close
Opinião

Propaganda de cerveja, mulher e Cannes

B9

Ação feita pela Heineken surpreende e gera discussão

Todos nós sabemos o quanto o título desse texto é repetitivo nas campanhas da grande maioria das marcas de cerveja há muitas décadas. Só que o problema não é esse, o problema é como essa relação é retratada nessas propagandas e dos roteiros já bem estereotipados desse perfil de mulher.

Acontece que isso está mudando, mesmo que seja a passos lentos as marcas estão entendendo que todo esse universo já teve o seu tempo e que esse tipo de propaganda já não promove tanto impacto assim, porque querendo ou não é sempre o mais do mesmo. E melhor do que isso: que essa mesma mulher pode estar sentada à mesa, bebendo a sua cerveja na companhia do homem, sem precisar estar servindo e vestindo roupas com objetivo de insinuá-lo. Nessa caminhada de mudanças, aparecem campanhas distorcidas e que tropeçam, mas é notável que a tendência é diminuir cada vez mais ao longos dos anos esse perfil de propaganda nas marcas de cerveja.

Ilustro toda a minha fala com a campanha The Clichê, da Heineken, assinada pela Publicis Brasil e premiada hoje (21), que faturou um Leão de Bronze no Festival Internacional de Criatividade de Cannes, na categoria Media Lions. Resumindo rapidinho para quem não viu ainda, inicialmente, “The Cliché” parece mais uma daquelas ações que estereotipam os gêneros: “homens gostam de futebol, mulheres de beleza”, mas a história sofre uma reviravolta (confiram tudo no vídeo abaixo haha), derruba estereótipos e questiona: “Já pensou que ela pode gostar de futebol tanto quanto você?”.

Eu não sei vocês, mas eu achei muito massa esse filme. Considero a iniciativa exemplar, como também deixa claro que esse tipo de propaganda gera reconhecimento e é super atual. Fato é que temos que continuar observando as campanhas das demais cervejarias e até mesmo da Heineken para ver como que tudo isso vai se comportar daqui um tempo, porque tudo é muito atual e acontece de forma rápida.

Acontece que o vídeo teve muita repercussão, inclusive alguns portais de comunicação disseram que os casais na verdade são atores. Sobre isso, a Heineken soltou a seguinte nota por meio da assessoria de imprensa: “A Heineken não contratou atores para fazer parte da campanha. Os participantes foram selecionados por uma agência de casting que tinha como briefing trazer perfis que preenchessem os seguintes requisitos: formarem casais com uma relação verdadeira (namorados ou casados), ter disponibilidade para viajar e gostarem muito de futebol, independentemente de suas profissões. Os garotos receberam cachê pela participação e as garotas tiveram todas as despesas de viagem pagas, assim como uma ajuda de custo para se manterem em Milão. Nenhum deles foi contratado para atuar. Importante reforçar que as reações no vídeo foram espontâneas e autênticas, e não fruto de scripts e textos pré-escritos.”

 

Tags : campanha publicitáriacannesheinekenmulherpublicis
Emanuelle Torres

The author Emanuelle Torres

Estudante de Publicidade e Propaganda na Universidade Federal do Ceará. Social Media, mãe da Maria Luiza, adora produzir conteúdo e admira a área Digital. Sempre procura estar por dentro das atualidades na área da publicidade e busca sempre que possível, estar presente nos cursos e palestras. Conteudista do creativosbr.

Comentários no Facebook