close
Marketing

Propaganda religiosa

Olá amigos que por aqui passam.

O Blog do Crespo tem falado bastante sobre publicidade nos últimos posts.

Até aí, normal, uma vez que o blog é sobre publicidade.

Acontece que o Blog do Crespo, embora tenha um foco em mídia mais especificamente, também aborda todas as outras possibilidades da comunicação.

Hoje, por exemplo, eu gostaria de comentar aqui sobre a propaganda religiosa.

Na semana passada, tive a oportunidade de participar de dois casamentos (um na Sexta-Feira e outro no Sábado).

O primeiro casamento, tratava-se de uma cerimônia Evangélica, em um buffet localizado na Zona Norte da cidade de São Paulo.

Já o segundo, um casamento foi em uma Igreja Católica, uma cerimônia mais comum aos meus olhos.

Ambas cerimônias foram muito bonitas, mas o que me chamou a atenção foi o discurso religioso ou ecumênico (como queiram), em cada uma das cerimônias.

Ficou bastante claro para mim, que existe uma diferença gritante entre a comunicação das Igrejas Evangélica e Católica.

Na cerimônia Evangélica, o pastor se dirigia diretamente aos noivos, passando conselhos de vida e apontando vantagens e desvantagens de uma vida comum. Era como se não houvesse convidados na cerimônia. Era um discurso para os noivos, somente. Um discurso fácil, convidativo.

Já na Igreja Católica, a impressão que tive do discurso do padre, foi de um total desespero da Igreja pela busca de fiéis. O padre parecia utilizar o casamento de dois pombinhos para implorar a todos os presentes naquela capela, que jamais abandonassem a Igreja. Chegou apedir que tivéssemos todos, a imagem de uma Santa em algum lugarzinho da casa.

Parece estranho dizer isso, mas notei que nesta cerimônia, os noivos pareciam terem ficados para segundo plano.

Quero aqui registrar que sou católico não praticante e não tenho intenção alguma de me tornar evangélico, como alguns ao lerem esse post podem notar.

Muito pelo contrário. Sou completamente crítico em relação às Igrejas Evangélicas, em milhares de outros aspectos.

O que quero aqui passar, é que a Igreja Católica, por conta de uma queda acentuada no número de fiéis praticantes nos últimos anos, tem usado toda e qualquer oportunidade para implorar aos cidadãos, que voltem à Igreja.

Alguém pode estar se perguntando: "E o que a propaganda tem a ver com isso tudo"?

Oras, é através da propaganda religiosa que as Igrejas agregam novos adeptos. 

E essa propaganda religiosa da Igreja Católica, ao meu ver, não vem mais convencendo muita gente. O discurso é muito embruscado e nada cativante.

Recentes escândalos de pedofilia em todo o mundo, envolvendo padres tem contribuido ainda mais para esse afastamento natural das pessoas.

É verdade que a Igreja tenta se mostrar mais moderna, mente aberta, com padres cantarolando músicas que fixam na cabeça das pessoas e presentes na mídiaa  todo momento.

Mas nada disso vai adiantar, se a a ideologia propagada por essa Igreja (a Católica) não agradar as pessoas.

Convido vocês para uma análise sobre o que abordei aqui.

Qual é a Igreja que hoje no Brasil mais trabalha a propaganda?

Bom Sábado a todos.

 

Tags : blogblog do crespocasamentocatolicadiscursoecumênicoevangélicafilipe crespoigrejamídiapovopropagandapublicidadereligião
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook