close

publicidade

Publicidade

WMcCann é a agência brasileira com mais cases no Effie Latam

Além dos 7 cases finalistas, a agência também colaborou com a McCann Buenos Aires em uma iniciativa para GM

Divulgada ontem, 22, a lista com os finalistas do Effie Latam 2020 conta com 7 cases da WMcCann. Entre eles estão “Impossible Mascots”, para a Mastercard, que concorre nas categorias productos y servicios financieros e branded content, “Juntos a Magia Acontece”, para Coca-Cola, que também concorre em duas categorias bebidas sin alcohol e branded content, “Valorize seu Talento”, para o Banco do Brasil, que disputa em productos y servicios financieros e, para finalizar, dois cases para a GM também estão na lista, sendo “Onix. Menos nunca mais” na categoria éxito sostenido e “Chega de arrependidos” em vehículos. Além disso, a agência também contribuiu com a campanha “Chevrolet Onix. No vino a inventar nada, vino a cambiarlo”, criada pela McCann Buenos Aires para a GM.

As indicações tornam a WMcCann a agência brasileira com o maior número de shortlist em uma das premiações mais importantes do mercado de marketing e comunicação que premia eficácia e resultado.

Os vencedores serão conhecidos dia 25/2, em uma cerimônia online.

Leia Mais
Publicidade

Pernod Ricard (Brand Factory) vai à mídia com OPL Digital

Se antes da pandemia as marcas já vinham buscando significante presença digital, agora é imprescindível que, além de tê-la, esta seja muito bem organizada, estruturada e planejada.

Neste sentido, a Pernod Ricard, uma das líderes no ramo da fabricação e distribuição de bebidas alcoólicas, (A Brand Factory, incubadora de marcas e negócios da Pernod Ricard), iniciou um trabalho de planejamento estratégico digital que inclui campanhas nesse ambiente utilizando a mídia programática. Para tal, marcas como Altos, Havana, Kahlua, Lillet, Malibu, Plymouth, Ramazzotti e Monkey, estão sendo comunicadas em mídia digital, através do parceiro OPL Digital, que atuará para a empresa durante esse ano todo.

A mídia programática vem se mostrando muito promissora e uma facilitadora de todo este trabalho, e, portanto, como esperado, trouxe ótimos resultados para a marca na Black Friday, data na qual a OPL Digital contribuiu com seus trabalhos para a Pernod Ricard. (Brand Factory)

Em qualquer segmento, fazer com que sua mensagem chegue ao público correto e de forma efetiva é essencial. No ramo das bebidas, não poderia ser diferente, e para isso, são necessárias análises de mercado, do posicionamento dos concorrentes e do perfil do público-alvo.

A empresa definiu como foco das ações, as vendas destas marcas no site da Drinks and Club, inovadora plataforma de clube de drinks e bebidas. A fim de alcançar esse objetivo de forma eficiente, além de produzir as campanhas para redes sociais e Google, a OPL Digital colocou em prática, com base nas análises citadas anteriormente, as melhores ferramentas e soluções de programática.

 

Leia Mais
Publicidade

W+K conquista Fanta

Em 2019 a Wieden+Kennedy São Paulo saiu vencedora da concorrência promovida pela Sprite. Hoje, pouco mais de um ano depois do início desta parceria, outra marca produzida pela Coca-Cola Brasil passa a ser atendida pela agência: o portfólio de Fanta – com os sabores: Fanta Laranja, Fanta Guaraná e Fanta Uva.

“Sempre acreditei que o melhor cartão de visita é o nosso trabalho e os Fresh Drops de Sprite são – definitivamente – o cartão de visita mais refrescante do mercado”, afirma Eduardo Lima, diretor executivo de criação da Wieden+Kennedy São Paulo. A manager director, Fernanda Antonelli completa “ampliar a atuação dentro de um cliente é sempre uma excelente notícia, mostra que nosso comprometimento e criatividade foram reconhecidos e isso dá um gostinho todo especial”.

