close

criativo

Conteúdo

Como desenvolver a criatividade

Criatividade é a capacidade de arranjar soluções, de criar algo novo, propor mudanças estruturais e elaborar novas maneiras de cumprir tarefas. Ela está presente diariamente na vida de todas as pessoas como na hora de arrumar as malas, de colocar o filho para dormir e nos trabalhos. Como a Ingrid relatou no texto dela, apesar de muita gente discordar, todo mundo nasce criativo, a diferença é que algumas pessoas a desenvolvem mais que as outras. Além de ser muito importante para a vida pessoal e profissional, estimular essa habilidade pode aumentar o bem-estar e diminuir o estresse e a ansiedade.

Embora seja uma habilidade muito importante, não são em todos os lugares que ela poderá ser aprofundada e desenvolvida, visto que em algumas empresas os processos são limitados. Nesses casos, é preciso tentar se desamarrar e tentar manifestar, ainda que internamente, um cenário para que a criatividade possa estar presente.

De acordo com o estudo do Futuro For Work Institute e EY na Espanha, no mundo pós-Covid, a característica profissional mais demandada pelas empresas será exatamente essa. Principalmente durante a pandemia, as pessoas e as empresas precisaram inovar, então, separamos algumas dicas de como estimular e desenvolver a criatividade.

  • Invista no seu bem-estar: um estudo conduzido por psicólogos, em 2016, mostrou que a criatividade e o bem-estar estão estritamente ligados. A pesquisa mostrou que “empenhar-se em comportamentos criativos leva a um aumento do bem-estar no dia seguinte”. O aumento do bem-estar, por sua vez, também leva à criatividade, segundo o estudo.
  • Saia da zona de conforto: as pessoas mais criativas são as que apresentam um grande repertório em sua mente, e para isso é preciso ter a mente aberta. Leia livros que você acha que não combinam com você, vá a lugares que não iria normalmente, ouça músicas que fogem do seu gosto musical e ouça opiniões diferentes da sua, tudo isso cria novas conexões.
  • Cuide do seu corpo: acrescente atividades físicas na sua rotina e tenha uma alimentação saudável, pois assim evitará preocupações excessivas com seu corpo.
  • Relaxe: não fique o tempo inteiro trabalhando. Saia para caminhar, tomar um café e conversar. Seu cérebro não vai conseguir registrar toda a informação e pensar em soluções se estiver ocupado o tempo inteiro.

Exercitando isso diariamente, a criatividade será manifestada e desenvolvida cada vez mais. Essa habilidade é de extrema importância para a vida profissional e pessoal, sendo também um diferencial na hora de solucionar problemas e realizar tarefas.

Leia Mais
Publicidade

O meu Leão de Cannes

Todo profissional de Criação sonha em ter um Leão de Cannes. Ok, nem todos. A verdade é que o Leão de Cannes é mais um símbolo da conquista dos publicitários – sobretudo os Criativos – que um dia chegaram lá, e chegaram bem. Seja por um título espetacular quando se é Redator, por uma arte foda quando se é um Diretor de Arte, enfim, quando se faz um trabalho genial e se é reconhecido no mais importante Festival de Publicidade do Mundo, realizado na Riviera Francesa.

Meu sonho quando me tornei Redator era ter um Leão, e meu irmão – que já era um Publicitário – sabia disso. Ciente de que os caminhos seriam difíceis, e mesmo sabendo que eu era um estudioso da profissão, fez questão de encurtar a minha trajetória.

Ele foi a Cannes. Sem um briefing na mala, e sem planejamento, ele me trouxe um leão. Sim, um Leão de Cannes, este que está na foto desta matéria. Ora, não deixa de ser um leão, de Cannes, inclusive. Mas de pelúcia, é verdade.

Hoje, em nossa agência, o Leão de Cannes é o mascote e guardião dos jobs que por lá chegam. É ele quem nos inspira e que nos diverte ao contar esta história para os clientes e parceiros que nos visitam. E o mais legal, é que diferentemente dos outros Leões, este, somente eu e a Agência Creativosbr temos.

Leia Mais
Conteúdo

Saiba vender bem o seu peixe

Não importa o quanto você tenha o know how sobre a sua área: se você não souber vender o seu serviço bem, ninguém irá apreciá-lo. Se o Sr. Alfredo vende peixes e atende a clientela de cara amarrada, não mostra como o produto está bem limpo e fresco, de fato mostrando o porquê do seu produto ser melhor que o do mercado, as pessoas não irão comprar dele.

É por isto que hoje trago algumas dicas de como você pode melhorar seu pitch e mais provavelmente conquistar o prospect, independente de vender peixes, arte na praia ou desenvolver campanhas.

Use as palavras certas
Muitas vezes ao apresentar nossa empresa, utilizamos palavras que costumamos falar quando estamos na posição de consumidor, e isto pode impactar a forma como o seu ouvinte interpretará o que você for dizer.

Por exemplo, se você disser ao Sr. Alfredo que ele vai “gastar pouco” te contratando porque você trabalha com um preço justo, ele focará na palavra “gastar”, e poderá pensar que não precisa realmente de você, que poderia dar um jeito sozinho pra não gastar dinheiro nesse momento. Isso é muito comum trabalhando com publicidade, principalmente quando se é autônomo, pois apesar dos empresários saberem que precisam do marketing, não querem pagar o necessário pelo serviço.

