close

estratégia

ConteúdoMarketing

E-mail Marketing: a estratégia que pode transformar o seu negócio online

Hoje você pode estar pensando que mandar e-mails para clientes é sinônimo de spam, mas não é bem assim. O e-mail marketing é uma das principais estratégias do marketing digital, e se for bem feito, pode alavancar muito o seu negócio online.

Simplificando, o e-mail marketing consiste em capturar o e-mail dos visitantes do seu site e de pessoas que te acompanham, com a permissão deles, claro, e assim colocá-los em uma lista de e-mails, podendo enviar conteúdo, ofertas, campanhas de vendas e diversas coisas no momento que quiser.

Existem estudos que mostram que dificilmente alguém vai comprar o seu produto logo na primeira vez que o ver, e isso é normal, por isso é importante ter um contato frequente com seus visitantes.

E como capturar o e-mail?

Na maioria dos casos, é através de uma isca digital, podendo ser um e-book, minicurso, algo que o seu cliente queira. Dessa forma, você oferece esta isca de graça, e em troca ele passa seu e-mail.

Com essa estratégia, você pode personalizar sua comunicação de acordo com cada cliente, gerando um relacionamento fiel, algo mais pessoal. É possível também, utilizar uma sequência de e-mails automática, enviando a mensagem certa, para a pessoa certa, no momento certo! Isso com certeza irá aumentar sua produtividade e gerar um engajamento com seu público.

Testar horários, mensagens, estratégias de copy ou até realizar pesquisas, para conhecer ainda mais seus leads, são algumas das diversas vantagens que essa estratégia oferece.

Um dos fatores que te diferencia dos outros, é a maneira como você se comunica com seus leads, tirar dúvidas, auxiliar após a venda, dar dicas exclusivas, conversar de maneira humana. Tudo isso são formas de gerar confiança e ter um bom posicionamento no seu nicho de mercado.

São visíveis os benefícios que o e-mail marketing oferece; atualmente, uma das maneiras mais efetivas e baratas para vender. Se você ainda não utiliza, provavelmente está deixando de ganhar ainda mais dinheiro.

Existem diversas ferramentas que auxiliam você nesse processo, basta fazer uma boa pesquisa. Obrigado por chegar até aqui e espero que tenha gostado.

Leia Mais
Publicidade

Um job sem defesa é um filho pequeno indo sozinho pra escola

É bem comum, nas agências de publicidade, que o time da Criação fique até altas horas da noite criando peças e trabalhando nas refações do cliente para melhor entregar o job solicitado. Embora eu nunca fui adepto a esse trabalho noturno, e – hoje – no Creativosbr a gente busca fazer com que todos saiam no horário, é bem natural e sempre foi assim no ramo da publicidade.

Mas o que quero destacar aqui é que todo o carinho e esforço depositado no trabalho do cliente não pode ser jogado fora na hora da apresentação do job. Digo isso porque, desde a elaboração do briefing, até o planejamento, redação e direção de arte, até a finalização da campanha, tudo é feito com muito cuidado, para chegar na hora e simplesmente jogar o job para o cliente sem junto acompanhar uma defesa; é um desperdício.

Um job sem defesa é um filho pequeno indo sozinho pra escola. É mais do que perigoso, é falta de respeito, de amparo, de zelo, é relaxo.

Não é sobre explicar o job ou o processo criativo, mas entender os porquês dos elementos, colocar os pingos nos “is”. É defender o conceito, a estratégia, a ideia, os objetivos que fizeram com que você criasse tal peça, por exemplo.

É fundamental, até para o cliente, entender a estratégia que foi pensada para o seu negócio, pois é ele que vai comprar a ideia. É com a aprovação dele que você terá a confirmação de mais um job entregue com sucesso.

Então já sabe. Que fique como lição de casa o conselho: jamais deixe seu filho pequeno ir sozinho para a escola.

Leia Mais
Publicidade

As 3 etapas do processo criativo de Walt Disney

Não é novidade que ser criativo pode te ajudar em diversas profissões. Além de despertar a inovação, também ajuda na tomada de decisões. E quando falamos de inovação e criatividade, não podemos deixar de pensar em Walt Disney

O autor e consultor de programação neolinguística Robert Dilts estudou o processo criativo de Walt Disney em seu livro “A Estratégia da Genialidade Vol. 1”.