A primeira criação da agência para Fanta foi o lançamento do “Plantão Fanta – Notícias com mais cores, apresentado pelo jornalista Evaristo Costa, onde a marca coloriu os breaks dos noticiários no dia considerado o mais cinza da semana, segunda-feira. Com curadoria do UOL, o novo quadro exibiu as notícias mais divertidas do Brasil e do mundo durante os telejornais da emissora. A ação fez parte do start de Colorful People, novo posicionamento global da marca, lançado no Brasil na última segunda-feira, 11 de janeiro, como Galera com mais cores”.

Leia Mais
Publicidade

Com apoio da Três Meios, ação da Kroton oferece voucher de Uber para estudantes irem ao ENEM

Que a Kroton tem em sua essência a inclusão muita gente já sabe, e – logicamente – assim deveria ser em suas campanhas. Para o novo ciclo de captação, as marcas vêm reforçando a importância do ensino na vida das pessoas, e para que isso ocorra, está dando uma ajuda para todos os estudantes que forem prestar o vestibular para o ENEM 2020.

Ao se inscrever em um portal de uma das marcas da Kroton, o estudante ganha automaticamente um voucher de ida de volta da Uber para os dois dias de prova do ENEM.

A ação – que contou com o apoio da Três Meios, empresa especialista no segmento OOH com mais de 30 anos de mercado – ajuda a reforçar toda uma estratégia de cross media que vem sendo feita desde novembro, com a cantora Iza como garota-propaganda, reforçando a importância da representatividade, onde podemos ter um mundo mais justo para todos, com o mote da campanha #paratodomundopoder.

A Três Meios está presente nos principais formatos de mídia OOH, online e offline e tem apoiado, com frequência, campanhas que visam a inclusão e o bem social.

Leia Mais
Publicidade

WK cria para Old Spice

Um amigo te aguenta quando você cheira mal, mas um amigo de verdade te conta quando você cheira mal. O problema é que dá para contar nos dedos os colegas afeitos a revelações malcheirosas.

Para romper com esse tabu, Old Spice transforma a constatação do fedor em uma verdadeira declaração de amor entre amigos e apresenta o novo desodorante em barra da marca por meio de um vídeo musical e conteúdo digital.

Criada pela Wieden+Kennedy São Paulo, a campanha tem veiculação no Brasil e na América Latina, conteúdo digital e influencers no plano de mídia.

Confira aqui:

Ficha Técnica:

AGÊNCIA: Wieden+Kennedy São Paulo
CLIENTE: P&G
PRODUTO: Old Spice
TÍTULO: Se Você Ama Seu Amigo, Conte Pra Ele (Que Ele Cheira Mal)
DURAÇÃO: 110s
DIRETORES EXECUTIVOS DE CRIAÇÃO: Eduardo Lima | Renato Simões
DIRETORES DE CRIAÇÃO: Rafael Melo | Felipe Paiva | José Ferraz
REDAÇÃO: Rafael Melo
DIREÇÃO DE ARTE: Felipe Paiva | José Ferraz
RTV: Regiani Pettinelli | Fernanda Moura
ATENDIMENTO: Ana Clara Grana | Isabel Rudge | Bruno Capasso | Carolina Cury | Eduardo Faustino
PLANEJAMENTO: André Troster | Marcelo Chabes | Angel Pinheiro
DATA STRATEGY: Eliel Guilhen | Rubens Santos
SOCIAL STRATEGY: Gabriel Marchi | Igor Rezende
MEDIA: Caio Melo | Guilherme Salgueiro | Carla Tassi
PRODUTORA: Rebolucion
DIRETOR DE CENA: Guimo Sartori
DIRETOR DE FOTOGRAFIA: Rhebling Jr
DIRETOR DE ARTE DE CENA: Pedro Henrique Rodrigues
PRODUTOR EXECUTIVO: Ciro Cesar Silva
PRODUCER: Mariana Khuri
FIGURINO: Andre Braune
EDITOR: Leon Mosditchian
PÓS-PRODUÇÃO: Warriors VFX
COLOR GRADING: Marla Color Grading
PRODUTORA DE SOM: LOUD+
DIREÇÃO MUSICAL: Gustavo Garbato
PRODUÇÃO MUSICAL: Equipe LOUD+
ATENDIMENTO PRODUTORA DE SOM: Jin Park | Karina Amabile | Priscila Miranda
APROVAÇÃO CLIENTE: Alexandre Toledo | Manuel Navarrete | Alan Chernovetzky | Guthier Mello

Leia Mais
Publicidade

Confira os vencedores do Prêmio Caboré 2020

Promovido pelo Meio e Mensagem, a 41. edição do Prêmio Caboré aconteceu na noite de ontem em cerimônia realizada no Unimed Hall, em São Paulo.

Concorreram ao prêmio deste ano, 42 indicados, dos quais 33, disputaram o troféu pela primeira vez.

Neste ano, diferentemente das edições anteriores, a entrega das 14 cobiçadas corujas foi transmitida ao vivo e online.

Confira abaixo, a lista dos vencedores desta edição do Prêmio:

Dirigente da Indústria da Comunicação
Fiamma Zarife (Twitter)

Profissional de Veículo
Aline Moda (Google)

Serviço de Marketing
Kantar

Profissional de Inovação
Andre Fatala (Magalu)

Profissional de Atendimento
Carolina Vieira (David)

Veículo de Comunicação – Produtor de Conteúdo
CNN Brasil

Produção
Kondzilla

Profissional de Mídia
Mauricio Almeida (Publicis)

Veículo de Comunicação – Plataforma de Mídia
Globoplay

Profissional de Planejamento
Renata Bokel (WMcCann)

Profissional de Marketing
Ilca Sierra (Via Varejo)

Profissional de Criação
Sophie Schonburg (Africa)

Anunciante
Ambev

Agência de Comunicação
Africa

Leia Mais
Publicidade

Sprite incentiva incentivar consumidores a se refrescar em casa e ter uma vida mais Fresh

Ação conta com um time de mais de 200 influenciadores digitais, além de celebridades como Dani Calabresa, Mumuzinho e Rafael Portugal

 

Muita coisa se perde quando temos que ficar dentro de casa no verão, mas uma coisa a gente ganha: o direito de ficar pelado. É com essa verdade que Sprite lança o movimento “Pelados e Refrescados”, incentivando os consumidores a aproveitar os dias de quarentena como vieram ao mundo e sem sair de casa.

Sprite quer que as pessoas tenham momentos de refrescância física e mental ao longo dos dias quentes em que estarão em casa. Por isso, apresenta um novo jeito de se refrescar por meio de uma ruptura na rotina das pessoas. Independentemente de cor, peso e sexo, o intuito da marca é criar um novo momento de descontração para o consumidor, sempre de forma bem humorada e incentivando que todos tenham orgulho do próprio corpo, de forma leve, simples e segura.

“Por conta da pandemia, tivemos que nos isolar em casa e, por isso, abrir mão de muitas coisas das quais gostamos: sair com os amigos, festas, aniversários, casamentos… No entanto, além de proteger quem amamos, existe outra grande vantagem nisso tudo. Sozinhos em casa, podemos usufruir da liberdade de nos refrescar da maneira mais livre possível: tomando uma Sprite sem roupa”, conta Pedro Abbondanza, diretor de marketing da marca no Brasil. “Queremos que as pessoas vivam o lado positivo de tudo o que estamos passando e, por isso, vamos incentivar o público a se refrescar de um jeito que só a quarentena permite”, completa Abbondanza.

Além do filme-convite, haverá uma ação promovida pela #PeladoseRefrescados que conta com um pacote de stickers nas redes sociais – que podem ser usados pelo público gratuitamente – e de um time com mais de 200 influenciadores de diferentes corpos e estilos, entre eles Dani Calabresa, Rafael Portugal e Mumuzinho, reforçando que o movimento é aberto e democrático.

