close

marketing

Opinião

A representatividade de minorias nas campanhas publicitárias do BrasiL

Os últimos acontecidos, no que diz respeito ao racismo, me faz lembrar e reafirmar do quanto ainda é injusto a representatividade dessas minorias nas marcas, na frente de grandes publicidades, capas de grandes editoriais, ganhando frente, voz e vez. Assim, esse texto carrega muitas entre-palavras, porque o que escrevo aqui, ainda assim, é muito pouco do que sinto e do que penso sobre esse tema.

Em uma breve pesquisa no Google sobre o tema é fácil enxergar como ainda engatinhamos no que diz respeito a pouca visibilidade das minorias na publicidade. Em um dos sites, que
fala sobre um estudo realizado pela Elife e a agência SA365 sobre diversidade na publicidade brasileira, analisou 5.261 posts no Facebook e no Instagram feitos por 20 dos principais anunciantes brasileiros entre janeiro e dezembro de 2019, trouxe os seguintes dados:

– Grupos minoritários como LGBTQIA+ corresponderam a somente 4% das peças publicitárias, sendo identificados a partir de figuras públicas e demonstrações afetivas nas publicações.

– A presença de pessoas com deficiências (PCDs) que respondem por 1% das amostras.

– Negros, a porcentagem de participação caiu dez pontos percentuais em relação ao período anterior de comparação.

– Grupos como os amarelos tiveram representatividade em menos de 1%.

– A presença de grupos indígenas não foi registrada em nenhum dos materiais coletados.

Dados estes que dão vergonha, mas que mostram que o viés da publicidade do Brasil ainda tem muito para crescer e as marcas precisam agir e fazer as minorias “virarem estratégias” também, além do básico que é mostrado.

Enfim, qual o nosso papel diante disso? O que a gente pode fazer pelas minorias hoje? Discussão essa que abre várias possibilidades, podemos tirar disso tudo: somos únicos e a representatividade está estampada no nosso rosto. Que saibamos dar frente, voz e vez às minorias, pois o espaço a ser conquistado por elas ainda está só no começo.

Leia Mais
Conteúdo

Como o marketing sensorial impulsiona suas vendas?

Em um mundo instantâneo, conectado e viciado em distrações, as experiências é que são responsáveis por fazer os consumidores pararem e prestarem atenção no seu negócio. Assim, focar apenas em exibir seu produto já não é mais tão relevante quanto a alguns anos atrás.

Por isso, o marketing sensorial se tornou um investimento interessante para quem deseja fixar a marca na mente dos consumidores.

Afinal, perceptivelmente ou não, valorizamos bastante os pequenos momentos, sejam eles excêntricos ou cotidianos. A sensação de tomar um café fresco pela manhã, o alívio de sair de uma rotina pesada de trabalho ou mesmo a alegria de ver um vídeo de gatinhos são algumas das sensações que podem fazer parte da sua estratégia de marketing.

O segredo que nos esquecemos sobre os exemplos acima é que nossos cinco sentidos são peças fundamentais para trabalhar com o marketing sensorial. Mas como podemos definir o que é o marketing sensorial? Quais benefícios ele pode trazer para o seu negócio? Como criar estratégias eficientes?

É baseada nessas reflexões que a Três Meios se propôs a criar este artigo. Separe alguns minutos do seu dia e confira se o marketing sensorial é a estratégia ideal para você que deseja alavancar suas vendas!

 

Marketing sensorial: o que é?

A primeira coisa que precisamos compreender sobre o marketing sensorial é que em nenhum momento tentamos “empurrar” o produto para o cliente. Nada de dizer que você tem grandes descontos ou de ficar exibindo características sobre o seu produto.

Todas essas práticas estão diretamente relacionadas à parte racional do nosso cérebro, e não é essa a região que você está tentando atingir.

Pode não parecer, mas quando nossa parte emocional (ou inconsciente) toma as rédeas do pensamento, deixamos em segundo plano o nosso racional. Quantas vezes você já se pegou pensando sobre uma atitude que tomou para só depois entender que o acontecido fora apenas consequência de um impulso incontrolado?

Esse é apenas um dos exemplos que demonstram a potência do nosso emocional, e ele é importante! Importa porque age com intensidade na decisão de compra do consumidor.

Assim sendo, você já pode inferir que o marketing sensorial é capaz de oferecer uma experiência estabelecedora de conexões emocionais com o cliente.

Ora, mas seria esse um tipo de neuromarketing?

Não exatamente. Apesar do marketing sensorial trabalhar com nosso sistema nervoso, não há como engloba-lo dentro do neuromarketing, eles possuem propostas diferentes.

No próximo trecho, segue a principal diferença entre o neuromarketing e o marketing sensorial.

 

Por que não neuromarketing?

Apesar de ambas as práticas estarem relacionadas ao cérebro humano, o neuromarketing e o marketing sensorial são bem diferentes entre si.

No neuromarketing utilizam-se estudos neurológicos para as práticas de marketing: é a busca por padrões e comportamentos de compra dos consumidores.

O neuromarketing e o marketing sensorial trabalham com aquilo que é sensível ao consumidor

Tal como as sensações, os padrões de comportamento estão relacionados mais à nossa parte inconsciente e menos às decisões conscientes. Por outro lado, a análise comportamental explora mais a nossa essência “automática” — ou seja, se baseia naquilo que fazemos sem pensar. O neuromarketing estuda, em sua maioria, os hábitos.

A abordagem do marketing sensorial é diferente: enquanto o neuro se preocupa em explorar atividades habituais e utiliza delas para influenciar sua decisão de compra, o marketing sensorial apela para os momentos especiais usando, para tanto, os cinco sentidos.

Normalmente, os sentidos explorados são conectados àquelas memórias afetivas ou nostálgicas como o cheiro do bolo da avó, do perfume da esposa ou o sentimento de paz que alguns têm ao se deparar com o campo.

Resumindo: o neuromarketing estuda o que é habitual enquanto o marketing sensorial estuda o que é especial. Abaixo, você confere três das principais vantagens alcançadas nas vendas quando se conta com o marketing sensorial.

 

3 vantagens do marketing sensorial

  1. Cria vínculo emocional

Se você estimula boas memórias ao público, é possível que comecem a associar uma sensação semelhante à sua marca. Ou seja, sempre que sentirem um cheiro correlacionado a esta memória ou olharem para o seu slogan, vão se lembrar da sua marca;

 

  1. Estimula o desejo de compra

Quem nunca viu uma Coca-Cola gelada em um dia de calor e não ficou, de súbito, com vontade de tomar um refrigerante? A sensação de frescor da bebida estimula sua vontade de comprá-la, e esse é um sentimento poderoso;

 

  1. Desenvolve identidade

O marketing sensorial não apenas serve para estimular as boas memórias e sensações, mas para vincular sua marca a elas.

As esfihas do Habib’s são um bom exemplo: só pela observação você já se torna capaz de distinguir qual alimento pertence à rede de fast-food e qual foi feito por outra lanchonete ou restaurante.

Por que o marketing sensorial funciona?

Desde o início deste artigo até o presente momento você percebeu uma forte tendência produzida por nossas sensações na capacidade de raciocínio, certo? Esse é o principal motivo pelo qual o marketing sensorial funciona.

Mas não pense que isso pode ser feito de qualquer jeito, pois seu mau uso corresponde ao efeito contrário da proposta: espantar sua clientela. De uma maneira ou outra, o marketing sensorial afetará o público, e o melhor é que saibamos como usá-lo para aproveitar seus efeitos positivos.

Afinal, assim como a associação das sensações positivas pode impulsionar um consumidor para a compra, errar na estratégia pode fazer com que ele sinta algum tipo de repulsa, evitando se aproximar de você.

O potencial de transformar os consumidores em admiradores da sua marca ou de fazê-los sentir uma forte conexão com suas propostas é justamente a razão pela qual o marketing sensorial tem sucesso, e dificilmente será substituído no futuro.

 

3 cases bem sucedidos de marketing sensorial

  1. Dunkin Donuts: os bolinhos do Dunkin Donuts são reconhecidos no mundo inteiro, e a marca faz questão de aproveitar isso.

Uma das ações mais conhecidas no marketing sensorial foi o momento em que a empresa colocou dispensadores de aroma em um ônibus na capital da Coreia do Sul, distribuindo o cheiro característico do café servido nas lanchonetes da marca

É claro que a ideia não surgiu apenas para deixar o veículo cheirando a café: o aroma foi dispensado de maneira estratégica, sempre que um anúncio da marca era transmitido pela rádio interna do ônibus.

  1. Hotel Marriott: usando a tecnologia de realidade aumentada — aquela usada no popular game Pokémon Go —, o Hotel Marriott levou seus hóspedes a incríveis destinos de viagens. E nota-se: em toda experiência havia disponível um hotel da marca.
  2. McDonald’s: além de ser uma rede de fast food, o McDonald’s é um gigante do marketing. Tanto que é impossível dissociar a combinação de cores vermelha e amarela da marca, caracterizada pelos famosos “arcos dourados” em um fundo vermelho.

 

Como usar o marketing sensorial para vendas?

Notou que, dentre os três exemplos, ao menos um dos sentidos corporais era estimulado? Neles é que estão a base do marketing sensorial, e cada uma das sensações pode ser aproveitada de uma maneira diferente.

Para demonstrar como a utilização do marketing sensorial impulsiona suas vendas, vamos exemplificar, logo abaixo, uma estratégia para cada um dos nossos cinco sentidos!

 

5 estratégias, cinco sentidos

  1. Audição

Também chamado de marketing sonoro, o uso da audição pode ser um gatilho para que sua marca seja identificada de longe. Uma boa estratégia é contratar um especialista para criar uma música exclusiva para sua marca.

Apostar naquela trilha sonora única faz parte do marketing sonoro

Se você é do Rio de Janeiro, certamente se lembra da música do Metrô Rio (e talvez ela esteja tocando em sua cabeça nesse exato momento). Podemos dizer que esse também é um case bem sucedido de marketing sensorial.

Outro case de sucesso, é o da empresa Mahogany, que decidiu impactar mais o seus consumidores utilizando uma playlist em suas lojas. Mas não foram quaisquer músicas, a marca decidiu pensar em canções que que iam na direção no modo como a empresa se posiciona no mercado.

Dessa forma, toda vez que um consumidor ouve uma determinada música, ele pode remeter à Mahogany.

  1. Olfato

Sua marca não precisa ter um produto com um cheiro característico como no exemplo do Dunkin Donuts. Essas fragrâncias também podem estar associadas a memórias comuns.

Por exemplo, se você possui uma confeitaria que faz bolo artesanal, pode usar dispensadores de aroma com o cheiro de bolos tradicionais caseiros, como bolo de milho, aipim ou chocolate.

Embora não estejamos sempre atentos a isso, os cheiros marcam nossa experiência cotidiana

Muitos consumidores comiam esses “bolos de avó” na infância. Por isso, esses cheiros certamente ativarão uma sensação nostálgica daquela época, atraindo-os para a sua loja.

Um exemplo que deu muito certo foi a empresa Heinz que, para divulgar seu novo sabor de Ketchup bacon e cebola caramelizada, instalou em alguns abrigos de ônibus, na Av. Brigadeiro Luiz Antonio, um dispositivo que disparava o aroma de cada sabor.

As pessoas que estavam aguardando o ônibus podiam sentir o cheirinho do produto, aguçando a fome dos que são apaixonados por bacon e cebola caramelizada. Com isso, as chances do público comprar o novo produto quando for ao mercado são maiores, já que eles já sabem o cheirinho do ketchup.

  1. Paladar

Seu produto tem um sabor particular, mesmo que seja algo tão comum quanto batata frita? Você chegou a este sabor por conta de alguma combinação de temperos que a concorrência não conhece? Então aproveite essa oportunidade e use-a como parte de sua estratégia de marketing sensorial para vender mais!

Faz parte do marketing sensorial os sabores marcantes e as lembranças particulares

  1. Tato

Este talvez seja o mais complicado, e muitas vezes é confundido como um marketing de experiência. Mas você também pode explorá-lo como marketing sensorial, e as lojas de móveis são bons exemplos.

Já reparou que os móveis são dispostos nas lojas como se o ambiente fosse uma sala de estar? Pode parecer bobo, mas isso é feito para lhe passar a sensação de familiaridade, de como seria se a sua própria sala estivesse mobiliada com aqueles produtos. Tentar dispor seus produtos de uma maneira que simula a experiência sensorial já vivida pelo consumidor pode ser uma boa ideia!

Outra forma de atingir seu público, através do tato é fazer como a marca de Pão Açúcar: buscando divulgar seu novo jeito de vender, colocou gôndolas virtuais OOH nas estações de metrô Butantã e Faria Lima, em São Paulo. A intenção era mostrar ao passageiros como fazer compras pode ser prático e rápido.

Para isso, os passageiros que precisavam apenas baixar o aplicativo da rede varejista e fazer suas comprar através do leitor de código de barras. A ação foi muito bem recepcionada e a rede conseguiu atingir seu público de uma forma inusitada;

  1. Visão

De outro lado, a visão acaba sendo a opção mais fácil para elaborar estratégias de marketing sensorial. Tal como as esfihas do Habib’s, facilmente reconhecíveis, e a logo do McDonald’s, que pode ser vista de longe, pense em estratégias que utilizam determinadas cores que destacam seus produtos de maneira a conectar e impressionar seus clientes.

Isso pode tanto ser feito com produtos premium quanto com os mais básicos. Já viu os vídeos da famosa batata de Marechal, aquelas que inundaram a internet na época das Olimpíadas do Rio 2016?

Mostrar como as batatas são dispostas na marmita e na sacola foi o suficiente para atrair a curiosidade não só dos cariocas, mas de diversos brasileiros (e até estrangeiros), que formaram filas em frente à barraca. Vale mencionar que o bairro de Marechal Hermes não fazia parte do circuito olímpico.

O McDonald’s acabou de ganhar o Grand Prix de Outdoor por sua ação,chamada de campanha “Next Exit”  de padronização do sistema de sinalização rodoviário e metropolitano, facilitando a chegada dos consumidores até as lojas mais próximas deles.

A ideia foi usar as curvas da letra M como uma espécie de anúncio minimalista, com frases como “Próxima saída” “À sua direita”.

Dessa forma, a rede de fast food atingiu seu público usando o marketing sensorial, através de uma campanha simples e que condizia com a imagem da marca.

Gostou do conteúdo? Quer saber mais de OOH? Fale com a Três Meios.

Leia Mais
Marketing

7 DICAS PARA MELHORAR A EXPERIÊNCIA DOS SEUS CLIENTES PELO WHATSAPP

O WhatsApp, além de ser um aplicativo de mensagens para as pessoas conversarem, é também uma plataforma muito útil para o pequeno e médio empreendedor manter uma relação amigável e transparente com seus consumidores.
Se você quer aprender como utilizar o WhatsApp para o seu negócio, é só continuar lendo.

Utilize o WhatsApp Business
Muitas pessoas não sabem o que é ou como funciona, tornando mais difícil visualizar o uso da ferramenta para os negócios.
O WhatsApp Business é um aplicativo secundário do WhatsApp voltado para o uso de empresas. Nele, é possível criar etiquetas, como “cliente novo”, “cliente fidelizado” e “prospect”, além de colocar informações importantes sobre o seu negócio no perfil, como site, horário de funcionamento e catálogo.
Gratuito, tudo que você precisa é baixar o aplicativo e cadastrar um número que não seja o seu pessoal, podendo inclusive ser uma linha fixa. A partir daí, o próprio app te direciona para completar o perfil preenchendo todas as informações que ele disponibiliza.
Mais para frente lançaremos um texto falando exclusivamente sobre o WhatsApp Business para você conhecer melhor suas ferramentas.

Seja educado e escreva bem
Agora que você tem o WhatsApp Business, deve ser também educado e escrever bem. Isto, pois o bom atendimento é um ponto essencial principalmente nas vendas online, nas quais você não está vendo o vendedor, além da mensagem escrita trazer mais ruído e interpretações ambíguas. Além disso, escrever mal passa uma imagem antiprofissional não só do atendente, mas também da marca. Desta forma, o usuário pode perder a confiança em comprar seu serviço ou produto.
Coloque alguém educado e com boa escrita para utilizar o WhatsApp da empresa, garantindo conforto e segurança ao consumidor.

Aposte nos áudios
Se você é sozinho na empresa e não se sente confiante o suficiente para escrever para o cliente, aposte nos áudios.
Isto não significa que você deva mandar 3 minutos contínuos de áudio. Utilize-o para passar informações mais específicas, como a precificação do seu serviço ou como ele funciona. Intercale as informações em áudio com a escrita, tornando a conversa dinâmica, rápida e mais interativa.

Use figurinhas personalizadas
Outra forma de não mandar só texto para o cliente são as figurinhas. Crie figurinhas simples de acordo com seu nicho com chamadas como “hoje é dia de crepe!”, “já pediu seu crepe hoje?”, “crepe chegando!”.
Além de você atingir o usuário por outra fonte sem ser os stories, você o deixa com vontade de pedir seu produto – funciona muito bem com comida – além de criar uma experiência diferenciada para ele, interagindo de forma engraçada e leve.

Use emojis
Os emojis são outra forma de se expressar bem, pois transmitem emoções e dão um toque a mais nas suas mensagens.
Com eles, você evita que seu cliente interprete o que você disse como uma “forma seca” de falar. Afinal, o que parece mais simpático: “bom dia”, ou “bom dia <3”?
Além de parecer mais educado na conversa, os emojis também servem para você “enfeitar” a mensagem com emojis do seu nicho. Por exemplo, se você tem um petshop, utilize patinhas, cachorrinhos e gatinhos diferentes para deixar as mensagens com mais cara do seu negócio.
Num aplicativo só de mensagens, pode ter certeza que os emojis farão sucesso para conquistar seus clientes.

Até agora dei várias dicas sobre como melhorar a conversa direta com o cliente, mas você não deve utilizar apenas este método de contato. Aliás, mandar várias mensagens chamando a pessoa para comprar, conhecer coleção nova ou CTAs do tipo pode incomodar e muito, a ponto de bloquearem o seu número, e não é isso que você quer, né?
Portanto, deixe para colocar em prática as dicas até então dadas quando o cliente te chamar, e as figurinhas chamando para comprar duas vezes por semana, variando de acordo com o seu negócio. Se você vende crepe, a pessoa pode querer consumir duas vezes na semana. Se você é um truck de banho e tosa, pode mandar uma vez por semana apenas, já que não é sempre que se manda o pet para estes serviços.

Divulgue pelo Status
Outra forma de impactar seus clientes é através dos status. Assim, coloque promoções, fotos dos produtos e comunicados importantes sobre funcionamento em feriados lá.
Se a pessoa se interessar por algo que você posta, irá te chamar no privado, e aí sim você pode usar e abusar das dicas que dei até então, pois o cliente está interessado em você, e ao invés de incomodar, você estará oferecendo a experiência única que comentei em dicas anteriores.
Como o Status é o “story” do WhatsApp, vale colocar em prática as dicas que dei em outro post sobre como vender pelos stories, também, gravando vídeos seus, explicando sobre os produtos e a marca. Você pode inclusive salvar os stories do Instagram e repostar no Status do WhatsApp, deixando textos bem formatados e chamando ainda mais a atenção do cliente, visto que o status tem ferramentas muito primitivas ainda comparadas com as do Instagram.

Crie PDFs
A última dica é sobre como mandar mensagem direta para o cliente. Ao invés de mandar 20 fotos seguidas mostrando seus produtos, crie um catálogo pequeno em PDF e mande este arquivo único. Desta forma, o celular da pessoa recebe uma única notificação, além de não lotar a memória dela.
Esta prática foi recentemente adotada pelo Sonda Supermercados, mandando seu folheto de ofertas em PDF para a base cadastrada. O cliente gosta por ser promoção, e o empreendedor, nem preciso falar, né?
Além do cliente não rejeitar de cara a mensagem por ser uma só, é uma forma mais fácil ainda dele repassar o PDF para outras pessoas que possam se interessar no seu serviço, portanto reserve sempre na capa as formas de contato com sua empresa, pois certamente virá gente de fora te procurando.

E aí, gostou dessas dicas valiosas de WhatsApp? Já utiliza o aplicativo para vender? Se você conhece alguém que vende por este software, não se acanhe e já mande esta matéria pra ele melhorar a experiência dos seus usuários.

Leia Mais
Marketing

Méqui Friday traz oferta de 3 hambúrgueres por R$9,50

Marca disponibiliza diversas ofertas para matar a #FomeDeMéqui pagando pouco e aposta na diversificação de canais

A partir de hoje, os fãs do Méqui encontram uma série de ofertas imperdíveis para aproveitarem a Méqui Friday 2020. São cupons no app, no Méqui Zap e no site exclusivo, descontos no iFood, além de vantagens para quem paga com Mercado Pago. E para os consumidores que desejam receber por e-mail, em primeira mão, outras promoções que ainda serão divulgadas, basta se cadastrar neste site.

Pagando com o Mercado Pago, o cliente pode adquirir 3 McChicken ou 3 McDuplo por R$9,50, entre os dias 16 a 20/11, em compras a partir de R$ 15,00. Para aproveitar, é preciso realizar o pagamento pelo Código QR no aplicativo do Mercado Pago, onde os descontos serão aplicados automaticamente*. Pensando no momento atual, a mecânica da promoção foi desenvolvida para permitir que os clientes possam usufruir das ofertas por um período maior, evitando aglomerações nos pontos de venda. A ação vale para compras nos balcões, totens de autoatendimento e Drive-Thru dos restaurantes.

Segundo João Branco, CMO do McDonald’s no Brasil, o desafio é se adaptar à realidade atual e diversificar as opções para o público. “Nos preparamos para oferecer uma Méqui Friday com muita conveniência, ofertas competitivas em todos os nossos canais e um período estendido de promoções. Assim, nossos clientes podem escolher aquela que melhor se encaixa dentro da sua fome e, claro, pagando pouco”, comenta o executivo.

Entre as ofertas disponíveis no aplicativo, no Méqui Zap e no site estão as seguintes:

●      2 Cheddar McMelt, 2 Cheeseburger, 3 McFritas pequenas e 3 refrigerantes Free Refill por R$44,90;

●      4 McFritas médias por R$15,90;

●      20 unidades de McNuggets, 2 Sundaes, 2 McFritas médias, 2 refrigerantes Free Refill e 2 Molhos Big Mac 23g por R$34,90;

●      20 unidades de McNuggets, 4 Cheeseburger, 2 refrigerantes Free Refill e 2 Molhos Big Mac 23g por R$39,90;

●      2 Sundaes por R$6,50.

Além dessas, há ofertas exclusivas de novembro liberadas no app:

●      2 Cheeseburger + McFritas pequena + Refrigerante Free Refill por R$17,90;

●      McDuplo + McFritas pequena + Refrigerante Free Refill por R$14,90;

●      Big Mac + Refrigerante Free Refill por R$15,90;

O app do McDonald’s está disponível para download em todas as lojas de aplicativos. E para falar com o Méqui Zap, basta acessar este link, que abre diretamente o aplicativo do WhatsApp, ou adicionar o número 11 3230-3223 aos contatos.

Já para aproveitar as vantagens de delivery, confira o que já está disponível no iFood:

●      Big Tasty + Bebida com desconto de 31%

●      2 Sanduíches + Bebida com desconto de 33%

●      McOferta Média Duplo Burger Bacon com desconto de 35%

●      Super Combo dos Clássicos com desconto de 43%

●      McFritas Média + Molho Big Mac com desconto de 42%

Informações sobre os restaurantes participantes de cada promoção estão disponíveis no site da marca.

Como pagar com o Código QR do Mercado Pago

Para pagar com o Código QR, é muito simples. Basta criar uma conta no Mercado Pago, de maneira prática e rápida pelo celular, sem consumir dados de internet após o download do aplicativo. É necessário informar apenas o nome completo, CPF, e-mail e criar uma senha. Depois, cadastrar o seu cartão de crédito, colocar dinheiro em conta em uma casa lotérica, realizar uma transferência bancária ou com Pix. Feito isso, é preciso abrir o leitor de Código QR no aplicativo e escanear o Código QR disponível no ponto de venda. Para conferir o regulamento da promoção e restaurantes participantes, clique aqui.

Outras vantagens continuarão a ser anunciadas pela rede até o fim do período. Para mais informações sobre o McDonald’s, acesse www.mcdonalds.com.br.

* Sugestão de utilização do desconto promocional de R$ 10,00 (dez reais) limitado a uma utilização por CPF durante todo período da campanha. PERÍODO PARA UTILIZAÇÃO DA SUGESTÃO DE DESCONTO: 16/11/2020 A 20/11/2020

 

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo e a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe. A companhia conta com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias locais de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios dessas regiões. Atualmente, a rede possui mais de 2.200 restaurantes, entre unidades próprias e de seus subfranqueados, que juntos empregam mais de 100.000 funcionários (dados de 30/9/2020). A empresa também mantém um sólido compromisso com o desenvolvimento das comunidades nas quais está presente e com a geração de primeiro emprego formal para jovens, além de utilizar sua escala para impactar de maneira positiva o meio-ambiente. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia por favor visite o nosso site:www.arcosdorados.com

Leia Mais
Marketing

Colgate Natural Extracts ganha redesign

Trabalho assinado pela CBA B+G destaca ingredientes naturais e benefícios de cuidados dentais que vão além de limpeza e saúde

A Colgate Natural Extracts, que combina o melhor da ciência e da natureza, ganha um redesign de embalagens assinado pela CBA B+G. Linha especial da Colgate, ela traz uma nova identidade visual que destaca a união de ingredientes funcionais e naturais com sabores suaves, provocando sensações únicas trazidas pelos encontros de Carvão Ativado + Menta, Coco + Gengibre e Citrus + Eucalipto.

No projeto, coube à CBA B+G expressar o conceito de naturalidade da linha e de uma forma mais emocional que a linguagem tradicional da categoria, sem deixar de lado os valores funcionais do produto, como frescor, poder branqueador, defesa dos dentes e efeito detox.

“Procuramos traduzir as sensações e emoções de uma forma visual, combinando elementos gráficos e imagens realistas de uma forma harmoniosa. A principal inspiração está no próprio produto, que usa ingredientes naturais e muita ciência para transformar uma atitude cotidiana em algo saudável e prazeroso”, destaca Ludovic Dapoigny, sócio e head de negócios da agência.

Em destaque, as embalagens apresentam imagens realistas dos ingredientes, como coco, gengibre, menta, carvão ativado e outras frutas. Ao fundo, composições em tons suaves, fluidas e artísticas ilustram ao consumidor um pouco da experiência de uso do produto. Além do novo desenho, as embalagens passam a ser oferecidas em tubo reciclável, sendo as primeiras da Colgate na América Latina nesse formato e alinhando-se com os conceitos de natureza e sustentabilidade da linha Natural Extracts.

Leia Mais
Mídia

CNN contrata Carla Vilhena

Apresentadora é mais um reforço para programação da TV e para expansão do projeto multiplataforma

A CNN Brasil anuncia a contratação de uma das apresentadoras mais conhecidas do telejornalismo brasileiro: Carla Vilhena. É o terceiro reforço da emissora, em uma semana, para a ampliação do projeto multiplataforma e para a programação do Pay TV.

Carla fez história na Rede Globo, onde trabalhou durante 24 anos e apresentou os principais produtos jornalísticos da TV. Esteve à frente do ‘Jornal Nacional’, ‘Fantástico’, ‘Jornal Hoje’, ‘Bom Dia Brasil’, ‘Jornal da Globo’, entre outros.

A jornalista entrou no grupo em 1984, com apenas 16 anos, para editar imagens de reportagens sobre a Olimpíada de Los Angeles. Começou a faculdade de Jornalismo no mesmo período e, apenas dois anos depois, já estava no vídeo. Trabalhou na TV Educativa, na Rede Manchete e na TV Bandeirantes. Em 1997, foi convidada para voltar à Globo como repórter, mas logo foi promovida a apresentadora.

A jornalista pediu demissão da TV Globo em janeiro de 2018 para se dedicar à carreira na internet e a projetos de media-training, com foco no mercado de trabalho feminino.

Carla Vilhena é uma profissional consagrada, que já faz parte da história da televisão brasileira. Seu talento inquestionável e reconhecido pelo grande público agregará muito valor ao nosso projeto”, afirma Douglas Tavolaro, CEO e sócio-fundador da CNN Brasil.

Fazer parte do maior canal de jornalismo do mundo é um orgulho para qualquer profissional. O jornalismo nunca saiu de mim. Por isso, a proposta de participar de um projeto tão ousado e importante para o Brasil me fisgou na hora”, diz Carla Vilhena.

 

Leia Mais
Marketing

B/Ferraz e IWM Agency promovem universo do surf para Havaianas

Unindo surf, lifestyle e solidariedade, no último dia 18 de setembro aconteceu no litoral norte de São Paulo a etapa extraoficial, de cunho beneficente, do evento Onda do Bem. Realizado pela WSL (World Surf League), em parceria com a patrocinadora oficial da plataforma, a Havaianas, a ação contou com 15 dos melhores surfistas brasileiros, além de dez celebridades nacionais, que promoveram uma oportunidade especial de retorno do surfe às telas.

Com transmissão de duas horas realizada pelo canal SporTV e pelo canal oficial da WSL no Youtube, a Havaianas viabilizou a presença do público por meio de uma plateia virtual. Por vídeo-chamada, as pessoas que se cadastravam recebiam um link exclusivo e gratuito. Tati West, surfista profissional representante do Brasil nas Olimpíadas de 2021 e atleta patrocinada por Havaianas, Marina Werneck (apresentadora e influenciadora FREESURF – entusiasta do esporte) e Flávio Canto interagiram com os participantes.

E a fim de potencializar a divulgação do evento junto aos influenciadores, cinco personalidades das redes foram selecionadas pela equipe da agência de marketing de influência IWM Agency para esta campanha, e estes receberam um kit promocional para que fizessem a divulgação junto aos seus seguidores, chamando todos para o evento. A iniciativa resultou em mais de 60 stories publicados, com um alcance de 251 mil pessoas, 283 mil impressões, uma marca que ultrapassou 3 mil interações, e uma média de engajamento de 3,6%.

“Quando observamos pelo olhar de mídia, podemos ver claramente o sucesso do evento, que além de engajar o público em uma ação social, pode interagir diretamente com Havaianas, corroborando assim o fortalecimento de ações deste tipo, que promovem muito além de posts, mas trazem o usuário para ser co-participante da campanha”, ressalta Murilo Oliveira, CEO da IWM Agency.

No Onda do Bem, todo valor que seria voltado às premiações foi destinado ao Projeto Ondas, Organização da Sociedade Civil – OSC, fundada em 2007, pelo ex-atleta do WCT e bicampeão brasileiro de surf Jojó de Olivença, cuja missão é contribuir para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, utilizando o surf como instrumento para o aprendizado e inclusão social.

“Havaianas e o surf têm uma história de longa data e nós não poderíamos ficar de fora desse momento tão especial para o WSL que é o Onda do Bem. Além de reunir uma turma tão bacana, também traz uma causa social atrelada ao evento que é fundamental hoje em dia”, salienta Mafê Albuquerque, diretora de Comunicação Global de Havaianas.

Além disso, os interessados puderam fazer doações por meio de um QR Code, exibido durante a transmissão. Foram mais de 44 mil pessoas assistindo o evento pelo canal da WSL Mundo, além de aproximadamente 1,4 mil espectadoresna versão brasileira do canal.

“A estratégia de influência foi crucial para legitimar a ação, porque contamos com nomes que conversam dentro desse território e isso tornou a ação genuína e com um engajamento tão expressivo da audiência. Conseguimos, de uma maneira estratégica, autêntica e natural, levar um pouquinho da sensação do mar para cada um dos participantes da plateia”, destaca Gabriela Campos, gerente de conteúdo da agência B.Ferraz.

Leia Mais
Eventos

FECAP Cases traz grandes nomes para debater comunicação na Pós-pandemia

Fecap Cases Update

A nona edição se chamará FECAP Cases Update – Repense o Agora, será online e ocorrerá entre os dias 19 a 23 de outubro.

Um dos eventos mais tradicionais de Comunicação de São Paulo, o FECAP Cases acontece entre os dias 19 e 23 de outubro, das 19h às 20h40, de forma on-line, com a presença de marcas como Kondzilla, Tiktok, Facebook, Coca-Cola, Weber Shandwick/United Minds, Ketchum, Black Influence, Publicis, Uau Box e Alternativa F.  As inscrições devem ser feitas pelo link: http://abre.ai/casesupdate.

Realizado desde 2012, a nona edição se chamará “FECAP Cases Update – Repense o Agora” e, por conta da pandemia, será online pela primeira vez, com veiculação no Facebook do FECAP Cases e no Youtube da FECAP. As palestras são gratuitas e abertas ao público. A programação conta com um dia para cada foco nos temas: entretenimento, cultura do cancelamento, questões raciais, mercado dos eventos e futuro das marcas.

Um dos objetivos da programação é abrir um espaço de compartilhamento de informações sobre cases de comunicação, com a presença de grandes profissionais do mercado: como as marcas estão se comunicando hoje durante a pandemia? Como pretendem se comunicar após ela? O que esperar da comunicação após toda essa crise? São alguns dos questionamentos que serão abordados durante a semana.

PROGRAMAÇÃO

FECAP Cases: Update – Repense o Agora

Transmissão: Facebook da FECAP Cases e Youtube oficial da FECAP

 

Data: 19/10 – segunda-feira, das 19h às 20h40min

Tema: Entretenimento

Palestrantes: Rodrigo Costa, Diretor Comercial da Kondzilla e Rodrigo Barbosa, Community Manager do Tik Tok Brasil

 

Data: 20/10, terça-feira, das 19h às 20h40min

Tema: Cultura do Cancelamento

Palestrantes: Cecília Bandeira, Consultora de Digital Analytics da Ketchum e Helena Jacob, professora da FECAP

 

Data: 21/10, quarta-feira, das 19h às 20h40min

Tema: Questões Raciais

Palestrantes: Debora Mattos, Diretora de Operações de franquia na Coca-Cola; Luciano Balduíno, Event Marketing Manager da Latam no Facebook; Ricardo Silvestre, fundador na Black Infuence, Willian Assis, Supervisor de Mídia na Publicis para uma mesa de redonda mediada por Marcus Bonfim, professor da FECAP.

 

Data: 22/10, quinta-feira, das 18h30 às 20h40min

Tema: Panorama geral dos serviços por assinatura e o mercado dos eventos

Palestrantes:  Guilherme Brunhole, CEO da Uau Box e das  Ana Nani, sócia-diretora da Alternativa F Eventos

 

Data: 23/10, sexta-feira, das 18h30 às 20h40min

Tema: O futuro das marcas

Palestrantes: Rodolfo Araújo, vice-presidente de estratégia da Shandwick e líder regional da United Minds

 

Sobre o FECAP Cases

O FECAP Cases é realizado anualmente pelos alunos dos cursos de Comunicação com Ênfase em Publicidade e Propaganda e Relações Públicas do 6º semestre da FECAP, orientados pela professora da disciplina de Planejamento e Gestão de Eventos, Tânia Teixeira Pinto. Uma semana inteira de palestras que proporciona um ambiente promissor para debater sobre como o mercado está atualizando o modo de se comunicar, a nova realidade, novas atitudes e o novo jeito de fazer comunicação. Um dos objetivos é desenvolver alunos da instituição e compartilhar conhecimentos sobre cases de comunicação de grandes profissionais do mercado. Em 2017, com o tema Love Brands, p FECAP Cases venceu a categoria de melhor evento de comunicação da região sudeste, avaliado pelo portal imprensa. Já trouxe grandes nomes do mercado como: Nina Secrets, Ellora Haonne, Diva Depressão, Ifood, Warner Channel, Grupo Heineken, Itaú, Thaíde, RP Week, YouPix, SBT, Twitter, Lorelay Fox, Philips, Fox Media, Mc Donalds, Buzz Feed, Avon, Amazon, Outback, Kibon, Agência responsa, Rafael Cortez, Agencia F. Biz, Fini, Converse, Rádio Disney, Kibon, Dailus, Cabify, Eico, entre outras.

 

Sobre a FECAP
A Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) é referência nacional em educação na área de negócios desde 1902. A Instituição proporciona formação de alta qualidade em todos os seus cursos: Ensino Médio (técnico, pleno e bilíngue), Graduação, Pós-graduação, MBA, Mestrado, Extensão e cursos corporativos. Dentre os diversos indicadores de desempenho, comprova a qualidade superior de seus cursos com os resultados do ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e do IGC (Índice Geral de Cursos), no qual conquistou o primeiro lugar entre os Centros Universitários do Estado de São Paulo. Em âmbito nacional, considerando todos os tipos de Instituição de Ensino Superior do País, está entre as 5,7% IES cadastradas no MEC com nota máxima.

Leia Mais
Mídia

Retail Media anuncia holding para atender redes de varejo

Retail Media anuncia holding para atender de forma mais completa as redes de varejo

A Retail Media, empresa de DOOH em ambientes de consumo, anunciou nesta semana, a criação de uma holding para abrigar suas novas operações.

O Grupo acabou de dar início às operações da New Plus, agência de trade marketing, focada na ciência do consumo e em dados com a finalidade de conhecer o consumidor nos ambientes de varejo. A  New Plus já conta com um grande anunciante internacional como cliente.

O Grupo inicia também as operações da New Office, empresa formada em conjunto com a Office Shopping, tradicional empresa de locações temporárias e mídia offline em Shopping Centers e Hipermercados.

“Entendemos que agora poderemos atuar de forma mais completa“, comenta Marco Antonio Souza, sócio e CEO do Grupo que se forma. Marco diz que após estudos, percebeu-se sinergia entre as empresas, possibilitando assim, uma atuação conjunta com ênfase na solução 360° para o mercado.

Segundo Marco, para manter a essência dos negócios, as empresas passarão a atuar com um aproveitamento do que há de melhor em cada uma. Para a composição da nova estrutura do Grupo, o fundador da Office Shopping, o publicitário Paulo de Tarso, passa a Presidência do recém criado Conselho de Administração.

Os demais sócios e diretores, passarão a atuar nas três empresas com a nova composição. Desta maneira, os sócios entendem que os resultados serão mais sólidos e trarão maiores benefícios para o Grupo como um todo.

Para os sócios Cristiano e Eduardo Tassinari, a criação do Grupo, possibilita atender toda a demanda do digital e offline dos anunciantes de forma mais completa e com isso, poderá oferecer melhores negociações nos ambientes em que atuam, como supermercados, shoppings centers e petz.

Leia Mais
Publicidade

Confira todos os indicados ao Prêmio Caboré 2020

Na última semana, o Meio e Mensagem divulgou os 42 indicados nas 14 categorias do Prêmio Caboré 2020.

Desta vez, diferente de todas as edições anteriores, o anúncio dos indicados ao prêmio se deu durante o Maximídia, que ocorreu de forma online do dia 28 de setembro a 01 de outubro.

A votação ao Caboré 2020 ocorrerá de 26 de outubro à 27 de novembro e poderão votar no Prêmio, apenas assinantes do Meio e Mensagem.

Os vencedores de todas as categorias serão conhecidos e anunciados em evento promovido pelo Meio e Mensagem, no dia 02 de dezembro.

Confiram os indicados:

 

Veículo de Comunicação – Produtor de Conteúdo

– CNN

– Folha de S.Paulo

– Turner

 

Anunciante

– Ambev

– Itaú

– PepsiCo

 

Empresário ou Dirigente da Indústria da Comunicação

– Fiamma Zarife (Twitter)

– Luiz Fernando Musa (Grupo Ogilvy Brasil)

– Marcio Toscani (Leo Burnett Tailor Made)

 

Agência de Comunicação

– Africa

– DPZ&T

– Suno United Creators

 

Profissional de Marketing

– Ilca Sierra (Via Varejo)

– José Cirilo (Seara)

– Marcio Parizotto (Bradesco)

 

Veículo de Comunicação – Plataforma de Mídia

– Globoplay

– Spotify

– Verizon Media

 

Profissional de Atendimento

– Carolina Vieira (David)

– Elton Longhi (FCB)

– Wilson Negrini (Lew’Lara\TBWA)

 

Profissional de Mídia

– Aga Porada (Wieden + Kennedy)

– Carolina Buzetto (Fbiz)

– Mauricio Almeida (Publicis)

 

Profissional de Veículo

– Aline Moda (Google)

– Fred Müller (SBT)

– Marcio Garcez (Facebook)

 

Serviço de Marketing

– Altermark

– Ana Couto

– Kantar

 

Profissional de Criação

– Hugo Veiga (AKQA)

– Rafael Pitanguy (Y&R)

– Sophie Schonburg (Africa)

 

Profissional de Planejamento

– João Gabriel Fernandes (Almap BBDO)

– Renata Bokel (WMcCann)

– Stella Pirani (Wunderman Thompson)

 

Profissional de Inovação

– Andre Fatala (Magazine Luiza)

– Ivan de Souza (Coca Cola)

– Stella Brandt (Liv Up)

 

Produção

– Boiler

– Kondzilla

– O2 Filmes

Leia Mais
1 2 3 33
Page 1 of 33