Robert mostrou que Disney desenvolvia suas criações em um processo que consiste em olhar o mesmo problema com três perspectivas diferentes. Veja de uma maneira simplificada como era esse processo:

O sonhador – Nesta primeira etapa, ele sonhava sem limites, usava toda sua imaginação para criar seus personagens e ter diversas ideias sem pensar no lucro e em outras questões, críticas não eram bem-vindas.

O realista – Após ter tido as ideias e colocá-las no papel, agora Walt tinha que pensar em meios para colocar em prática, o objetivo era sair dessa etapa com seu plano de ação já estruturado.

O crítico – O momento de analisar o projeto com um olhar mais crítico, para aperfeiçoar as ideias e encontrar possíveis falhas. Nessa etapa, Disney gostava de ouvir as críticas de outras pessoas que trabalhavam com ele.

Todo o processo é mostrado com mais detalhes no livro de Robert Dilts, que junto de Walt Disney, analisa Mozart e Aristóteles, onde ele oferece uma visão do método com base nos princípios da programação neolinguística.

O método não é nem um pouco complexo, o que mostra que você pode usar em seus projetos. Walt era uma pessoa normal, que apenas exercitou a criatividade, ou seja, se ele conseguiu chegar aonde desejava, você também pode conseguir!

Leia Mais
Marketing

Briefing não é receita de bolo

Quem nunca levou um puxão de orelha por um briefing mal construído?

A maior parte dos artigos traz uma receita de bolo na qual o briefing tem que ter, obrigatoriamente, o histórico do cliente, concorrentes, produtos. É claro que são informações importantes, mas será que de fato é isso que garante um bom briefing independentemente do objetivo? Na prática eu aprendi que não.

Por isto, separei essa estratégia super importante para você fazer um briefing de brilhar os olhos do seu chefe, sem receita de bolo e aplicável para qualquer tipo de briefing que você fizer.

Bora conferir?

Sobre a estratégia 5W2H

Esta estratégia é muito utilizada no modelo canva, que ajuda a ter um overview dos projetos. Assim, traz informações essenciais para um trabalho bem executado na agência.

Ela pode ser reestruturada em um texto compacto transmitindo clareza igual a um canva.

Confira cada letra desta estratégia:

What

Você deve dizer o que é o job: um plano de mídia? Um post para social media? Uma campanha de lançamento de produto? Uma postagem ou um anúncio de revista?

Este W serve para trazer clareza sobre o que é, exatamente, a entrega a ser feita.

Who

Nesta etapa, você pode descrever quem é o cliente, trazendo seu histórico, caso seja um briefing de planejamento; ou trazer quem são os responsáveis por cada etapa do projeto, caso seja um briefing para uma equipe de criação e produção da comunicação do cliente.

When

O deadline é essencial para que todos se organizem em suas entregas e saibam priorizar a ordem de produção, e é nessa etapa em que você deve trazer este dado.

Lembre-se de planejar todos os prazos de entrega, e não apenas o final.

Vale ressaltar também a duração da campanha e a duração das etapas: 2 semanas de awareness e 1 mês de tráfego, e assim por diante.

Where

Aqui você trará os formatos: é um planejamento on, off ou 360°? É um anúncio de revista, post de feed ou enquete? As artes terão desdobramentos para quais formatos?

Neste W deve constar todas as informações técnicas que serão necessárias para a realização do job.

Why

Afinal, para que serve este plano de mídia? Para tráfego ao site? Para lançar um novo produto? Para enfatizar o share of mind?

Seja sucinto para tornar objetivo o motivo da solicitação do job, sendo direto na solicitação.

How

Como será feita a veiculação, afinal? Como será a estratégia das postagens? Tenha sempre em mente o que é o job, e a partir dele fazer a pergunta que aquele que receber o briefing faria sobre o “como”. Se você seguir o “como” a partir desse desdobramento, ficará muito mais fácil de interpretar os dados que devem ser passados no briefing.

How much

As perguntas que não querem calar: quanto tem de budget? Qual o volume de posts a serem realizados? Foque sempre no que a pessoa que receberá o briefing precisa saber para executar a sua função.

Sim, parece muita coisa, mas você facilmente pode condensar tudo em um único parágrafo.

Faça os resumos e a partir deles construa o parágrafo interligando as informações.

Um bom briefing não é um briefing enorme, e muito menos um briefing com informações pré-estabelecidas na maior parte dos artigos da internet. Um bom briefing é aquele que tem as informações essenciais para transmitir clareza e organização na mensagem.

E aí, conseguiu ver o briefing com outros olhos e fora da receita de bolo que você sempre vê por aí?