Porém, se você disser que ele fará um bom “investimento” te contratando, porque você entrega resultados a um preço justo, ele irá olhar para o seu serviço como um investimento de fato, como algo que ele realmente precisa, e aceitará melhor a sua proposta por sentir essa necessidade que os marketeiros tanto precisam gerar no cliente.

Por isto, utilize palavras como “investir” e “resultados”, sempre buscando mostrar que com você ele terá que pescar o triplo pra atender a demanda da sua tenda na Praia Grande.

Dados
Todos sabemos que dados são muito mais do que importantes: são necessários. Por isto, não venho sugerir que você utilize dados confiáveis ou atualizados, já que é imprescindível o fazer. É uma questão de como distribuir esses dados.

Se você jogar várias informações juntas para o seu cliente, além de ficar maçante, pode parecer que você decorou tudo e não consegue torná-los tangíveis à marca dele.

Por isto, distribua os dados ao longo da sua apresentação, seja criativo sempre contextualizando com a realidade, aplicando em ideias de campanhas que podem fazer com base neles, e principalmente provando que utilizando bem essas informações, a marca do seu prospect ascenderá.

Postura e simpatia
Eu não sei vocês, mas se quero comprar algo no shopping e me atendem mal, não importa o quanto eu queira aqueles óculos de sol. Eu não compro, e acredito que não seja só comigo. Ainda tem aquelas pessoas que compram, mas não consideram que tiveram uma experiência de compra satisfatória.

Como eu sei que você não quer perder vendas ou fidelidade de clientes por os atender mal, você deve apresentar uma boa postura corporal, falar com clareza e de preferência com simpatia, como o Sr. Alfredo fará depois de ler esse post.

Mostre que você está feliz em atender aquela pessoa, em desenvolver uma campanha para a marca dela. Seja você mesmo, só que o “você” que está no melhor dia da sua vida. Atenda bem, tenha postura, esclareça dúvidas e respeite o espaço do seu cliente pensar no que você está oferecendo.

Pode ter certeza que apresentar uma campanha criativa de braços cruzados e voz sonolenta não vende, mesmo que a ideia seja maravilhosa.

Esteja aberto
Por fim, esteja aberto ao que o cliente quer. Ouço quase que diariamente dos meus chefes na agência que no final quem está pagando é o cliente. Seu papel, independente da área em que atua, é mostrar o que acha melhor para ele e apresentar os riscos das demais opções, e cabe a ele optar pelo que ele acha melhor.

Receba bem feedbacks, tente encaixar o desejo dele no meio do seu plano de mídia, por mais que saiba que vender peixes na rádio não vá ser uma boa escolha. Basta você informar ao Sr. Alfredo que seria melhor se fizessem uma ação na praia ao invés de anunciar na rádio.

E aí, gostou do artigo? Foram dicas simples e reais que fazem a diferença na hora de conquistar o seu cliente. Muitas delas aprendi testando e percebendo que aceitavam melhor as minhas ideias quando as utilizava.

Espero que você consiga vender seu peixe melhor que o Sr. Alfredo que quer anunciar na rádio da Praia Grande.

Leia Mais
MarketingPublicidade

Ação BIS: caixa grátis para quem reprovou na faculdade

Marca  dá uma “forcinha” a quem reprovou para fazer amizades na turma nova

11 de fevereiro de 2020 – Com a proximidade do início do ano letivo nas faculdades, BIS estreia a ação “Bombou Ganhou”, que promete aliviar a tensão de quem reprovou em alguma matéria e ficará longe da sua turma na faculdade. Para isso, no dia 12/02, a marca vai percorrer universidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre oferecendo uma caixa de BIS a cada matéria repetida. A ideia é animar os alunos que repetiram, permitindo que dividam a caixinha de BIS com a nova turma e socializem com os novos colegas. Para ganhar, basta apresentar o boletim (online ou físico) no dia comprovando que reprovou em alguma matéria.

Como parte da iniciativa, que é assinada pela agência Wieden+Kennedy São Paulo, BIS também convidou alguns influenciadores que já reprovaram na faculdade para que eles contem como foi a experiência, como passaram por esse processo e mostrem que agora está mais fácil passar por isso, já que BIS vai dar essa ajuda aos repetentes. Os influenciadores protagonizarão pílulas de conteúdo nas redes sociais da marca, convidando as pessoas a participar da ação. Confira aqui com Hello Bielo e aqui com Cid do Não Salvo.

“Ninguém gosta de reprovar e ter que estudar a mesma matéria por mais um período, longe da sua turma da faculdade.  Este ano BIS irá lutar contra os vilões que te impedem de curtir com seus amigos, e para começar o ano escolhemos a reprovação na faculdade como vilã! Com esta ação, queremos impactar o público que vai reiniciar alguma matéria neste semestre, dando uma força a eles de forma divertida e irreverente. Nossa ideia é nos aproximarmos ainda mais do público jovem, com linguagem leve e provocativa – ao mesmo tempo que damos aquela força para o início do ano letivo ajudando os estudantes a fazerem amigos na nova turma.”, comenta Yana Leocádio, gerente de marketing de Bis para Mondelēz Brasil.

O consumidor pode acompanhar a reverberação e o andamento desta ação pelas redes sociais da marca, @Bis.

Leia Mais
1 2 3 6
Page 1 of 6