close
Mídia

Ri Happy – Investimento sem brincadeira

A estratégia pode parecer ousada, e essa é a intenção.
Fundada em 1988, pelo pediatra Ricardo Sayon, a Ri Happy se tornou uma das
maiores redes varejistas de brinquedos do Brasil. Para não parar por aí, a rede
agora investe no mercado eletrônico – e-commerce – com um aporte de R$ 15
milhões. O objetivo é quadriplicar suas vendas, com relação ao ano passado, por
meio da web.

Atualmente a rede tem cerca de 114 lojas, em sua maioria na
região Sudeste. Com o investimento em e-commerce, espera-se que a Ri Happy
atinja os mercados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. O
faturamento com base em 2011 ultrapassa a casa dos R$ 780 milhões.

Tags : blogblogdocrespobrinquedoscrespoe-commerceecommercehappylojaspropagandarederirihappy
Filipe Crespo

The author Filipe Crespo

Publicitário formado e Mestre em Administração com ênfase em Finanças. Profissional de mídia certificado pelo Grupo de Mídia de São Paulo construiu carreira em agências como Ogilvy, Africa, Y&R, JWT, W/McCann e Lowe, atendendo clientes como: P&G, Unilever, BRFoods, LG, Bradesco e Mastercard. Atualmente é Sócio Diretor do Creativosbr e Consultor de Mídia do McDonalds no Brasil. É idealizador do Amigos do Mercado. É também professor de Planejamento de Mídia na FECAP, na FAAP e no MBA do Mackenzie.

Comentários no Facebook