close
Publicidade

Publicitários criam projeto para dar visibilidade ao tema Ansiedade

Post em branco quer propor visibilidade e discussão sobre a TAG – Transtorno de Ansiedade Generalizado – que já atinge cerca de 264 milhões de pessoas no mundo todo

Começou com uma crise real de ansiedade, mas logo o publicitário Daniel Portuga, viu que tinha nas mãos uma ferramenta para jogar luz a um tema ainda pouco discutido e conhecido: TAG – Transtorno de Ansiedade Generalizado. O Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade, por volta de 20 milhões de pessoas. pa
Portuga, que mora em Nova York e tem o diagnóstico de TAG, passou em 2020, o que chama de uma de suas piores crises, agravada pelo isolamento durante a epidemia do novo coronavírus. Com isso, resolveu fazer o experimento que virou o projeto Post em Branco.

“Me vi trancado no meu apartamento em plena quarentena, solitário e completamente angustiado. Sem forças para pedir ajuda, mas ao mesmo tempo querendo sinalizar aos amigos que algo não estava bem, postei 227 posts em branco, sem nenhum texto, apenas trazendo a palavra OUT”, conta.

O Post em Branco era para ser um pedido de ajuda, mas se tornou um experimento social. Junto com Rodrigo Esteves, outro publicitário também diagnosticado com TAG, surgiu o projeto que quer se tornar uma ferramenta para que as pessoas que sofrem de ansiedade possam chamar atenção em um momento de crise e receber apoio.
De acordo com o resultado do experimento, o spam de Post em Branco trouxe diversas reações que refletem posturas conhecidas de quem lida com os portadores da doença. Foram reações que variaram de mensagens negativas, passando por perguntas sobre problemas técnicos e pessoas que deixaram de segui-lo. Apenas poucas mensagens tiveram como objetivo saber se ele estava bem.

Segundo Daniel Portuga, “Muita gente não gostou da experiência e não entendeu como um pedido de ajuda. Algumas pessoas acharam que se tratava de vírus ou hackers. Vimos ainda que, assim como na vida real, muitas pessoas não querem “aquela pessoa problema” ou se envolverem de alguma maneira com isso e deixaram de me seguir. Enfim, felizmente, algumas pessoas se importam e são sensíveis para captar que ninguém normalmente postaria uma quantidade gigantesca de posts em branco à toa. Recebi mensagens de gente querendo saber se eu estava bem”, detalha.

Para Rodrigo Esteves, parceiro de Daniel Portuga no projeto, e que também é diagnosticado com TAG, o projeto tem uma força dupla “pois demonstra como as pessoas em geral ainda são desinformadas sobre o tema ao mesmo tempo que cria uma ferramenta para ajudar quem sofre com ansiedade e também que convive com pessoas nessa condição”.

Precisamos falar sobre TAG

De acordo com o psicoterapeuta Kiko Moraes, trazer a discussão sobre o tema é importante principalmente nos dias de hoje, cada vez mais incertos. Com a pandemia, tentamos nos proteger de um futuro sombrio e acabamos nos perdendo no presente. Ansiedade é a antecipação de situações que a gente supõe que possam trazer sofrimento. Dados da OMS dizem que 33% da população mundial tem algum tipo de transtorno de ansiedade e no geral, transtornos psíquicos é a terceira maior causa de afastamento do trabalho segundo o INSS.

“O sucesso de um tratamento da ansiedade está em sobretudo vencer pequenas batalhas emocionais diárias, e qualquer sinal é de extrema valia. O Post em Branco é um artifício simples para demonstrar algum desconforto emocional e abrir um canal de conversa no meio que mais interagimos ultimamente, as mídias sociais.” – finaliza Kiko Moraes.

Como funciona o Post em Branco
Em questão de segundos, algum gatilho dispara uma crise de ansiedade e a ajuda precisa ser na mesma velocidade. A mecânica do Post em Branco é muito simples: somente poste um post em branco em qualquer rede social. Desta maneira, ansiosos irão expressar seu estado emocional de uma maneira silenciosa para serem ouvidos por suas redes.
Faça o download de um post em branco e conheça mais sobre o projeto no link postembranco.org

Tags : açãoansiedadeexperiênciamarcapublicidade
Sophia Furlan

The author Sophia Furlan

Aos 19 anos é estudante de Publicidade e Propaganda na FECAP e estagiária na agência Creativosbr. Ama estudar e principalmente colocar em prática tudo o que aprende, seja nas palestras das quais participou ou cursos extracurriculares que faz sempre que possível. É por isso que atualmente trabalha no Creativosbr planejando as mídias sociais do meu cliente e aplicando todo o meu conhecimento em busca de gerar resultados efetivos.

Comentários no Facebook