close

empresas

Publicidade

Fusão de empresas cria robusto escritório de representação em Brasília.

NGN e OOTB anunciam parceria. Sócios se unem para ampliar e fortalecer campanhas publicitárias de clientes.

A constante expansão de tecnologias e do próprio mercado exige soluções
criativas, eficientes e ágeis. Pensando nisto é que os sócios Bruno Gonçalves
(Magão), Luis Felipe Argello (Loli) e Leonardo Freitas realizam a fusão entre
NGN, OOTB e outras empresas do ramo publicitário. Marcas consolidadas com
vasta experiência no mercado de representação e na área de comunicação, elas
acabam de se consolidar operacionalmente para lançar a Mosaico.

Com sede em Brasília, a nova empresa oferece serviço completo e com alta
performance, acompanhando todo o ciclo da campanha, partindo da prospecção,
apoiando na estruturação e conduzindo a comercialização e operacionalização .
Sua atuação ultrapassa os limites geográficos da capital federal, e marca
presença em diversos estados, garantindo um movimento criativo e moderno,
em prol de uma comunicação mais assertiva, devidamente segmentada e com
foco estratégico.

As inovações também alcançam o capital humano da Mosaico: a publicitária Lina
Aredes é a CEO da empresa; responsável pela área comercial, caberá à ela o
planejamento e desenvolvimento de projetos crossmedia de alta performance.
Já na operacionalização, o publicitário Pedro Junqueira assume o cargo de COO,
para garantir campanhas eficazes, consistentes e em dia com as necessidades
dos clientes.

Com uma equipe integrada, criativa e altamente capacitada, a Mosaico chega
aliando compromisso com experiência, qualidade de atendimento e evolução
contínua.

Saiba mais: comercial@mosaicomedia.com.br

Leia Mais
Opinião

A força das redes sociais

As redes sociais têm cada vez mais importância na imagem de marcas e pessoas. Por meio delas é possível levar uma empresa ao sucesso ou até mesmo ao fracasso. Saber como se portar e que posições tomar é fundamental para que você esteja sempre “de bem” com o seu público.

É verdade também que as pessoas estão mais intolerantes. Não à toa, as redes sociais dão voz e são palco de críticas ou elogios vindos de pessoas de todos os cantos do mundo. Uma opinião endossada por outra pessoa vira bola de neve e os julgamentos refletem em verdadeiras campanhas de ódio.

Uma vez li em um livro, chamado Tudo é Óbvio, que as pessoas tendem a defender aquilo que a maioria defende, como por exemplo em um linchamento. Se você está passando na rua e todos estão falando que a pessoa que está apanhando é um ladrão, você automaticamente a julga como ladrão e entra no linchamento, mesmo sem saber a verdade da história. Lógico que isso é uma tendência do subconsciente, e também não é uma unanimidade, apenas uma tendência.

O mesmo acontece com as marcas. As chances de você odiar uma marca que todos estão criticando são grandes. Quem nunca entrou nas redes sociais de uma empresa e, ao ver muitas críticas, não desistiu de comprar ou adquirir produtos da marca?

Sites como TripAdvisor, Booking e Reclame Aqui são grandes exemplos que vão além das redes sociais e têm papel fundamental na construção das imagens das empresas. São determinantes para você decidir se ficará hospedado naquele hotel, se comerá naquele restaurante ou se comprará o produto daquela marca que atendeu mal o outro.

Fato é que as redes sociais podem se tornar grandes aliadas das empresas se bem administradas. Se comunicar com os críticos, se desculpar quando necessário e se fazer presente nas redes sociais é algo importante para as marcas que prezem pela boa imagem. As redes dão voz ao público, mas também dão voz às empresas, e cabe a elas se posicionarem e aproveitar tão interessante canal de comunicação para estreitar relacionamento com as pessoas.

Leia Mais
Opinião

O absurdo do Ovo de Páscoa!

Cada vez mais cedo, a Páscoa chega.

Neste ano de 2013, já era possível encontrar os ovos de Páscoa nos mercados, no Domingo de Carnaval.

E isso, ninguém me contou. Eu mesmo vi e até publiquei uma foto no Blog do Crespo naquele dia.

Além de mais cedo, os ovos chegam cada vez mais caros e cada vez com menos ovos, se é que você me entende.

A cada ano, novidades são incorporadas ao já vasto cardápio de opções de ovos de Páscoa.

Agora, mais do que nunca, os ovos vem acompanhados de brinquedos. Tentativa de cair no gosto da criançada e se o escolhido na hora da real compra do produto.

Aliás, crianças estas que já sabem qual ovo de Páscoa irão pedir ao coelhinho, mas não sabem se Jesus Cristo nasceu ou morreu nesta data tão especial.

Triste!

E como os ovos estão caros! Meu Deus!

Não se compra mais um ovo tamanho médio por menos de R$ 25,00. Se falar então de um bom ovo de Páscoa, de marca e grande, este custará algo em torno dos R$ 60,00.

Onde vamos parar?

Recentes fotos publicadas nas redes sociais, comparam o preço do quilo do chocolate, quando comparamos o ovo da Páscoa com uma barra qualquer de chocolate.

Ou ainda, quando comparado à 1 quilo de Picanha!

Estamos passando por trouxas.

Temos que parar de comprar ovos de Páscoa. 

Fica aqui minha indignação.

Bom dia a todos.

Leia Mais