A comunicação é assinada pela Wieden+Kennedy São Paulo. Para Eduardo Lima, diretor executivo de criação da agência, “a campanha é uma forma tão simples quanto democrática de ficar à vontade em casa. O tipo de leveza que é refrescante e natural a todos nós”. Para capturar essa essência descontraída de bem estar, o diretor de cena Bruno Shintate (Corazón) revela que “para deixar os personagens à vontade de fato, alguns deles foram gravados em suas próprias casas como cenário, dando ainda mais verdade às situações”.

O convite para participar do movimento pode ser visto no YouTube da marca. E, em breve, o Porta dos Fundos abordará o tema em uma esquete especial que será veiculada na MTV e no Comedy Central, além das redes do próprio Porta.

 

FICHA TÉCNICA:
AGÊNCIA: Wieden+Kennedy São Paulo
TÍTULO: Pelados e Refrescados
CLIENTE: Coca-Cola
PRODUTO: Sprite
DIRETORES EXECUTIVOS DE CRIAÇÃO: Eduardo Lima | Renato Simões
DIRETORES DE CRIAÇÃO: Rafael Melo | Felipe Paiva | José Ferraz | Mariana Borga
REDATOR: Rafael Melo
DIRETOR DE ARTE: Felipe Paiva | José Ferraz
ILUSTRADOR: Felipe Paiva
RTV: Regiani Pettinelli | Fernanda Moura
MANAGING DIRECTOR: Fernanda Antonelli
ATENDIMENTO: Ana Clara Grana | Tathiana Januário | Heloisa Artioli
PLANEJAMENTO: André Troster | Lais San Galo | Izadora Feldner
SOCIAL STRATEGY: Gabriel Marchi | Felipe Zyman
MÍDIA: Aga Porada | Caio Melo | Guilherme Salgueiro | Tayna Perpetua | Carla Tassi
PRODUTORA: Corazón Filmes
DIRETOR DE CENA: Bruno Shintate
DIRETOR DE FOTOGRAFIA: Fabio Politi
DIRETORA DE ARTE DE CENA: Barbara Besouchet
PRODUTOR EXECUTIVO: Renato Chabu
LINE PRODUCER: Marcella Kaulino
COORDENADOR DE PÓS-PRODUÇÃO: Fernando Souza
FINALIZADOR: Breno Amorim
MONTADOR: Marcelo Vogelaar
MOTION DESIGNER: Rafael Braga
COLORISTA: Acaun
PRODUTORA DE SOM: Evil Twin Music
DIREÇÃO MUSICAL E PRODUÇÃO: André Faria | Murilo Faria | André Namur
ATENDIMENTO PRODUTORA DE SOM: Juliana Tangary | Carolina Couto
FINALIZAÇÃO ÁUDIO: André Namur
APROVAÇÃO CLIENTE: Poliana Sousa | Pedro Abbondanza | Carla Dart | Bruno Alonso | Ana Paula Krainer | Carolina Silva

Leia Mais
Amigos do Mercado

Confira os vencedores da 4ª edição do prêmio Amigos do Mercado

Terminou às 23h59 desta quarta-feira, 25, a tão disputada votação para a quarta edição do prêmio mais amigável do mercado publicitário. Entre tantos memes e pedidos inusitados de votos, o grupo do Amigos do Mercado movimentou até o meio artístico nas campanhas dos candidatos. Pâmela Araújo, da Ogilvy, foi a vencedora com o maior número de votos, com 682 votos na categoria Mídia. Em diversas categorias, o vencedor só pôde ser de fato confirmado no último minuto.

 

Confira abaixo a lista dos vencedores, por categoria:

 

ANUNCIANTE
Glaucia Martinelli (Vivo) – 369 votos

 

BI
Ricardo Minervino (Disney) – 337 votos

 

CRIAÇÃO
Marília Costa (Leo Burnett Tailor Made) – 269 votos

 

PROFESSOR
Lelo Brito (Mackenzie) – 485 votos

 

ATENDIMENTO E NEGÓCIOS
Sabrina Pozella (Pullse) – 368 votos

 

CONTENT
Jade Gimenez Toledano (Viacom) – 291 votos

 

ESTAGIÁRIO
Carlos Alves (Grey) – 299 votos

 

EXECUTIVO
Vanessa Gregoraci (SBT) – 599 votos

 

OPERAÇÕES
Thais Bilbao (Globo) – 354 votos

 

MÍDIA
Pâmela Araújo (Ogilvy) – 682 votos

 

INTELIGÊNCIA DE MERCADO
Jemerson Farias (R7) – 278 votos

 

PLANEJAMENTO
Maurílio Filho (WMcCann) – 236 votos

 

PROFISSIONAL DE APOIO
Vera Vidal (VMLY&R) – 261 votos

 

RECURSOS HUMANOS
Gustavo Bronzelli (AlmapBBDO) – 219 votos

 

O AMIGO DO MERCADO
Luciana Valério (SBT) – 429 votos

 

 

Leia Mais
Opinião

A representatividade de minorias nas campanhas publicitárias do BrasiL

Os últimos acontecidos, no que diz respeito ao racismo, me faz lembrar e reafirmar do quanto ainda é injusto a representatividade dessas minorias nas marcas, na frente de grandes publicidades, capas de grandes editoriais, ganhando frente, voz e vez. Assim, esse texto carrega muitas entre-palavras, porque o que escrevo aqui, ainda assim, é muito pouco do que sinto e do que penso sobre esse tema.

Em uma breve pesquisa no Google sobre o tema é fácil enxergar como ainda engatinhamos no que diz respeito a pouca visibilidade das minorias na publicidade. Em um dos sites, que
fala sobre um estudo realizado pela Elife e a agência SA365 sobre diversidade na publicidade brasileira, analisou 5.261 posts no Facebook e no Instagram feitos por 20 dos principais anunciantes brasileiros entre janeiro e dezembro de 2019, trouxe os seguintes dados:

– Grupos minoritários como LGBTQIA+ corresponderam a somente 4% das peças publicitárias, sendo identificados a partir de figuras públicas e demonstrações afetivas nas publicações.

– A presença de pessoas com deficiências (PCDs) que respondem por 1% das amostras.

– Negros, a porcentagem de participação caiu dez pontos percentuais em relação ao período anterior de comparação.

– Grupos como os amarelos tiveram representatividade em menos de 1%.

– A presença de grupos indígenas não foi registrada em nenhum dos materiais coletados.

Dados estes que dão vergonha, mas que mostram que o viés da publicidade do Brasil ainda tem muito para crescer e as marcas precisam agir e fazer as minorias “virarem estratégias” também, além do básico que é mostrado.

Enfim, qual o nosso papel diante disso? O que a gente pode fazer pelas minorias hoje? Discussão essa que abre várias possibilidades, podemos tirar disso tudo: somos únicos e a representatividade está estampada no nosso rosto. Que saibamos dar frente, voz e vez às minorias, pois o espaço a ser conquistado por elas ainda está só no começo.

Leia Mais
Conteúdo

Como o marketing sensorial impulsiona suas vendas?

Em um mundo instantâneo, conectado e viciado em distrações, as experiências é que são responsáveis por fazer os consumidores pararem e prestarem atenção no seu negócio. Assim, focar apenas em exibir seu produto já não é mais tão relevante quanto a alguns anos atrás.

Por isso, o marketing sensorial se tornou um investimento interessante para quem deseja fixar a marca na mente dos consumidores.

Afinal, perceptivelmente ou não, valorizamos bastante os pequenos momentos, sejam eles excêntricos ou cotidianos. A sensação de tomar um café fresco pela manhã, o alívio de sair de uma rotina pesada de trabalho ou mesmo a alegria de ver um vídeo de gatinhos são algumas das sensações que podem fazer parte da sua estratégia de marketing.

O segredo que nos esquecemos sobre os exemplos acima é que nossos cinco sentidos são peças fundamentais para trabalhar com o marketing sensorial. Mas como podemos definir o que é o marketing sensorial? Quais benefícios ele pode trazer para o seu negócio? Como criar estratégias eficientes?

É baseada nessas reflexões que a Três Meios se propôs a criar este artigo. Separe alguns minutos do seu dia e confira se o marketing sensorial é a estratégia ideal para você que deseja alavancar suas vendas!

 

Marketing sensorial: o que é?

A primeira coisa que precisamos compreender sobre o marketing sensorial é que em nenhum momento tentamos “empurrar” o produto para o cliente. Nada de dizer que você tem grandes descontos ou de ficar exibindo características sobre o seu produto.

Todas essas práticas estão diretamente relacionadas à parte racional do nosso cérebro, e não é essa a região que você está tentando atingir.

Pode não parecer, mas quando nossa parte emocional (ou inconsciente) toma as rédeas do pensamento, deixamos em segundo plano o nosso racional. Quantas vezes você já se pegou pensando sobre uma atitude que tomou para só depois entender que o acontecido fora apenas consequência de um impulso incontrolado?

Esse é apenas um dos exemplos que demonstram a potência do nosso emocional, e ele é importante! Importa porque age com intensidade na decisão de compra do consumidor.

Assim sendo, você já pode inferir que o marketing sensorial é capaz de oferecer uma experiência estabelecedora de conexões emocionais com o cliente.

Ora, mas seria esse um tipo de neuromarketing?

Não exatamente. Apesar do marketing sensorial trabalhar com nosso sistema nervoso, não há como engloba-lo dentro do neuromarketing, eles possuem propostas diferentes.

No próximo trecho, segue a principal diferença entre o neuromarketing e o marketing sensorial.

 

Por que não neuromarketing?

Apesar de ambas as práticas estarem relacionadas ao cérebro humano, o neuromarketing e o marketing sensorial são bem diferentes entre si.

No neuromarketing utilizam-se estudos neurológicos para as práticas de marketing: é a busca por padrões e comportamentos de compra dos consumidores.

O neuromarketing e o marketing sensorial trabalham com aquilo que é sensível ao consumidor

Tal como as sensações, os padrões de comportamento estão relacionados mais à nossa parte inconsciente e menos às decisões conscientes. Por outro lado, a análise comportamental explora mais a nossa essência “automática” — ou seja, se baseia naquilo que fazemos sem pensar. O neuromarketing estuda, em sua maioria, os hábitos.

A abordagem do marketing sensorial é diferente: enquanto o neuro se preocupa em explorar atividades habituais e utiliza delas para influenciar sua decisão de compra, o marketing sensorial apela para os momentos especiais usando, para tanto, os cinco sentidos.

Normalmente, os sentidos explorados são conectados àquelas memórias afetivas ou nostálgicas como o cheiro do bolo da avó, do perfume da esposa ou o sentimento de paz que alguns têm ao se deparar com o campo.

Resumindo: o neuromarketing estuda o que é habitual enquanto o marketing sensorial estuda o que é especial. Abaixo, você confere três das principais vantagens alcançadas nas vendas quando se conta com o marketing sensorial.

 

3 vantagens do marketing sensorial

  1. Cria vínculo emocional

Se você estimula boas memórias ao público, é possível que comecem a associar uma sensação semelhante à sua marca. Ou seja, sempre que sentirem um cheiro correlacionado a esta memória ou olharem para o seu slogan, vão se lembrar da sua marca;

 

  1. Estimula o desejo de compra

Quem nunca viu uma Coca-Cola gelada em um dia de calor e não ficou, de súbito, com vontade de tomar um refrigerante? A sensação de frescor da bebida estimula sua vontade de comprá-la, e esse é um sentimento poderoso;

 

  1. Desenvolve identidade

O marketing sensorial não apenas serve para estimular as boas memórias e sensações, mas para vincular sua marca a elas.

As esfihas do Habib’s são um bom exemplo: só pela observação você já se torna capaz de distinguir qual alimento pertence à rede de fast-food e qual foi feito por outra lanchonete ou restaurante.

Por que o marketing sensorial funciona?

Desde o início deste artigo até o presente momento você percebeu uma forte tendência produzida por nossas sensações na capacidade de raciocínio, certo? Esse é o principal motivo pelo qual o marketing sensorial funciona.

Mas não pense que isso pode ser feito de qualquer jeito, pois seu mau uso corresponde ao efeito contrário da proposta: espantar sua clientela. De uma maneira ou outra, o marketing sensorial afetará o público, e o melhor é que saibamos como usá-lo para aproveitar seus efeitos positivos.

Afinal, assim como a associação das sensações positivas pode impulsionar um consumidor para a compra, errar na estratégia pode fazer com que ele sinta algum tipo de repulsa, evitando se aproximar de você.

O potencial de transformar os consumidores em admiradores da sua marca ou de fazê-los sentir uma forte conexão com suas propostas é justamente a razão pela qual o marketing sensorial tem sucesso, e dificilmente será substituído no futuro.

 

3 cases bem sucedidos de marketing sensorial

  1. Dunkin Donuts: os bolinhos do Dunkin Donuts são reconhecidos no mundo inteiro, e a marca faz questão de aproveitar isso.

Uma das ações mais conhecidas no marketing sensorial foi o momento em que a empresa colocou dispensadores de aroma em um ônibus na capital da Coreia do Sul, distribuindo o cheiro característico do café servido nas lanchonetes da marca

É claro que a ideia não surgiu apenas para deixar o veículo cheirando a café: o aroma foi dispensado de maneira estratégica, sempre que um anúncio da marca era transmitido pela rádio interna do ônibus.

  1. Hotel Marriott: usando a tecnologia de realidade aumentada — aquela usada no popular game Pokémon Go —, o Hotel Marriott levou seus hóspedes a incríveis destinos de viagens. E nota-se: em toda experiência havia disponível um hotel da marca.
  2. McDonald’s: além de ser uma rede de fast food, o McDonald’s é um gigante do marketing. Tanto que é impossível dissociar a combinação de cores vermelha e amarela da marca, caracterizada pelos famosos “arcos dourados” em um fundo vermelho.

 

Como usar o marketing sensorial para vendas?

Notou que, dentre os três exemplos, ao menos um dos sentidos corporais era estimulado? Neles é que estão a base do marketing sensorial, e cada uma das sensações pode ser aproveitada de uma maneira diferente.

Para demonstrar como a utilização do marketing sensorial impulsiona suas vendas, vamos exemplificar, logo abaixo, uma estratégia para cada um dos nossos cinco sentidos!

 

5 estratégias, cinco sentidos

  1. Audição

Também chamado de marketing sonoro, o uso da audição pode ser um gatilho para que sua marca seja identificada de longe. Uma boa estratégia é contratar um especialista para criar uma música exclusiva para sua marca.

Apostar naquela trilha sonora única faz parte do marketing sonoro

Se você é do Rio de Janeiro, certamente se lembra da música do Metrô Rio (e talvez ela esteja tocando em sua cabeça nesse exato momento). Podemos dizer que esse também é um case bem sucedido de marketing sensorial.

Outro case de sucesso, é o da empresa Mahogany, que decidiu impactar mais o seus consumidores utilizando uma playlist em suas lojas. Mas não foram quaisquer músicas, a marca decidiu pensar em canções que que iam na direção no modo como a empresa se posiciona no mercado.

Dessa forma, toda vez que um consumidor ouve uma determinada música, ele pode remeter à Mahogany.

  1. Olfato

Sua marca não precisa ter um produto com um cheiro característico como no exemplo do Dunkin Donuts. Essas fragrâncias também podem estar associadas a memórias comuns.

Por exemplo, se você possui uma confeitaria que faz bolo artesanal, pode usar dispensadores de aroma com o cheiro de bolos tradicionais caseiros, como bolo de milho, aipim ou chocolate.

Embora não estejamos sempre atentos a isso, os cheiros marcam nossa experiência cotidiana

Muitos consumidores comiam esses “bolos de avó” na infância. Por isso, esses cheiros certamente ativarão uma sensação nostálgica daquela época, atraindo-os para a sua loja.

Um exemplo que deu muito certo foi a empresa Heinz que, para divulgar seu novo sabor de Ketchup bacon e cebola caramelizada, instalou em alguns abrigos de ônibus, na Av. Brigadeiro Luiz Antonio, um dispositivo que disparava o aroma de cada sabor.

As pessoas que estavam aguardando o ônibus podiam sentir o cheirinho do produto, aguçando a fome dos que são apaixonados por bacon e cebola caramelizada. Com isso, as chances do público comprar o novo produto quando for ao mercado são maiores, já que eles já sabem o cheirinho do ketchup.

  1. Paladar

Seu produto tem um sabor particular, mesmo que seja algo tão comum quanto batata frita? Você chegou a este sabor por conta de alguma combinação de temperos que a concorrência não conhece? Então aproveite essa oportunidade e use-a como parte de sua estratégia de marketing sensorial para vender mais!

Faz parte do marketing sensorial os sabores marcantes e as lembranças particulares

  1. Tato

Este talvez seja o mais complicado, e muitas vezes é confundido como um marketing de experiência. Mas você também pode explorá-lo como marketing sensorial, e as lojas de móveis são bons exemplos.

Já reparou que os móveis são dispostos nas lojas como se o ambiente fosse uma sala de estar? Pode parecer bobo, mas isso é feito para lhe passar a sensação de familiaridade, de como seria se a sua própria sala estivesse mobiliada com aqueles produtos. Tentar dispor seus produtos de uma maneira que simula a experiência sensorial já vivida pelo consumidor pode ser uma boa ideia!

Outra forma de atingir seu público, através do tato é fazer como a marca de Pão Açúcar: buscando divulgar seu novo jeito de vender, colocou gôndolas virtuais OOH nas estações de metrô Butantã e Faria Lima, em São Paulo. A intenção era mostrar ao passageiros como fazer compras pode ser prático e rápido.

Para isso, os passageiros que precisavam apenas baixar o aplicativo da rede varejista e fazer suas comprar através do leitor de código de barras. A ação foi muito bem recepcionada e a rede conseguiu atingir seu público de uma forma inusitada;

  1. Visão

De outro lado, a visão acaba sendo a opção mais fácil para elaborar estratégias de marketing sensorial. Tal como as esfihas do Habib’s, facilmente reconhecíveis, e a logo do McDonald’s, que pode ser vista de longe, pense em estratégias que utilizam determinadas cores que destacam seus produtos de maneira a conectar e impressionar seus clientes.

Isso pode tanto ser feito com produtos premium quanto com os mais básicos. Já viu os vídeos da famosa batata de Marechal, aquelas que inundaram a internet na época das Olimpíadas do Rio 2016?

Mostrar como as batatas são dispostas na marmita e na sacola foi o suficiente para atrair a curiosidade não só dos cariocas, mas de diversos brasileiros (e até estrangeiros), que formaram filas em frente à barraca. Vale mencionar que o bairro de Marechal Hermes não fazia parte do circuito olímpico.

O McDonald’s acabou de ganhar o Grand Prix de Outdoor por sua ação,chamada de campanha “Next Exit”  de padronização do sistema de sinalização rodoviário e metropolitano, facilitando a chegada dos consumidores até as lojas mais próximas deles.

A ideia foi usar as curvas da letra M como uma espécie de anúncio minimalista, com frases como “Próxima saída” “À sua direita”.

Dessa forma, a rede de fast food atingiu seu público usando o marketing sensorial, através de uma campanha simples e que condizia com a imagem da marca.

Gostou do conteúdo? Quer saber mais de OOH? Fale com a Três Meios.

Leia Mais
1 2 3 133
Page 1 of 133