close
Digital

Perfil do social media no Brasil

creativosbr-blo-do-crespo-digital-perfil-do-social-media-no-brasil
Pexels

Na sétima edição do estudo “O profissional de inteligência de mídias sociais no Brasil”, a pesquisadora Claudia Zandavalle propôs um questionário que foi respondido por mais de 400 profissionais da área, dispersos por todo Brasil, que reuniram respostas para os mais diversos tipos de perguntas, entre elas: como está configurada a profissão de social media? Qual o perfil desses profissionais? E quais as plataformas mais usadas?

Segundo o levantamento, houve o crescimento de 2% de participação da região Nordeste, seguido pela região Centro-Oeste com 1%. A região com menor participação no geral é a Norte, com apenas 5%. Na demografia de gênero, as mulheres são maioria com a parcela de 53%, menos na região Norte, onde a participação masculina é superior. Quanto à faixa etária, a maioria tem em média 29 anos. Na pesquisa anterior a média era de 28 anos.

A formação desse profissional e os estudos são bem amplos. A maioria não se dedica exclusivamente a ser social media, 26% trabalham metade do tempo focados na área e 21% trabalham a menor parte do tempo focados na área. Ou seja, 47% fazem outra atividade. A maioria desses profissionais, 46%, é formada em Publicidade ou Jornalismo. Sobre mudanças de empresa, 33% dos trabalhadores trocaram de local de trabalho uma vez nos últimos três anos, sendo os principais motivos: salário e aprendizado. Sendo a média salarial almejada 55% superior ao salário atual.

O planejamento e a execução são as atividades que tomam mais tempo para 48% desses profissionais. Um fato curioso é a atividade de análise tomar menos tempo, já que 42% são analistas. Algumas hipóteses são levantadas diante deste resultado: a atividade de análise está automatizada, a execução toma o tempo da análise, ou a análise é feita ao longo da execução.

Também foi identificado que a maioria dos profissionais (54%) busca outros cursos de formação para complementar seus conhecimentos. Foram citados o total de 119 cursos, sendo a maior parte voltada às atividades de monitoramento e métricas, seguidas por etnografia e análise de redes. No mapeamento sobre as ferramentas mais utilizadas aparecem a plataforma brasileira Stilingue em primeiro lugar, seguidos pelo: Google Analytics, Scup, Facebook Insights e SocialBakers.

A pesquisa completa com todos os dados e gráficos você confere abaixo:

Tags : digitalperfilredes sociaissocialmediatendência
Emanuelle Torres

O autor Emanuelle Torres

Estudante de Publicidade e Propaganda na Universidade Federal do Ceará. Atualmente é estagiária em Social Media na agência Janelar, de Fortaleza. Adora produzir conteúdo e admira a área de Mídia e de Fotografia. Sempre procura estar por dentro das atualidades na área da publicidade e busca sempre que possível, estar presente nos cursos e palestras. Conteudista do creativosbr.

Comentários no Facebook