close

f1

Marketing

Rubinho de volta às pistas com Heineken

rubinho-heineken-f1-creativosbr-blogdocrespo-marketing-publicis

Sabemos que Rubinho Barrichello é um ícone para as pistas de Fórmula 1, principalmente para os brasileiros. Mesmo antes de sua saída até os dias de hoje, ele viralizou na internet por meio da figura de memes. Pensando estrategicamente com o imaginário do brasileiro sobre o Rubinho, a Heineken lança uma estratégia de comunicação para promover o seu evento “Heineken F1 Experience”.

A ação acontecerá no Autódromo de Interlagos para as ruas do Rio de Janeiro e de Porto Alegre com a presença de Felipe Massa e Rubens Barrichello, respectivamente. A campanha conta com filme que questiona o fato de que neste ano não há um brasileiro na Fórmula 1 e mostra Rubens Barrichello convidando a sua escuderia a sair do pit stop e a levar o que o esporte tem de melhor para fora das pistas. Além disso, a ativação conta com bumpers ads e gifs personalizados do esportista, todos assinados pela Publicis Brasil.

O “Heineken F1 Experience” será realizado na Enseada de Botafogo, no Rio, dia 4 de novembro, e em Porto Alegre, no Gasômetro, dia 10 de novembro, e trará atrações musicais e exibições de carros e motos em manobras radicais.

Confira abaixo o vídeo da campanha:

Leia Mais
Marketing

Fórmula 1: sucesso ou fracasso?

no thumb

No último Domingo ocorreu mais uma edição do GP Brasil de Fórmula 1.

Eu nunca tinha ido, e a convite da Globo, pude acompanhar o treino de Sábado, lá do autódromo de Interlagos.

O tradicional evento, que ocorre anualmente no segundo semestre, em São Paulo, sempre foi um evento de grande impacto junto aos brasileiros e especialmente, junto aos paulistanos.

Além do GP, uma série de outros eventos ocorrem na cidade na semana da corrida, por conta da presença da grande mídia e principalmente dos pilotos.

Me recordo de algumas edições do GP Brasil  na década de 90, onde Ayrton Senna, Alain Prost e Nigel Mansel protagonizavam excelentes corridas de Fórmula 1.

Quem não se recorda então no GP Brasil do ano de 1991, onde Senna, sem duas marchas, ganhou a corrida "no braço" e depois no pódio, não tinha nem forças para levantar a taça de vencedor? Cenas inesquecíveis da torcida invadindo a pista para comemorqar com o grande campeão.

Bons tempos!!!! Mas agora a realidade é bem diferente.

Talvez por não termos pilotos disputando títulos ou ainda por conta das inúmeras armações/fraudes das equipes que temos visto ultimamente,  o público tem se afastado desse grande evento.

Quem não se lembra de Massa dando passagem à Alonso ou de Barrichello dando passagem à Schumacher?

O GP Brasil deixou de ter o glamour que tinha anos atrás e a Fóruma 1 como um todo, deixou de ter credibilidade.

Prova disso, foi a edição desse último Domingo, onde a audiência ficou bem abaixo da expectativa e foi a pior dos últimos anos.

O brasileiro parece não mais querer acompanhar as corridas de Fórmula 1.

Montei uma tabela de audiência, considerando somente o GP Brasil nos últimos anos. Trata-se de audiência domiciliar da Grande São Paulo.

Vejam isso e tirem suas próprias conclusões:

A audiência caiu pela metade em 10 anos de GP Brasil. 

Agora que você viu a tabela, pergunto:

– Será que a Globo terá problemas em vendas cotas de patrocínios nos próximos anos?

– Será que a Indy, depois de tanto tempo sendo rejeitada pelos braileiros, agora emplaca de vez?

É aguardar pra ver.

Boa semana a todos.

Leia Mais