close

sbt

Marketing

Panetone da Chiquititas é lançado pelo SBT e Village

Há 1 mês do Natal o Homem do Baú já mexe os pauzinhos para colher mais frutos do que já está colhendo com a nova versão nacional de Chiquititas. Em parceria com a Village, o SBT lançou uma linha de panetones com gotas de chocolate para atrair a criançada. Exibida desde o meio do ano, a novela infantil é uma das grandes atrações da emissora e, por consequência da parceria, já é responsável por alavancar 30% da produção do panetone para as festas de final de ano.

Atualmente, o SBT possui contratos firmados com quase 40 empresas para a confecção de produtos licenciados.

Leia Mais
Publicidade

31 filmes concorrem ao prêmio de “Melhor Comercial do Brasil 2013”

No dia 26 de Março, um júri formado por 21 profissionais do mercado escolherá o melhor comercial do Brasil 2013, em premiação organizada pelo SBT.

A lista com os 31 filmes selecionados para a disputa foi divulgada na última semana e entre eles estão grandes sucessos recentes da publicidade nacional como "Sem papel – ITAÚ", "Moderninho – IPIRANGA" e os diversos filmes da Visa, criados pela Almap.

Aliás, a AlmapBBDO se destaca na lista com 7 filmes indicados para os clientes Ambev, O Boticário, Pepsi e Visa. É a agência com o maior número de trabalhos indicados.

Confira aqui a lista dos indicados:

“Sem papel”, da Africa para Itaú
“Hotel”, da AlmapBBDO para Antarctica Sub Zero
“Viagem”, da AlmapBBDO para O Boticário
“Festinha”, da AlmapBBDO para Pepsi
“Tradutor”, da AlmapBBDO para Pepesi
“Vanusa”, da AlmapBBDO para Visa
“Tintura”, da AlmapBBDO para Visa
“Floricultura”, da AlmapBBDO para Visa
“Sala de espera”, da DPZ para Itaú
“Nó”, da DPZ para Itaú Personnalité
“Despedida”, da F/Nazca S&S para Skol
“Roupa nova”, da F/Nazca S&S para Skol
“Caideira, da F/Nazca S&S para Skol 360
“Maria Antonieta”, da Giovanni+Draftfcb para Sky
“Caveirinhas”, da Leo Burnett Tailor Made para Nova Schin
“Xaveco”, da Lew’Lara\TBWA para Delícia
“Sozinhos”, da Lew’Lara\TBWA para Nissan
“Maria Gadú”, da Loducca para Nextel
“Ricardinho”, da Loducca para Nextel
“Strip”, da NBS para Bob’s
“Folgado”, da Neogama/BBH para Renault
“Desliga você”, da Ogilvy para Claro
“Celebre seu Chevrolet”, da Salles Chemistri para Chevrolet
“Pamonha”, da Santa Clara para Neosaldina
“Tipo wi-fi”, da Talent para Net
“Informação”, da Talent para Ipiranga
“Loucos”, da Talent para Ipiranga
“Moderninho”, da Talent para Ipiranga
“Kids”, da WMcCann para Bradesco
“Re-Brasil”, da Y&R para Itaipava
“Repetição”, da Y&R para Protex

Leia Mais
Mídia

Embarque nesse Carrossel

E hoje tem início no SBT, a versão brasileira da telenovela de sucesso, Carrossel!

A novela mexicana que no início dos anos 90 foi sucesso na tela da emissora de Silvio Santos, está de volta, porém, desta vez, em versão tupiniquim.

A temática será a mesma da versão gringa. Escola, um bedel, ummenino pobre que se apaixona por uma menina rica.

De caras conhecidas, somente a pequena Maysa, figurinha carimbada da emissora. Todo o restante do elenco é formado por caras novas na telinha da TV.

Orçado em mais de R$200 mil por capítulo, a "Carrossel brasileira" terá a todo, em torno de 260 capítulos.

Um alto investimento do "homem do baú" que também espera alcançar bons resultados com a novela.

Na primeira versão de Carrossel, o SBT chegou a bater 25 pontos de audiência.

Porém, hoje a realidade é bem diferente e Silvio Santos sabe bem disso. Ontem, em seu programa, ao receber os atores mirins que farão parte da novela, Silvio disse que espera ao menos 15 pontos de média para a novela.

Porém, nos bastidores da emissora, comenta-se que 5 pontos de média já estaria de bom tamanho.

Vale lembrar que a novela será transmitida sempre às 20h30, mesmo horário do Jornal Nacional, da TV Globo.

Vamos esperar para ver como será essa nova versão e se realmente conseguirá comover as crianças como fizeram: Cirilo, Maria Joaquina, Jaime Palilo e Sr. Firmino.

Boa Segunda-Feira a todos!

Leia Mais
Mídia

SBT apelando para mensagem subliminar?

Silvio Santos mais uma vez chamou a atenção do mercado e principalmente de seus telespectadores.

Para divulgar a estreia de Carrossel, que acontece no dia 21, a emissora lançou inúmeras mensagens "subliminares" no meio de sua programação.

De forma propositalmente tosca (assim quero crer), frames com mensagens alusivas à nova novela do SBT surgem nos mais variados programas na grade da emissora.

Achei ruim demais!

Não viu ainda? Então veja agora e tire suas próprias conclusões:

 

Leia Mais
Opinião

O que achei da entrevista com Alexandre Gama

Bom dia pessoal fiel ao Blog do Crespo.

Antes de mais nada, peço desculpas pela instabilidade do Blog do Crespo nos últimos dias.

Estamos passando por um sério problema e não temos o Blog no ar por alguns instantes.

Tudo está sendo ajustado para que em breve tenhamos esse espaço funcionando 100% do tempo, como é e deve ser.

Não deixe de nos visitar diariamente, hein!

Mas o assunto do post de hoje é outro.

Ontem, zapiando pela TV, encontrei no SBT, o programa "De Frente com Gabi", que curiosamente e felizmente, dava início à entrevista com o publicitário Alexandre Gama.

Nunca tinha visto uma entrevista com ele em TV, apenas na mídia impressa e me surpreendi com sua simplicidade no jeito de falar e entender as coisas.

Alguns pontos mencionados por ele durante a entrevista, me chamaram a atenção.

Vamos à eles:

Quando questionado sobre a qualidade e importância da formação acadêmica em Publicidade, respondeu que hoje as escolas possuem um ensino e uma dinâmica muito melhor que na época dele, enquanto estudante. Mas que ainda assim, o que se encontra hoje, é um ensino muito longe do desejável. Ou seja, ainda não é o suficiente!

Segundo ele, em Publicidade, nos dias de hoje, muito mais vale a prática do que a teoria. 

Penso que é exatamente assim que o mercado vem atuando nos últimos anos. Ninguém está preocupado com sua formação acadêmica, até porque não acreditam na qualidade dela. O que importa é por onde você passou e quais clientes você atendeu.

Culpa de quem? Da academia por não melhor ensinar, mas culpa principalmente do mercado, que faz questão de se distanciar das escolas de Publicidade.

Uma outra questão abordada por ele e que achei corajoso demais por parte dele levantar, foi quanto à eficácia do uso de redes sociais por anunciantes.

Segundo Gama, a agência dele, no caso a Neogama/BBH, é reconhecida pelo mercado exatamente por desenvolver bons trabalhos. Porém, quando se trata de redes sociais, a agência dele não é referência no assunto, já que ele mesmo, não acredita no poder dessas ferramentas tão utilizadas pelos anunciantes, nos dias de hoje.

Gama disse que não estava alí colocando juízo de valores no uso das redes sociais, direcionando sua opinião para o certo ou o errado e tal, mas que não acreditava na eficácia do formato para os anunciantes.

Quando questionado pela entrevistadora Marília Gabriela, disse que quando seus clientes querem adotar essa linha, encontram empresas parceiras que melhor desenvolvem o serviço.

Como disse acima, achei corajoso demais da parte dele, ir na TV e falar que ele e sua agência não atestam o uso das redes sociais. É no mínimo, curioso, mas achei que pelo menos, foi bem argumentado por ele. Ainda assim, não concordo, mas respeito a sua visão, por tanto tempo de experiência no mercado.

Por últmo e não menos importante, falou sobre os custos das cotas de grandes patrocínios, como Olimpíadas ou Copa do Mundo. Diz entender o alto valor dos pacotes e enquanto existir empresas adquirindo cotas desses pacotes é porque vale a pena, uma vez que avaliações desses projetos são fetias e refeitas a todo momento pelos anunciantes.

Opa, aí é comigo. Minha vida em mídia é fazer avaliação de grandes pacotes, como Futebol Global, BBB, Carnaval, etc.

Depois de anos avaliando propostas chego à uma conclusão bombástica, rsrs. Se for avaliar, vacila, vem outro e compra.

Lógico que tem que existir uma base, uma lógica na valoração e no custo benefício daquilo que recebe como proposta comercial, mas avaliar alí, na unha, linha por linha, só é possível se o anunciante tiver uma prioridade no fechamento do pacote. Nesse caso sim!

Mas se a compra da cota estiver em disputa por dois ou três concorrentes da mesma categoria, um desses compra e só depois que vai avaliar a entrega de mídia. 

É um risco, mas é assim que funciona!

Escrevi bastante hoje, né?

Boa Quinta-Feira a todos!

Leia Mais
1 2
Page 1 of 2