close

juliette

Publicidade

A VISIBILIDADE GERADA PELO BBB

Quem nunca conheceu uma música no BBB?

A visibilidade que o BBB traz é indiscutível – seja ela positiva ou negativa. Rodolffo sabe bem disso, sua participação no reality rendeu bons frutos para a dupla Israel e Rodolffo, e trouxe o reconhecimento que todo artista sonha. O sertanejo foi eliminado nessa terça-feira (6), mas antes disso já faturou R$ 1,5 milhão com a reprodução da música Batom de Cereja nas plataformas digitais. A música é a mais tocada no país e recentemente alcançou a marca de 100 milhões de visualizações no YouTube.

Outro exemplo dessa edição foi a música “Deus me proteja”, de Chico César e Dominguinhos, que teve uma procura muito alta após Juliette – o grande sucesso do BBB – ter cantado-a em um momento de desabafo. A assessoria do cantor informou que as buscas pelo vídeo com a versão acústica original cresceram disparadamente, passando de 7 mil visualizações para 74 mil.

Na edição passada aconteceu uma coisa parecida com a música “Don’t Start Now” da Dua Lipa, que se tornou o hit do BBB20 após a dancinha da Manu Gavassi – que deu um show de marketing e publicidade com os vídeos que eram postados em suas redes sociais durante o confinamento, e influenciou participantes dessa edição, como a Carla Diaz e a Viih Tube. Muita gente conheceu a própria Dua Lipa a partir do BBB, e a música ficou conhecida como “a da Manu do BBB”. A amizade entre ela e a Rafa Kallimann também trouxe ainda mais repercussão para a música “Boa Memória” do Luan Santana, que era cantada por elas em todas as festas.

Podemos concluir então que nem sempre é só o vencedor que sai ganhando, muitas pessoas alcançam o sucesso a partir do programa ou conseguem alavancar suas carreiras, no caso das edições com celebridades. O prêmio acaba sendo muito mais que o dinheiro, mas o reconhecimento e a visibilidade que o programa proporciona.

Leia Mais
EntretenimentoMarketing

Juliette Freire, o case de sucesso do BBB21

“Quem é que faz as redes sociais da Juliette, hein? Quero pra mim também”. Frase publicada recentemente pela Anitta.

A paraibana Juliette Freire, de 31 anos, que entrou no programa com pouco mais de 3 mil seguidores, atualmente tem 17,8 milhões de seguidores no Instagram (e até você terminar de ler esta matéria, pode ser que ela tenha chegado aos 18 milhões).

Ela bateu a primeira marca histórica no reality ao conquistar o título de um dos perfis no Instagram com maior engajamento do Brasil e do mundo, segundo um levantamento da Hype Auditor. Depois de poucos dias, após voltar do paredão, Juliette bateu outro recorde quando uma de suas fotos ganhou 1 milhão de likes em menos de 6 minutos, considerado o menor tempo a chegar nesta marca em toda a história da plataforma. Além disso, sua equipe já afirmou que foi procurada por mais de 100 marcas interessadas em fechar contratos publicitários. Você pode até não gostar de BBB, mas é importante reconhecer a força que ele tem.

Mas a pergunta que não quer calar: como e quem fez isso acontecer, enquanto a sister está confinada? É claro que ela tem seu mérito por conquistar tantos brasileiros com seu jeito espontâneo e coerente, mas por trás de seu sucesso nas redes sociais também existe um time de 20 pessoas trabalhando muito.

Eles distribuem o conteúdo da melhor forma e linguagem para cada rede, sempre tentando alinhar com a Juliette de dentro da casa. Existem pessoas para chefiar o conteúdo de cada rede social com muito cuidado e atenção, fazendo com que Juliette esteja muito bem representada em Instagram, Facebook, Twitter e Tik Tok. Eles aproveitam ao máximo os arquivos disponíveis da sister, como por exemplo os stories já gravados, para explorar todas suas personalidades: a advogada, a maquiadora, a cantora, a que faz piada, e que fala de assuntos sérios também e por aí vai… 

A audiência procura por Juliette, mas se o conteúdo não for relevante, atrativo e gerar identificação, não atrai tamanha atenção e engajamento do público.

Leia Mais