close

instagram

Digital

Como usar hashtags nos seus posts do Instagram

Sabemos que para seus posts terem sucesso é preciso utilizar todas as ferramentas que estão disponíveis. E uma delas são as famosas hashtags. Você sabe a maneira correta de usá-las?

 

A maioria das pessoas possui um certo tipo de preconceito em relação ao uso das hashtags. Mas, com a utilização correta delas, suas publicações são mais facilmente encontradas pelas pessoas que não te seguem, tendo seu post sendo mostrado nos resultados de pesquisa e no seu explorar. Existem algumas estratégias para ter mais alcance, ganhar mais seguidores e obter interações nos seus posts, e é isso que vamos te mostrar agora!

 

  1. Frases curtas

Se for colocar frases, escreva frases curtas e #NãoMuitoLongasComoEssa. Brincadeiras à parte, tente separar as palavras, e se for preciso, use frases menores. Caso contrário acaba se tornando algo muito difícil e específico de se pesquisar.

  1. Quantidade de Hashtags

Vale ressaltar que o Instagram permite adicionar até 30 hashtags, mas há algumas pessoas que burlam isso colocando mais nas legendas. A pergunta é: há uma quantidade ideal de hashtags? Bom, depende. Há quem coloca em cerca de 5 ou 10, e tem gente que costuma colocar 30. A resposta estará nos seus insights.  Então vá testando e comparando resultados para perceber o que funciona nos seus posts.

  1. Ter relação com o conteúdo postado

Não adianta também querer adicionar todas as hashtags existentes do mundo, né? É preciso apenas colocar tags que tenham a ver com seu post ou com o que quer passar com ele. Caso contrário, o público-alvo se dispersa e, consequentemente, você não terá tanto engajamento quanto gostaria.

  1. Termos em inglês

Em alguns casos, você também pode inserir palavras em inglês para expandir o seu alcance.  Pessoas também pesquisam termos específicos ou técnicos, então vale a pena dar uma pesquisada e comparar outros posts parecidos com os seus.

  1. Perguntas para facilitar

Para facilitar responda essas perguntas com as hashtags:

Vamos imaginar que a publicação é sobre um petshop, que postou um cachorro tomando banho.

– Quem é você

#Petshop

– Quem são os seguidores

#Pets #Animais #Cachorro #Gato

– O que eles estão procurando

#Banho #Tosa #Coleira #PetCare

– Sobre o que é o post

#Banho #Cachorro #BanhoEmPet

 

Lembrando que não importa onde as hashtags estarão: na legenda (no meio do texto, ou no final de tudo) ou nos próprios comentários, funciona do mesmo jeito.

 

  1. Ferramentas

Existem também algumas ferramentas para facilitar seu trabalho e poupar tempo, achando as melhores hashtags você usar. Fizemos uma lista de alguns sites e aplicativos para te ajudar.

  • Flick Tech
  • Hashtag Generator
  • Postcron
  • Leetags
  • Display Purposes
  • Tags Finder

 

Prontinho! Agora você sabe a maneira correta de usar as hashtags. Lembre-se sempre de testar e analisar os resultados quando postar algo para ver a compatibilidade do seu público. Esses métodos também funcionam nos Stories, então não perca tempo!#FicaADica.

 

 

Leia Mais
Digital

Instagram: 3 dicas para conseguir seguidores reais

Acredito que todo mundo já recebeu aquelas propostas de compra de seguidores do Instagram pagando pouco. E acredito também que você já sabe que fazer isso não é o ideal. O que você não sabe é como, portanto, conseguir bons seguidores.

Por isso, separei 3 dicas que estou usando para a minha empresa e tem gerado resultado.

Siga e curta possíveis clientes
Apesar de dar trabalho, se você seguir esta dica, terá retorno sim! Vá no Instagram do seu concorrente, no último post, e olhe as pessoas que curtiram a publicação. Entre no perfil de cada uma delas, e naqueles que são destravados, curta de duas a três fotos e siga a pessoa também.

Esta é uma forma orgânica de você aparecer nas notificações dessa pessoa, chamando a atenção dela para o seu logo. Muitas acabam seguindo de volta, sendo uma maneira eficaz de conseguir seguidores que de fato são interessados pelo que você vende, afinal, você os buscou na sua concorrência.

Agora, se esse usuário apenas curtir um post seu de volta ou não interagir com o seu perfil, siga a próxima dica.

Trabalhe com retargeting

Se você ficar apenas curtindo as fotos dos seguidores no Instagram, talvez eles não te sigam de volta, apenas curtam seu conteúdo novamente. Como a ideia é a conversão, para que continuem recebendo suas postagens e, futuramente, comprem de você, curtirem os seus posts do Instagram não é suficiente.

Por isso, mande mensagem para aqueles que curtiram algo seu – pois já demonstraram certo interesse pelo seu perfil – dizendo que está começando e que ficaria muito feliz em ter aquele usuário com você. Fale de forma que ele se sinta importante e pertencente. Peça, mas diga que se ele não se sentir à vontade, está tudo bem também.

Esse tipo de interação mais direta pelo DM do Instagram nessa segunda etapa costuma ter bons resultados, não só com a pessoa seguindo de volta, mas respondendo a sua mensagem e apoiando seu trabalho.

Interaja com a sua base

Redes sociais é como um relacionamento: você deve dar para receber, e muita gente, apesar de buscar os seguidores, não os dá atenção.

Por isso, após conquistar seus seguidores, curta os posts deles, responda suas enquetes e comente quando postarem algo relacionado com o seu produto. Tire 10 minutinhos do seu dia pela manhã, tarde e noite para fazer isto. Te garanto que faz toda a diferença.

Com essas dicas, além de você manter seu perfil de Instagram ativo, mostra que é próximo aos seus usuários, gerando pertencimento de marca e possibilitando maior interatividade da parte deles com a sua marca.

Gostou desse conteúdo? Então aproveita e compartilha com aquele seu amigo que está abrindo uma lojinha no Instagram e ainda não tem uma base legal de seguidores!

Leia Mais
Digital

Instagram: 3 dicas para um copy atrativo

Você faz um post lindo para o Instagram, mas na hora de publicar não sabe o que escrever? Eu já tive muita dificuldade em redigir meus copys, e é por isso que trago essas dicas para vocês.

Quando eu comecei a fazer meus textos do Instagram, eu gostava de colocar frases bonitinhas e curtas, mas isso não estava ajudando a manter o foco dos meus seguidores, e muito menos dos seguidores dos meus clientes.

Neste artigo, trago dicas  práticas e simples, mas que farão toda a diferença na hora de você fazer um bom copy.

Capriche nas duas primeiras linhas

Quando você monta a descrição no Instagram, só aparecerão as duas primeiras linhas dela. Para ver o restante, os usuários precisam clicar em “ler mais”. Mas será que os seus leitores se interessam pelo começo do seu texto para lerem o restante?

Tente sempre trazer tópicos relevantes e que completem o texto da arte – caso a postagem tenha texto na sua composição.

Por isso, garanta que as duas primeiras linhas do seu texto sejam atrativas, tanto pela redação, quanto por ícones visuais, como emojis ou escrever em caixa alta. Mas lembre-se: menos é mais. Não use as duas ideias que dei juntas. Ou uma, ou outra. Assim fica natural e de fato atrativo.

Humanize o texto

Você sempre deve pensar que por trás das telas tem pessoas reais consumindo os conteúdos do Instagram. Por isso, não deixe de adequar a sua linguagem para se comunicar de forma assertiva com o seu público.

Além da linguagem, crie uma narrativa, uma história, que conte algo relevante e de forma real. A ideia é se aproximar do usuário, e não simplesmente mostrar vendas ou se mostrar inalcançável.

Quanto mais “de pessoa pra pessoa” for o seu texto, e obviamente alinhado à sua persona, mais cativante será a sua publicação.

Poste aquela foto sua sem maquiagem, com o cabelo bagunçado, na cama mesmo com o seu pet. Ou então aquela foto que até está tremida, mas que está tão espontânea que ninguém vai reparar na falta do foco. Se for um post do seu cliente, coloque fotos de pessoas parecidas com a persona da marca, em momentos descontraídos, mostrando pessoas reais.

Engaje com o seu público

Essa dica nem parece dica, não é mesmo? Afinal, todo mundo quer engajar a audiência. A questão é: como você pode fazer para reter o seu leitor, e por consequência, gerar engajamento?

Lembra das duas primeiras linhas das quais falei no começo desse artigo? Então. É lá mesmo que você vai começar a engajar, afinal, a pessoa não vai querer “ler mais” se o seu texto não for interessante.

Para torná-lo mais criativo e humanizado, aposte em comparações com o seu público, como “Você também não aguenta mais suas plantinhas morrendo?”. Neste exemplo, você mostra que está do mesmo lado que o usuário, com um problema em comum e que pode ser solucionado.

Além disso, você pode colocar chamadas promocionais, como “Últimas unidades da calça flare em promoção”. Porém, tome cuidado: não faça promoção com a dica da caixa alta. Fica extravagante, jabá e acaba gerando o efeito contrário ao que você está buscando.

E, é claro, mantenha a comunicação com o seu público após contar a sua história: pergunte se ele já passou por coisas parecidas, qual das peças ele gostou mais, ou como ele lidaria com determinada situação.

Use sua mente e coração para construir um texto humano e com gostinho de “quero mais”, e com certeza as pessoas  lerão com mais vontade e proximidade o seu post do Instagram.

Eu tenho certeza que com essas dicas você conseguirá atrair mais a atenção dos seus seguidores no Instagram, e até mesmo daqueles usuários que te encontram por hashtags!
Gostou das dicas? Se sim, compartilhe com aquele amigo que tem dificuldade em escrever seus copys.

Leia Mais
Conteúdo

Instagram lançará marketplace para influenciadores.

O Instagram lançará um marketplace para influenciadores, a fim de aproximar as marcas que querem investir no conteúdo que produzem; relacionando a futura ferramenta a uma “loja de branded content”, uma estratégia usada para mudar o foco da divulgação do produto para o cliente, o qual – neste caso – foca os produtores de conteúdo da rede.

Pra quem não conhece o marketplace trata-se de uma plataforma online que reúne vendedores ou prestadores de serviços em um único lugar, funcionando como um shopping virtual, podendo comparar e escolher qual produto ou prestador abrange mais sua necessidade. Ou seja, conecta oferta e demanda. Ele tem alavancado o mercado de e-commerce trazendo resultados positivos. Exemplos disso são empresas como Uber, Airbnb e até mesmo o Mercado Livre.

Além disso, esse modelo existe nos mais variados segmentos, ficando ainda mais fácil conhecer e atingir o target e, consequentemente, fideliza-lo. Sabendo disso, fica mais simples entender o porquê trará benefícios para estes dois mundos; o fácil acesso entre eles, além de mais agilidade entre esse contato e, claro, potencializando a rede Instagram que está sempre em movimento.

Leia Mais
Digital

5 dicas para um reels atrativo e bombástico

Você sabia que o reels tem sido uma ótima forma para divulgar perfis? Isso, pois como a ferramenta é nova, o Instagram está incentivando os usuários a utilizarem-na aumentando o alcance dos vídeos, em busca de concorrer com o Tik Tok.

Mas eu sei que você veio mesmo para saber quais as dicas que separei para o seu reels bombar! Eu nunca tinha feito um, e usando essas dicas, no meu primeiro já obtive mais de 1k de visualizações orgânicas! Bora lá?

Escolha da trilha sonora

A escolha da música do seu reels é muito importante, já que é um fator essencial para a experiência de quem assistir seu conteúdo. Por isto, aposte em hits do momento, que estão na cabeça do povo, para que vejam mais de uma vez e até reajam ao seu vídeo. Outra forma de escolher a trilha é com músicas não necessariamente famosas, mas que tenham uma batida constante, que vai te ajudar a por em prática a próxima dica.

Sincronização da música

Por mais que pareça óbvio, muitas pessoas têm dificuldade neste momento. O que me ajudou foi gravar cortes de cima para baixo, da esquerda para a direita, zoom e outras ideias que estive tentando ajustar à música.

Mas fica tranquilo! Você pode voltar nos trechos e fazer cortes, que vão te ajudar a sincronizar bem a música. Recomendo que você se lembre de uma cena do seu vídeo na qual o corte deveria ocorrer, para, na hora de editar, você fazer isso de uma vez só.

Imagem de capa

Não se esqueça que o seu reels não ficará apenas no seu perfil, mas também aparecerá nas sugestões de busca do Instagram.

Por isto, foque em deixar uma capa atrativa, que faça com que as pessoas cliquem para saber do que se trata o seu reels. Caso não orne com o seu feed, não se preocupe, você pode desativar a opção de publicar no feed e ainda assim terá um bom alcance.

Aposte num background

Como no geral as pessoas utilizam paletas mais nudes e clean, ao trabalhar com um reels mais vibrante você se destaca no mosaico que elas estão olhando ao explorar imagens. A ideia é chamar a atenção para que queiram ver o seu conteúdo.

Opte por cores contrastantes e texturas, como glitter, mármore, liso ou pelinhos, e solte a sua criatividade para usar cartolina, EVA, cobertores peludos e o que mais tiver em casa para fazer um background diferente.

Não se esqueça das hashtags

Lembre-se: seu post deve ter hashtags interessantes e que tenham a ver com o que você está promovendo, assim você tem mais chances de ganhar seguidores compatíveis com o seu segmento e que estejam interessados em comprar o seu produto.

Gostou dessas dicas? Eu tenho usado e tem dado muito certo para mim, e acredito que será uma grande oportunidade para você promover o seu negócio também!
Mas ó, não deixe pra mais tarde, pois quanto mais pessoas produzirem reels, mais rápido tem chances do Instagram diminuir o alcance dos vídeos.

Tá esperando o quê? Corre já pro insta e arrasa no seu reels!

Leia Mais
Digital

Dicas: O que seguir no Instagram em período pandêmico?

Desde março de 2020, com os primeiros casos confirmados de coronavírus no país, o Governo brasileiro tem anunciado alguns períodos de quarentena, nos quais a maioria da população que tem o privilégio de poder ficar em casa e trabalhar pela modalidade do Home-Office é aconselhada a permanecer em isolamento. Em comparação, a vida virtual se tornou sobrecarregada. O percentual de indivíduos nas redes sociais aumentou em 40%, segundo fontes do Jornal Contábil. E consequentemente durante este período pandêmico a saúde mental dos brasileiros tem piorado em torno de 53%, de acordo com a BBC News.

A cautela com o que se está consumindo durante os seus minutos na internet é sempre necessária, afinal de contas, esses minutos podem ser bons ou ruins dependendo do conteúdo que esteja disponível no seu feed. Ainda mais agora, sendo momento delicado para todos, onde se informar excessivamente sobre as atuais situações sobre a COVID-19 podem trazer resultados contrários à saúde mental. 

Por isso, separamos algumas dicas de perfis para você seguir no Instagram e curtir os minutinhos (talvez horas) virtuais de uma forma mais saudável e consciente.

  • Saúde Mental: Os tratamentos para prevenção e cuidados com as doenças psicológicas não são tão acessíveis. Ainda assim, podemos encontrar profissionais que estão sempre dispostos a ajudar. Portanto, pesquise sempre e peça ajuda!

Alguns perfis super legais que podem te ajudar:

  • Vidas Reais: O período de pandemia não é fácil e afeta tanto nossa saúde física quanto a mental, por isso cuidado para não ter pessoas no seu feed que passem a ideia de estar vivendo uma realidade inalcançável.

Alguns perfis super legais que podem te ajudar:

  • Entretenimento: Dar uma pausa na rotina e entrar nas redes sociais para ativar aquela serotonina seria um sonho, não é mesmo? Pois quando os perfis a seguir você vai conseguir se desligar uns minutinhos do mundo complicado e dar umas boas risadas.

Alguns perfis super legais que podem te ajudar:

  • Renovando as Esperanças: Com tudo que está acontecendo ao redor no mundo diariamente fica complicado continuar tendo fé na humanidade, mas podemos trocar que nem todo ser humano é culpado desse sentimento. Dá uma conferida nos próximos perfis que foram escolhidos especialmente para renovar suas esperanças com a humanidade.

Alguns perfis super legais que podem te ajudar:

  • Dica Bônus: Um dos perfis mais importantes que descobri recentemente foi o @qualmascara. Por lá você fica informado de uma maneira segura como se proteger da melhor forma possível contra a COVID-19 e qual a melhor máscara para te ajudar.

A equipe da CreativosBr deseja que todos estejam bem e em segurança. Esperamos que essas dicas ajudem de alguma forma a tornar este momento um pouco menos difícil.

Leia Mais
Mídia

Algoritmo do Instagram: 3 dicas infalíveis à sua disposição.

Nessa última quinta (8), a rede Instagram teve uma paralisação, estima-se que tenha sido por conta de uma nova atualização, porém, houve bastante repercussão nas redes que não podemos descartar; logo bombaram stories e até no feed com perguntas e reclamações como, “não está tendo entrega do meu conteúdo”, “meu engajamento caiu drasticamente, o que fazer?”, “ não entendo o algoritmo”, e assim por diante.

Grande parte tem conhecimento que o algoritmo do Instagram é outro. Até 2016 a entrega de conteúdo era cronológica, visibilidade igualitária para todos. Em contrapartida, os usuários passavam menos tempo na rede por interagir com postagens que não eram de seu interesse; por conta disso, houve essa mudança pensando em melhorar a experiência de quem usa e apresentar assuntos que agreguem e seja prioridade para cada um.

Mas afinal, como o algoritmo funciona? A mídia social faz a entrega do seu post para uma parcela da sua audiência. Conforme esse grupo interage com curtidas, comentários, enviar para alguém, ele vai aumentando a entrega, alcançando pessoas novas; enquanto isso acontece, o Instagram faz uma comparação com sua nova postagem e as antigas, e caso sua taxa de engajamento esteja baixa, isso prejudica seu alcance. Para solucionar isso, separamos 3 sugestões para vocês analisarem.

Frequência: um dos pontos mais importantes. Esteja sempre na ativa com seu público e faça postagens regularmente; no entanto, é necessário ter qualidade no que está tratando, pois a relevância do conteúdo é essencial para o melhor ranqueamento; dentro isso existe a temporalidade, por mais que a cronologia não é mais utilizada, ainda sim é um aspecto importante, uma vez que os mais recentes tendem a aparecer mais, por isso, novamente, conheça seu público e veja qual horário ele costuma estar online;

Engajamento: foi-se o tempo que número de seguidores era algo decisivo; curtida, comentário, enviar e principalmente compartilhar o post… o algoritmo entende que é relevante para os usuários; para melhorar isso trabalhe junto com a temporalidade, postar num momento em que os usuários estão mais ativos na rede; assim você vai conseguir um alto número de engajamento nas primeiras horas;

Relacionamento: relacionar-se com os usuários também faz parte dos princípios do algoritmo. Não é à toa que o feed do seu amigo ou marca que você gosta aparecem como prioridade para você. Com isso, apresente algo que promova uma melhor experiência, desperte o desejo de quem está consumindo seu conteúdo através de comentários, por exemplo. É daí que a análise parte. Além disso, relacionar o assunto que está abordando no feed com outros recursos, como stories, reels e o IGTV agrega para o perfil, ajudando nos três pilares apresentados.

Estabeleça planejamento e organização, tendo este entendimento a culpa não será mais do algoritmo. Dica: acesse o site Socialblade; com ele você consegue ver seu nível de engajamento, não somente no Insta, mas em outros veículos como Youtube, Facebook, TikTok. (lembre-se que isto é apenas para contas comerciais).

Leia Mais
Conteúdo

As mídias sociais e o movimento #StopAsianHate no combate ao preconceito

Desde o início dos primeiros casos de Covid-19 no Brasil, o aumento dos crimes de ódio contra a comunidade asiática foi absurdo. E as vítimas desses ataques de racismo e xenofobia são principalmente mulheres e idosos asiáticos, acusados de serem responsáveis pela disseminação do coronavírus no país.

O movimento #StopAsianHate ganhou muita força nos Estados Unidos nesses tempos de pandemia, principalmente nas mídias sociais.

O impacto das mídias sociais para o movimento #StopAsianHate 

João Luiz (@joaolpedrosa)

Sendo participante do Big Brother Brasil desse ano, João foi alvo de comentários racistas nos últimos dias. Seu perfil no Twitter tem feito feats (parcerias) com influenciadores digitais que combatem o preconceito contra as minorias. O feat foi feito com um vídeo da atriz Ana Hikari, que explica mais o movimento #StopAsianHate, uma luta frente aos crimes de ódio contra asiáticos que cresceram durante a pandemia do covid-19. Ana Hikari respondeu dezenas de comentários com dúvidas sobre o movimento.

A iniciativa do perfil do João Luiz com certeza ajudou a dar visibilidade ao movimento, já que seu perfil alcança diretamente o público do BBB, principalmente os jovens que acompanham o programa, retratando o poder que as mídias sociais apresentam no presente.

Ana Hikari (@_anahikari)

É uma atriz brasileira, conhecida pela sua personagem Tina em Malhação: Viva a Diferença. Ana carrega consigo uma importância muito grande para o movimento, ela foi a primeira atriz amarela a protagonizar uma novela da Rede Globo, isso somente foi acontecer em 2017.

Ela conta com mais de 1.3 milhão de seguidores no Instagram e produziu um vídeo que possui mais de 670 mil visualizações, justamente falando sobre a campanha #StopAsianHate, narrando casos de crimes nos EUA e como esses crimes se relacionam com a realidade do Brasil. – “Essas agressões são fruto de uma lógica racista que impõe que certas pessoas, pelo simples fato de não serem brancas, são inferiores. Isso afeta muito pessoas negras, mas isso também afeta outros grupos étnicos, de maneiras diferentes, mas afeta.”

Cláudia Okuno (@clauokuno)

Também é atriz e produtora de conteúdo no Instagram e no Tiktok, conta com 11,1 mil seguidores no Instagram e mais de 9 milhões de curtidas na plataforma do Tiktok.

Clau traz a questão dos asiáticos no Brasil e como frases como “Volta pro Japão”, são sim um tipo de discriminação. Além de posts com a pauta de porque não comparar pessoas da mesma etnia e também trazendo um relato pessoal de como é ser brasileira e se sentir estrangeira no próprio país.

Com o uso do humor, Clau conseguiu atingir um público muito vasto, em destaque, o jovem brasileiro. É através desse tipo de ação e representatividade que o país tenta caminhar na direção da igualdade étnica.

As celebridades também estão contra o preconceito

A representatividade asiática precisa ter mais detaque nas mídias, e hoje em dia, mais celebridades e influenciadores digitais estão dando voz à causa. Entre elas podemos citar:

– Sandra Oh (@iamsandraohinsta)

Sendo canadense e com uma família de imigrantes coreanos, mais conhecida pelo papel de Cristina Yang na série Grey’s Anatomy, Sandra Oh compareceu em março deste ano em um protesto que pedia o fim do racismo contra os asiáticos e seus descendentes. Ela liderou o protesto com a fala “Tenho orgulho de ser asiática. Eu pertenço a este lugar! Muitos de nós não temos a chance de dizer isso, então eu só queria nos dar a oportunidade de gritar isso.”

– Revista Marie Claire – Sabrina Sato, Ana Hikari e Maryel Uchida

Em 2018, a revista Marie Claire publicou como capa do mês uma homenagem aos 110 anos de imigração japonesa. A capa contou com Ana Hikari, Sabrina Sato e Maryel Uchida, elas debateram sobre um assunto importante para a comunidade nikkei, o preconceito anti-amarelo.  As três falaram de suas origens japonesas e como o “olho puxado” e a etnia amarela fizeram com que vivessem microagressões cotidianamente.

É preciso mudar o pensamento de que no Brasil só o branco pode fazer o melhor. A luta pela igualdade é uma causa que tem que ter voz em empresas, e principalmente agora, nas recentes startups, empresas que chegaram no mercado de trabalho com a base de inovação de tecnologia mas também de pensamento.

