close
Opinião

Onde estão aquelas vagas que surgiam a todo momento? Tenho amigos pra indicar!

Escrevi um post gigante e na hora de publicar, algum erro surgiu e perdi todo o material.

Não tem problema, o assunto é bem importante e escrevo tudo novamente.

Certamente as palavras não serão as mesmas, mas o sentido do texto não irá se perder de forma alguma.

Em palestras e cursos que dou por esse Brasil afora, sempre mantive o discurso de que o mercado publicitário é bastante bom.

Bom no sentido de oportunidades… vagas, para ser mais claro.

Falo sempre especificamente da mídia, área em que atuo.

Sempre fui na contramão de criativos, planejadores e atendimentos, que muitas das vezes, aos dividirem os mesmos palcos que eu, dizem que a coisa não está fácil em suas áreas.

Eu sempre disse algo como: “Querem atuar no mercado paulistano? Preparem-se e vão à luta. Existem vagas nos departamentos de mídia para os bons profissionais, para os diferenciados”.

E felicidade maior é ver, ao longo do tempo, gente se convencendo disso, se preparando e conquistando seu espaço em agências do Itaim, Vila Olímpia ou do Brooklin.

Poderia aqui escrever dezenas de nomes.

Minhas palavras nunca foram fruto de achismo subjetivo. NÃO!!!

Talvez, pelo fato de além de profissional de mídia, eu ser também professor da disciplina em faculdades e por isso estar em contato com bastante gente que busca uma primeira oportunidade, sempre me chegaram vagas, vagas e mais vagas.

Sempre tive a honra e a felicidade de indicar amigos, colegas ou conhecidos para vagas que surgiam a todo momento nesse mercado.

Escutei mais de uma centena de vezes: “Tem um cara bom pra me indicar”?

Mas a coisa virou. A coisa virou!

E virou de tal modo que chega a ser demais preocupante. Nunca vi nosso mercado passando por situação semelhante.

Vejo quase que diariamente, bons profissionais, amigos ou não, deixando as agências de publicidade.

Na semana passada, alguns. Antes de ontem foram dois. Ontem, mais três.

Gente boa demais sendo desligada por conta da real redução de investimentos dos anunciantes. As montadoras então…. essas são as que mais estão sofrendo. Não vendem e seus pátios estão lotados.

A situação econômica que vive nosso país não é das melhores e é natural que tal situação seja refletida em nosso mercado de atuação.

É um efeito dominó. Indústria não vende, precisa cortar gastos, se reduz a publicidade, equipes mais enxutas dentro das agências.

Nosso mercado anda sofrendo um bocado.

Onde estão aquelas vagas que surgiam a todo momento? Tenho bons amigos para indicar!

Triste ter que usar esse espaço para abordar tal questão.

Preferia aqui estar festejando novas vagas, oportunidades e um mercado forte.

Mas infelizmente, o contrário disso é que é uma realidade.

Que já tenhamos chegado ao fundo do poço.

Que tudo possa melhorar rapidamente.

E que, principalmente, bons profissionais, sejam meus amigos ou não, retomem seus lugares nas agências de publicidade.

Tags : agênciaamorblogblog do crespocrespodadedepartamentodomarcamídiaoportunidadeprofissionalpropagandapublicidadesão paulosucessotrabalhovaga
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook