close

marketing

Digital

Estudo identifica 5 perfis diferentes diante do cenário pós-pandemia

TRUTH CENTRAL_PORT

O estudo, realizado pelo McCann Worldgroup, aponta que 50% das pessoas seguirão as regras impostas conscientemente e 13% seguirão suas próprias regras

À medida que algumas partes do mundo caminham para uma retomada nas atividades, surgem muitas perguntas sobre quais comportamentos pré-pandêmicos retornarão e quais novos permanecerão quando o cenário estiver melhorando. Com base em um universo de mais de 16 mil pessoas, em 18 países de todos os continentes, uma pesquisa[1] da Truth Central – unidade de inteligência global do McCann Worldgroup – identificou 5 perfis de atitudes diante da fase de reabertura das atividades pós-pandemia.

Esses perfis foram definidos com base nas respostas e nos comportamentos das pessoas diante das novas regras que os governos estão estabelecendo para este período de reabertura gradual das atividades. São eles:

• Cautelosos: seguem as regras cuidadosamente – 50%*

• Condicionais: seguem algumas regras, mas não outras – 21%*

• Os não conformistas: ignoram todas as regras – 6%*

• Os criativos: seguem as suas próprias regras – 13%*

• Os sem noção: não sabem quais são as regras – 9%*

*Números globais

CLASS

MEXICO

BRAZIL

COLOMBIA

ARGENTINA

CHILE

THE CAUTIOUS

48%

 

54%

 

51%

 

48%

 

58%

 

THE CONDITIONALS

 

22%

18%

20%

22%

18%

THE (NON) CONFORMIST

 

6%

7%

6%

6%

5%

THE CREATIVES

 

15%

12%

13%

11%

14%

THE CLUELESS

 

9%

9%

10%

6%

6%

Quando comparados à média global, nos mercados latino-americanos os “cautelosos” são maioria no Chile (58%) e no Brasil (54%), e os “condicionais” no México e Argentina, com 22% em ambos os países. O perfil de “não conformista” é maioria no Brasil, mesmo com um índice de apenas 7%. Os perfis de “criativos” lideram no México (15%) e os “sem noção” na Colômbia (10%).

Nesse contexto, também é importante considerar que, globalmente, uma em cada cinco pessoas prefere trabalhar permanentemente em casa. A pesquisa também mostra que 29% dos entrevistados consideram que a sociedade está reabrindo muito rapidamente.

“No caso de um possível cenário próximo ao fim da pandemia, vemos que uma parte significativa da população terá uma atitude cautelosa. Do ponto de vista do marketing, estamos redesenhando nossa visão estratégica para o dia a dia dos consumidores e revisando a oportunidade de uma conexão significativa com as marcas, criando melhores experiências de interação física e digital em novos momentos”, afirma Fernando Fascioli, Presidente do McCann Worldgroup para América Latina e Caribe. O executivo ainda destaca que “neste momento é vital fornecer informações que possam reduzir os graus de incerteza, facilitando também esses processos que são completamente novos para um grande número de pessoas, como o uso  mais frequente de sites de compras e relacionamento online, entre outros. Contar com uma sólida estratégia digital e uma leitura correta dos dados que emergem nestes tempos é crucial para sermos significativos na vida das pessoas. Agora, mais do que nunca, os consumidores estão se adaptando e estão abertos à mudança, e esse é um terreno fértil e desafiador ao mesmo tempo, para o marketing e para as marcas”.

Leia Mais
Entretenimento

Por combate à fome, Mastercard promove live

Mastercard_WMcCann_MiltonNascimento_Liniker

Live será realizada no dia 31 de julho no canal da Mastercard Brasil no YouTube e os donativos serão direcionados à ONG Ação da Cidadania 

No próximo dia 31, sexta-feira, a Mastercard promove mais um grande encontro entre ícones da música brasileira. Desta vez, Liniker e Xenia França se reúnem com Milton Nascimento para cantar sucessos do criador de “Maria, Maria”. A live terá início às 20h30, e será transmitida no canal do YouTube da marca e também nos canais dos artistas, além do Multishow.

A apresentação tem o objetivo de angariar doações de pratos de comida para o movimento “Faça parte: comece o que não tem preço”, iniciativa liderada pela Mastercard que tem como objetivo doar pelo menos 2 milhões de refeições para comunidades carentes em combate à fome e à pobreza.

Durante a live um QR Code ficará disponível na tela, para que o público também possa fazer doações. Cada real doado será revertido em um prato de comida para a ONG Ação da Cidadania, que destinará as refeições para os mais afetados pela pandemia.

Com o mesmo propósito, a Mastercard promoveu, em junho, uma live inédita entre Gilberto Gil e Iza. Assim como na primeira edição, o novo encontro também foi pensado por Zé Ricardo, renomado curador artístico do palco Sunset do Rock in Rio, a pedido da WMcCann, que assina as peças de comunicação.

“Nosso movimento doou, até o momento, 1,5 milhão de refeições, que ajudaram famílias necessitadas neste momento difícil. Foram diversas iniciativas que contribuíram para atingirmos esse número, como nossa última live com Gil e Iza, nossas doações pelas plataformas da RecargaPay e iFood, além da nossa mais recente doação de 1 milhão de pratos de comida para a ONG Visão Mundial. Seguimos com o propósito de atingir nossa meta inicial e esse encontro que promoveremos entre Milton, Xenia e Liniker é mais uma das muitas ações que reforçam o nosso compromisso no combate à fome e aos impactos da pandemia” afirma Sarah Buchwitz, VP de Marketing e Comunicação da Mastercard.

“A segunda live do projeto tem foco na genialidade da obra composta por Milton Nascimento e algumas canções que, como intérprete, ele imortalizou. O resultado é um encontro inédito entre dois grandes nomes da nova geração da nossa música, Liniker e Xenia França, e Milton. A beleza e delicadeza estão desde a concepção de filmagem em linguagem cinematográfica até a escolha do repertório repleto de pérolas da música. Um encontro que, só por sua existência, aborda diversidade e pluralidade humana”, detalha Zé Ricardo.

“É uma honra para nós como agência conduzir esse projeto da Mastercard, que promove encontros inéditos que não têm preço para o público e para os artistas, une gerações de cantores talentosos e contribui com o bem maior que é ajudar a combater a fome no nosso País” afirma Kevin Zung, COO da WMcCann.

Todas as recomendações das autoridades de saúde serão seguidas. Também haverá transmissão em libras.

Faça parte: comece o que não tem preço 

A primeira ação do movimento teve início com a doação via iFood e arrecadou 75 toneladas de alimentos, o equivalente a 300 mil refeições para famílias carentes. Já pela plataforma RecargaPay foram doados 50 mil pratos de comida. Ambos os donativos foram direcionados para a ONG Ação da Cidadania. Na segunda fase, a Mastercard doou 1 milhão de refeições para a ONG Visão Mundial Brasil.

Somente na última live, com Gil e Iza, foram arrecadados 200 mil pratos de comida, o que ajudou a totalizar 1.5 milhão de refeições.

Leia Mais
Marketing

O retorno dos salões de beleza e a organização do setor

CelsoKamura

Divulgada pelo prefeito Bruno Covas e pelo governador João Dória, na coletiva de imprensa realizada na sexta-feira, 3 de julho, a liberação para reabertura dos salões de beleza em São Paulo, a partir de segunda feira, 06 de julho, gera grande expectativa, porém cautelosa, no mercado da beleza.

Cerca 15 mil salões, instalados no Estado de São Paulo, precisaram encerrar suas atividades nos últimos três meses. Quem conseguiu sobreviver vêm se organizando para retornar, na próxima segunda-feira, seguindo os protocolos de segurança e as melhores práticas para manter o ambiente seguro.

A b.drops, empresa de mídia OOH especializada em salões de beleza e presente em mais de 800 estabelecimentos em todo o Brasil, realizou em junho pesquisa com os proprietários de salões de beleza em regiões que já receberam a autorização para a reabertura. O objetivo foi entender o comportamento do consumidor nas duas primeiras semanas após a flexibilização. “Com isso, conseguimos orientar os proprietários de salões de beleza de São Paulo a se planejar para o retorno”, diz o diretor da b.drops, Felipe Viante.

A pesquisa aponta que, na primeira semana pós flexibilização, mesmo tendo que seguir uma série de normas de distanciamento e horários de atendimento reduzidos, os salões atenderam cerca de 40% do número de clientes que recebiam antes da pandemia; na segunda semana, esse índice chegou a 60%. Segundo os respondentes, o retorno aconteceu de maneira gradual, conforme as clientes iam se sentindo seguras para sair de casa.

O faturamento dos salões de beleza e o ticket médio gasto por cliente também tenderam a aumentar conforme o movimento, uma vez que os consumidores, em horários diferentes, faziam mais de um serviço em apenas uma ida ao salão. Sendo assim, o tempo que passavam no local acabava sendo maior, já que uma das medidas de segurança adotada foi o distanciamento. “Comparado a São Paulo, ficamos pouco tempo em quarentena, foram apenas três semanas, e assim que retornamos, já no primeiro mês, tivemos 40% do nosso faturamento normal, no segundo mês ficamos próximo a 50% e agora em Junho chegamos a 60% comparado ao faturamento que tínhamos antes da paralização. As pessoas, aos poucos vão retomando a sua rotina” conta a sócia-proprietária do Fuzz Cabeleireiros e Estética e da barbearia Adam de Florianópolis, Dani Venâncio.

Os cuidados que os salões de beleza devem ter, com a retomada, são diversos e mostram que o que era considerado normal, antes do coronavírus, não existe mais. No C.Kamura SP, por exemplo, as poltronas estão com 2m de distância uma das outras, os lavatórios tiveram poltronas inutilizadas e toda a decoração foi retirada para evitar a contaminação. Todos os profissionais e colaboradores estão certificados e receberam treinamento adequado para oferecer um atendimento seguro. Higienização dos pés, mãos, aferição de temperatura e uso de máscara é o básico e extremamente obrigatório para todos os clientes e profissionais, pelo menos enquanto estiverem no salão. Também será reforçada a limpeza e higienização de bancadas, espelhos, poltronas, escovas, pentes e tesouras a cada atendimento.

Durante o período em que ficaram fechados, os esforços foram voltados para manter a proximidade com os clientes. “Investimos nossos esforços todo no digital, desde newsletters informativas até websérie para o nosso Instagram, como a ‘Beleza levada a sério’, que traz o próprio Celso Kamura contando sua trajetória profissional”, explica a responsável pela área de marketing do C.Kamura SP, Juliana Vieira. “Também preparamos conteúdos estimulando o home care para auxiliar nossas clientes a se cuidarem nesse período de isolamento. Nosso foco não foi ganhar milhões de seguidores em nossas redes, mas sim conhecer cada vez mais aqueles que já são nossos clientes, melhorando o engajamento com a marca”, acrescenta.

Leia Mais
Marketing

Chevrolet é a 1ª marca automotiva pelo 3º ano consecutivo no Ranking Effie Index

chevrolet_branf_marketing_effie

A companhia foi a primeira na categoria “motor and auto”, além da 6ª marca no mundo e 2ª na América Latina

O Effie Index identifica e classifica as agências, profissionais de marketing, marcas, redes e holdings mais eficazes, analisando os dados dos finalistas e vencedores das competições do Effie Award em todo o mundo. Anunciado anualmente, é o ranking global mais abrangente de eficácia de marketing.

Neste ano, o ranking apontou a Chevrolet como a 6ª marca mais efetiva globalmente, a 2ª regionalmente e a 1ª no setor “motor and auto”.

“Queria parabenizar o time por esse resultado. Isso mostra o quanto a Chevrolet ao redor do mundo tem batalhado para ser eficiente na conversa com o consumidor”, destaca Hermann Mahnke, Diretor Executivo de Marketing da GM America do Sul.

Leia Mais
DigitalMarketing

7 dicas para tirar uma renda extra na quarentena

7 dicas para tirar uma renda extra na quarentena

Durante a pandemia muitas pessoas estão desempregadas ou tiveram reduções salariais. Pensando nisto, trago para vocês algumas dicas que estou colocando em prática para abrir meu ateliê de crochê.

Trabalhe com algo que você já sabe fazer
Para abrir um pequeno negócio durante a quarentena, liste coisas que você sabe fazer: um doce gostoso, artesanato ou identidade corporativa. O importante é você se sentir confiante para vender os seus serviços.

Pode ser algo relacionado ou não com a sua profissão. Eu por exemplo, estou fazendo uns freelas de identidade corporativa, mas também estou abrindo o meu ateliê. Una a sua criatividade com a sua experiência. Uma dica muito boa é partir para o lado gastronômico, já que aumentou muito a demanda para serviços de delivery.

Entenda a demanda
Além de fazer algo que você já sabe, deve entender o quanto as pessoas buscarão por este serviço no momento.

Como dito anteriormente, o delivery está com grande demanda, mas não é só isso. Cosméticos e artesanato são muito procurados em datas especiais, como o Dia dos Namorados e o Dia dos Avós, que estão pertinho já.
Pense em datas nas quais as pessoas comprariam o seu produto e se prepare para deixar tudo pronto e depois só vender.

Encontre fornecedores ativos
Para ter um lucro melhor, o segredo é encontrar bons fornecedores. O problema é que com tantos comércios fechados e com fretes absurdos, fica complicado ter fornecedores com bons preços e variedades de produtos.

Vale a pena procurar fornecedores de fora da sua região, pois os fretes acabam sendo menores que de grandes lojas, e há disponibilidade de mercadoria. Buscando armarinhos, pude perceber que os melhores preços estão em cidades próximas, como São José dos Campos, Campinas e regiões do ABC.

Faça do negócio um negócio de família
O melhor durante a quarentena é o tempo que estamos passando com quem mora com a gente. Eu moro com a mamãe, e como ambas fazemos artesanato, decidimos nos unir para produzir roupinhas de nenê e cachecóis para vender, ela no tricô e eu no crochê.

Encontre algo em comum que você e a pessoa com quem mora sabem fazer: se você faz esfihas e sua noiva faz doces, abram uma conta no iFood e vendam juntos!

O importante é se unir neste momento para conseguir superar as dificuldades.

Tenha redes sociais atrativas
Se for um projeto só para a quarentena, talvez não seja tão interessante abrir uma página para a marca de vocês, e sim trabalhar com as pessoas que já te conhecem.

Use suas próprias redes sociais para ofertar o serviço e tirar dúvidas sobre entrega segura e tempo de produção.

Porém, independente de usar sua própria conta ou uma conta nova, use cores atrativas e faça postagens relevantes para o público, despertando o interesse dele e mostrando que você é confiável para comprarem contigo.

Trabalhe o marketing boca a boca
Como as pessoas estão evitando comprar produtos não essenciais, será mais fácil vender para quem te conhece.
Comunique as pessoas próximas a você e ofereça descontos para elas caso te indiquem para amigos que fecharem encomendas com você também.

É uma forma de você aumentar a sua demanda e incentivar as pessoas a comprarem com você, que foi flexível com elas, incentivando a pessoa que te conhecer a fazer o mesmo, aumentando a sua rede de contatos que confiarão ainda mais no seu serviço por um amigo ter te indicado.

Faça ações sociais
As pessoas esperam ainda mais durante a pandemia que as marcas realizem ações sociais. Por isto planeje-se para doar parte de seus lucros ou produzir máscaras e distribuir em hospitais ou para pessoas necessitadas.

Acima do lucro, o importante é nos ajudarmos durante esta fase difícil, para que todos superem este momento e possam voltar a se ver num futuro mais breve.

Gostou das dicas? Fique em casa e continue vendendo, deixando as pessoas felizes em receberem seus produtos e ajudando a sociedade a espairecer um pouco. Una-se com quem está com você e se divirtam fazendo algo que gostam tirando uma renda em cima disso!

Leia Mais
Digital

Publicidade em jogos de aplicativo se destaca em meio a quarentena

Publicidade-em-jogos-de-aplicativo-se-destaca-em-meio-a-quarentena-BlogdoCrespo-Creativos-Creativosbr-Marketing-GameMobile-Digital

Em época de quarentena, as marcas estão revendo algumas de suas estratégias de marketing para continuar gerando receita sem a certeza de até quando a normalidade volta. Nos noticiários muito se fala sobre o Coronavírus e seu impacto no mundo.

 

As marcas agora também possuem a preocupação de sua publicidade não parecer oportuna, mas sim, abraçada com a causa de que todos precisam ficar em casa. Algumas empresas como Mercado Livre, Mc Donald’s, Audio e tantas outras marcas se mostraram conscientes com a causa ao mudarem seu logo temporariamente reforçando a ideia do distanciamento social.

 

Com esse desafio no atual cenário, a industria de jogos de aplicativo está vivendo um momento de ascensão. Primeiro porque os jogos não possuem conteúdos de terceiros diferente de um site de notícias onde você pode expor seu anúncio ao lado de alguma notícia negativa e ter uma associação indesejada pelo consumidor.

 

Outro motivo é o aumento do consumo de jogos de aplicativo durante a pandemia. Segundo um estudo da InMobi, os jogos tiveram um aumento de 41% nos EUA. Na Malásia e Indonésia, 50% dos usuários estão jogando mais jogos por mais tempo. Já em Singapura, houve um aumento de 70% e 110% de na Índia, esse ultimo o maior fenômeno global.

 

Atualmente, os aplicativos de jogos podem ser uma das soluções que os profissionais de marketing estão procurando por publicidade segura da marca. Dada a escala e o alcance, eles são uma fonte confiável para as marcas evitarem conteúdo ofensivo

Leia Mais
ConteúdoDigital

Alavanque seu Instagram através dos stories

Alavanque seu Instagram através dos stories

Para você aumentar as visualizações do seu perfil corporativo, os stories são uma ótima estratégia, já que você não conta apenas com a possibilidade de aparecer no feed, mas tem a oportunidade de ser notado através dos stories.
Hoje, trago cinco dicas de como você pode fazer stories interessantes para a sua empresa, desde a estética deles até o conteúdo em si.

Mostre quem está por trás
Principalmente para pequenas empresas, mostrar quem faz o negócio funcionar é essencial para passar credibilidade para o prospect. Ao passar uma boa imagem de quem você é, o usuário se sente mais à vontade para te acompanhar e interagir, além de ser mais provável efetuar uma compra com você.
Nestes stories, mostre quem é você, fale sobre a sua rotina e o “por trás das câmeras”, abrindo um pouquinho do seu processo de vendas, para que entendam toda a sua linha produtiva e confiem no seu serviço.
Seja alegre, carismático e confiante. E principalmente, seja você mesmo, afinal você é o espelho da sua empresa.

Tenha um mascote
Muito interessante para empresas com público mais jovem, ter um mascote é uma boa estratégia, pois os usuários criam um apego emocional por ele, vinculando-se à sua marca.
O mascote pode ser tanto um bichinho de pelúcia, quanto uma estátua ou até mesmo um peludo de verdade. Se seu pet é receptivo e não se sente acanhado com câmeras, faça fotinhos com seu bichinho. Mas não se esqueça: o seu pet é o seu melhor amigo, então não judie dele só para ter mais views.

Legende os vídeos
Muitas pessoas escrevem com fundos coloridos nas fotos dos stories, mas são poucas aquelas que usam as legendas nos vídeos.
A dica é que você as utilize para instigar o telespectador a continuar a assistir o story, mas sem forçar muito a barra. Por exemplo, se você vai falar sobre a entrega segura para clientes que comprarem pelo e-commerce, escreva algo como “como estamos entregando na quarentena”.

Utilize cores do próprio story
Sabe aqueles tons vibrantes que o próprio insta sugere você utilizar para colocar de fundo nas legendas? Eles são bonitos sim, mas podem destoar um pouco do que você está fazendo no seu story.
Para harmonizar ainda mais seus stories, escolha uma cor bonita que aparece na foto ou filmagem que tirou, priorizando uma cor diferente que aparece de relance, ou uma cor bonita que apareça mais, como da sua blusa azul ou do enfeite de cabelo. Independente da cor que pegar, ficará melhor do que as padrões do Instagram.

Faça enquetes
A última dica deste post é que você interaja direto com a sua audiência, através de enquetes do próprio insta para que os usuários se sintam parte da sua marca. Aproveite também para tirar dúvidas dos usuários, gerando informação para eles e explorando suas dúvidas para divulgar ainda mais como a sua empresa trabalha.

Com o que você leu acima, surpreenda seus seguidores e se prepare para melhorar a forma como sua empresa é vista. Mas não se esqueça: planeje-se para isto e entenda que não acertará de primeira, mas nem por isto deve desistir.
Você já faz alguma dessas dicas que eu passei aqui hoje? Conte para os outros leitores aqui nos comentários de que forma isto te ajudou a ter seguidores mais engajados e mais vendas também!

Leia Mais
Marketing

Sprite leva ativação lançada no BBB 20 para o Carnaval de rua

BBB20

O lava-rápido humano que refrescou os Brothers na sexta-feira à noite vai fazer a festa de foliões no Rio e em SP

 

A ação inédita assinada por Sprite no BBB 20 vai deixar a casa e ganhar as ruas do Rio de Janeiro e São Paulo entre os dias 22 e 25 de fevereiro. O “lava-rápido humano” batizado de “Fresh Wash” refrescou os participantes do reality na última sexta-feira e, agora, as pessoas poderão experimentar a sensação de serem lavados e purpurinados – a jato – durante o carnaval.

“Vemos no carnaval uma excelente oportunidade de levar a refrescância de Sprite para as ruas de uma forma bem divertida”, afirma Pedro Abondanza, diretor de marketing da Coca-Cola Brasil.

Além desta iniciativa que pontua o novo momento da campanha Fresh Drops, Sprite também vai patrocinar os blocos Love Fest e Pagu, em SP, e a festa Auê, no Rio. No digital também estreia Rino, nova pílula que promete ligar o fresh físico e mental no dia a dia dos consumidores. A comunicação é assinada pela Wieden+Kennedy São Paulo.

Ativação lava rápido no Rio: Posto BR (Av Atlântica, altura da R. Hilário de Gouvea), das 9h às 18h. Em Sp – a marca anunciará em breve em suas redes sociais.

Leia Mais
ConteúdoDigitalMarketing

5 dicas preciosas para vender pelo Instagram

5 dicas preciosas para vender pelo Instagram

Apesar do Facebook ser uma plataforma completa para quem quer empreender, o público jovem se concentra no Instagram – 38% em 2019 (Statista, 2019) – rede social que, segundo estudo da E-commerce CEO, tem 58 vezes mais envolvimento por seguidor do que o Facebook. Porém, com o alto potencial de engajamento, você precisa se destacar para vender, principalmente em relação às grandes marcas. Como? Eu vou te dar umas dicas.

Frequência de postagens
Um dos primeiros passos para quem está empreendendo é trazer, sempre que possível, um volume de posts. Isto, pois como poucos te conhecem ainda, você precisa mostrar como o seu trabalho é importante e bem feito.

No geral, as pessoas têm dificuldade em relação à frequência, pois não é todo dia que fazem uma venda – seja de bombons à livros usados -, e geralmente quando isto ocorre, vende-se itens diferentes para um mesmo cliente.

Por isto, guarde algumas fotos da sua venda de segunda-feira para postar novamente na quinta-feira. Só não vale postar a mesma foto, hein.

Organização do feed
Minha primeira dica foi postar com frequência, mas isto não significa postar com má qualidade. Lembre-se sempre que o Instagram é uma rede social muito visual e que requer uma composição de fotos especial. Quanto mais harmônico for o seu perfil, mais confortáveis os usuários se sentirão em navegar nele.

Se você sabe mexer com softwares de edição, faça posts de datas especiais para descontrair. Se não sabe, não tem problema, pois você pode organizar seu perfil através de um degrade das cores predominantes de cada imagem, ou simplesmente adotar uma cor base e sempre utilizá-la. Para me inspirar, gosto de olhar feeds como @lojaeclipse ou @mario_dozono.

Comente em fotos
Soou estranho, né? Comentar em fotos permite que novos usuários te conheçam ou clientes fiéis se lembrem de você, possibilitando que você tenha conversões de compra. Fora isto, não deixe seus seguidores falando sozinhos nos seus posts. Sempre responda para eles publicamente e o chame no direct para detalhes maiores. Isto permitirá que o algoritmo do Instagram entenda seu perfil como relevante e o divulgue mais facilmente.

Porém, não seja uma marca chata que persegue os usuários pedindo para eles te visitarem. Se você vende acessórios, comente algo como “nossa argola prateada iria arrasar nesse seu look!”. Além da curiosidade, o usuário irá até seu perfil ver se realmente aquele brinco argolado ficaria legal nele, o que pode gerar uma graninha pra você.

Aposte nos stories
Cada vez mais as pessoas entram no Instagram só para dar uma espiada nos stories, pois estão no trabalho ou na faculdade. Portanto, não deixe de interagir por lá, assim seu perfil pode aparecer para as pessoas que te seguem.

Aposte nas enquetes e GIFs que a rede social traz, tornando os seus stories leves e interessantes. Aproveite para tirar dúvidas sobre os produtos e entregas num horário em que a pessoa irá te escutar. Quando ela está em casa comendo ou dando aquela espiada antes de dormir é uma boa, já que está em seu momento de lazer e provavelmente com o som ativo.

Mostra a tua cara, Brasil!
Na internet, as pessoas querem ver rostos e histórias, e não anúncios. Você pode contar a história da sua marca para elas, pois dá mais confiança em saber quem está vendendo aqueles produtinhos de beleza, além de se tornar mais natural a exposição de uma marca nos stories sugeridos para ela ver.

Precisamos humanizar a internet, e se você faz isto com os seus clientes, tenha certeza que eles irão preferir você em relação à menina da faculdade que só posta as trufas e esquece de falar sobre a pessoa mais importante de uma marca: o cliente.

Gostou das dicas? Não é receita de bolo, mas te garanto que se você fizer o que sugeri acima, você será mais relevante para os usuários e para o Instagram, permitindo que mais pessoas te conheçam e se engajem, tornando a conversão para compra 5 passos mais perto de você.

Leia Mais
Marketing

5 tendências do cenário de varejo para 2020

Supermarket online shopping. Shopping basket on a laptop.3d illu

Uma nova década começou e com ela a tecnologia vem avançando aceleradamente. Com isso, não seria difícil prever os próximos passos do varejo em relação à experiência de compra das pessoas, até porque o ambiente das novas tecnologias está aí para provar: realidade aumentada, NFC (Near Field Communication), Internet das Coisas, 5G e outras inovações.

Mas, para esse ano de 2020, já é possível vivenciar como algumas dessas tecnologias vêm alterando o cenário do Varejo, tornando-o praticamente irreversível.

Pra quem acha que a tecnologia chegou para acabar de vez com a compra física se enganou, pois – apesar da praticidade e comodidade que os e-commerce têm proporcionado ao consumidor – 82,5% das compras ainda ocorrem no ambiente físico. Por isso, algumas empresas que são nativas digitais têm feito a extensão de suas plataformas como, por exemplo, a compra da Whole Foods, pela Amazon. Na verdade, não é que o digital irá substituir o físico, mas sim complementar, pois a jornada de compra tem se tornado híbrida e não apenas digital.

Após identificar o O2O ou, como podemos chamar, Online to Offline, o que percebemos é que o cliente que prefere fazer compras no ambiente físico não deixa de estar conectado, pelo contrário, a conexão é algo que manterá de forma constante e por isso alguns players têm utilizado isso a seu favor com a implementação da Internet das Coisas (Internet of Things) e o aprimoramento de automação em seus serviços, buscando sempre diminuir os atritos ou falhas na experiência de compra de seus clientes. Lojas inteligentes como a AmazonGo e outras experiências devem ser aprimoradas e vistas com mais frequência, tornando-se popular em vários mercados. 

Todos esses comportamentos têm alguns motivos, e um deles é a Geração Z (nascidos nos anos 2000) que já se encontram iniciando a fase adulta e, por outro lado, podemos acompanhar o aumento do envelhecimento populacional, aproximadamente 32 milhões de pessoas estarão acima de 60 anos até 2025 no Brasil. Dessa forma, podemos perceber o cenário do varejo com um leque de oportunidades: de um lado, um perfil de consumidor que nasceu totalmente incluso na era digital, e do outro, uma geração que vivenciou a transição offline e online e busca por mais cuidados e qualidade de vida.

A Geração Z também é responsável por outro comportamento que está mudando a relação com o mercado varejista, esse hábito é o que podemos chamar de invisible money e pagamentos digitais, praticamente 94% dos seus pagamentos não envolvem dinheiro físico, e a tendência é que esse costume passe para outras gerações. Os varejistas que querem aproveitar essa transformação devem buscar as novas soluções de pagamento. 

Product-as-a-Service, ou simplesmente Paas; se você ainda não ouviu falar desse termo, com certeza já consumiu ou teve acesso a esse tipo de produto/serviço. Paas nada mais é do que um aluguel, ou assinatura, na qual a empresa oferece ao consumidor o acesso aos benefícios do produto/serviço, mantendo consigo a responsabilidade da manutenção e cuidados necessários que, para o cliente, seriam gastos desnecessários.

Além dessas, outras tendências devem ficar mais em voga sendo que o cenário e a jornada de compra do consumidor está se tornando cada vez mais volátil e se misturando como uma experiência de marca. Vamos acompanhar as cenas dos próximos capítulos e trazer para vocês as transições em primeira mão.

Leia Mais
1 2 3 31
Página 1de 31