close

entidade

Publicidade

Silvio Soledade assume a presidência da APP Brasil

A Assembleia Geral Ordinária marcou a posse do novo presidente nesta segunda-feira, 29.

A Associação dos Profissionais de Propaganda (APP), entidade que apoia e estimula as atividades da comunicação e auxilia no aperfeiçoamento do profissional, elegeu Silvio Soledade, consultor de empresas e sócio da PlanoGestão, como presidente para os próximos dois anos de mandato. A assembleia Geral Ordinária registrou, virtualmente, a posse da nova diretoria nesta segunda-feira, 29, com a participação de associados e diretores.

Vice-presidente da entidade desde 2017 e membro do corpo diretivo desde 2009, Soledade sempre esteve à frente do planejamento estratégico e financeiro, alavancando projetos e trazendo movimento com temas que embasam o propósito da APP Brasil. “Em 1989, ainda estudante, me associei à APP e, 20 anos depois, em 2009, a convite do então presidente Paulo Chueiri, comecei a fazer parte da sua diretoria”, destaca Silvio Soledade. “Para mim é uma honra estar à frente da APP e ao mesmo tempo uma enorme responsabilidade”.

Consultor de empresas e sócio da PlanoGestão, Soledade também é membro da Assoc. Brasileira de Mentores de Negócios (ABMEN), mentor da Aliança Empreendedora e Coordenador da cadeira de Gestão Empresarial do Projeto Objetiva Audiovisual realizado pela APRO – Associação dos Produtores de Audiovisual em parceria com o SEBRAE. Atuou nas áreas de gestão de empresas tais como: TV Bandeirantes, TV Globo, Grupo RBS (RS e SC), Canal Rural, LageMagy (Grupo Talent), Agnelo Pacheco e Lautert Associados.

Para compor a diretoria que atuará até 2023, a APP conta com Antonio Toledano (Presidente de Atendimento e Mídia da Patria Comunicação) como 1º vice-presidente e Celso Vergeiro (CEO da Adstream Soluções Tecnológicas) como 2º vice-presidente.

No Conselho Administrativo, Financeiro e Fiscal atuam Antonio Lino, André Poro Alegre e Luiz Arnaldo Casali. Os Suplentes nomeados são Antônio Calil Cury, José Francisco Queiroz e Luiz de Alencar Lara.

Completando a chapa denominada APP85, compõe a Diretoria Executiva Adão Casares (Pressing 360 Marketing Digital), Afonso Abelhão (BigBee), Alaor Machado (KM Money), Alexandre Luppi (Compasso Coolab), André Porto Alegre (Law Consulting), Antonio Carlos Franchini (GTec), Antonio Izidoro (Izidoro Marketing Promocional), Bento Andreato (Instituto Elifas Andreato), Claudio Kalim (Tech and Soul), Ênio Vergeiro (Band TV), Fabiana Robertoni (Gambôa Advogados), Filipe Crespo (CreativosBr/FECAP), Gilberto Corazza (Turner), Helenice Moura (A Liga Digital), Jeferson Martins (Leo Burnett Tailor Made), José Mauricio Pires Alves (Atalho), Lina Moreira (The Forest), Lucia Faria (LF & Cia Comunicação Integrada), Luiz Carlos Corrêa (Albieri & Corrêa), Marcio Arruda (Neo Negocios Soluções e Representações Ltda.) Marcos Braga (Amigos do Mercado), Maria Teresa Arbulu (Consultora de Comunicação), Marta Gucciardi (Strato Cultura Organizacional), Paulo Gomes de Oliveira Filho (Paulo Gomes Advogados Associados), Paulo Zoega (Zoegas), Ramon Oliveira (MestreGP), Raul Nogueira (Grandes Nomes da Propaganda), Reginaldo Andrade (Founder), Renata Alcalde (ESPM), Toni Valente (AnimaFilm), Wagner Minor Yoshihara (Consultor de Mídia) e Wezilyana Farias (The Content House),

Reposicionando as atitudes de dentro para fora, Silvio Soledade inicia a gestão implementando a Diretoria de Diversidade e Inclusão, composta por Bento Andreato (Instituto Elifas Andreato), Helenice Moura (A Liga Digital), Jeferson Martins (Leo Burnett Tailor Made), Lina Moreira (The Forest) e Marta Gucciardi (Strato Cultura Organizacional), o objetivo é criar ações e discussões importantes sobre representatividade em diferentes núcleos e vivências sociais.

