close

mobile

Digital

Um parceiro de mídia digital completo para seu dia a dia

Nos últimos anos, as equipes de mídia têm ficado cada vez mais enxutas dentro das agências de publicidade. Isto fez com que as mesmas tarefas fossem divididas por um número menor de profissionais dentro do time, o que – claro – tornou o dia dessas pessoas extremamente corrido.

Trata-se de um movimento natural que tem acontecido em todos os mercados e em agências de pequeno, médio ou grande porte, muito por conta do modelo de negócio que se desenhou e que foi ainda mais impulsionado em tempos de home office.

Planejar, negociar, implementar e otimizar campanha são apenas algumas dessas tarefas diárias dos profissionais de mídia que se somam às reuniões internas, com clientes e claro, os encontros diários com os veículos de mídia.

Numa rotina tão intensa e pesada, poder contar com um parceiro de mídia que consiga pensar o seu negócio e contribuir de forma estratégica para os bons resultados faz toda a diferença.

Na OPL Digital, com apenas uma negociação a marca anunciante pode estar presente em sites e aplicativos de todo o mundo de forma segmentada, assertiva e que seja geradora de bons resultados. A gente aqui, por conta de nossas parcerias com muitos dos maiores publishers do mundo, possui atuação global, com inventários em todos os continentes, atingindo assim, 95% de toda a internet.

É segurança e intensidade na exposição da sua marca nos maiores sites e aplicativos de conteúdos enquanto você tem tempo para tocar outras demandas igualmente importantes na sua rotina.

Fale com a OPL Digital e saiba como a gente pode te ajudar.

Leia Mais
Digital

Sua marca nas mãos do consumidor

A média de permanência no celular é de 5,7 horas por dia, de segunda a quinta-feira. Na sexta-feira e no final de semana, esse número pode chegar a uma média de 6,9 horas por dia. Os dados, que chegam a impressionar, são de uma pesquisa realizada pela empresa AppGuardian, e divulgados recentemente pela revista Exame.

A mesma pesquisa revela ainda que crianças entre cinco e quinze anos, passam mais de 25 horas mensais em frente ao Youtube, consumindo vídeos de todos os tipos e gêneros. Essa geração não cresce assistindo TV, como aconteceu com essa galera que tem mais de 30 ou 35 anos de idade. Essas crianças e adolescentes são nativas digitais, diferentemente da geração anterior, teve que migrar do tradicional pro moderno, do analógico pro digital.

A verdade é que a cibercultura alterou a forma de fazermos as mesmas coisas. Agregou-se tecnologia na nossa rotina e isso otimizou tempo e esforço. Tudo agora, ou quase tudo, pode ser feito pela tela do celular e desta forma, naturalmente passamos mais tempo olhando para nosso smartphone. Pode ver num ponto de ônibus, num farol, numa fila ou mesmo numa sala de espera de consultório médico. Olhar o celular tornou-se uma atividade natural e até intuitiva.

E se isso acontece, as empresas buscam se adaptar. O Whats’App divulgou essa semana que usuários brasileiros agora podem utilizar a plataforma como meio de pagamento de produtos e serviços. Trata-se de uma nova realidade e sim, é um caminho sem volta. A pandemia intensificou e acelerou esse processo, é verdade, mas seria ingênuo pensar que no período pós pandemia, o consumo de digital e em especial do mobile, irá diminuir ou ser o que era anos atrás.

Dessa forma, faz total sentido que marcas queiram se comunicar com seus consumidores através de mídia mobile. Se agora, as pessoas passam horas olhando pra a tela de seu smartphone é lá que as marcas precisam estar.  É uma possibilidade nunca antes de vista de, literalmente, colocar sua marca nas mãos do consumidor.

As possibilidades de segmentação, mensuração e interatividade oferecidas pela mídia mobile são muito maiores do que os demais meios de comunicação permitiram até os dias atuais. Experimente a mídia mobile e tenha sua marca nas mãos dos consumidores. Fale com a OPL Digital e saiba como.

Leia Mais
Digital

5 razões pelas quais a publicidade mobile é mais eficaz do que qualquer outra mídia

Nos últimos anos, o mobile passou de tendência para realidade.

Segundo pesquisa da Hootsuite, divulgada em fevereiro deste ano, já são mais de 5,3 bilhões de indivíduos no planeta com um celular na mão. Isso representa algo em torno de 66,6% de toda a população mundial. Somente nos últimos doze meses, o mundo ganhou novos 93 milhões de novos usuários de smartphones.

Se formos fazer um recorte para o Brasil, os números também são impressionantes. Atualmente, segundo a mesma pesquisa, já somos 205,4 milhões de brasileiros conectados via mobile. Este número representa algo em torno de 96,3% de toda a população brasileira. Incrível, não? Um dos motivos que explicam esses altos índices é a própria tecnologia. Com a chegada de aparelhos cada vez mais modernos, o país começa a também disponibilizar aparelhos mais acessíveis, não necessariamente “tão modernos” quanto os lançamentos. A diminuição no preço desses aparelhos “menos modernos” faz com que o mobile fique mais acessível às novas parcelas da população.

Sendo assim, e entendendo que as empresas possuem o desafio diário de se conectarem com essas milhões de pessoas nesse ambiente digital, listamos cinco razões pelas quais a publicidade mobile pode ser muito mais eficaz do que qualquer outra mídia em nosso país.

1. Cultura digital: a popularização dos aparelhos gerou um novo comportamento nos indivíduos, que agora utilizam os smartphones para tarefas do dia a dia, como: pagar contas, pedir refeições, fazer compras de supermercados ou mesmo fazer uma confraternização virtual com seus familiares em um final de semana qualquer. Isso faz com que as pessoas passem mais tempo olhando para a tela de um celular e fazendo desse ambiente, um território fértil e de oportunidade para as marcas. Um recorte no público adulto (16-64) mostra que eles dedicam 5h17 do seu dia para esse ambiente.

2. Vários pontos de contato: muito por conta do efeito da cultura digital, as pessoas hoje possuem quase que infinitas possibilidades dentro de um smartphone. Por ali, conversam com amigos por texto ou por áudio, enviam imagens e arquivos, acessam notícias e ainda treinam um ou outro idioma. Usam o ambiente para buscar mais informações sobre um produto ou serviço, inclusive. A pesquisa da Hootsuite mostra que 91,4% dos usuários de smartphone no Brasil declaram ter utilizado o aparelho para buscarem mais informações de um produto antes de comprarem. Do ponto de vista publicitário, essa grande variedade de aplicativos e conteúdos interativos cria um campo extremamente fértil para publicidade mobile, que pode estar presente dentro de todo esse conteúdo, de maneira frequente e contextualizada.

3. Comunicação um a um: talvez seja esse um dos maiores diferenciais da publicidade mobile. Aqui, a comunicação é individualizada, diferentemente de um PC, que pode ser acessado por uma ou mais pessoas. Pela tela de um aparelho celular, as marcas podem criar conteúdos muito mais direcionados e customizados ao usuário, tornando então o mobile a maior e melhor possibilidade de mídia no que diz respeito à segmentação de target, hoje tão buscada por marcas anunciantes.

4.Geolocalização: diferentemente de um PC ou de quase toda a mídia tradicional, o smartphone dos indivíduos é portátil e está sempre com o usuário onde quer que ele vá. Desta forma, na publicidade mobile, a marca anunciante pode se utilizar da localização de um indivíduo para oferecer a ele um desconto em uma livraria próxima ou um cupom para uma cafeteria que está a poucos metros dele. Isso acaba fazendo da publicidade mobile algo bastante efetiva do ponto de vista da performance, já que a mídia pode contribuir, e muito, para a conversão.

5. Checkout e conversão: se a pandemia acabou por levar mais gente a consumir notícias, entretenimento, produtos e serviços no ambiente digital, podemos dizer que, por consequência disso, acabou por levar também uma percepção de mais segurança nesse ambiente. Já são 59,4% dos usuários de smartphone no Brasil que declaram ter algum tipo de forma de pagamento inserida ou cadastrada dentro de seu aparelho celular. Sendo assim, a tela do celular é um novo ambiente de compra para usuários e as marcas ficam muito mais próximas da conversão. A facilidade no processo de compra via mobile somada às boas experiências pessoais anteriores nesse ambiente cria no usuário uma sensação de que dali por diante, muito pode ser comprado ou adquirido dessa forma. Cabe às marcas anunciantes migrarem e adaptarem seus negócios para esse modelo e certamente irão vender ainda mais.

Viu só?
Gostou das dicas que o time da OPL Digital sobre publicidade mobile?

Quer implementar essa estratégia para seu negócio?
Fale com a OPL Digital no comercial@opldigital.com

Leia Mais
Digital

Publicidade em jogos de aplicativo se destaca em meio a quarentena

Em época de quarentena, as marcas estão revendo algumas de suas estratégias de marketing para continuar gerando receita sem a certeza de até quando a normalidade volta. Nos noticiários muito se fala sobre o Coronavírus e seu impacto no mundo.

 

As marcas agora também possuem a preocupação de sua publicidade não parecer oportuna, mas sim, abraçada com a causa de que todos precisam ficar em casa. Algumas empresas como Mercado Livre, Mc Donald’s, Audio e tantas outras marcas se mostraram conscientes com a causa ao mudarem seu logo temporariamente reforçando a ideia do distanciamento social.

 

Com esse desafio no atual cenário, a industria de jogos de aplicativo está vivendo um momento de ascensão. Primeiro porque os jogos não possuem conteúdos de terceiros diferente de um site de notícias onde você pode expor seu anúncio ao lado de alguma notícia negativa e ter uma associação indesejada pelo consumidor.

 

Outro motivo é o aumento do consumo de jogos de aplicativo durante a pandemia. Segundo um estudo da InMobi, os jogos tiveram um aumento de 41% nos EUA. Na Malásia e Indonésia, 50% dos usuários estão jogando mais jogos por mais tempo. Já em Singapura, houve um aumento de 70% e 110% de na Índia, esse ultimo o maior fenômeno global.

 

Atualmente, os aplicativos de jogos podem ser uma das soluções que os profissionais de marketing estão procurando por publicidade segura da marca. Dada a escala e o alcance, eles são uma fonte confiável para as marcas evitarem conteúdo ofensivo

Leia Mais