE e Michelin. É sócio-fundador da Creativosbr, onde dirige o time de Criação.

Comentários no Facebook