Compartilhe com seus amigos de trabalho para que todos entreguem briefings brilhantes e dignos de enquadramento!

Leia Mais
Digital

Vem aí uma Black Friday diferentona

Todo ano, empresas dos mais variados segmentos passam meses pensando em suas estratégias para uma das principais data do varejo: a Black Friday.

Num ano tão diferente e com tão poucas oportunidades de contato físico com os consumidores, essa data ganha uma dimensão e uma importância ainda maior para marcas de produtos e serviços.

Nascida nos Estados Unidos e adaptada para os moldes brasileiros, a data sofreu bastante no começo em nosso país. Marcas exageraram na dose com promessas e artimanhas milenares de divulgação e, em pouco tempo, expressões como “black fraude” ou “tudo pela metade do dobro” eram ditas em rodas de conversas que tratavam do tema, sempre de maneira pejorativa e usadas contra a data.

Porém, não há como negar que com o passar dos anos (e também com o passar dos erros), as marcas foram aprendendo e a data foi amadurecendo. Empresas adaptaram as suas Black Fridays ao comportamento de compra e consumo do brasileiro e passaram a se preocupar em trazer promoções realmente relevantes ao consumidor. Aquela que não fazia dessa forma, era prontamente julgada e jogada de escanteio pelos consumidores.

Sendo assim, pode-se dizer que a data passou a ser realmente atraente e isso se comprova quando se observa os resultados extremamente satisfatórios para o comércio nas últimas edições.

Neste ano, a perspectiva é ainda melhor que nos anos anteriores. Assistiremos a Black Friday mais digital de todos os tempos e para o e-commerce é uma oportunidade nunca vista antes. Pesquisa recém divulgada pela Méliuz, startup brasileira com atuação na área de tecnologia, 70% dos brasileiros pretendem fazer compras nesta Black Friday.

Empresas começam então a se movimentar. É extremamente importante que o ambiente digital da marca esteja pronto para receber esses compradores aptos e ansiosos por comprar na Black Friday. O site da marca tem que ser leve, rápido, amigável e de navegação intuitiva. O produto tem que estar disponível em todas cores e modelos, a entrega tem que rápida e o frete… que frete???

Porém, tão necessário quanto tudo isso acima é o que as marcas podem criar na cabeça dos consumidores para a Black Friday desde já. É necessário que essas mesmas marcas que irão cuidar de seus sites, também planejem (agora, pra ontem), como se dará a exposição de suas ofertas no ambiente digital antes mesmo da data, para que no dia exato da Black Friday, a marca já esteja posicionada na mente dos consumidores.

Marcas que depositam na Black Friday, a esperança de bons números para fechar o ano no azul, já começaram a se movimentar. Agências de publicidade já produzem planos de mídia digitais em busca de melhores oportunidades para encontrar navegando de um lado para outro, os consumidores afoitos por compras.

E você? Como anda o planejamento de mídia da sua marca para a Black Friday?

Leia Mais
Marketing

Estreia de campanha conjunta de Visa e Mastercard

Hoje, 24, as principais empresas de soluções de pagamento do mercado nacional estreiam em uma campanha conjunta. AlmapBBDO (Visa) e WMcCann (Mastercard) trabalharam juntas para comunicar a utilização da tecnologia de pagamento por aproximação no transporte público.

O projeto-piloto da tecnologia iniciou desde o dia 16, em 12 linhas de ônibus na cidade de São Paulo. A campanha será focada nas linhas que integram o projeto-piloto e será focada em mobiliário urbano. Cada uma das marcas também comunicará a campanha em suas mídias sociais.

Juntar os esforços para comunicar a mesma tecnologia foi o caminho escolhido em prol do consumidor, segundo Sarah Buchwitz – vice-presidente de comunicação e marketing da Mastercard Brasil e Cone Sul: “o concorrente, no caso, é o dinheiro”.

O título da campanha será: “Vai de ônibus? Pague por aproximação com Mastercard e Visa. Aproximou, pagou”. 

E aí, o que achou dessa ação?

Leia Mais
Mídia

Como aumentar a conversão de leads com a mídia programática

A mídia programática é uma forma prática e automatizada de direcionar a publicidade ao público-alvo, impedindo que os anúncios se dispersem em sites que não dão match com o perfil do cliente. 

 

Porém, de nada adianta otimizar o uso do seu tempo e budget, se você não consegue criar uma boa segmentação do target. Afinal, este será o fator decisivo para que sua mensagem chegue aos usuários corretos – e no momento certo.

 

Assim, o primeiro passo é compreender o tipo de target ao qual sua campanha se destina:

 

Influenciador

Não falamos apenas dos famosos influencers, como também de médicos que recomendam determinado laboratório para os pacientes realizarem seus exames.

 

Decisor e Comprador

O decisor é responsável por “bater o martelo”. Muitas vezes, o decisor é também o comprador, porém não é regra. Um casal pode se organizar de forma que a esposa monte a lista do mercado – portanto decidindo os itens dos quais precisam – enquanto o marido é responsável por ir até o mercado de fato comprar os produtos – tornando-se o comprador.

 

Consumidor

Por fim, temos o consumidor, que é aquele que irá utilizar o produto ou serviço. Crianças e animais são líderes na categoria, justamente por não decidirem ou comprarem os produtos que consomem.

 

Se você acredita que definir o tipo de target e ter seus dados demográficos é suficiente, dificilmente obterá sucesso.

 

No mundo digital as pessoas expõem seus valores éticos e morais nas redes sociais, seguem famosos com os quais se identificam e principalmente, consomem o que lhes atrai. Entender o comportamento do seu consumidor, o que ele gosta de ver no Youtube e qual é o seu “rolê ideal” fazem grande diferença no meio online.

 

Portanto, emerja-se no mundo do seu cliente, entenda como ele age e seu papel dentro do processo de compra. Com estes três passos, você aumentará – e muito – a probabilidade de conversão dos leads.

Leia Mais
Marketing

Rock in Rio ganhará seu primeiro “Supermercado do Rock”

A rede carioca de supermercados Prezunic terá presença confirmada nesta edição do Rock in Rio, onde a Cidade do Rock ganhará seu primeiro “Supermercado do Rock”, contando com 84 m² e mais de 150 itens disponíveis, entre eles produtos dos setores de bebidas, padaria, bomboniere e básicos como higiene pessoal, incluindo também produtos licenciados especialmente para o evento.

A rede conta com maior engajamento dos colaborados que estão sendo treinados para recepção do público estrangeiro. Segundo Ana Behrens, Gerente de Recursos Humanos da Rede, “Tivemos uma experiência muito positiva com colaboradores bilíngues em algumas lojas, realizando o atendimento aos clientes durante o período das Olimpíadas. Agora, vamos inovar e levar essa proposta para dentro de um festival de peso como o Rock in Rio. Acreditamos que será uma experiência incrível para nossos colaboradores e também um diferencial para os clientes e turistas que nos visitarem.”

Além do projeto audacioso, e que tem expectativa de visita em torno de 20 mil pessoas diariamente, a estratégia para divulgação desta novidade conta com pequenos festivais de músicas com participação do público, onde vencedores ganharão vouchers para “sacochila” personalizada do evento e também para maquiagens especiais e exclusivas em neon.

“Nossa ideia é fazer da loja uma boa opção de consumo e um espaço de descontração. Num mesmo local, o público poderá fazer as compras do dia e sair para curtir o festival, devidamente maquiado e de mochila nas costas”, afirma Lorena Santos, Gerente de Marketing da Prezunic.

O Rock in Rio, que está entre os melhores festivais musicais do mundo, acontece de 15 a 17, e de 21 a 24 de setembro na Cidade do Rock, na Barra da Tijuca.

Leia Mais
Vagas

Vaga | Assistente de Mídia (W/McCann) São Paulo

Pessoal, tudo bem?

Estamos com uma vaga na W/McCann para assistente de mídia.

Vejam abaixo:

WMCCANN – Assistente de Mídia – Central de Mídia (São Paulo)
Irá atuar na área de Análise de Estratégia de Mídia

• Monitoramento de campanhas da concorrência nos principais meios/veículos de comunicação (clipping);
• Acompanhamento mensal histórico da comunicação do cliente e dos principais concorrentes;
• Levantamento de investimento em mídia de campanhas publicitárias;
• Estudos/acompanhamentos de audiência para os meios TV, Rádio e Internet;
• Auxiliar na análise da estratégia de mídia – anunciante X concorrentes;
• Acompanhamento diário e semanal das veiculações de mídia previstas do cliente;
• Cronograma de veiculação de campanhas publicitárias.

Enviar CV para rh.brasil@wmccann.com com o título: Mídia – Central de Mídia

#boasorte

Leia Mais
1 2
Page 1 of 2