“A APP é uma entidade, de 83 anos, e sempre foi presidida por profissionais que mantiveram a sua importância e relevância”, pontua Silvio Soledade. “Chegar aonde ela chegou foi fruto da competência e engajamento destes profissionais. Sinto-me confortável em assumir esta posição, pois temos no corpo diretivo da APP profissionais, amigos, que generosamente doam parte do seu tempo para contribuir e devolver ao mercado sua experiência e seu conhecimento. Este é o maior valor da APP.

O LEGADO DE ÊNIO VERGEIRO

Conduzir a APP ao seu propósito e colocar a entidade à frente de causas do mercado foram marcos na carreira de Ênio Vergeiro ao longo de uma década de mandato exercido voluntariamente. À frente da presidência da APP desde 2011, desenvolveu trabalhos contínuos na representatividade da associação junto ao mercado publicitário, instituições de ensino e demais entidades parceiras.

Ênio Vergeiro instituiu na APP serviços como a Câmara Nacional de Arbitragem e Mediação na Comunicação (CNA), que tem o objetivo de solucionar, extrajudicialmente, controvérsias e litígios através de mediação, conciliação e arbitragem e Entidade Depositária, que proporciona às agências e profissionais de comunicação a proteção de suas campanhas, garantindo total segurança e sigilo das peças, conceitos ou ideias.

Lançou a primeira revisão do Código de Ética dos Profissionais de Propaganda desde quando ele foi aprovado pelo congresso da categoria, em 1957. Além de ter movido novas frentes para eventos tradicionais como Jogos Publicitários, Fest’UP, Encontro de Capítulos e o Prêmio Contribuição Profissional.

“Estar na APP nestes 10 anos foi uma experiência totalmente gratificante, durante este período pude compartilhar experiências com grandes profissionais do mercado, que me acompanharam e apoiaram para fortificar este legado que a APP traz há 83 anos, deixo a presidência com a sensação de dever muito bem cumprido”, destaca Ênio Vergeiro. “Seguirei representando a entidade nas ações institucionais e no Conselho de Administração, sempre lutando para que a APP preserve seu propósito iniciado lá em 1937, a atualização do conhecimento, a valorização e o respeito com os profissionais”.

Sobre a APP

A APP foi fundada em 29 de setembro de 1937 como Associação Paulista de Propaganda e em 1989 foi rebatizada como Associação dos Profissionais de Propaganda. Em sua longa existência, a APP ajuda a fazer da propaganda uma das atividades profissionais de maior expressividade em nosso país, oferecendo preciosas colaborações técnicas, profissionalizantes e de desenvolvimento ético da profissão.

Leia Mais
Publicidade

CONAR analisando o CONAR? A coisa está ficando chata, hein!

Os textos voltaram ao Blog do Crespo. Pelo menos de vez em quando.

Ontem fui supreendido por uma notícia publicada no CCSP e que depois foi amplamente divulgada nos demais veículos de comunicação do nosso meio.

Algo como: "CONAR TERÁ DE ANALISAR IRREGULARIDADE EM FILME DA PRÓPRIA ENTIDADE"! 

Sim, você leu certo. 

Segundo informação publicada, o Conselho Nacional de Auto Regulamentação Publicitária, o CONAR teria recebido denúncia de irregularidade em filme da sua última campanha, criada pela Almap.

As peças criadas pela agência utilizam do bom humor para levar ao telespectador que a entidade recebe diariamente inúmeras reclamações, mas que nem todas fazem sentido.

A campanha foi lançadas meses atrás e teve aceitação imediata por parte do público, onde muitos até desconheciam o trabalho da entidade. 

Pelo que consta, o filme objeto da possível denúncia seria o "Palhaço" em que no roteiro, o pai de uma criança questiona o palhaço de suas artimanhas para "enganar" as crianças. 

E então estaria aí o grande "problema" do filme. Algo como fazer apologia à violência, no filme em que o palhaço chama Peteleco.

Pelo amor de Deus! Me belisquem e digam que não é verdade! 

O Blog do Crespo chegou a publicar esse vídeo aqui meses atrás. O filme é sensacional.

Mas pensar que esse filme engraçado e que atinge os objetivos de comunicação propostos, pode de alguma forma incitar violência é no mínimo babaca.

Para onde nossa publicidade caminha? O que tem esse filme de ilegal ou agressivo?

Sinceramente, onde iremos parar? Nada mais pode, nada mais é permitido.

Como disse um amigo ontem no Facebook, saber de algo do tipo chega a dar vergonha dos rumos que toma a profissão que escolhemos.