 

Fonte: https://www.otempo.com.br/super-noticia/super-tv/sandra-oh-diz-ter-orgulho-de-ser-asiatica-em-protesto-contra-racismo-1.2462660

Leia Mais
Digital

Já imaginou como seria o Instagram no século passado? David Dobrik já!

Há alguns anos, nos primórdios da rede social mais queridinha do mundo, o que mais se via no feed eram fotos com estilo “retrô”: alaranjadas, com bastante textura e molduras que lembravam as antigas câmeras analógicas. Afinal, o aplicativo foi criado com o objetivo de recriar o estilo de fotos tiradas antigamente. 

Acabou que a rede social virou o sucesso todo que é hoje e essa característica se perdeu no limbo dos milhares de conteúdos compartilhados diariamente. Aliás, se ainda houver algum resquício desse tipo de imagem rodando por aí, não há dúvidas que entrou na categoria cafona e que certamente será “flopada”.

Em pleno ano de 2021 o espírito vintage renasceu ainda mais forte (dizem mesmo que as tendências de moda serão inspiradas nos anos 2000). Criado em 2019, mas só realmente popular este ano, o app DISPO foi criado pelo Youtuber e Tiktoker David Dobrik com o objetivo de reinserir o espírito dos anos de mil novecentos e bolinha nos dias de hoje. A rede social também é voltada para a fotografia, mas seu diferencial é o tempo de espera para visualizar suas fotos. Isso mesmo! No app você fotografa seu objeto e o resultado é publicado somente às 09h da manhã do dia seguinte. 

App dispo na App

Fonte: https://apps.apple.com/us/app/dispo-live-in-the-moment/id1491684197

 

Por mais que esse comportamento possa parecer estranho, o Dispo está fazendo muito sucesso e já conta com mais de 10 mil downloads. E aí, você ficaria muito ansioso para ver o resultado da sua fotografia?

 

 

Leia Mais
EntretenimentoMarketing

Juliette Freire, o case de sucesso do BBB21

“Quem é que faz as redes sociais da Juliette, hein? Quero pra mim também”. Frase publicada recentemente pela Anitta.

A paraibana Juliette Freire, de 31 anos, que entrou no programa com pouco mais de 3 mil seguidores, atualmente tem 17,8 milhões de seguidores no Instagram (e até você terminar de ler esta matéria, pode ser que ela tenha chegado aos 18 milhões).

Ela bateu a primeira marca histórica no reality ao conquistar o título de um dos perfis no Instagram com maior engajamento do Brasil e do mundo, segundo um levantamento da Hype Auditor. Depois de poucos dias, após voltar do paredão, Juliette bateu outro recorde quando uma de suas fotos ganhou 1 milhão de likes em menos de 6 minutos, considerado o menor tempo a chegar nesta marca em toda a história da plataforma. Além disso, sua equipe já afirmou que foi procurada por mais de 100 marcas interessadas em fechar contratos publicitários. Você pode até não gostar de BBB, mas é importante reconhecer a força que ele tem.

Mas a pergunta que não quer calar: como e quem fez isso acontecer, enquanto a sister está confinada? É claro que ela tem seu mérito por conquistar tantos brasileiros com seu jeito espontâneo e coerente, mas por trás de seu sucesso nas redes sociais também existe um time de 20 pessoas trabalhando muito.

Eles distribuem o conteúdo da melhor forma e linguagem para cada rede, sempre tentando alinhar com a Juliette de dentro da casa. Existem pessoas para chefiar o conteúdo de cada rede social com muito cuidado e atenção, fazendo com que Juliette esteja muito bem representada em Instagram, Facebook, Twitter e Tik Tok. Eles aproveitam ao máximo os arquivos disponíveis da sister, como por exemplo os stories já gravados, para explorar todas suas personalidades: a advogada, a maquiadora, a cantora, a que faz piada, e que fala de assuntos sérios também e por aí vai… 

A audiência procura por Juliette, mas se o conteúdo não for relevante, atrativo e gerar identificação, não atrai tamanha atenção e engajamento do público.

Leia Mais
1 2 3
Page 1 of 3