Que "radicalismo" barato e sem o menor sentido.

Deixe nossa publicidade, que já foi uma das melhores do mundo, fluir. Temos excelente trabalhos e queremos mostrar ao mundo.

Por favor, nos deixem trabalhar!

Bom final de semana a todos. 

Leia Mais
Mídia

Grupo de Mídia São Paulo comemora 45 anos e lança o Mídia Dados 2013

Na noite de ontem, O Grupo de Mídia de São Paulo reuniu profissionais de mídia de São Paulo para evento de comemoração aos 45 anos de existência da entidade.

Todos os ex-Presidentes do Grupo, foram um a a um chamados por Luiz Fernando Vieira (atual Presidente do GM) e receberam uma placa comemorativa e em agradecimento aos serviçoes prestados à Instituição.

Uma homenagem especial também foi feita à Otávio Florisbal, um dos fundadores do Grupo de Mídia que fez também carreira na Rede Globo de Televisão.

Ainda na noite de ontem, o Grupo de Mídia lançou a 26º edição do já tradicional Mídia Dados Brasil.

Além da versão impressa, o Mídia Dados 2013 também estará a partir de hoje na versão PRO, disponível gratuitamente para download na AppleStore, GooglePlay, além do site do Grupo de Mídia de São Paulo.

Centenas de profissionais de mídia do mercado paulistano e também de veículos de comunicação prestigiaram o evento.

Na foto acima, todos os ex-Presidentes do Grupo de Mídia São Paulo, da esquerda para a direita: Otávio Florisbal, Claudio Venâncio, Paulo Chueri Gabriel, Claudio Pereira, Ivan Marques, Daniel Barbará, Paulo Afonso Gregoracci, Paulo Stephan, Ângelo Franzão Neto e Luiz Fernando Vieira.

Leia Mais
Opinião

Prova de Certificação do Grupo de Mídia – O que estudar?

Bom dia a todos.

Como muitos de vocês sabem, ocorrerá na próxima Sexta-Feira, dia 10, a primeira prova de certificação do Grupo de Mídia.

O exame, que foi aprovado no ano passado no 4. Congresso de Publicidade, é inédito no mundo, tem como objetivo, atestar melhor profissionais de mídia no mercado publicitário.

Eu farei a prova do dia 10, que é a primeira que o Grupo de Mídia aplicará aos profissionais. Fico feliz ao saber que alunos e ex-alunos tabém farão o exame, na busca.

E destes, tenho escutado a pergunta: "Professor, o que será que vai cair nessa prova"?

Em resposta a isso, colarei aqui, nas linhas abaixo, um post do Daniel Chalfon, do GM, que dá uma luz aos inscritos na prova do dia 10.

Segue o texto de Chalfon, publicado no site do GM:

"Muita gente tem me perguntado sobre o que estudar e como se preparar para a prova de certificação do Grupo de Mídia.

A prova foi elaborada por 5 profissionais diferentes do mercado e apenas empresa Primeira Escolha que é responsável pela aplicação do teste tem a versão consolidada.

Portanto ninguém no Grupo de Mídia, nem mesmo nosso Presidente tem acesso a versão final.

Sendo assim seria incorreto publicarmos determinados conceitos a serem estudados em detrimentos de outros, pois não há certeza de que haverá ou não uma questão sobre determinado assunto.

Mesmo assim, alguns conselhos podem ser passados, que são os mesmos que orientaram a equipe que desenvolveu as questões de mídia da prova:
1) A prova é um teste de múltipla escolha que prima pela aplicação prática dos conceitos básicos de mídia.
2) Itens de pesquisa de mídia, planejamento e negociação devem ser abordados
3) A prova traz questões sobre aspectos técnicos e de planejamento de todos os meios, inclusive digitais.

O módulo básico do Grupo de Mídia, tanto na versão atual como nas edições anteriores contém todo o conteúdo necessário para um bom desempenho na prova. A diferença é que nas edições anteriores a 2010 o conteúdo de mídia digital era separado do curso básico, e nesse ano o módulo integra esta disciplina.

Os livros da biblioteca do grupo de mídia também contém todo o conteúdo necessário, em especial:
– Planejamento de Mídia.
Autor: Jack Z. Sissors – Lincoln J. Bumba
– A Essência do Planejamento de Mídia.
Autor: Arnold M. Barban

A página de livros no site do Grupo de Mídia tem as informações completas da biblioteca.

Boa prova a todos.

Daniel Chalfon"

 

 

Leia Mais